10 dicas para você não querer ser modelo plus size

Por Renata Poskus Vaz

O título deste artigo pode parecer um tanto quanto pessimista. Sei que aquela coisa de dizer “acredite em você, persista, não desista nunca etc” é muito bacana. E é mesmo. Desde que estejamos acreditando e apostando em nossas verdadeiras vocações. Quando se aplica a ser uma modelo plus size também é excelente insistir, persistir, desde que se tenha uma real visão acerca deste universo, dos obstáculos e de suas potencialidades neste quesito. Por isso, hoje, ao invés de uma matéria com dicas para ser uma modelo plus size, decidi escrever uma lista de motivos para você não ser. Este artigo foi feito com base em depoimentos de minhas seguidoras do Facebook.

1)    Muita modelo para pouco trabalho

 Há uns 4, 5 anos eram poucas as modelos no mercado plus size e essa minoria trabalhava bastante. A modelo não precisava ser linda, maravilhosa e tampouco existia um padrão para classificá-las como aptas ou não para este trabalho. Até porque, anos atrás, poucas eram as “corajosas” que assumiam suas curvas e se predispunham a fotografar para “grifes de gorda”.

A quantidade de novas grifes e de antigas que passaram a investir em catálogos aumentou muito. Mas a quantidade de aspirantes a modelo cresceu muito também. E não proporcionalmente, infelizmente. Hoje, há uma legião de gordinhas querendo realizar o sonho de ser modelo, mas não há grifes suficiente para absorver essas aspirantes.  E mesmo as que conseguem uma oportunidade, levam muitos “nãos” antes do primeiro trabalho, o que pode ser frustrante.

Conclusão: Se você não está preparada psicologicamente para toda essa concorrência e para possíveis reprovações em castings, não tente ser uma modelo plus size.

2)    Você pode não ter perfil para modelo plus size

Mayara Russi, manequim 52

Como disse logo acima, antes não existiam padrões para modelo plus size. Com excesso de candidatas, as exigências foram aumentando. Da mesma forma que nem toda magrinha bonita consegue ingressar na carreira de modelo, nem toda gordinha bonita conquista sua oportunidade no mercado de modelos GG. As características físicas desejadas pelos contratantes atualmente são: corpo proporcional estilo ampulheta ou corpo formato pêra (com quadril largos, sem exagero), desde que a modelo não tenha pouco seio. Os manequins prediletos são o 46 e 48, mas o mercado tem boa receptividade também para as profissionais que vestem de 44 a 50. Há exceções, como Mayara Russi, que veste 52.

Silvia Neves: perto dos 40 anos, com muito sucesso

A pele deve ser bem cuidada, sem espinhas, acnes e manchas (celulite e estrias estão liberadas, sem exagero!rsrs). O cabelo esperado quase sempre é o de comprimento médio ou comprido, que permite maior variação de penteados (mas nada impede de você ter cabelos curtos e usar aplique, quando preciso).  A preferência é por modelos altas, acima de 1,65m e com idade até 30 anos. Há quem fuja a regra, como as modelos Marcia Ornellas, Silvia Neves e Marcia Saad, que já completaram ou estão prestes a completar 40 anos e continuam trabalhando – e muito!

As Marcias: Saad e Ornellas

Uma dica que dou quando me perguntam: “tenho perfil para ser modelo plus size?”  é que a aspirante se compare com as modelos que trabalham atualmente no Brasil e veja se o seu perfil físico se assemelha ao delas. A opinião não precisa vir de um estranho, mesmo que seja um profissional da área, porque somos adultas e maduras suficientemente para não uma autoanálise. Obvio que uma modelo com um perfil bem diferente possa mudar todo esse padrão atual, como Gisele Bündchen mudou o perfil das modelos magrinhas, por exemplo. Então lá vem a pergunta para você que é completamente diferente das modelos plus size em atuação na atualidade: “você acredita que vai revolucionar o mercado GG? Acredita que tem esse “q” a mais? Então, vá em frente!”.

Conclusão: Se você é linda e maravilhosa, mas não está dentro do padrão atual das modelos plus size, tem duas opções: tentar mudar esse cenário insistindo até que alguma grife invista em seu perfil, ou não tentar ser modelo plus size.

3)    Os cachês são baixos

Fluvia Lacerda: a top que diz ganhar 30 mil por trabalho

A gente abre o jornal e lê uma notícia em que Fluvia Lacerda diz ganhar 30 mil em um único trabalho como modelo plus size. Isso enche os olhos. E enche mesmo. Mas tirando Fluvia, nunca ouvi ou conheci alguém que divulgasse  e/ou provasse receber um cachê tão substancioso. Os cachês mais altos costumam vir de catálogos de lojas de departamento, comerciais de TV e grandes marcas que não trabalham apenas com o público GG. São cachês que variam em média de2 a5 mil (e quase sempre você tem que pagar de30 a40% para uma agência que intermédia sua participação).

Ok, você vai pensar que isso é bom demais. Mas quantos catálogos de lojas de departamento, grandes marcas ou comerciais com gordinhas você viu este ano? A maioria dos trabalhos, vêem de confecções e lojas plus size que pagam de400 a2 mil de cachê. E há quem não pague nada.

Além disso, você deve ter em mente que essas empresas fazem catálogos apenas duas vezes ao ano. Em junho, julho mais ou menos começam a fotografar as coleções de verão. E em novembro as coleções de inverno. Só.

Cleo Fernandes, que trabalha todos os meses

Conclusão: Se você precisa de dinheiro para pagar contas ou para contribuir no orçamento familiar, não tente ser uma modelo plus size. Se der sorte ou tiver beleza, perfil, talento e vocação como as Tops Mayara Russi e Cléo Fernandes, terá trabalho (e dinheiro!) todos os meses. Caso contrário, poderá ficar no vermelho por muitos meses, mesmo que seja bem rígida com suas finanças;

4)    Ter disposição para trabalhar exclusivamente como modelo plus size

Simone Fiuza: trabalha exclusivamente como modelo plus size

Há alguns anos, como não existiam muitas modelos plus size disponíveis no mercado, a meia dúzia que trabalhava no setor poderia até conseguir ter um emprego fixo. As lojas, sem opções, adequavam suas agendas à agenda da modelo. Quase sempre as fotos eram feitas em horários alternativos e/ou aos fins de semana. Hoje, com excesso de oferta de modelos, as grifes seguem seus cronogramas e as modelos é que se adéquam a eles.

Além disso, como há grande oferta de modelos, são realizados castings, que são seleções presenciais, que podem acontecer a qualquer dia ou horário. Quase sempre funciona assim: você manda a sua foto, se passar na primeira triagem precisa comparecer a um casting presencial na hora determinada pelo cliente. Lá, vão outras pré-selecionadas também. Tudo isso consome tempo, muito tempo.

Conclusão: a não ser que você tenha um chefe camarada, que te libere quando for preciso para os castings e trabalhos, não tente ser uma modelo plus size.

5)    Paciência para lidar com panelinhas

Existem no mercado da moda das magrinhas e no mercado GG não seria diferente. Eu, por exemplo, sou super a favor das panelinhas, que prefiro denominar “relações de confiança”. Querem um exemplo? Preciso de uma modelo loira manequim 48 para indicar para um cliente. Quem indico, uma modelo 48 linda que conheço pessoalmente e sei que tem uma excelente postura profissional ou aposto em uma modelo com beleza semelhante, mas cujo profissionalismo (ou falta dele)  desconheço e que pode me comprometer profissionalmente?

É só olhar para dentro das suas próprias casas. Você colocaria em casa uma diarista ou uma babá para seus filhos sem conhecê-la, sem indicações ou sem buscar referências? No mundo plus size é igual. Mas não significa que novatas não terão sua chance.

Erica Calderal: sem book, na persistência e na cara-de-pau conseguiu seu primeiro trabalho

Erica Calderal, por exemplo, modelo do Rio de Janeiro, que já fotografou para a Elegance (sonho de consumo de qualquer modelo plus size), não era amiga de nenhuma pessoa que pudesse favorecê-la em seleções e, mesmo assim, integrou o casting selecionadíssimo de modelos da marca. O segredo ela me contou: passou dias enviando suas fotos (pessoais, pois ela não tinha book) para as marcas prediletas e solicitando uma oportunidade como modelo plus size. Calhou da Elegance estar procurando uma modelo de pele morena ou negra manequim 46 e Erica reunia essas características além de ter talento e vocação.

Conclusão: Se você não tem paciência para conseguir sua primeira oportunidade, não tente ser modelo plus size, pois pode demorar muito tempo.

6)    Lidar com egos inflados, fofocas etc

 Como disse acima, sou super a favor da valorização das relações de confiança. Mas fazer grupinho para denegrir, ofender, desmerecer ou prejudicar uma concorrente profissional é o fim da picada e, infelizmente, isso rola muito no meio plus size. Para nosso consolo (ou desespero) não é exclusividade nossa esse tipo de comportamento. Dizem as más línguas que as modelos magrinhas também vivem em pé de guerra. Muitas vezes, você entra em um lugar, faz seu trabalho direitinho e mesmo assim vira alvo de fofocas por parte de “colegas”. Se cumprimentar e for atenciosa com todo mundo é chamada de pegajosa, falsa ou bajuladora. Se disser somente o necessário é chamada de seca, metida e mal criada. Enfim, lidar com tantos egos mega inflados não é fácil.

Muitos falam em união entre a classe, mas a maioria das modelos plus size não vão te dar indicações, te convidar para castings e nem te indicar agências. Não se engane.

Conclusão: Se você não está preparada para um mundo de vaidades, não tente ser modelo plus size.

7)    Disposição para fazer o próprio Marketing

Jovianny Sierascky mantém um site de divulgação com todos os seus trabalhos

A modelo é um ser humano, fato. Mas neste cenário a modelo também é como um produto. É necessário sempre cuidar desse produto: trate bem do seu corpo, do seu cabelo e manter um material atualizado. Monte uma página no Facebook e alimente-a com seus trabalhos, como um portfólio virtual.  Se engordar, emagrecer, cortar radicalmente o cabelo, tingi-lo, faça novas fotos. Não é necessária nenhuma super produção, apenas uma foto para mostrar como você está atualmente. Assim como fez Erica Calderal, envie suas fotos para as confecções e produtores. Não espere que façam isso por você e lembre-se sempre que quem não é visto não é lembrado. Fique de olho nas postagens na internet que divulguem seleções para catálogos e desfiles. Faça isso todos os dias, incansavelmente.

Conclusão: Se não tiver tempo para o marketing pessoal, não tente ser modelo plus size.

8)    Fotografar com roupas que você jamais compraria

Fluvia Lacerda para Vogue Itália

Como modelo você sabe que precisa trabalhar. Como um ser humano responsável, você jamais fotografaria para uma grife que usasse roupas feitas com peles de animais, ou que fossem feitas com trabalho escravo ou matéria prima roubada. Fato. Isso é crime. Mas e fotografar roupas feias, que você não gosta, não é um crime consigo mesma? Em um mercado tão concorrido, você deixaria um cachê graúdo de lado simplesmente porque não curte as roupas da grife?

Uma modelo profissional tem que vestir uma roupa horrorosa e fazer cara de felicidade. Até mesmo porque o seu gosto pode não ser o mesmo de outras pessoas, consumidoras em potencial. Eu mesma canso de ver modelo ser chamada para um trabalho e, quando chega lá, quer mudar a roupa com o argumento de que não gostou daquele modelo, ou porque não combina com ela etc. Um absurdo!  A modelo é um cabide e as roupas que ela fotografa não devem necessariamente exprimir a sua personalidade.

Conclusão: Aceitou um trabalho, então faça cara de “to linda!” e não reclame. Ou então, não tente ser modelo plus size.

9) Banalização do termo “modelo plus size”

Hoje, qualquer gordinha sai dizendo por aí que é modelo plus size. Basta entrar no Facebook e você verá: “Fulana de tal, modelo plus size”. O status que esse termo poderia conferir, hoje, já virou motivo de piada. Modelos plus size de verdade evitam colocar a descrição de suas atividades em seus perfis justamente por conta dessa banalização. Há também aquelas que dizem ser modelo há mais de “x” anos e não tem um único trabalho remunerado em seu portfólio para comprovar. Compartilham fotos de lingeries ou seminuas em poses semi-ginecológicas tiradas em casa, sem nenhuma produção ou cuidado, na tentativa de atrair atenção e acabam gerando a errônea ideia de que as modelos plus size são desfrutáveis ou vulgares, o que não corresponde com a realidade da maioria que trabalha verdadeiramente com isso. Isso gera uma série de aborrecimentos para quem trabalha de forma séria, por conta das comparações muitas vezes injustas.

Conclusão: Se não quer receber propostas indecentes de homens pela internet que te confundem com as “modelos plus size” não atuantes , não tente ser modelo plus size. 

10) Você pode ser feliz mesmo não sendo modelo plus size

Eu achava que ser modelo plus size mudaria minha vida

As vezes a gente insiste em ser modelo plus size porque quer o reconhecimento e aprovação alheia. Falo com propriedade de causa, porque em 2007, mesmo no fundo do poço da baixa-estima, fiz meu primeiro desfile como modelo plus size. Eu queria que me achassem bonita, que me aceitassem como sou. Entretanto, a grande mudança em minha vida não aconteceu porque desfilei na TV para uma grande marca de moda GG. A grande mudança aconteceu dentro de mim, não quando os outros passaram a me achar bonita, mas quando eu mesma me achei bonita, por dentro e por fora. Foi quando reconheci em mim as minhas mais fortes potencialidades, e minha beleza não era a maior delas. Percebi que eu ra determinada, esforçada, que escrevia bem e que conseguia tocar as pessoas com minhas idéias e meu jeito de olhar a vida. Vi que, com isso, poderia investir em minha carreira como jornalista e, posteriormente, de empresária e consultora de moda. Continuei, é claro, fazendo alguns trabalhos como modelo, mas como um aditivo, um passatempo. O que me realiza é me comunicar com meu público fiel, seja na TV ou por meio das redes sociais.

Conheço mulherõesadormecidos que também são obcecadas com a idéia de ser modelo para obter esse mesmo reconhecimento que eu buscava. Mulheres que podem se tornar excelentes enfermeiras, secretárias, donas de casa, advogadas, empresárias, professoras, diaristas… Mas acham essa vida normal pequena demais, ou insuficiente demais para conquistar a admiração alheia. Na verdade, essas mulheres devem mudar primeiro a visão que têm de si mesmas para só depois entenderem que não é só o trabalho de modelo plus size que lhes dará essa sensação de reconhecimento.

Conclusão: Se a sua intenção é conquistar a admiração alheia, não tente ser modelo plus size. Antes, admire-se primeiro!

About these ads

127 Comentários

Arquivado em Uncategorized

127 Respostas para “10 dicas para você não querer ser modelo plus size

  1. Hannah Perez

    Parabééns Rê! P-E-R-F-E-I-T-O!

    • renatavaz11

      Obrigada! :)

    • Andréia Araújo da Siilva

      Eu adorei, e agora tenho certeza do que eu quero, quero tudo isso pra mim, não é só um sonho mais sim realização profissional, e tenho certeza que vou conseguir. Obrigada!

    • INGRID JOBIM

      MUITO OBRIGADA PELAS DICAS, TODAS PRECISAMOS VER OS DOIS LADOS DO OFÍCIO, PARA TUDO NA VIDA HÁ DUAS RESPOSTAS UMA BOA QUE NOS ILUDE A OUTRA A DURA REALIDADE, OS OBSTACULOS E DIFICULDADES, SOU APAIXONADA POR PROGRAMAS, ARTIGOS, LOJAS DE VESTIDOS DE NOIVA, CENAS DE CASAMENTOS , ENFIM CERTA VEZ ME PARARAM NA RUA E ME CONVIDARAM PARA TIRAR UMAS FOTOS E FIZERAM DE NOIVA FICARAM LINDAS D+, O QUE CRESCEU MUITO MEU GOSTO POR ESSE ESTILO E NÃO TENHO BOOK, NEM SOU MAGRA, QUERO SER MODELO DE VESTIDOS DE NOIVA QUE SÃO RARÍSSIMOS EM TAMANHOS GRANDES, HÁ ALGUNS MAS NEM TANTO. MORO NA GRANDE PORTO ALEGRE-RS-MUITO OBRIGADA INGRID JOBIM

  2. Mariana Lombardi

    Muito legal esse Post, esta de Parabens Renata, Penso exatamente assim, gosto de ver as dicas sob a moda plus size, Mais acredito que nem todo mundo tem vocação para ser modelo plus size, inclusive eu. parabensss!!

  3. Agora, quando me pedirem “Fábio, fala pra Renata Poskus olhar minhas fotos!!! pfv!!!” eu as mandarei para este artigo. Excelente. :)

    • renatavaz11

      Quando eu passo linsk do blog mulherão em que há dicas para ser modelo plus size, as meninas costumam não gostar muito não. Mas fica difícil para mim atender todas as pessoas que me procuram querendo saber sobre isso.

  4. Renata q post maravilhoso! Adorei! Divino, mto real, concordo em gênero , número e grau e acrescento que eu adoro fotografar e ser fotografada, adoro moda, se eu tiver a oportunidade de fazer um trabalho desde q não interfira nos meus compromissos ou q me agrade, farei, mas fora isso, eu tb não sirvo pra ser modelo plus size! E o mais legal de tudo é q essa busca ás vezes por esse glamour como vc falou vem da necessidade de descobrir em vc esse lugar q só vc pode se dar. É mto legal saber q vc achou esse lugar e q ajuda tantas outras meninas a encontrar tb, e a sua responsabilidade ,como uma das pioneiras na defesa das gordinhas, ao passar esse alerta é muito importante pq mostra tb o seu caráter! bjoss e brilhe cada vez mais!

    • Mariana Correia

      Linda a sua colocação! Concordo plenamente…
      Também adoro moda e fotografia e me acho linda (sem modéstia!), e faria trabalhos que não interferisse em minha profissão.

    • renatavaz11

      Muca, eu adorooooo me fotografar. Quando consigo algum trabalho saio divulgando, gosto de receber elogios, ma snão dependo disso para ser feliz. É um aditivo, apenas isso. :) Beijos e saudade (não foi me visitar no RJ, né?)

  5. nadia

    P E R F E I T O !!

  6. Lêh

    Adorei o post, por ele pode ver que nao me enquadro neste mundo, nao temho paciencia, sofro com os naos da vida.

  7. Nossa Rê vc se superou nessa matéria. Excelente!!! Com a onda de “plus size” que temos vc alertou para vários pontos que ninguém comenta. A maioria das meninas acreditam que a profissão é só glamour, é só fazer foto bonita, com roupa bonita e só, mas quem trabalha sabe que não é bem assim, o trabalho é enorme e não é fácil. Mais uma vez Parabéns!!!!

    Ahhhhh, e obrigada por me colocar nessa matéria :)

    • renatavaz11

      Silvinha,

      E olha que enfoquei pouco, bem pouco, o que se passa no trabalho mesmo em si. O desgaste, cansaço, sessões exaustivas de fotos etc. Quem ve de fora não consegue imaginar o desgaste que sofremos, né?

      beijos

  8. Rê, realmente muita gente precisava dessa sacudida! O que acho mais engraçado nos perfis é quando ela escrevem modelo “Plus Size”. Será que essa moda pega? rsrsrs… as magrinhas vão escrever modelo “Low Size”. rsrsrsrs

    • renatavaz11

      Rafa,

      É, não são modelos. Por exemplo, quem faz faculdade de Direito, mas não trabalha na área é, no máximo, um bacharel de direito e não um advogado. Quem fez book e nunca trabalhou na área é uma aspirante à modelo plus size e não uma modelo plus size de fato.

      • Alessandra Linder

        FATO! Depois meteram a boca uma vez em um post no meu face que comentei que GORDA e Plus Size é a msm coisa ….. Pq não colocam fulana de tal GORDA rs

  9. Érica Calderal

    Para quem está pensando em se tornar modelo Plus só pq é gordinha, destaco o ponto: “Conheço mulherões adormecidos que também são obcecadas com a idéia de ser modelo para obter esse mesmo reconhecimento que eu buscava. Mulheres que podem se tornar excelentes enfermeiras, secretárias, donas de casa, advogadas, empresárias, professoras, diaristas… Mas acham essa vida normal pequena demais, ou insuficiente demais para conquistar a admiração alheia. Na verdade, essas mulheres devem mudar primeiro a visão que têm de si mesmas para só depois entenderem que não é só o trabalho de modelo plus size que lhes dará essa sensação de reconhecimento.”

    E para as veteranas, fica a fica da tia Renata: “Aceitou um trabalho, então faça cara de “to linda!” e não reclame.”

    Mas, confesso que ri com essa parte: “Compartilham fotos de lingeries ou seminuas em poses semi-ginecológicas tiradas em casa..”

    Fica a dicaaaaaaaaa…… kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…..

    Rê, obrigada por me colocar no meio dessas modelos e amigas lindas, sinto-me lisonjeada em compor um post com essas beldades do mundo Plus!

    Muito obrigada por tudo! ; )

    Bjuuuuuuu… =*

  10. A D O R E I!!!!!
    Acho mesmo é que falta auto crítica e bom senso pra muitas… Desmistificar ou mostrar o pouco glamour da profissão também é importante! Trocar o certo pelo duvidoso pode te deixar sem nada no final… Você pode ser feliz e participar dessa “revolução” da moda, se aceitar e mostrar pro mundo sua beleza sem se atribuir o título de modelo ou miss Plus Size… Você pode gostar de tirar fotos e aprender a ficar bem nelas apenas por satisfação pessoal, sem fazer disso uma fixação e se frustrar depois…

    Afff acho que falei demais e sem nexo… Frases soltas, reflexões sobre o belo artigo e sobre o que já vivenciei na nossa “panelinha” rs

    Bjks

  11. Olá, Renata!
    Adorei o seu texto, acho que ajuda os mulherões a entenderem que somos belas e admiráveis exercendo a profissão que seja e que o mais almejável do mundo plus não é o “status”, o reconhecimento ou o cachê e sim a auto-estima e a garra que estas grandes mulheres nos transmitem em cada um dos seus trabalhos bem realizados.

    Bjos

  12. Nossa Renata mandou bem ! Parabéns.
    Vou compartilhar no meu perfil, pois muita gente precisa ler isso.
    Continue assim seguindo sempre a sua intuição e bom senso. Sucesso !!

  13. Excelente artigo!
    Sempre acompanho em off … mas nesse, tive que mostrar a cara!
    MTo bom!!

    =*

  14. Amiga, perfeito, esclarecedor, inteligente e sensato, e espero que ajude a muitas mulheres a se encontrarem de verdade.
    Sou exemplo de que não precisamos ser modelo de nada para sermos admirados, o que precisamos é antes de tudo termos um relacionamento íntimo de amor e compreensão conosco mesmos. Antes de desejar a admiração dos outros, é necessário que a gente se admire primeiro.
    Beijoss

  15. Adorei…certeza que as “modelos plus size” vão cair matando na matéria!!kkkkk….

    Flá Passoni

  16. Paula Regina

    Renata, parabéns.
    Voce foi no córtex e mostrou, como em toda profissão, nem sempre a vontade e o desejo são capazes de abrir portas. A todo um contexto por trás, que, bem ou mal, aponta quem serão as escolhidas.

  17. Érika Calderal, te amo. A paz. bjos

  18. Muito legal mesmo… tem vários motivos expostos aqui que me fizeram ver que eu não tinha o perfil de modelo, o principal era tempo, pois já tenho uma carreira que não posso me dar ao luxo de jogar pro alto…

    Mas graças a Deus tive 2 grandes oportunidades: o Book e o FWPS, mas não no quesito profissional… com eles eu pude realmente ver que a gente pode ser bonita independente do peso… e eu com certeza me tornei uma pessoa mais feliz depois disso…

  19. Tamara Rune

    Vc realmente é uma mulher e tanto e escreve MUITÍSSIMO bem.
    Mais com todas as dicas para não ser modelo plus, me deu mais vontade ainda de tentar encarar tudo isso, só tenho que me organizar para saber por onde começar.Renata minha flor muito obrigada por dicas exelentes .

  20. MIchele Barreto

    Rê essa sua matéria não poderia ter sido melhor e clara, colocando abertamente valores, nãos, contratempos, frustrações etc…
    Segue meus Parabéns e minha admiração!!!!
    bjo

  21. Falou tudo Renata.
    Muito bom o texto sobre sua vivência nesse meio.
    Bjs,

  22. Ana Peres

    Adorei!!! Muito bom e esclarecedor!! Bjs

  23. Mariane Brandino

    Parabéns Re, muitas pessoas não tem coragem de expor o mundo da moda igual foi feito nesse blog. Sempre acompanho as novidades e dicas que você escreve que estão em alta, mas este post, ao meu ver, abriu os olhos de muitas mulheres merecendo comentários vangloriosos.

    Beijooos..
    Fica com Deus.

  24. Ana Paula

    Muito esclarecedor o post! Mas não concordo com uma coisa!
    Sei que a culpa não é sua, obviamente, mas quanto as caracteristicas dos corpos acho muito injusto aceitarem apenas modelos com corpo ampulheta ou pêra, afinal não existe apenas esses dois tipos de corpos!

    Bjs!

    • renatavaz11

      Por isso que quando vou na TV eu levo sempre modelos com corpos diferentes, para todo mundo se sentir representado. Agora, para as grifes terem modelos com outros tipos de corpos, elas teriam que ter roupas para todos os tipos de corpo o que, infelizmente, não acontece sempre. :(

  25. Jacqueline Chicralla

    Sensacional. Gostei dessa visão.
    E não é por nada não, essas quarentonas tão com a pele melhor que duas de vinte!

  26. Beatriz Fraga

    Excelente o post. Vida de modelo não é fácil, como nada na vida é. Já tive um gostinho dessa vida, vi que não era para mim e resolvi voltar para minha vidinha de veterinária que me faz muito feliz. E olha que nem fiz nada grande, era uma loja nova aqui da minha cidade, a primeira especializada em tamanhos grandes, vc comprava a roupa e era convidada a participar do desfile de divulgação da loja. Achei legal, fez muito bem para minha auto estima, mas trabalhar como modelo plus size definitivamente não é pra mim.

  27. Vanessa

    Desculpe se o termo parecer vulgar, mas esse post é simplesmente “Fodástico”! Parabéns!

  28. Jornalista, com J MAIÚSCULO!!!!!!!!!!!!!! Muito bom!

  29. Achei bem legal… não é qualquer pessoa que consegue lidar com o outro lado da moeda… Bjs…

  30. Day

    Parabéns pelo post, Renata! E mais do que isso, obrigada.
    Esse post é quase como um “tapa na cara”: não diz o que queremos ouvir, mas o que precisamos saber. Bronca de mãe também é assim e é o que a gente ouve de melhor praticamente por toda a vida, né?!
    Eu assumo que a carapuça de querer ser “modelo plus size” pra ser aceita está caindo como uma luva em mim. Me acho bonita (do tipo “você tem um rosto lindo”, “seu sorriso é demais”), mas não confortável no meu manequim 48/50. Pensando agora, criticamente, tenho a impressão de que, se conseguisse um trabalho como modelo, veria que outras pessoas me acham bonita, e me faria sentir melhor com relação a meu corpo.
    Adoro fotos, mas faz tempo que não me sinto bem nelas, nem nas minhas roupas.
    Acho que preciso acordar pra necessidade de inversão da ordem da mudança. Me aceitar antes de querer que me aceitem… E, se um dia eu tiver que ser modelo, que seja, né?! E que EU me ache linda, nem que seja no meu álbum pessoal de fotografias!!

    Enfim, muito obrigada pelo sacode, renata! =)
    Um beijo!

    (em tempo: adoooro o blog, e estou sempre buscando novidades por aqui. e por onde anda a dani?)

    • Oi linda, adorei o que escreveu sobre se aceitar primeiro antes de buscar a aceitação alheia. É bem por aí mesmo.

      Sobre a danizinha, ela está fazendo faculdade de psicologia e estágio em uma escola, acompanhando um aluno com sindrome de down e não tem mais tempo para se dedicar ao Blog Mulherão.

  31. Qual o tipo de modelos que voces procuram As “G”,”GG”,”EGG” ou as “OBESAS”?
    Pois vejo as modelos da Plus Size e nao vejo nenhuma modelo gorda porque?
    Na minha opiniao voces poderiam contratar modelos a cima dos 150 quilos pois assim as gordinhas teriam de certa forma onde inspirar em relacao ao modo de se vestir, pois alem dos preconceitos elas sofrem tambem muito com a falta de opcoes de roupas.
    Pense nisso por favor.
    Beijos e Muito Obrigado pela atencao.
    Thiago Admirador de Gordinhas.

    • Renata

      Thiago, por favor, me da um autografo, pq vc É o Cara!!!!!! rsrsrsrs…Se eu fosse a Dilma, ergueria um monumento em sua homenagem! E olha que eu visto 46 heim… bjs pra ti fofo.

      • Mas Renata olha so 46 nao e grande nao.
        Pra voce ter uma nocao falo porque minha mulher e gorda, gorda nao obesa o manequin dela e 70 e por isso que perguntei qual o motivo por nao ter modelos que sao realmente gordas pois se e voltado para o publico gordo, bom nao sei se voce ja viram as bbw do “Bodacious Magazine” sao exemplos de inspiracao pois sao gordas mas elegantes e tenho muitos outros sites que sei e sempre olho para ter uma idea de como vestir minha mulher e em relacao fotos pois as fotos sao lindas iguais as modelos, pois gosto de tirar fotos dela faco tudo para vela feliz e de bem consigo mesma.
        Por tanto so gostaria de saber porque nao tem modelos gordas na Plus Size?
        Obrigado pela atencao
        Thiago Admirador de Gordinhas.

    • renatavaz11

      Thiago,

      Lindo, como você gosta, admira e sente tesão por mulheres acimados 150 Kg, obvio que não vai achar uma mulher que usa manequim 46 gorda. Este blog é feito por mulheres plus size, que usam a partir do manequim 44. Eu uso 46/48 a Keka usa manequim 50, a Litha 52. E nossas dicas são para mulheres que usam mais ou menos o nosso manequim. Pois, infelizmente, ainda não há lojas em que vendam roupas acima do manequim 60.

      Beijos,

      Renata

      p.s: Já que é super apoiador da causa e um maridão, pq não ajuda a sua esposa a criar um blog para mulheres acima dos 150 Kg? Eu te ajudo a divulgá-lo. Abraços

      • O problema nao e divulgacao e sim roupas para tal.
        Entao posso dizer que nao e exatamente gordas que voces apoiam e sim medio corpo podemos dizer assim ne, pois se fosse voltado para as gordas com certeza teria que ter pelos menos uma gorda no Plus Size.
        Obs: Nao Admirar nao tem nada a ver com tesao, pois eu me vejo da seguinte forma.
        Eu sou Admirador de gordinhas; Gosto de ver gordinhas nas ruas reparo como se vestem, vejo sites de gordinhas para postar no meu face, orkut myspace, meu blog, meu site, tudo que faco penso nas gordinhas e posso dizer que meu mundo gira em torno de gordinhas, pois sei muito bem os preconceitos que as mesma sente.
        Agora tesao sinto na minha mulher pois e ela que esta comigo, do que adianta eu ver uma gorda enorme sentir tesao nela, sento que nao posso te la?
        Por isso lhe digo eu sou Admirador de Gordinhas. Agora tem muitas que dizem ser Admirador mas querem mesmo e so Sexo com elas e nada de compromisso, acho que a minha intensao e de sempre levantar o astral delas pois ja sentem muito preconceito por serem assim e muita rejeicao pela sociedade.
        Bom Renata queria saber o porque de nao ter gordas isso voce me respondeu agradeco pela atencao e pela compreensao e peco desculpas pelas palavras usadas aqui.
        Obrigado, Sucesso no seu Blog e para Plus Size tambem e continue assim pois esta fazendo um belissimo trabalho na divulgacao das modelos gordinhas.
        Beijos.
        Thiago Admirador de Gordinhas

  32. Danielle

    Oi! Queria saber de onde é esse vestido M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O q a modelo Simone Fiuza está usando nas fotos, please!!! Preciso dele já!! Bj.

  33. nina pires

    Amei o artigo ! Sempre achei que para tudo que se faça é preciso a avaliação critica e infelizmente vejo pessoas que se dizem modelos plus size mas não tem a menor noção do que é ser realmente modelo plus….meus parabens a quem luta com armas eticas e curvas convincentes e conseguem entrar nesse mercado cada dia mais disputado…Parabens a todas !

  34. Renata

    Sabe Renata, eu acompanho seu blog pq assinei a newlester (é assim que chama?não sei…) e curto a maioria dos seus posts, inclusive ja participei do Dia de Modelo ( e detestei, só pra constar o desabafo que nunca fiz aqui, porem respeito o trabalho pq sei que muitas meninas vão e vibram…) mas tem certas coisas que vc escreve que me fazem refletir se vc esta na profissão certa. Sim, pq as vezes me parece que vc tem muito pouca paciencia com a insistencia e com o sonho das meninas que são as mesmas que te pagam para fazer um book no “Dia de Modelo”. Acho que vc deveria mandar um email com essas informações e essa meteção de pau para todas que pretendem se increver para as fotos, antes de se increverem, ou talvez, vc deveria escrever essas coisas no proprio corpo do comercial do “evento”. Acho que isso já reduziria em grande parte esse problema que vc citou, das “falsas Plus Size” brotando aos borbotões.

    Felizmente, eu qdo fui, não tinha a intenção de modelar mesmo pq nunca tive vocação pra nenhum tipo de exibicionismo publico, sou timida e reservada, mas me coloco no lugar das que foram com esse intuito, e a decepção que sentem ao te ler qdo tem esses surtos de ” novatas e pretendetes só enchem o saco e incham o mercado de trabalho, e isso deixa as modelos atuais inseguras…sumam!!!”

    Renata, vc esta nesse meio e quem entra na chuva se molha mesmo amiga…sua cara é ter paciencia e não ficar escrachando, afinal essas mesmas que vc critica são as que te dão oportunidade de fazer o seu trabalho, pois o que seria desse show business Plus Size sem as gordas que se sentem AS Plus Sizes, lindas, maravilhosas e vaidosas? Seria o que era antes delas…um zero à esquerda pequeno e limitado!
    Esse é o seu publico amiga…não vai parar nunca, pelo contraio a tendencia é aumentar cada vez mais, acredite. Seja gentil, afinal vc é uma formadora de opinião e deve ter tato, ou não????

    Talvez vc sinta raiva ao ler esse comentario, afinal todas aqui são só confetes pra vc, e seu ego talvez tenha dificuldades com as criticas, o que seria aceitavel mediante tantos elogios, não sei (vou saber depois da moderação…) mas quero deixar claro que não é uma critica pessoal, afinal nem te conheço pra tanto. Esse comentario é meu ponto de vista como leitora, como gorda (46/48) e como mulher.

    Eu realmente entendo essas meninas querendo um trabalho, “umzinho” que seja só pra poder esfregar na cara de toda aquela gente (principalmente familiares) que não podem te ver colocando uma bolacha na boca pra disparar com a idéia fixa de um regime, ou mesmo aqueles que não falam mas te olham com reprovação por causa do seu peso…Ah que dadiva não deve ser poder andar com um catalogo de moda embaixo do braço com a sua “caroça” estampada nele pra usar como uma especie de ALVARÁ PARA SER GORDA”.

    A diferença é que as modelos são as gordas com alvará de funcionamento, e as as “NÃO MODELOS” são as gordas piratas, ou camelôs!!!! Sempre tem quem olha torto, principalmente quem tem o Alvará…rsrsrsrs

    Podem não admitir, mas TODAS as gordas, modelos ou não, sonharam com esse dia só pra ter esse alvará pra comer sem culpa, justificando a si mesmas e aos outros “que podem comer e manter sua forma “plus”, afinal, fulano e cicrana podem não gostar, mas tem um mundo ao meus pés que adora, que tira fotos e que inclusive me pagam para ser gorda.” Isso deve ser a mais que Gloria dos ceus a nivel de libertação psicologica.
    Vai dizer que isso não conta? Vai dizer, por exemplo, que sendo uma medica gorda a pessoa pode calar a boca dos outros com relação ao seu peso simplesmente mostrando seu CRM. Até pode, mas de looooonge não teria o mesmo impacto “calante”.

    Alem disso, esse papinho e essas garotas que ficam chorando as magoas de quão dificil é a vida de uma modelo, acho que nunca fizeram uma faxinha pra saber que vida dura é a de Diarista, ou de Telefonista, ou de atendente de telemarketing, ou de Policial, ou mesmo de médica, advogada, enfermeira, dona de casa…Vida dura é trabalhar 8 horas ou muito mais por dia faça sol ou faça chuva, e ao chegar em casa no final do dia encarar o segundo turno de filhos, marido, casa, jantar…. Tudo isso sem nenhum glamour ou paparico, ou registro fotografico dos seus esforços minha gente… Então deixemos de lado as xurumelas e vamos entender que TODAS as mulheres do mundo gostariam de trabalhar como modelo/atriz/cantora, isso é sonho de infancia que nem ser policial/bombeiro/exercito para os meninos.

    São sonhos que abandonamos na medida da realidade que os anos trazem. Agora tem uma grande parcela de pessoas que nunca abandonam o sonho, mesmo sabendo, lá no fundo que não é para eles, seguem a vida normal, mas criam maneiras de viver sua fantasia sem prejudicar ninguem, muitas vezes na internet…Que mal há nisso (ah esse quadro piora um pouco qdo recebe o incentivo de um bombardeio de imagens e comerciais mostrando pessoas iguais a elas fazendo aquilo que elas sonharam em fazer… Vc contribui de certa forma com isso Renata)

    É… essa é a minha opinião isolada… (bem extensa eu diria)
    Detesto esses posts com esse contexto, acho mal educado e fora de proposito para um blog como o seu…ainda mais qdo vc vende “DIAS DE MODELOS”…oi????????

    bjsssssss ;)

    • renatavaz11

      Renata,

      Tudo bem?

      Quando criei o Dia de Modelo foi pensando em mim. Na ocasião, eu já havia feito trabalhos como modelo e não queria fotos para investir na carreira, queria fotos para recuperar minha autoestima já que, na ocasião, eu estava me achando a mosquinha do cocô do cavalo do bandido. O evento chamava “Dia de Modelo” justamente porque se refere a um dia em que a mulher viverá o glamour de ser uma modelo plus size. Um Dia. Não a vida de modelo. A eternidade como modelo.

      Tanto é que as meninas que me ligam ou em escrevem para saber se com o book do Dia de Modelo conseguirão ser modelos profissionais eu sou bem clara em dizer que se tratam sim de fotos profissionais, mas que ter um book não é a garantia de se conquistar um trabalho. E que eu não sou agência e que mesmo que indique uma menina ou outra para algum trabalho isso representa só 20 a 30% de colocação no mercado das minhas clientes. Sou muito sincera, não iludo ninguém, caso contrário eu já estaria milionária. Se fosse irresponsável e dissesse só o que minhas leitoras e clientes querem ouvir eu faria 5 Dias de Modelo por semana e não 1 por mês ou a cada 1 mês e meio, apenas com pessoas cientes dos reais objetivos do meu trabalho.

      Hoje, felizmente, minhas clientes vão até mim justamente em busca desse resgate da autoestima. Uma ou outra querem com todas as forças ser modelo, algumas delas tem realmente perfil para isso e a grande maioria, graças a Deus, sabe que não sou responsável por seu sucesso ou fracasso na carreira.

      Embora respeite suas colocações, as estranhei muito. Lembro-me de cada uma de minhas 400 clientes e com vc não poderia deixar de ser diferente. Lembro-me de você chorando na cozinha, me abraçando e agradecendo por ter te tirado, por meio dos meus textos, de um estágio de depressão profunda, em que estava odiando a própria imagem, tomando remédios e odiando a própria vida. Nunca me esquecerei disso pois aquele foi um dos momentos em que tive certeza de que meu trabalho vale muito a pena. Em nenhum momento vc me disse que tinha a pretensão de modelar. Foi lá buscando o que o evento se propõe a fazer: resgatar a autoestima de mulheres que tem problema com a autoimagem.

      Com relação às modelos plus size, você deve estar enganada sobre elas ao dizer que o trabalho não é sacrificante. Eu, por exemplo, tenho hernia de disco e ficar 10, 12 horas sobre um salto de 15 cm acaba com minha coluna. Isso não é besteira.Isso não é fácil. Da mesma forma, não desmereço seu trabalho como investigadora de polícia, que muitos chamam de “coxinha”, repletos de preconceito. Eu poderia te pré-julgar como muitos fazem, sem valorizar seu trabalho. Mas atacar a profissão alheia, o trabalho alheio, não vai me fazer me sentir melhor. Tampouco valorizar minha profissão.

      Por fim, o que você considera como um escracho meu, na verdade é uma tentativa de mostrar realmente como este mercado funciona. Eu divulgo e valorizo a moda plus size, mas não vou mentir e dizer que todas as confecções são maravilhosas, o que não ocorre.

      Também não vou fingir que o mercado de trabalho para modelos plus size é maravilhoso, porque não é. Mesmo que isso me custe menos clientes, entende? Mais uma vez eu repito: não sou modelo. Poderia dizer que a carreira de modelo é maravilhosa e ficar milionária com meu Dia de Modelo, mas prefiro ganhar 400 reais honestos, com clareza e educação do que 400 mil reais mentindo, ludibriando, vendendo um conto-de-fadas que, como em qualquer profissão na vida, não existe.

      Bom, obrigada por sua participação.

      É sempre bom te ver por aqui.

      Renata

      • Renata

        Querida Renata

        Primeiramente muito obrigada por publicar meu comentario, e também por responde-lo com empolgação.
        Só quero acrescentar que qdo disse que não gostei do “Dia de Modelo” talvez não tenha me expressado corretamente. O que detestei no foi o Evento em si, mas o RESULTADO do trabalho qdo recebi o DVD.
        Na verdade eu tinha uma outra expectativa, devido ter visto um trabalho desses que minha amiga fez com uma fotografa no ABC (quase pelo mesmo valor que paguei) e ficou magnifico, com muito tratamento nas fotos, luzes diferentes…ah sei la…totalmente diferente da crueza das minha fotos. Eram fotos “de revista”…

        Na verdade, lá, no dia eu soube que não seria feito fotoshop nas fotos, não fiquei digamos, muito animada com a ideia, mas já estava lá, então me joguei.

        Imaginei que não teria os resultados que pretendia, e não tive mesmo. Olhei para cada uma das fotos e de la pra ca nunca mais me achei bonita como eu me achava antes!!!! Caí do cavalo, essa é a real…kkkkkkkk…..É, eu pude me ver de verdade, FATO. E acho passei a valorizar mais o tenho por dentro também.

        Também em nenhum momento da minha vida desejei ser modelo…não tenho perfil, nem vontade nem pique para ser modelo de NADA, nadinha mesmo…”eu quero é sossego”…kkkkkk

        Renata, saiba que NÂO MENTI QDO CHEREI NA SUA COZINHA. Tudo o que disse lá continua valendo, tanto que disse ser sua leitora assinante e que adoro a maioria dos seus posts. Não te associo ao “DIA DE MODELO”, e sim ao MODELO DE MULHER QUE VC È! Modelo esse que me inspirou e mudou minha vida. Nunca antes fui tão livre como depois de ter conhecido o universo Plus Size ATRAVÉZ de vc e do seu trabalho com o Mulherão. Esse blog me abriu as portas de mundo novo e totalmente desconhecido até então e hoje eu vivo esse universo de blogs e moda GG, e deixei de ler e ver coisas que não tinham nada a ver com quem eu sou fisicamente: Uma mulher gorda e vaidosa. E isso me libertou de correntes ancestrais que quase me mataram um dia.

        Como eu poderia não ser grata a vc, à sua irmã, e a todas as outras precursoras do “FAT PRID” no Brasil? Impossivel…

        Minha critica se baseia unicamente no ponto onde minha opinião diverge da sua com relação às novatas/aspirantes/desesperadas/insistentes-persistentes. Fico realmente chateada ao ver esses posts estilo “matralhadora giratória” em cima dos sonhos das gordinhas… Sei que não se pode iludir, mas desiludir seria mesmo o melhor caminho? Tem algumas que podem estar se apegando nessa ideia de modelo como uma tabua de salvação da auto-estima retalhada pelo preconceito de anos e anos…E o proprio tempo vai mostrar que o caminho não era aquele, acho que essa realidade não precisa vir em forma de latada na cabeça!!!! Essa minha opinião hoje, aos quase 40… Dez anos atraz talvez eu não pensasse assim sabe…

        E concordo com a chatice que deve ser essa insistencia de algumas garotas na sua “aba”. Tenho tolerancia zero com chatice, mas exatamente por isso não escolho lidar com publico e sim com ladrões e “esgotos” da sociedade onde posso enfurecer e escrachar pois eles merecem…

        Enfim, acho que realmente não vou mais (mais ainda) me prolongar nesse assunto pois respeito seu ponto de vista mesmo discordando nesse quesito. E admiro muito sua garra e empreendedorismo.

        Eu também luto a sua luta, mesmo que seja numa frente diferente.

        bj imenso e mais uma vez obrigada.

  35. Gente que isso !!!! perfeita a sua colocação vc tem o dom das palavras deveria fazer um blog eu te seguiria viu kkk adorei tudo que vc disse e tenho a mesma opinião só não sei expor como vc … mas incrível como vc disse tudo o que eu pensei quando li o artigo e depois vi as pessoas só elogiando , maravilhoso vc está de parabéns bjkas leitora do Mulherão.

  36. Adoreeii a matéria. Atualmente, por causa da variedade de sites plus size, as meninas meio que “surtam” e acham que ser modelo plus size é a melhor solução para uma vida perfeita. Esta matéria é um exemplo de que não devemos nos iludir por causa das grandes modelos que crescem a cada dia nas lojas e desfiles, pois, a verdadeira passarela se passa dentro de você, por mais que precisamos de uma aprovação e aceitação externa. Amo o blog de vocês, a cada dia mais sensacional xD

  37. Verônica

    Simplesmente ADOREI esta matéria e mesmo que algumas pessoas dizem para eu tentar ser modelo GG, depois disso, vi que não quero ser mesmo! Beijão

  38. andreia wong

    Renata fiz o ( dia do modelo) por duas vezes e sempre que eu puder quero fazer novamente pois qdo recebi seu convite p/ fazer as fotos percebi o seu carinho e respeito, e também sua honestidade pois em momento algun você e sua equipe prometeram algun trabalho ou que eu seria modelo pois tb não levo jeito algun para isso. Lendo vejo que você não acabou com o sonho de ninguem ( e nem com nos as gordinhas) apenas vejo como um alerta para as pessoas que se iludem facil ou não entederam qual a a mensagem do ( Dia do modelo) que serviu p/ aumetar meu auto estima e passar um dia diferente conhecendo pessoas e dando boas gargalhadas e ( comendo) kkkkkkk, não estou aqui para jogar confetes pois você já mostrou para todos a profissional que vc é !!!!
    ( Infelismente desperta muita inveja em gente incapaz) Sucesso!!

    Andreia Wong

  39. juliana braga dos reis

    ola boa noite , gostaria de saber quando terá outro desfile aqui em são paulo. gostaria muito participa. EU GANHEI O CONCURSO DO MACACÃO

  40. Renata

    (ERRATA)
    OPS..Eu CHOOOOOOOOREI na sua cozinha…e acho que CHEIREI sim o molho delicioso do cachorro quente que vcs serviram. rsrsrs

  41. renatavaz11

    Querida leitora do Rio Grande do Sul, só autorizo comentários que não contenham ofensas às minhas outras leitoras ou a mim. Fica a dica na hora de escrever, defender suas idéias, mesmo que contrárias as minhas, Renata

  42. lithabacchi

    Eu li a matéria, adorei, e esqueci de comentar! Só tu poderia ter escrito esse artigo haha AMEI. É exatamente isso. E acho que a parte que mais deveria ser grifada é de que ninguém precisa ser modelo para ser validada como uma pessoa bonita/digna de respeito.

    Aproveito pra comentar que num dos meus trabalhos com produtora, conheci uma produtora do meio da moda e jornalismo de moda que trabalhou com uma top plus muito, muito famosa que eu não vou nomear, que fez umas fotos pra uma revista e ficou reclamando que não ia usar tal roupa porque deixava ela gorda. A produtora respondia pra ela “minha filha, você É gorda” e disse que foi um stress trabalhar com ela e que preferia não repetir a dose. Isso que é uma modelo muuuuito bem paga. Fiquei pasma com a falta de profissionalidade.

  43. adriana

    adorei,é tudo que eu quero pra mim,eu li ,e reli toda esta materia,eu queria fazer umas fotos iguais ,ou até melhor do que esta modelo,mas eu nem sei por onde começa eu tenho manequim 48 ,e muitas das minhas amigas me acham bonita, interessante que eu tenho charme. eu tbm quero fazer parte da familia mulherão

  44. Amadas, antes de retornar para o Brasil fiz um trabalho de 12 horas de estúdio, além de deicação requer muito amor pelo que se faz…
    Com certeza, haverá inúmeras opiniões adversas neste quesito PLUS SIZE, porém acredito que defendemos aquilo que acreditamos sempre…..
    Pontos de vista diferentes, motivos e consequências adversas sempre irão surgir, enfim RESPEITAR O SEMELHANTE É O MELHOR CAMINHO…

    Parabéns mais uma vez beijocas Ká

  45. kelli guilles

    Tem muita hipocrisia aí , vejo modelos que se dizem tamanho 46 e na verdade são mais de 48, e depois tamanho 44 não é gorda.De qualquer forma sempre os magros serão privilegiados.

    • renatavaz11

      Kelli, o que mais tem é modelo mentindo manequim. Além disso, quase nenhuma modelo assumo pesar mais de 2 dígitos, já percebeu?

      • Meninas…. #olhafofoca, kkkkk fiquei sabendo por uma grife que uma super top pediu roupas para um editorial e o manequim real dela é duas vezes a mais do que ela fala…. pra quê isso? vergonha de ser mais gordinha?? não entendo isso…

      • renatavaz11

        Também sei dessa fofoquita! A modelo diz que é 48, mas usa 52.

  46. Fran

    A melhor MODELO e que iniciou a fase modelo plus size no Brasil é a ANDREA BOSCHIM. Linda, simpática, humilde e simples. Nunca vi e nem ouvi ela envolvida em algum bate boca, sempre responde nossas dúvidas e extremamente PROFISSIONAL. Inclusive acredito que muita gente que se acha capaz e madura o suficiente, deveria pegar algumas dicas com ela.
    Adoro essa frase do livro do Bernadinho:
    “A traçoeira armadilha do sucesso é um alçapão em que costumamos cair quando , embriagados por eventuais êxitos, passamos a nos achar melhores que os outros, quando não invencíveis, e nos afastamos da essência do sucesso: a preparação.”

    Quando falamos em Preparação, digo em sermos profissionais e relevar as coisas e pessoas, sem ficar remoendo e virar uma verdadeira guerra de egos e conflitos, onde na realidade quem perde é o mundo PLUS SIZE.

    Beijos

    • renatavaz11

      Fran,

      Só tenho uma coisa a dizer. Há por aí profissional aparentemente “linda, simpática, humilde e simples” que por baixo dos panos detona seus concorrentes, prejudica desafetos, concorre de forma desleal profissionalmente, que sente inveja, que não se expõe, não briga publicamente, mas manipula pessoas para que façam isso por ela. Sabe a historinha do “lobo em pele de cordeiro”? Pois bem.

      Prefiro lidar com modelos que expõe realmente o que sentem, nem que isso gere divergências de personalidade, a ser surpreendida por profissionais perigosos que não representam o que são de verdade em sua essência e não aceitam que o tempo passa, que existe concorrência e que o mercado está em constante mutação.

      beijos,

      Renata

  47. Re, gostei muito desse post! E achei o máximo a expressão “poses semi-ginecológicas” hahaha Infelizmente isso é real… Bjs

  48. Um post que serve não somente para o vida de modelo plus size, mas um post que serve para a vida. Não entendi como os 10 motivos para não ser modelo plus size, mas entendi como uma divisória de quem quer realmente, e de quem ta só passando o tempo. Parabéns Renata novamente.

  49. Elienai

    P-ersistente
    L-inda
    U-nica
    S-ensual
    S-impática
    I-nsistente
    Z-elosa
    E-special

  50. Ariel Cristine

    Gostei muuito, nao só deste post mas como de todo conteudo.. tenho 15 anos, smp fui plus, e me interessei por esta carreira, sei q é muito dificil, valeu muito as dicas, mas nao faço ideia de como começar, se alguem puder me ajudar, dando algum conselho ou algo assim, será muito bem vindo, parabens ;D

  51. Muito bom o post…Porém, como eu já sou modelo plus size e trabalho já…tem suas vantagens de ser também! E gosto muito deste trabalho, era tudo que sempre quis. =]

  52. jackeliny

    adorei a ideiaaa!!!chega de modelos magerrimasss!se a beleza natural esta dentro de quem as ve com outros olhos!somos lindas gordinhas!!!

  53. Simone Fernandes

    INFELIZMENTE ACHEI SEU ARTIGO BEM BAIXO ASTRAL.
    QUER DIZER QUE NÃO SE DEVE NEM TENTAR? NEM ALIMENTAR UM SONHO? UM BALDE DE ÁGUA FRIA?
    LÓGICO QUE ATÉ PARA SER CONCURSADO HOJE EM DIA VOCE SE DEPARA COM MILHÕES DE NÃOS. AOMO MODELO CLARO UE NÃO SERIA DIFERENTE. QUEM QUER ENTRAR NESSA TEM DE ESTAR PREPARADO, MAS NUNCA, NUNCA DESISTIR. MINHA FILHA É LINDA, FEZ UM BOOCK AGORA E ELA VAI CONTINUAR TENTANDO DE TODAS AS FORMAS E TODA A FAMÍLIA IRÁ DIVULGAR. FARÁ QUANTOS BOOCKS FOREM NECESSÁRIOS E CADA DIA AS FOTOS FICAM MELHORES.
    ELA NASCEU COM ESSE DOM…NAS PRIMEIRAS FOTOS JÁ FOI ELOGIADA PELA INTIMIDADE COM A CÂMARA.
    SINTO MUITO SE DISCORDO DE VOCE. MAS TODOS OS SONHOS VALEM A PENA.
    ABRAÇOS.

    • renatavaz11

      Simone,

      É muito difícil lidar com mães de modelos. Sabe porque? Para elas suas filhas sempre são as mais lindas e fotogênicas do mundo. Devemos lidar com o sonho das filhas e com o sonho das mães, que projetam em suas filhas tudo aquilo que não conseguiram ser e conquistar durante toda a juventude.

      No texto, eu não disse que as pessoas tenham que desistir de seus sonhos. Muito pelo contrário. O que fiz foi mostrar os obstáculos e exigências do mercado. Disse motivos para não se querer ser modelo, mas para quem tem vocação, talento e beleza isso só foi um alerta e não um impeditivo.

      Tenho dezenas de textos ensinando a ser modelo plus size nesse blog e mostrando como a carreira pode ser prazerosa e feliz. Mas como a vida não é só feita de glórias e fantasias, também quis mostrar um lado da realidade que é ser modelo plus size.

      Se a sua filha nasceu com esse dom e foi tão elogiada nas primeiras fotos, não deveria se preocupar com meu simples texto.

      Abraços

      • Renata,

        Parabéns pelo Blog e por criar esse Dia de Modelo!!!!!!
        Adorei participar e agradeço a Deus todos os dias por ser do jeitinho que eu sou….e por colocar algumas pessoas como você no meu caminho que me dão oportunidades de cada dia me ver de um outro angulo.

        Fiz o Dia de Modelo e recomendo pra todos vocês Gordinhas Reais…… ter um dia pra você…se vestir como gosta, ser maquiada por profissionais e ser mega bem recepcionada e ter um dia divertido!!!!!!

        Acho mega válido….e fica dia meninas!!!!

        Mais uma vez agradeço e parabenizo você e super produção do Dia de Modelo porque adorei!!!! Agora só na expectativa de quando chega as fotos…hehehehe

        Bjos

  54. Chrissie Telles

    Amei, você realmente entende do assunto,
    Parabéns!Você escreve bem mesmo.

    • Renata

      Adorei o teu post! estava lendo alguns artigos sobre plus size, e acabei caindo aqui! e nossa é exatamente o que penso! Pessoas costumam me dizer para ser uma modelo plus size, como se usar manequim 48 fosse o único requisito para ser modelo plus. Em nenhum momento você destruiu o sonho de alguém ou jogou água fria, apenas alertou e falou sobre a realidade! Se você tem vocação é bonita e cumpre todas as exigências pedidas e quer VÁ EM FRENTE!!!Mas, procure um profissional, sua mãe, seus tios e amigos próximos sempre vão dizer que você é LINDA!
      Adoro o universo plus, é muito bom ver um catálogo com uma mulher real, que usa manequim 48,50,52,54…agora a partir do 60 procure um médico ninguém é feliz e saudável assim!!!Poxa, vamos mentir? Modelos Plus size são mulheres reais e mulheres saudáveis!! AGORA PARA SER MODELO VOCÊ TEM QUE SER BONITA!! TEM QUE SER FOTOGÊNICA, TEM QUE TER UM CORPO PROPORCIONAL…ETC…
      Rede social, tenho varias amigas que como trabalho colocam “modelo plus size” Só que assim, a pessoa passa longe de ser uma MODELO! isso não é estragar o sonho da pessoa! Só que fica ridicularizando quem realmente é! Porque tu não vê, essa palhaçada com as modelos magras! porque seria a mesma coisa que encontrar uma magra qualquer na rua e dizer VENHA SER MODELO! GentchêMMM não é assim! NÃO deve ser assim! cada pessoa é bonita do seu jeito, cada pessoa tem um dom, uma vocação algo a seguir! Agora se você esta gorda e VOCÊ NÃO SE ACEITA e acha que sendo modelo as pessoas vão te aceitar e você vai se achar linda e glamourosa, você esta enganada! porque isso vem de você…Olha quantas modelos gordas LINDAS tem, olha quanta roupa e estilo bacana temos hoje para usar! se sinta bonita, encontre o seu estilo, você não precisa ser uma modelo plus size pra isso!!Ser modelo é uma profissão e deve ser respeitada e levada a serio,como todas as outras…E com certeza não deve ser só glamour não!!! E tipo assim…se agora nós mulheres com o manequim GG temos espaço na mídia, não vamos estragar quem ta fazendo a coisa acontecer!!!!Agora acho super de boa, você se arrumar tirar umas fotos, independente do teu peso, da tua idade…Não sei como funciona o “Dia de modelo ” teu Renata, mas pelo que eu entendi é algo para auto estima mesmo…e se tiver alguém com vocação e nos padrões exigidos é super valido…Bom deixei aqui minha opinião!! mas adorei o que eu Li!!
      Bjãooooooo

  55. Pingback: Conteúdo GG – Mercado para modelos GG cresce, mas carece de qualificação

  56. eu gostei mas essas mulheres tao muito sei la

  57. brincadeira gostei queria que o meu corpo ficasse assim!!!

  58. Sou plus size, mas não sou modelo, sou fotógrafa, e achei incrível seu texto! Parabéns!!!

  59. emanuele

    uma merda essa reportagem, informativa mas desestimulante total.

    • renatavaz11

      Então atingi meu objetivo, que é desestimular quem não tem perfil a insistir na carreira. E uma pessoa como você que se refere à uma matéria de uma profissional como eu com este termo, não deve mesmo ter a postura ideal para trabalhar como modelo plus size.

  60. Nossa!!! É maravilhosa a forma com que voces abordam o assunto. Sem mentiras, sem falsas promessas, mostrando na realidade como é esse mercado tão concorrido e principalmente mostrando que devemos admirirar a nos mesmos antes de querer a admiração alheia e que muitas de nós temos talentos muitas vezes escondidos que nem sabemos mas com esse estimulo nos realizamos. Alguns podem até achar desestimulante, mas se eu por exemplo não tiver o perfil não gostaria que alguém alimentasse falsas esperanças isso faria mais mal a mim. Esse texto nos abre os olhos para realidade, nos mostra o que vamos encontrar pela frente e principalmente nos prepara para um ou muitos nãos. Continuem assim mesmo com muitas criticas mas nós gordinhas nao ligamos para isso pois somos guerreiras.

  61. Querida Renata gostaria que voce respondesse meu comentário. Pensei em em ser modelo plus size não por ter esse sonho mas pensei em ter o respeito das pessoas quando me vissem toda bonitona. Mas com o seu texto descobri que não tenho perfil nenhum levaria tantos nãos que ficaria mais frustrada. Descobri também pelo seu texto que posso ser respeitada quando descobrir a verdadeira vocação que tenho dentro de mim e que eu ainda nem sei qual é. Quando descobrir essa vocação serei n]ao so respeitada mas estarei realizada. Bjsss

    • renatavaz11

      Isso mesmo, Elaine. Por exemplo, vc pode ser uma vendedora de banca de jornal exímia, que preste atenção no gosto dos seus clientes, que os lembre de quando suas publicações favoritas chegarem fresquinhas à banca, que guarde com carinho aquela revista que sua cliente tanto goste. Que se atualize e saiba indicar novidades. Enfim… Vc não precisa ser uma super modelo para ser admirada e querida. :)

  62. Mirtis Dias Finatti

    Excelente!
    Ser modelo Plus Size, não é um conto de fadas, pra inflar a baixa estima.
    Tem suas responsabilidades, como os outros empregos.
    É uma longa caminhada, mas suas palavras são de suma importância, para quem, busca a profissionalização na área.
    Parabéns!

  63. Bárbara

    E pra menina que reclamou deste artigo: Se vc se deixa abalar por um artigo, será q vc tem força e garra pra ser modelo? /FICA A DICA. Bjus!

  64. Jéssica Cristine

    Gostei desse artigo sim e compartilhei no meu face, concordo que é justo divulgar os dois lados de ” Ser Plus Size ” , fiz meu book recentemente e estou engatinhando com muita vontade. Acredito que garra e disposição são essenciais para deslanchar e formar carreira mais estando ciente desse lado não tão bom !

  65. Pingback: Mercado para modelos GG cresce, mas carece de qualificação | Plus Sizee

  66. Dayane

    Eu adorei…agora tenho certeza do que eu quero…quero muito me tornar modelo plus size…obrigada…como posso entrar em contato?

  67. marlucio rodrigues

    renata sou casado com uma gordinha muito linda e sempre vejo ela acompanhando seu blog ,, mas comfesso que as veses leio os seus comentarios e te acho bem indecisa nas sua opinioes ;; sera que sou so eu ,,mesmo assim gosto do seu blog

    • Renata Poskus

      Marlúcio,

      Eu escrevo desde 2008 no Mulherão e eu mudo com frequência de opinião sobre vários assuntos. Bater o pé defendendo uma ideia equivocada é sinônimo de arrogância e não de inteligência ou opinião.

      Desta forma, se acompanha sempre o Blog como diz, é possível que tenha lido abordagens diferentes minhas sobre o mesmo assunto. Sim, eu mudo de opinião. Mas nunca tenho opiniões indecisas. Ficar em cima do muro não é comigo não.

      Beijos!

  68. Tainá Chimello

    Olha, velhos inumeras materias de modelos +size e pá, mas sempre mostrando mulheres serias, sensuais e.. mulheres!
    E quanto as meninas, que veem roupas lindas e cheias de estilos nas lojas como a renner, riachuello, como jaquetas cheeeias de spikes, saias, calças e etc, nunca se acha isso em tamanhos maiores, e acho que as marcas que fabricam o tamanho grande, deve pensar em garotas também , não só em mulheres!

  69. Pingback: Mulher engorda de propósito para ser a gorda mais bonita da internet | Papo de Gordo

  70. MARLA

    COMO FAÇO PRA SER MODELO ?

  71. Lerissa

    Adorei!!!!!!!!!!!!!!!!!! Sabe onde posso fazer o Book no RJ?

  72. Thais Lopes

    Olá meninas, gosto muito de ler seus artigos Renata, são muito bons, eu tenho um questionamento rs ha algum tempo tinha uma mulher que me mandava várias solicitação para fazer book, e coisas para trabalho como modelo Plus size no Orkut, face, na época não me interessei, mas fui pesquisar, achei bacana porem percebi que não tem praticamente modelos Plus size NEGRAS no brasil, vi uma ou duas no exterior, ai essa é minha duvida, o pq praticamente não tem negras neste meio?

    Obrigado, Deus Abençoe!!!
    E parabéns pelo trabalho 😊

    • Renata Poskus

      Eu acho que mesmo que não assumam, muitos donos de confecção são racistas. Preferem uma loira oxigenada feia a uma negra bonita.

      Mas também há menos modelos negras à disposição. No Dia de Modelo, por exemplo, recebi poucas inscritas negras. Desta forma, minha opção de modelos negras disponíveis é bem limitada.

  73. Olá Renata, parabéns pelo blog que é muito esclarecedor. Depois de ler suas dicas acredito que eu não tenho perfil para ser modelo plus size, já que vocês aparentam ser altas e pernas longas e braços longos, eu sou pequena. Mas mesmo assim, alguns amigos e minha mãe, claro rs, sempre falavam pra eu tentar ser modelo “gordinha”. Até que um dia um amigo fotógrafo resolveu fazer um book meu, ele me dizia que as fotos ficariam muito boas e eu tinha que fazer. Então eu fiz o book, foi minha primeira vez em um estúdio e confesso que gostei muito, me senti em um dia de princesa, rs, mandei as fotos para uma agência, até agora não me chamaram pra nenhum trabalho, mas eu não sei direito como funciona isso, e nem sei se um dia serei chamada.Coloquei algumas fotos no face e como sou professora vieram alguns alunos me perguntar se eu era modelo, “nossa prô que linda sua foto” “minha mãe falou que você é linda, nem acreditou que é minha professora” foram esses elogios que eu recebi, e fiquei muito feliz. Talvez realmente eu nunca seja modelo plus size, mas só o fato de saber que alguns dos meus pequenos me consideram modelo eu fiquei feliz =) Seria ótimo ganhar uma grana extra rsrsrsrsrs. Bjs minha querida, e mais uma vez parabéns por manter esse blog.

  74. Ana Paula

    Como faço para trabalha assim
    pereciso de um emprego urgente

  75. Olha, me desculpem a sinceridade, mas, de todas as modelos que foram citadas no post, a única que é “gordinha” mesmo, de verdade, é a modelo Mayara Russi, todas as outras são no máximo cheinhas. Observem a modelo Silvia Neves. Na foto ela está magra! Isso me leva a entender que, até para ser modelo plus size existe um limite de gordura. Eu sei que a autora não disse isso as claras para não chocar ninguém, mas essa é a realidade. O próprio “mundo” plus size é preconceituoso. Nós nunca iremos ver uma modelo plus excessivamente gorda. A própria autora disse que o manequim que as empresas mais preferem é o 46. Mas pensem comigo. Uma mulher que tenha 1,75m de altura, num manequim 46 ela é magra. Não tem nada de gorda aí. Então infelizmente, até no mundo plus existe preconceito. É como se eles falassem assim para nós: olha, trabalhos com mulheres cheinhas, com poucos quilos acima do peso ideal e não com obesas. Triste!

    • Renata Poskus

      Lidia, essa questão é muito complexa, já abordei aqui no Blog e tenderia muitos outros capítulos.

      Plus Size não é sinônimo de obesidade. Isso precisa ficar claro. Plus Size, em moda, representa tamanhos maiores. E a partir de 44 é sim plus size.

      Digo isso porque, quando criei o Blog Mulherão, só existiam outros 3 blogs plus size e, de certa forma, contribui (e modéstia à parte muito!) para difundir o conceito de plus size no País. Desta forma, dizer que 44 não é plus, o manequim que eu usava quando comecei o Mulherão, é a mesma coisa que dizer:” obrigada Renata por tornar a moda mais democrática, mas vc não merece ser plus size. Continue forçando entrar em um jeans 42, chore, se desespere, mas vc não é plus size pq não é gorda”.

      Sinceramente, preconceituosa é dizer que uma modelo 44, 46 não é plus. É querer excluir essas pessoas. Tentem incluir as mais cheinhas na moda sem desqualificar quem é menor do que vc. Preconceito às avessas, sabe?

      E tem mais. Antes de exigir que as grifes GG contratem modelos mais gordas, deve-se pedir que elas ampliem seus manequins. Como uma grife que só vende até 52 vai contratar uma modelo 56? Pense nisso.

      Beijos

  76. Francisco Osires Souza Lima Rocha

    Bom, não canso de me surpreender com o mundo Plus Size, desde que eu abracei e aceitei que a mulher que me fazia feliz tinha que ser gordinha, rsrsrss, encontro histórias e exemplos que me enchem os olhos. Parabéns Renata pela corajosa iniciativa, pois nada impede uma advogada, uma médica ou ainda uma professora de incorporar em seu visual atributos de uma modelo Plus Size, porque ser modelo também precisa ter vocação e gosto reais bem como ter tirocínio para este mercado!!!!!

  77. Re, parabéns, simplesmente amei a sua matéria, é dificil sim, mas vou me esforçar e muito.

  78. Oi Renata.
    Adorei o post! Principalmente o final dele. Rs* :D
    Sim! Temos que nos amar e nos aceitar antes de tudo! Mas isso é bem difícil e dolorido. Para algumas pessoas que são “fora do padrão” a opinião dos outros tem um peso muito forte, e acaba sendo mais importante do que o amor-próprio. (Infelizmente)
    Ninguém gosta de “ouvir verdades”. E é fato: Nem todas as pessoas que querem ser modelo plus size têm perfil pra isso.
    Mas isso acontece também pras “low size” como disse nosso amigo mais acima (rs*). Muitas são totalmente sem noção. Acham que ser modelo é viajar, ficar hospedada em hotel 5* e namorar jogador de futebol. (rs*) Essas precisam saber da real situação. (“A grama do vizinho é sempre mais verde que a nossa, né!?”)
    O Glamour da moda é muito torturante às vezes. Muito exigente!! As pessoas olham somente as pingas e esquecem dos tombos :D.
    Foi ótimo o seu post! Assim as pessoas entram no meio sabendo que nem tudo são flores e tendo uma pequena noção do que as espera, sem serem enganadas. E… com certeza você não falou tudo. Acertei? Rs*
    Eu, como pessoa plus size (46) e proprietária de uma loja multimarcas plus size, sempre tiro fotos vestida com as minhas peças para divulgá-las, mas não sou modelo.
    Tenho uma grande dificuldade em encontrar fornecedores com peças mais “show” (entendo o porquê de algumas modelos fazerem cara feia para algumas roupas, mas isso não justifica. rs*).
    Mesmo tendo aumentado a oferta de fornecedores plus size, mesmo encontrando alguns bons, isso ainda é muito pouco. Ainda precisamos de mais da parte deles.
    Creio que com o tempo teremos mais oportunidades para as boas profissionais, até mesmo porque teremos mais espaço para divulgação, mais bons fornecedores, já que o mundo está engordando.. :-D
    Reclamação minha de sempre: “Porque minhas meninas têm que usar uma roupa que parece um saco com 3 buracos??” “Cadê o fashion, o balada, pra minhas meninas?” (Ainda bem que alguns têm me atendido, e isso tem feito sucesso entre elas aqui na loja. Mas ainda é pouco, e caro!)
    Quero o diferente, a moda, o fashion modelado para o plus size.
    Nós lojistas sofremos!! Ah, como sofremos!!! E quando encontramos, o preço é lá no topo. Isso me mata, Rê!!!
    Ô vontade de ter dindim pra montar minha marca!!! :D

    Mas enfim, o que queria mesmo dizer a você é Obrigada!!
    Excelente escrita!!
    Bjus !!!!

  79. fca jeana

    nao penso asim, nada desta 10 dicas,,mim feis sentir meno ou mais! pois o sol brilha pra todas e nao deixei de viver a minha vida pes no chao sempre e quem tem deus no coracao tem tudo deus em primeiro lugar sempre e se ele quizer todos nos podemos sim ser o que nos quizermo ser a sim ele queira pois deus saber todas as coisas….

  80. REGINA PARDAL

    ME ENQUADRO NOS PADRÕES E MEU SONHO ERA SER MODELO PLUS SIZE

  81. Gabriela Monsores

    queria muito ser modelo plus size tenho 17 anos e sou gorda e eu quero mostrar a todos que posso sim ser linda do meu jeito e nao do padrao sa sociedade. por favor me ajudem a realizar meu sonho. obrigada aaaaaaaa e essa materia ficou linda perfeita

  82. Tays Ribeiro

    Sempre tive muitos problemad para comprar roupas, agora tenho lojas para escolher e sempre estou bem vestida e confortaval.

  83. eduarda de pereira pereira

    adorei as fotos

  84. Aressa Marque

    Sou profissional do comércio exterior e tentando uma oportunidade como modelo há 3 meses. Fiz um job de modelo de mãos, mas como Plus Size ainda nenhum.
    Esse artigo ajudou a enxergar em mim coisas que preciso melhorar e, especialmente, a não desistir, pois de fato é duto ouvir tantos nãos, fora o cansaço físico e emocional. Mas, não desistirei =)
    Sucesso à todos!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s