Arquivo da tag: benefícios do mel

Açúcar ou mel?

Por Dani Lima

Essa semana tomei um táxi a caminho de um compromisso e assim que o adentrei, com minha latinha de coca-cola gelada e pela metade, uma nutricionista dava entrevista na rádio que o motorista escutava, falando sobre sucos e mais sucos para o verão. Inconveniente, eu pensei, já que minha coca parecia tão mais gostosa! rs Mas uma coisa chamou a minha atenção na entrevista… a moça passou algumas receitas e indicou sempre a utilização do mel para adoçar as bebidas.

Pensei que muito se escuta falar em todos os cantos sobre os benefícios do mel em relação aos malefícios do açúcar – ainda mais o refinado – mas eu mesma, sabia bem pouco a respeito. Fiquei curiosa, fiz uma pesquisa e vim dividir com vocês! ;)

Entendendo o funcionamento do açúcar no nosso metabolismo

Quando consumimos as substâncias doces, o sistema digestivo faz a “quebra” dos alimentos, transformando-os em glicose. O sangue logo carrega essa glicose pelo corpo, que passa a ser fonte de energia para as células.

Açúcar: Refinado X Mascavo

O açúcar mascavo seria o “verdadeiro” açúcar. Naturalmente extraído do caldo da cana de açúcar, sem tratamento químico! (o que acontece com o açúcar branco/refinado) Tem sabor semelhante ao da rapadura e a coloração depende da estação da colheita da cana. Contém proteínas, cálcio, fósforo, vitamina B1, B2, sódio, potássio, magnésio, cobre e zinco. Dentre todos, seu principal componente é o ferro.

O açúcar branco é o Michael Jackson dos carboidratos hahaha seria o açúcar mascavo depois de um processo químico de branqueamento.

Justo por isso, é carente de vitaminas, uma vez que ele perde suas propriedades nutricionais ao longo do processo.

O pior, é que além de não ajudar, ele atrapalha, já que “rouba” um pouco mais do nosso estoque de vitaminas e minerais, para ser digerido e absorvido.

E na ausência desses componentes, o nível de glicemia aumenta rapidamente, fazendo nossas células ficarem com muito mais “gordura localizada” Achei essa listinha que fala dos malefícios da ingestão diária de açúcar refinado…

  • Acidificação constante do sangue: o organismo rouba cálcio dos ossos para neutralizar essa acidificação, desequilíbrio imunológico.
  • Perturbação do metabolismo glicídico: hipoglicemia, depressão e diabetes.
  • Perda lenta e constante de magnésio: infecções, câncer.
  • Perda lenta e constante de cálcio: cáries, osteoporose.
  • Perturbação do metabolismo lipídico: obesidade e arteriosclerose.

É uma loucura pensar que o açúcar nosso de cada dia possa ajudar a causar tudo isso, né? Mas pelo que pesquisei é isso mesmo. Tem que tentar deixá-lo trancafiado, rs! Até aqui, a idéia maior é abolir de vez o açúcar refinado e lançar mão do mascavo!

Muito embora, seja de conhecimento geral que o teor de carboidrato (sacarose) se equivalem nos dois açúcares. Em relação às calorias, o açúcar refinado tem 99 calorias em cada 100 gramas, enquanto o açúcar mascavo tem 90 calorias a cada 100 gramas.

Mel: a melhor solução?

Produzido pelas abelhas, o mel é um alimento de alto teor energético. Riquíssimo em elementos nutritivos, a Organização Mundial de Saúde garante que tem mais de 70 substâncias essenciais ao organismo.

Substituir o açúcar pelo mel é uma escolha super saborosa, além de muito saudável, uma vez que uma colher (chá) de açúcar fornece cerca de 40 calorias, enquanto a mesma medida de mel contém 25 calorias, além de ter um poder adoçante muito maior que o do açúcar.

Além disso, o mel fortalece o sistema nervoso, ajuda a desintoxicar, facilita a digestão, é um excelente antisséptico e antibiótico, além de ajudar na expectoração em doenças como gripe, asma, amigdalite e bronquite!

Ufa! Sem sombra de dúvidas vale a pena adotar o mel às suas receitas, ein?! Se parecer estranho à princípio, vamos tentar começar pelo cafézinho da tarde, no suquinho do café-da-manhã… vai que rola?! ;)

25 Comentários

Arquivado em Culinária, Curiosidades, Saúde