Arquivo da tag: blog mulherão

Como se tornar uma gordinha sexy

tess munster sexy

Tess Munster, top model, mostrando como é que se faz… rsrsrs

Por Renata Poskus Vaz

Oi, garota! Você é um mulherão super sexy, ciente de suas infinitas qualidades e amante de cada curva do seu próprio corpo? Parabéns, hoje, esse texto não é para você.

Agora se você busca uma receita milagrosa de como se tornar um mulherão sensual e provocante, mesmo com alguns quilos extras na balança, temos muito o que conversar. Porém, já vou logo adiantando: não existem milagres!

Sensualidade vem de dentro para fora. Ok, sei que provavelmente você já deve escutar muito isso.  E parece algo muito óbvio e ao mesmo tempo inaplicável. Coisa que a gente sabe bem como funciona na teoria, mas na prática não consegue aplicar. Certamente deve pensar: “como eu que engordei tanto, que me acho feia, posso me sentir sexy?”. É, se não se ama, não pode mesmo. E aí talvez esteja a grande solução para esse seu desafio de redescobrir a própria sensualidade: a autoaceitação. Um passo de cada vez.

Primeiro você deve se observar, como se fosse uma segunda pessoa. Como se estivesse se olhando de longe. Agora se pergunte: “eu não tenho nenhuma qualidade mesmo?”. Impossível! Todo mundo tem qualidades e isso não é conversa de mãe. Observe-se com atenção… Pare de se fazer de vítima! Você com certeza tem qualidades como mulher que nenhuma outra tem. E, de quebra, qualidades físicas também.

Cuide-se. Não é se cuidar para os outros, mas para si mesma. Unha, cabelos, pele, alimentação…  Cuidar do corpo e da beleza dá um baita “up” na autoestima. Vista-se bem, nem  que seja para ir só até a padaria. Crie um ritual de beleza. Desfile.  Sorria.

Ser sexy não tem a ver com bunda, peito e muito menos com calcinha de periguete… Inclusive, também não estou falando de vulgaridade. Ser sexy tem a ver com estado de espírito. Quer um exemplo? Não é um cabelão que faz daquela mulher sexy, mas a forma como ela joga aquele cabelo de um lado para outro. Ou até mesmo a falta dele e como aquela mulher sustenta com poder a estilosa careca. Ser sexy é ter atitude.

Atitude não se fabrica, mas você pode se arriscar e colocá-la, pouco a pouco, em prática. Para isso, perca o medo. Perca o medo de ser você mesma, de olhar, de falar… O medo nos limita (li isso em algum lugar!rsrsrs)! Automaticamente você passará a ter atitudes que condizem mais com a personalidade da nova mulher que você quer se tornar.

Agora que você já sabe que deve reconhecer suas qualidades, parar de se vitimizar e ter atitude,  lá vem a  última lição e mais valiosa de todas: não tenha vergonha do seu corpo!

Quando você tinha um corpo magro, certamente se preocupava com as pequenas e pouquíssimas gordurinhas que de repente poderiam aparecer, não é mesmo? E no relacionamento isso se traduzia em luzes apagadas na hora “h”, posições hiper, super, calculadas para esconder a barriguinha. Agora, relaxe! Se for esconder as gordurinhas na hora de namorar, terá que namorar de burca porque as gordurinhas aumentaram, né? E, olha, nem os árabes namoram de burca, te garanto. Relaxe e… Aproveite.

Olha, uma coisa te digo. Tá cheio de cara por aí que super vai se amarrar nas suas gordurinhas. O que você vê  como defeito, eles veem como presentes do céus. Acredite! Seja sexy!

11 Comentários

Arquivado em comportamento

Look do dia: blazer de paeté

Por Renata Poskus Vaz

Olá, meninas! Mais uma vez tirei uma foto no improviso para mostrar para vocês um look que usei no sábado para assistir um show junto com meus amigos Simone Fiuza e Michel Guto, no Ao Vivo Music,  em Moema.

look do dia

simone e renata

Com Simone Fiuza

fat family

E olha quem eu encontrei, a Simone e a Deisy do Fat Family.

Meu look: Calça Jeans: Bela Moda Plus SizeSapato: Lara da PassarelaBolsa: Xing Ling (nem sei onde comprei)/ Blazer:  Marri Gattô por Renata Poskus/ Brinco: Turpin

Sigam meu instagram @renataposkus ;)

3 Comentários

Arquivado em Look do Dia, Moda e estilo

Equilid: O dia em que meus seios incharam, incharam e quase explodiram

renata poskus_saia godê plus size

Tive que usar a mesma foto de ontem para ilustrar a matéria, sorry!

Por Renata Poskus Vaz

Antes de contar sobre o dia em que meus seios incharam, incharam e quase explodiram (melodramática, né? Em 5 anos me aturando vocês já deveriam ter se acostumado com o sensacionalismo!rsrsrs), preciso contar que andei bem deprimida e relutei muito tempo para assumir isso.  Eu achei que eu estava triste, e sabia os motivos da minha tristeza, então achava que poderia me alegrar sozinha resolvendo esses problemas.

Mas os problemas iam se resolvendo e, mesmo sem a existência deles, tranquila, e até mesmo vivendo algumas grandes conquistas profissionais, eu continuava caidinha. Sabe aquela preguiça danada? Então, agora, multiplique-a por 10. Não conseguia trabalhar, levantar da cama, fazer coisas básicas do meu dia a dia como ir ao banco ou organizar a rotina do Blog Mulherão. Não me maquiava, não penteava o cabelo… Não conseguia, simples assim. Sorte que pude contar com a ajuda de meu pai, minha sócia e amigas.

Eu me acho a boazona, que dá conta de tudo, resolve tudo.  E na maioria das vezes, modéstia à parte, sou mesmo. Mas desta vez eu fiquei bem próxima de perder essa batalha. Eu já vinha fazendo terapia e mergulhando de cabeça na espiritualidade, mas dei a última cartada: procurei um médico.

Ele me receitou Equilid (sulpirida). A bula até assusta, embora não seja tarja preta. É  um remédio que eleva o humor em pacientes deprimidos, mas pode ser usado também para esquizofrênicos e pessoas com sintomas psicóticos, em doses maiores. O médico olhou para mim e disse: “mas ele deixa a mama um pouquinho inchada, tudo bem?”.

Ah, nem liguei! Já tenho um peitão plus size do tamanho do mundo! Inchar um pouquinho, o que é que tem? ninguém ia perceber!

Ledo engano. Eu percebi. Os botões das blusas não fecham mais. Meus seios incharam muito, tanto que me sinto sufocada quando deito. Passou de um sutiã 48 para um 52 bem apertado (será que já estou no 54?rsrs). Meus seios cresceram mais de ontem para hoje! E não deveria, porque emagreci esses dias. Ou seja, meu manequim de sutiã deveria sim estar apenas no 48, ou até menor.  E quem me conhece de pertinho, sabe que tenho costas estreitas, que não comportam esse peitão todo! rsrsr

Fui ler a fundo a bula do remédio e vi que o Equlid (sulpirida) aumenta a função das glândulas mamárias. E isso inclui produzir, eventualmente, leite. Isso mesmo! Ele aumenta a produção de prolactina.

Aí, olha só a comédia. Sou super influenciável por esses efeitos colaterais das bulas de remédio. E bem após perceber o aumento do meu seio e ler a  maldita bula tinha um encontro com um gatinho. Pirei! Fiquei imaginando se de repente aquela paquera evoluísse e virasse um namoro, como eu iria explicar um belo par de seios dignos de atriz pornô de cinema norte americano jorrando leite. Não ia ser nada bonito!

Pesquisei a fundo e descobri que mães que não conseguem amamentar seus bebês tomam Equilid indiscriminadamente para aumentar a produção de leite.  Porém, pelo  leite é passado também o remédio, que pode aumentar riscos de problemas cardiovasculares no bebê, além de um montão de outros efeitos colaterais. Não vale a pena realizar o sonho de amamentar e colocar a saúde do bebezinho em risco.

Isso serve para vocês também, meninas. Não tomem remédio sem prescrição médica. Se eu divido essas coisas com vocês é porque aprendi a rir das minhas dificuldades  e, neste caso, para mostrar que sou solidária a todas vocês que eventualmente tem peitões maiores que os meus, ou que também estejam fazendo uso desse medicamento. rsrsr

Vou continuar tomando o remédio,  porque ele me deu forças para levantar, sacudir a poeira e dar a volta por cima. Enquanto isso, vou tirando onda com a nova comissão de frente e, de repente, faço mais matérias sobre decotes e sutiãs reforçados, para vocês.

:)

13 Comentários

Arquivado em Saúde, Uncategorized

Homenagem Dia dos Namorados: Alê Linder para Bruno Russi

IMG_2891233843540

Por Renata Poskus Vaz

Definitivamente, a minha amiga e modelo plus size Alessandra Linder é bem loira (olha o preconceito!rsrsrs). Eu fiz essa campanha de Dia dos Namorados para que os rapazes tivessem oportunidade de se declarar. Aí recebo uma declaração tão linda dela para seu esposo Bruno Russi, que decidi abrir uma exceção.

IMG_3558816523409

“A minha vida até três anos atrás não passava de uma espera.  Eu sempre esperei alguém que me fizesse o bem que você me faz, alguém pra cuidar de mim, alguém que me conhecesse de ponta a ponta e acabasse me aceitando e me amando assim mesmo: louca, neurótica, ciumenta, mandona, orgulhosa, bipolar… Alguém com quem eu sempre riria de coisas bestas e idiotas rss, alguém que se preocupasse comigo, alguém que aceitasse minhas falhas, alguém que eu pudesse conversar de qualquer assunto, alguém pra ser sincero.

Depois de tanto esperar eu encontrei você no meio de tanta gente errada e sem graça. De um jeito estranho admito, tínhamos tudo pra dar errado e aconteceu que no meio de tanta coisa errada você acabou se tornando mais do que a pessoa certa pra mim.

Obrigada Bruno Russi por esses 3 anos juntos!

Assinado:
Da mas bela esposa linda, loira e gordinha Alessandra Linder.

Kkkkkkkkkkkk”

É ou não é lindo, meninas?! Só eu morri de fofura agora?

1 comentário

Arquivado em Relacionamento

Curiosidades da China que certamente você ainda não sabia

Por Rebecca Steinhoff

Oi gente!!Hoje vou contar algumas curiosidades bem interessantes aqui de Changzhou, China.1 – Em cada esquina, você encontra uma máquina de camisinhas, eu ainda acho pouco pelo tamanho da população kkkk. Deveria existir 1 a cada 10 passos.

foto1
2 – Carros e motos não andam juntos, aqui as motos tem como uma rua ‘própria’. Eles só se encontram com os carros em cruzamentos. Você não vê motos passando no meio dos carros, como é ai no Brasil.

foto2
3 – Varal na rua: aqui você encontra roupas secando na calçada, pois é, o povo aqui coloca o varal praticamente na rua para secar a roupa. É muito comum e o mais engraçado ‘ninguém rouba’ uma cueca.

foto3
4 – Louça para as crianças: aqui a grande maioria dos restaurantes, oferece louça para as crianças. Eu acho isso muito legal! É complicado você levar as crianças em um restaurante e o mesmo não trabalhar com esse tipo de coisa. Já passei por isso com as meninas e foi um porre ver elas comendo com garfos de adultos com aquelas mãozinhas minúsculas e levar de casa nem rola, já fiz isso uma vez e esqueci no restaurante!

foto4
5 – Estacionar o carro na rua: aqui poucas são as ruas que podem estacionar carros, geralmente o povo estaciona em cima das calçadas (onde são permitidos carros), ou em estacionamentos (aqui existem milharessss de estacionamentos subterrâneos). Mas quando você encontra carros estacionados na rua, sempre encontra um engraçadinho que estaciona de qualquer jeito. É tranquilo isso aqui, ninguém reclama.
foto5
6 – Banheiro público: chegamos na pior parte na minha opinião. Aqui raramente você encontra uma privada. Para os chineses fazer xixi ‘praticamente de quatro’ é mais higiênico do que sentar várias bundas na mesma privada. Eu e as meninas sofremos muito quando estamos na rua. A Sarah (a mais velha) vai até melhor do que a Valentina (a mais nova), a  bebê não consegue de jeito nenhum, ela trava, chora, fica brava.. quando precisa usar. Eu fico morrendo de dó, tento fazer de tudo para parecer super legal, mas ela não consegue, é muito difícil! Já no meu caso eu sofro horrores, gente sinceramente não da. Quando se é criança fazer xixi agachadinha é até engraçado, mas com 130 kgs ninguém merece. Eu não consigo, já tentei de todas as formas usar isso e só uso mesmo quando realmente não encontro uma privada. Não aguento esmagar a barriga, ninguém merece ficar sem ar, segurando a pança para fazer xixi. Imaginem o número dois, afffff nem rola. Alguns lugares (poucos) você encontra privada para deficiente. E ai eu e as meninas usamos de boa.
foto6
7 – Máquinas na rua: aqui em cada esquina você encontra máquinas com bebidas e guloseimas para comprar. Coloca a moeda ou o dinheiro, escolhe o que quer e leva. Pasmem que ninguém rouba ou destrói as máquinas durante a noite.
foto7
8 – Lojas de conveniência: os chineses compram em lojas de conveniências, pés de galinha embalado a vácuo. Isso para eles é o mesmo que batata Ruffles pra gente. Deu vontade, vai lá compra um pé de galinha e sai comendo pela rua. Mil vezes eca!!!
foto8
9 – Crianças x Fraldas: aqui quando as crianças estão saindo das fraldas, elas usam roupas com ‘aberturas na frente e atrás’, pra facilitar o xixi e o cocô dos pequenos. Essa foto eu tirei no inverno (estávamos com -3 graus) e esse bebê com as suas partes íntimas desse jeito. Fiquei com muita dó, um frio do cão e eles brincando como se nada fosse. Eu vou viver mais 30 anos na China e ainda sim, vou achar isso muito estranho.foto9
10 – Motos: aqui elas podem circular pelas calçadas, você não é obrigada a usar capacete e/ou outras proteções, como somos ai no Brasil. Aqui eles levam nas motos crianças, animais e andam em até 3 pessoas, loucura total!! Elas custam de R$ 700,00 até R$ 2.000,00 as mais transadas e você pode comprar em supermercados.

foto10
É isso, semana que vem eu conto mais algumas curiosidades para vocês!
Para acompanhar minha vida na China, acesse: @belsteinhoff

8 Comentários

Arquivado em Curiosidades, Mulherão Internacional

Para magrinhas e gordinhas: sorteio de uma calça flare da True E-motion

sorteio

Por Renata Poskus Vaz

Faz tanto tempo que não faço sorteio aqui no Blog Mulherão, não é? Então desta vez resolvi caprichar. Vou sortear 1 calça jeans modelo flare da True E-motion. E as magrinhas também podem participar,  porque a sorteada pode vestir do manequim 36 a0 54.

Veja como participar

Data do sorteio: 10 de junho
Horário: 20 horas (podendo atrasar em algumas horas,)
Modelo: calça jeans flare (modelo da foto)
Manequim disponível: do 36 ao 54
Forma de entrega do prêmio: correio, via PAC, em até 15 dias. O prêmio não pode ser trocado por outro produto e nem por dinheiro.

Regras:

1) Curtir a Fan Page do Blog Mulherão:

https://www.facebook.com/pages/Blog-Mulher%C3%A3o/153322298071871?fref=ts,

2) Curtir a Fan Page da True E-motion

https://www.facebook.com/True.em.moda?fref=ts

3) Compartilhar publicamente em seu perfil a imagem da promoção

4) Clicar em “quero participar” no Sorteie-me

https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/348696

6 Comentários

Arquivado em Sorteios

O book de casamento das chinesas

Por Rebecca Steinhoff

Olá meu nome é Rebecca Steinhoff e sou a nova correspondente do Blog Mulherão aqui da China. Vou sempre trazer para vocês as novidades sobre o mundo feminino deste que é um País cheio de encantos e curiosidades.

Moro na Província de Jiangsu, na cidade de Changzhou. Jiangsu é uma das principais províncias da China. Changzhou é a quarta cidade mais rica de Jiangsu. Aqui são 5 milhões de habitantes. Estou há quatro meses aqui, com meu marido e nossas duas filhas de 3 e 6 anos.

Como eu e o meu marido ainda não falamos chinês, nós contratamos um rapaz que trabalha aqui em casa como intérprete. O nome dele é Chendong (em inglês é Nick).

Nick está noivo de Li Ly (em inglês é Lili) o casamento será na semana que vem dia 24. Ambos tem 27 anos e estão juntos há três. Eles se conheceram pela internet, no primeiro encontro já começaram a namorar. Já que estavam solteiros, resolveram se conhecer melhor namorando. Lili está grávida de três meses.

Aqui na China é tradição os noivos fazerem dois books, um temático meses antes do casamento e um no dia do casamento, como fazemos aí no Brasil. Tudo é muito bem produzido e o resultado fica lindo! O curioso é que eles não só mudam o tema desse book pré-casamento, como investem em locações, figurinos, penteados e maquiagem. Parece mesmo um verdadeiro conto de fadas.

Essas fotos foram feitas na cidade de Wú xī, no bairro de Jiang Yīn, que fica a uma hora aqui de Changzhou. As roupas usadas não são as mesmas do dia do casamento, mantendo a surpresa do looks dos noivos para o dia do enlace.

(OBS: os chineses é quem escolhem seu nome em inglês, alguns usam outros não, eles não registram esse nome inglês).

book chinês 1 1book chinês 1book chinês 2book chines 2 1book chinês 3book chinês 4book chines 5book chines 5 1book chines 5 3book chines 6

book chines 7book chines 8book chines 9Gostaram, mulherões?

Vocês podem me acompanhar também pela Instagram @belsteinhoff

9 Comentários

Arquivado em Curiosidades, Mulherão Internacional, Uncategorized

O que uma Miss Plus Size tem que ter?

Por Renata Poskus Vaz

Depois do último Miss Brasil Plus Size, algumas garotas me perguntaram as qualidades que uma plus size precisa ter para ser coroada Miss.

Quando fui chamada pela primeira vez por Alberto Conde para ser jurada de um de seus concursos, tive a preocupação de pesquisar bem sobre os predicados que uma miss precisa ter. Eu queria ser justa. Aprendi muitas coisas, estudando e observando e vou dividi-las com vocês

Beleza

Por incrível que pareça, beleza não define concurso de Miss. Beleza do corpo e do rosto são dois entre diversos quesitos avaliados pelos jurados. Entretanto, existe sim um padrão esperado. Eu só vi até hoje uma vencedora de concurso de miss plus size aqui no Brasil com o cabelo curto, a Miss Rio Grande do Sul Ariane Plangg.

ariane plangg miss plus sizeMiss Rio Grande do Sul Ariane Plangg

O encantamento dos jurados se dá com mulheres de cabelos longos e volumosos, corpo formato ampulheta, com busto farto, cintura fina e quadril largo. Os organizadores não pedem que escolham uma miss com essas qualidades. Mas está bem claro a tendência a simpatizar com mulheres que se lembrem com as Misses de concursos tradicionais. As 3 vencedoras do concurso Miss  Brasil Plus Size são assim Babi Monteiro, Aline Zattar e Isabelle Campestrini.

A verdade é que Concurso de Miss Plus Size não tem espaço para pessoas exóticas, tatuadas, baixinhas, com barriga grande (como a maioria das gordinhas), nem com muita celulite… Elas dificilmente ganhariam esses concursos.

Isso não deve causar revolta. Cada concurso tem um padrão. O que pode se fazer é criar outros concursos que contemplem outras belezas.

aline zattar miss plus sizeAline Zattar Miss Brasil Plus Size 2013

Cor da Pele

Infelizmente, da mesma forma que não temos quase representantes negras no concurso nacional das Misses magrinhas o mesmo parece acontecer na versão plus size. Não há quase candidatas negras o que já diminui bem a probabilidade de alguma ganhar a coroa. E a pergunta que fica é, será que mesmo que tivéssemos muitas candidatas negras, lindas e preparadas, alguma ganharia? Torço para que esse dia chegue rápido.

Elegância

Pronto. Aí está um quesito que pode sim definir um concurso de miss: a elegância. Desfilar bem, se posicionar adequadamente, posicionar mãos de forma delicada, acenar e virar a cabeça como uma princesa… Parece fácil, mas não é.

Uma mulher elegante tem uma presença tão impactante que é capaz de suprir até mesmo a própria falta de beleza. Ela “vende” a ideia de que é poderosa e todos acreditam.

babi monteiro miss plus sizeBabi Monteiro Miss Brasil Plus Size 2012

Modelo x Miss

Gisele Bündchen nunca ganhou um concurso de miss e é a modelo mais poderosa do mundo. Desencanem dessa ideia de que para ser modelo você tem que ganhar um título de miss. É claro que o título ajudou as primeiras modelos a se projetarem mas, agora, em época de 365 concursos de beleza de gordinhas, o que conta mais é o empenho no gerenciamento de sua carreira do que a coroa em si.

Outra coisa importante a salientar é que muitas modelos com experiência se comportam como se estivessem na passarela do Fashion Weekend Plus Size no concurso de Miss, esquecem daquela delicadeza, do andar calmo e elegante que só uma Miss tem.

isabelle campestrini miss brasilIsabelle Campestrini

Saber falar

Não adianta, miss tem que saber falar direito. É melhor falar pouco do que ser prolixa e dar umas derrapadas doídas na língua portuguesa. Miss tem que ser (ou pelo menos parecer) inteligente. O problema é que quem não é inteligente, mas pensa que é, não percebe a diferença enorme de si mesma para aquelas que falam corretamente.

Roupas adequadas

Desfile de miss exige grande investimento. A candidata tem que estar preparada para investir em belos e caros vestidos, maiô e roupas casuais. Tem que usar um belo par de sapatos e acessórios de dar inveja. A roupa não está em julgamento, mas ela complementa o visual e ressalta as qualidades da miss.

Manequim

Concurso de Miss Plus Size não é concurso de peso, em que a mais gordinha ganha. Aliás, a maioria das candidatas não usa mais do que manequim 50.

Espero que tenham gostado das dicas!

2 Comentários

Arquivado em Concurso, Curiosidades

Fui à final do Miss Brasil Plus Size: babados, baphos e confusão

Por Renata Poskus Vaz

Mulherões, é mentira! A final do Miss Brasil Plus Size 2014, em Olímpia/SP, não teve tantos babados, baphos e confusões assim… Usei o título sensacionalista só para chamar atenção! rsrsrs. Veja algumas curiosidades sobre o evento e sobre minha participação:

Local

Olímpia é uma cidade do interior de São Paulo. Para ter uma ideia, minha amiga Keka Demétrio que mora em Ituiutaba/MG demorou 4 horas para chegar lá e eu que moro na capital paulista demorei mais de 8 horas. Quando fui na Rodoviária comprar minha passagem, havia no letreiro uma lista de cidades atendidas pela Danúbio Azul. Pensei: “que diacho de Danúbio Azul é essa que nunca ouvi falar e atende mais de 10 cidades?”. Peguei o ônibus e descobri que, na verdade, ela tem uma única linha que passa em todas essas cidades. Ou seja, fiz um tour por todo o interior, demorou para caramba!

Na minha chegada: Simone Fiuza, apresentadora, Babi Monteiro, Miss Brasil Plus Size 2012,  Aline Zattar,  Miss Brasil Plus Size 2013, eu com um look lindo que a Adelante me deu e minha amiga Keka Demétrio

Porém, chegando lá, o trauma pós viagem passa. Ficamos hospedadas no Hotel Tuti Resort, é um hotel bacana, grande, com uma piscina aquecida simpática  e que fica ao lado de um Parque Aquático. Não é um Hotel para descansar, porque vai muita criança. Mas eu super curti ficar lá alguns dias.

Foi na área da recepção que aconteceu a final do Miss Brasil Plus Size, com entrada livre para todos os hóspedes.

O local foi escolhido pelo organizador do Miss Brasil Plus Size porque eles são de Olímpia e, lá, conseguiriam proporcionar mais dias de confraternização e treinamento para as participantes, melhorando o desempenho de todas no concurso.

As concorrentes

Havia 29 concorrentes, sendo 1 representante de cada estado, do Distrito Federal e também uma representante eleita em votação pela internet. Como cheguei um dia antes do concurso, pude conviver um pouquinho com algumas delas. Também dei uma palestra, junto com a Keka e a Simone Fiuza (que estava lá como apresentadora do evento) explicando as diferenças entre uma modelo plus size e uma miss, como funciona o mercado de trabalho para modelos etc.

Percebi que algumas garotas realmente estavam lá por diversão. Estavam felizes simplesmente em participar. Queriam confraternizar, fazer novas amigas. Mas é claro que, pelo menos lá no fundo,  todas tinham esperança de ganhar. Ninguém gasta com vestido, tratamentos de beleza, passagem de avião, hospedagem etc, sem ter essa esperança.

O nível da maioria das candidatas era muito alto. Elas foram treinadas dias antes pela organização do evento. No entanto, algumas garotas deixavam transparecer um nível de preparação inferior. Algumas estavam lá porque nos estados que representavam não houve uma competição presencial. Nesses casos, até mesmo em concursos de magrinhas (não é nada ilegal), qualquer pessoa pode se candidatar à coroa daquele estado. Então, na final,  não tinham nenhuma experiência de palco, mas se esforçaram, se dedicaram e isso é o que importa!

Algumas delas riam da situação, aproveitavam cada momento. No final do concurso, com a coroação da Miss Brasil Plus Size 2014 Isabelle Campestrini, que representava o Paranácumprimentei cada candidata.

Miss Brasil Goiás

A que mais me encantou neste momento pós-coroação foi a Fernanda Souza, Miss Goiás. Ela estava muito, muito nervosa na passarela, mas não poupou seu belo sorriso em nenhum momento. Nos bastidores, com lágrimas nos olhos e muito feliz, ela me disse: “Renata, participar desse concurso foi uma superação pessoal. Estou muito feliz. Eu emagreci 16 Kg para estar aqui”. Ela estava lá com toda a família, que vibrava mesmo sem Fernanda ter vencido o concurso (bem diferente do que costuma ser o comportamento de algumas famílias de misses por aí). Enquanto o pai babava, a mãe disse abraçando a filha: “Estamos muito felizes. Ela é e sempre será minha Miss”. Não chorei para não borrar meu make bapho! rsrsrs

Ranielle,  Miss Espírito Santo, em seu look casual

Outra gata que me impressionou positivamente, desta vez na passarela, foi a Ranielli Vila Real, Miss Espírito Santo. Um mulherão bem pequenininho, mas que cresceu uns 20 cm na passarela. Ela “brincava” com sua roupa, desfilou com elegância. Não ficou entre as 10 primeiras colocadas, mas entrou para a história. rsrs Pena não ter feito um vídeo para mostrar como ela desfilava bonitinha, com um “q” danado de Miss.

A Miss Brasil Plus Size 2014 com um modelo do estilista Edson Eddel  e  eu com meu modelito Marri Gattô por Renata Poskus

Infelizmente, não há só boas impressões. Uma das Misses, emburrada, me disse que estava indignada por ter perdido. Tomou satisfações de uma jurada por não ter votado nela (sendo que os candidatos não escolhiam sua preferida, davam notas para todas). Disse, para mim, que era superior à Miss que ganhou. Assim mesmo, na lata, sem a menor vergonha de parecer prepotente ou arrogante. Por motivos óbvios não citarei o nome da fulana. Mas como minha língua não cabe na boca, ao ouvir essa declaração deixei claro: “Não, você não foi melhor que a vencedora. Aliás, você estava bem nervosa e insegura e não desfilou bem. A vitória dela foi justa e, hoje, você não merecia ganhar”.

Isso sempre vai ocorrer, não é mesmo? Eu continuo sem entender o porquê de pessoas entrarem em um concurso se depois vão questionar a idoneidade dos jurados ou dos organizadores. Quem não sabe perder tem que ficar em casa e pronto!

Com relação à campeã Isabelle Campestrini, na minha opinião, ela é linda, mas havia outros mulherões igualmente lindos no concurso. No entanto, uma Miss não pode ter uma beleza física maravilhosa e não falar corretamente. Não adianta desfilar bem e não ser simpática. Ou seja, dentre todas as candidatas a Isabelle reunia bom desempenho em diversos quesitos e, com isso, desbancou algumas candidatas que pareciam ter a preferência. Ela mostrou ter opinião, eloquência, um corpo bem cuidado, e soube desfilar com a elegância de uma Miss.

A segunda colocada, que ganhou a faixa de primeira princesa foi a Ingrid Kriigen, Miss São Paulo. Já a segunda princesa é a cearense Luana Paula Rocha. As duas muito lindas, Ingrid contava com uma torcida imensa (a família e os hóspedes de São Paulo que a adotaram). Isso conta muito, ela estava segura com tanta gente torcendo por ela. Já sobre a terceira colocada, a Luana, arrisco a dizer que ela só não ficou a frente das duas porque ficou muito nervosa. Mas ela é tão bela, tão bela, que até nos constrange, sabia? rsrsrs

Enfim…

Percebo que o evento está crescendo, cada vez está mais organizado. O organizador do evento, Alberto Conde, sabe das mudanças que são necessárias para que o concurso evolua cada vez mais. A grande maioria das participantes saiu feliz, realizada e isso é o que importa. Gostei de estar lá e espero poder fazer parte desse grande time mais vezes.

18 Comentários

Arquivado em Concurso, Eventos, Modelo GG

Veja as fotos das participantes do último Dia de Modelo Pus Size

Por Renata Poskus Vaz

Há um mês 15 mulherões participaram do Dia de Modelo Plus Size,  aqui em São Paulo. Faz muito tempo que não  posto aqui as fotos das participantes do Dia de Modelo, mas é algo que pretendo retomar este ano.

Vejam só:

Para conferir mais fotos das participantes, acesse o Facebook do Dia de Modelo. Basta clicar aqui.

Para participar das próximas edições do Dia de Modelo, envie e-mail, telefone e o nome da sua cidade para blogmulheraosp@hotmail.com

6 Comentários

Arquivado em Uncategorized