Arquivo da tag: Preta Gil

Preta Gil na capa da revista Nova Cosmopolitan

Por Renata Poskus Vaz

Pela primeira vez, uma gorda estampa a capa da revista Nova. Achei o máximo essa abertura para que mulheres famosas gordas (será que vão convidar mais alguma?) que usam além do manequim 36, possam exibir sua beleza real para as leitoras da publicação.

Já me disseram que reclamo demais, mas senti falta de Preta Gil fazendo carão. A publicação em questão costuma, na maioria das capas, trazer mulheres famosas em produções com um grande apelo sensual, com carões super sensuais… Eu me indago, será que é  só assim que os editores conseguem nos enxergar? Como as gordas simpáticas?

Qual a opinião de vocês?

preta gil na nova

 

Update: making off

5 Comentários

Arquivado em Artistas

Preta Gil e Gaby Amarantos no Medida Certa do Fantástico

preta gil medida certa

Por Renata Poskus Vaz

No domingo, algumas amigas da Gordolândia se mostraram indignadas com a presença das divas plus size Preta Gil e Gaby Amarantos no Medida Certa do Fantástico.  Eu precisava ver a atração para só então manifestar minha opinião. Estava todo mundo muito revoltado com a participação das duas sem ao menos ver do que se tratava exatamente o quadro e os motivos que as fizeram participar desse desafio.

Agora a pouco assisti os dois quadros do programa via internet. No primeiro, Preta Gil, Gaby Amarantos, Fabio Porchat e Cesar Menotti mostraram suas rotina e hábitos alimentares. No segundo, todos passaram por exames de saúde e condicionamento físico. Vou ignorar a participação dos rapazes neste artigo pois, ao contrário de Preta e Gaby, eles nunca ergueram nenhuma bandeira de orgulho gordo. Mas confesso que me preocupou ver que o cantor fofinho já estava com pré-diabetes. Porém, vamos nos restringir a analisar a participação das garotas, ok?

Para começar, o nome do quadro “Medida Certa” é equivocado. O quadro trata de reeducar a alimentação e melhorar o condicionamento físico dos participantes, é uma proposta boa. Mas o nome faz parecer que a ideia é apenas enquadrar os participantes em um padrão magro e “certo”, sem levar em conta os participantes como indivíduos únicos. Eu mesma passei anos de minha vida tentando entrar nessa “Medida Certa” que só comprometeu minha saúde e me levou a ganhar ainda mais peso com dietas malucas.

Quanto à Gaby, sempre a olhei com certa desconfiança. Em suas entrevistas, ela dizia usar manequim 40 mesmo sendo baixinha. No Medida Certa, o peso revelado foi de 81 Kg para declarados (e não checados) 1,64m. Eu que tenho 1,71m usava manequim 44 com esse peso. Faça o cálculo. Não dá para usar manequim 40 com esse peso e altura. E quem esconde manequim, ao meu ver, não se aceita. Em sua entrevista para o Medida Certa ela disse que quer emagrecer para ser feliz. Sim, ela disse isso. Então, quer dizer que toda aquela história de que era feliz acima do peso era mais uma mentira? Nota zero pra Gabi.

Com relação à Preta Gil, peguem leve com ela. Preta em nenhum momento disse que queria emagrecer para ser mais feliz. Ela jamais disse isso. Pelo que percebi, ela quer se exercitar e perder uns quilos pela saúde. E perder uns quilos e melhorar a resistência física, para quem é gorda, não significa ficar magra. Preta Gil, que pesa quase 90 Kg, para ficar magra deveria perder uns 40 Kg e eu tenho certeza que essa não é a intenção dela e nem do quadro do programa.

Tirando Gaby Amarantos todos os participantes do programa estavam com taxas de colesterol alteradas. Isso não é brincadeira e nem vaidade. Cobrar que uma diva plus size mantenha seu peso mesmo estando doente para não trair a causa gorda não é ser fã. Sinceramente, cada um sabe onde aperta seu calo. É bem triste ver o quanto sofremos no passado com nossos parentes e amigos nos pressionando a emagrecer e agora assumirmos a posição de opressores, querendo que nossos ídolos gordinhos permaneçam gordos pra sempre mesmo com sua saúde em risco.

Se você é uma gordinha saudável, bacana. Mas não discrimine aquela que não é e deseja melhorar sua condição de saúde.

Como Gaby sempre pareceu mentir, espero de coração que ela perca muitos quilos, fique magra para sempre e pare de querer tirar proveito dessa onda de “ser plus size”. Quanto à Preta, que ela emagreça e ganhe resistência física o suficiente para conseguir manter a rotina de shows sem prejudicar seu já operado e sobrecarregado joelho. Que todos os participantes mantenham índices saudáveis em seus exames clínicos. Nem todo gordinho tem problemas de saúde, mas o que tem precisam se cuidar. E essa dica serve para os magros também.

No mais, que fique claro, existem exceções como a Gaby Amarantos, mas nem toda gorda que se dizia feliz e emagreceu estava mentindo sobre ser feliz gorda. O segredo não está em ser feliz porque é magra ou ser feliz porque é gorda. O segredo é ser feliz por ser quem é e isso independe de peso. Menos preconceito por favor! E viva à saúde.

30 Comentários

Arquivado em Uncategorized

O photoshop racista e gordofóbico da C&A

Por Renata Poskus Vaz

Na coleção de inverno plus size, a C&A exagerou tanto no photoshop em Preta Gil, sua garota propaganda, que 10 em cada 10 blogueiras GG fizeram menção negativa à campanha. A gente também detestou o festival de photoshop (veja aqui). Pensávamos, claro, que C&A usaria o poder do Google para checar o que nós, formadoras de opinião e consumidoras achávamos, e faria um trabalho decente desta vez.

Lançada a coleção Verão plus size da C&A, novamente com nossa diva Preta Gil, mais um trabalho de photoshop exagerado e mal feito, beirando o racismo e a gordofobia. Deformaram a Preta Gil! Na ânsia de emagrecê-la na foto, distorceram o corpo da atriz, o deixaram desproporcional, um corpo feio e irreal! Isso sem contar a pele branca, à la Michael Jackson… Preta é Preta. Preta é gorda. O que aconteceu com a C&A? Já estou achando que é piada… O departamento de mkt lança essas fotos e, em reunião, ficam lendo nossos comentários e rindo: “olha lá as gordas mortas de ódio”. Sim, isso foi uma ironia, mas na prática, photoshopar exageradamente a Preta Gil, nos mostra que a C&A de fato não aceita gordas em suas campanhas e que provavelmente também não nos aceite como suas consumidoras.

Pisada de bola, hein?

Preta Gil deformada

40 Comentários

Arquivado em Artistas, Moda e estilo, Moda Verão

Preta Gil sem photoshop, por favor!

Por Renata Poskus Vaz

Eu não mostrei as fotos da última coleção plus size da C&A assim que foi lançada, porque exageraram no photoshop. Preta Gil, a garota propaganda, ficou fake. Poxa, vida! Nós conhecemos a Preta Gil, vemos a gata na TV e sabemos o quanto ela é linda naturalmente. Não entendi o excesso de tratamento digital para deixá-la mais magra e plastificada.

Fiquei decepcionada com as fotos. Vou colocar 3, abaixo. Pode ser que eu esteja ficando velha e ranzinza, mas eu esperava mais de uma C&A. Até porque eles tinham uma diva nas mãos e deixaram esse trabalho pior do que a de um catálogo de loja pequenina do Brás. Vejam só:

preta gil 1

preta gil 2

Aí, esta semana, a C&A postou no Instagran um aperitivo das novas fotos de Preta Gil para a marca. Mesmo sem mais detalhes sobre os looks da coleção plus size, posso imaginar que a coleção será linda. No entanto, espero, de coração, que a C&A maneire no photoshop. Queremos ver a Preta e as roupas como elas são, sem truques. ;)

preta cea

18 Comentários

Arquivado em Artistas, Moda e estilo

Preta Gil e sua nova carreira de modelo plus size

Por Renata Poskus Vaz

Olha só que bacana! Após o sucesso do lançamento da Coleção Plus Size da C&A assinada pela Preta Gil, chegou a vez da cantora dar o ar da graça (e das lindas curvas) na nova campanha da linha de lingeries e modeladores Plié. A imagem acima, em que ela posa ao lado da modelo magra Barbara Fialho, foi divulgada por Preta em suas redes sociais. Quem nos repassou foi a nossa leitora e amiga Paty Vergasta.  Agora, só nos resta esperar pela divulgação oficial da campanha, com mais modelos para nós mulherões. Preta está arrasando no mundo plus size Só falta agora desfilar no Fashion Weekend Plus Size, não acham?

16 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Preta Gil para C&A: a cantora veste mesmo essa idéia?

Por Renata Poskus Vaz

A C&A acabou de lançar a coleção Special for You, com Preta Gil como garota propaganda, buscando atender a clientela que usa do manequim que vai do 46 ao 56. Pelo pouco que vi nas roupas (vocês também podem conferir abaixo), elas bem lembram o estilo periguete (que eu adoro!) da cantora se vestir. Muito animal print, roupa ajustada e decotes provocantes. Realmente é uma “assinatura” da cantora. Mas quem tem um estilo menos “vou ao baile funk” pode ficar decepcionada.

Mesmo assim, fiquei muito feliz com essa iniciativa da C&A em dar uma atenção especial para a coleção plus size. A marca já estava bem atrás das lojas de departamento neste quesito. Nas Lojas Marisa, por exemplo, hoje é mais fácil encontrar uma calça 46 do que uma 38, com opções que vão do social, esporte e balada. Falo porque estive na loja da Lapa, em São Paulo, com minha irmã, que usa manequim 36/38 e havia muito mais opções de looks moderninhos para mim do que para ela. Não é o máximo? Renner também sempre teve tamanhos maiores, embora com um ar de executiva mega sóbria e com pouca variedade. No fim das contas, só faltava a C&A fazer roupa plus de verdade. Ela até fazia um 46, 48, mas nada generoso.

Sobre a contratação de Preta Gil para assinar a coleção, achei uma boa escolha. Admiro a beleza bem brasileira e o estilo irreverente da cantora. Porém, não dá para esquecer as declarações de Preta Gil sobre a moda plus size feitas há pouco tempo atrás. Segundo Preta, ela é contra a moda plus size, porque toda loja deveria vender tamanhos maiores. Se só tivesse dito isso, tudo bem. E eu até concordo que deveria ser assim. Deveria mas não é, e é por isso que divulgamos e apoiamos lojas que vendam roupa GG. Porém, ela afirmou que sempre encontra roupas do tamanho dela nas lojas que frequenta. Nós, meras mortais, que não temos amigos estilistas e nem $$$ para investir em roupas caras, não temos esse privilégio e sabemos que se não fossem as coleções GG das lojas de departamento, ou mesmo as lojas que vendem exclusivamente tamanhos plus size, ainda estaríamos condenadas ao camisetão com legging.

Resumindo, faltou sensibilidade em Preta, no passado, para compreender que as lojas e/ou coleções exclusivas GG são necessárias enquanto as marcas não ampliarem suas grades com manequins maiores. Espero que Preta tenha reconhecido isso e, só por isso, ter aceitado assinar a coleção Special For You da C&A, e não pelo dinheiro. Sim, porque essa coleção é só plus size, não vai do 36 ao 56, como Preta Gil dizia no passado que todas as marcas deveriam ter.

Ainda não fui conferir a coleção de perto, mas espero que o manequim 46 realmente caiba em mim. Também espero que a C&A venda horrores e que veja a vantagem de investir também em peças 58 e 60, no mínimo. Respeitar estilos diferentes também é importante. Há garotas plus size que tem um estilo mais moderninho, ou mais formal e menos periguete. E todas esperam encontrar em uma loja de departamento, como a C&A, a roupa que tenha a ver com seu estilo.

Fotos gentilmente roubadas daqui: TPM

60 Comentários

Arquivado em Artistas, Moda e estilo

Preta Gil emagrece 5 Kg e critica “moda plus size”

Por Renata Poskus Vaz

Em entrevista ao Portal IG, Preta Gil falou um pouco sobre sua carreira, sobre o preconceito que já enfrentou por ser gordinha e também desceu a lenha na moda plus size. Acompanhe o trecho:

A cantora ainda criticou a onda da moda ‘plus size’, feita exclusivamente para mulheres gordinhas. “Desculpa as adeptas, mas eu não sou. Sou adepta de gritar no ouvido dos meus amigos estilistas: ‘aumenta a grade’. Quero entrar em marcas como Prada, Reinaldo Lourenço e C&A e comprar uma roupa. Não quero ir em uma loja plus size. Acho isso uma sacanagem com a mulher, que, mais uma vez, recebe um rótulo e se sente diminuída. Sou a favor da moda plus size dentro das lojas, que a moda capte isso”.

O que vocês acharam do depoimento dela? Eu concordo, mas em partes. Quero um dia poder entrar nas mesmas lojas que minha irmã, que usa manequim 40, e comprar as roupas que quero, sem dificuldade. Isso, hoje em dia, raramente acontece. Quando encontro por aí um 46 que realmente me serve nem sempre é a roupa que quero, que escolhi, mas a roupa que me coube.

Entretanto, Preta Gil ainda tem o privilégio de poder pedir aos estilistas amigos que confeccionem modelos excluivamente para ela. Eu já não tenho essa vantagem. Então, recorrer à uma loja especializada em moda plus size faz com que eu economize meu tempo com bateções de perna que só me frustravam e, dessa forma, eu me sinto inserida na moda. Hoje, não preciso mais me contentar com os pretinhos básicos estilo saco de batata que as lojas tradicionais tentavam me impor. Assim como Preta também sou adepta de gritar no ouvido dos estilistas (mesmo que por megafone, porque estou longe deles pra c******) para aumentarem suas grades, mas enquanto isso não se concretiza, preciso sair, trabalhar, namorar e faço questão que seja com muito estilo.

63 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Vestidos pretos para gordinhas

Por Renata Poskus Vaz

Aqui no Blog Mulherão sempre incentivamos nossas leitoras plus size a investir em vestidos coloridos, ao invés do tradicional pretinho básico, isso porque ficamos escravas por anos das cores escuras com o pretexto de que elas emagrecem e de que cores clarinhas não servem para quem tem curvas, muitas curvas. Mas há quem simplesmente ame a cor preta, não porque ela emagreça, mas simplesmente por ser o sinônimo da riqueza…hahahaa. Ter alguns modelitos básicos em seu guarda-roupa, que servem para qualquer ocasião e podem ser adaptados com  cintos coloridos e sobreposições, sempre é bom. Veja algumas divas GG que ficaram divinas no tradicional pretinho:

Fluvia Lacerda

O que é essa fenda, meu Deus? Muito sexy! Usaria facilmente para fazer compras no Shopping. hahahaha… Brincadeira, meninas. O vestido é um luxo só e merece uma ocasião muito, muito especial mesmo para sair do armário.

Preta Gil

Quando vi este modelito no Famosas na Moda fiquei em dúvida se se tratava de um vestidinho ou uma composição de saia e blusa. O  que vale destacar nessa peça é o cintinho. Sim, porque a gente pode usar e abusar de cintos para marcar a cintura. A manga rendada também é um charme. No verão eu usaria uma na versão curta.

Adele

Falar de vestidos pretos plus size e não citar Adele é praticamente um sacrilégio. Reparem que o vestido acima é de malha, acinturado, como muitos outros que vemos por aí. O grande diferencial fica por conta das aplicações na gola e colo. Moderninho e retrô ao mesmo tempo, concordam?

Queen Latifah

A-DO-RO esse modelito. Tubinho, rendado e com um decote em V que valoriza a comissão de frente. Perfeito.

Veja alguns de modelos de vestidos pretos disponíveis na Loja Mulherão:

Vestido de elastano com decote em V Exuberance

Vestido em Jersey Maitê da La Mafê

Vestido de sarja Alice La Mafê

Vestido de malha com laço de cetim no decote Adriela La Mafê

7 Comentários

Arquivado em Moda e estilo, Uncategorized, Vestido de festa, Vestidos

A foto como instrumento de democratização da moda e do corpo da mulher real – Parte II

Por Renata Poskus Vaz

Olá! Quem perdeu a primeira parte da nossa matéria sobre a importância das fotos na democratização da moda e do corpo da mulher real, clique aqui primeiro.

Não há como falar de fotos polêmicas com gordinhas sem citar a capa do CD de estréia de Preta Gil, o Prêt-à-Porter, lançado em 2003.  Nua e envolta por fitas do Senhor do Bomfim, a cantora e filha do renomado ex-ministro, cantor e compositor Gilberto Gil, escandalizou.

Naquela ocasião, em entrevista para a revista Época, Preta afirmou: “Já tive um filho, quilos a mais, estrias e celulite. Fiz lipo, tomei remédio, fui parar no hospital por ficar sem comer. Hoje acho meu corpo bonito, sensual.”

As fotos foram feitas por Vânia Toledo. No encarte, a cantora e atriz ousa mais e aparece com os seios e o bumbum de fora. Gilberto Gil afirmou que achou desnecessária a exposição da filha. Todavia, foram aquelas fotos, muito mais do o disco em si, que elevaram Preta à fama.

Wilza Carla em sua época de vedete 

Mas quem acha que Preta Gil foi a primeira artista gordinha brasileira a exibir suas formas voluptuosas por aí está muito enganado. A atriz Wilza Carla, nascida em 1935 e falecida em julho deste ano, foi a primeira gordinha consagrada e que, por diversas vezes, exibiu o corpo nu nas trelas de cinema e em fotografias.

Ex-vedete, Wilza não era considerada gorda em sua juventude, afinal, naquela época ter curvas era o que definia uma mulher bonita de verdade. Ela interpretava papéis sensuais em filmes da era das chanchadas. Posteriormente, aproveitando o fato de que havia engordado bastante, celebrizou-se nos filmes do gênero pornochanchada.

Wilza viveu a personagem Dona Redonda, na novela Saramandaia, exibida em 1976 pela Rede Globo. Embora tivesse um grau elevado de obesidade e encarnasse sempre papéis cômicos, Wilza era considerada uma mulher extremamente sexy e reune fãs até hoje, mesmo após a sua morte.

Semana que vem tenho mais uma série de novidades sobre fotos com gordinhas para vocês, garotas! Não percam.

8 Comentários

Arquivado em Artistas, Curiosidades

Momento gracinha

Por Renata Poskus Vaz

Recordar é viver. Nossa queridíssima amiga Júlia sabe bem disso e sempre grava as nossas aparições na tv. Então, para matar a saudade de quando sentamos no sofá da Hebe Camargo, seguem os videos desta participação.

Nos videos, Keka, Dani, Renata e Andrea usam Janette Boutique.

A matéria sobre o Dia de Modelo foi feito em parceria com a grife Carlota.

Divirtam-se!

11 Comentários

Arquivado em Artistas, Entrevistas, TV