Ensaios fotográficos gratuitos para crianças especiais

Por SImone Fiúza

O projeto Borboleta Pequenina é uma iniciativa da Tatiane Moraes fotógrafa e mãe da pequena Ana (que eu morro de amores pelas fotos postadas no facebook), essa pequena nasceu em em 28 de agosto de 2012 é a inspiração do projeto.

1521248_935161443174337_6145530626039790928_n

“Além da novidade de ter uma criança, vieram todas as dúvidas e medos ao descobrir que ela tinha uma patologia não antes esperada. Foi um período muito difícil! Foi tudo muito sofrido até chegar ao seu diagnóstico. Mas com o tempo tudo se ajustou.” conta a mãe da pequena.

As fotos da Ana sempre fazem muito sucessso no facebook e veio dai a idéia da mãe proporcionar isso a outras crianças conversando com outros pais, que tinham vontade de fotografar os filhos, mas ao mesmo tempo tinham o receio de como isso seria feito, visto que os profissionais por mais experiência que tenham, não tinham experiência com crianças especiais.

O ensaio para crianças especiais é gratuito, os tratamentos geralmente são bem caros e ela achou uma forma de agradecer e também ajudar famílias como a dela.

“A rotina das famílias especiais é tão pesada, que um dia de descontração, com belos registros, fará diferença. Uma recordação pra toda vida! Minha filha mudou minha vida, e me trouxe tanto amor, que eu preciso dividir!” completa a fotógrafa.

Vou compartilhar com vocês algumas fotos e para maiores informações clique aqui -> Projeto Borboleta Pequenina   

10155928_568862276584357_8198596124247947161_n

Bruninha e sua mãe Giselle a espera da irmã Ana Júlia, muito amor!!

10919007_571492436321341_6829827299373341382_n

Essa é a Alana e sua mãezinha Carol, como não se apaixonar por esse sorisso?10933710_566433383493913_5067242768085846181_n 10891568_566433400160578_6613124289901411120_n

Esse é o Rafael, muito inteligente e adora política!

10953949_575316932605558_6315911409116394110_n 10298955_575317045938880_6740330687608887379_n

E pra fechar esse é o pequeno Léo, como não amar a pureza das crianças?

10424327_559975550806363_4312786552521435451_n 10885584_559975774139674_7965425018222449050_n 1908483_559975984139653_4318903860355825864_n

Bjokas

Se você quiser ajudar, indicar, parabenizar entrem em contato com a Tati Moraes ou pelo e-mail projetoborboletapequenina@gmail.com

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O que esperar de 2015?!

Por Simone Fiúza

Estou sumida, né?!

Mas todo mês de janeiro procuro me dedicar a família, férias, pensar nos planos e projetos, colocar a cabeça no lugar, me desligo de tudo!

Mas já estamos em fevereiro e estou de volta para alegria ou tristeza de vocês! Hahahaha Comecei o ano e decidi que 2015 será diferente, não farei mais listas de metas, vou fazendo e criando o que o coração mandar. Todos os anos eu fazia listas imensas, irreais e quando chegava o mês de dezembro ficava triste, decepcionada e deprimida porque nunca conseguia finaliza-lá, sempre um item ou outros ficavam de fora das realizações. Esse ano será diferente, não quero me decepcionar, quero realizar mais, acontecer, quero ser mais feliz, trabalhar, ser mais pró-ativa, mais real, me cuidar em primeiro lugar e principalmente dar valor a quem merece! Só esses itens daria um bom início de lista de metas… Mas esse ano tudo vai ser diferente!!

Espero dividir com vocês momentos, experiências e dicas, meu 2015 começou, bom ano pra vocês!!

Bjokas e se amem!!

foto

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Blog Mulherão em manutenção! Aguente aí que a gente já volta…

Por Renata Poskus Vaz 

Pela primeira vez em 6 anos o Blog Mulherão passará por uma manutenção. São apenas 2, 3 dias. Já, já a gente volta.

Enquanto isso, acompanhe nosso Facebook. Clique aqui. 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Conheça Mari Malpighi, a grife que vai desfilar pela primeira vez no Fashion Weekend Plus Size

Por Renata Poskus Vaz

Ah, eu fiquei muito #renatafofa quando soube da entrada da grife Mari Malpighi no Fashion Weekend Plus Size. Eu ainda não conhecia a marca, embora ela exista já há um certo tempo. Fiquei surpresa e feliz! ❤ ❤ ❤

Mari Malpighi tem um estilo hippie chic, com roupas soltinhas (você não fica parecendo um saco de batatas não amiga, porque a modelagem é pensada para valorizar seu corpo e não escondê-lo) confortáveis, bonitas e elegantes também.

Em 2003, a Mari Malpighi vendia T-Shirts estilizadas, criadas como uma brincadeira despretensiosa para atender amigas e clientes de sua idealizadora, a empresária Mari Malpighi. Na época, ela tinha uma loja de multimarcas e customização. O sucesso foi tanto que, após três anos, Mari abriu sua própria confecção e sua flagship no centro de Atibaia/SP. Desde o lançamento, os temas das coleções sempre se apropriaram de ícones da moda, da cultura, de recordações e pesquisas de viagens. Isso tudo propiciou o desenvolvimento de coleções conectadas com informação da moda, icônicas, atemporais, versáteis e duradouras.
Fui até o Blog da Débora Fernandes para roubar umas fotinhas dela usando Mari Malpighi. Vejam que linda:
mari malpighi plus size 1
mari malpighi plus size 3
Mari Malpighi plus size 2
Para ver mais modelos de roupa da Mari Malpighi, clique aqui. 

Você também pode assistir a Mari Malpighi desfilando no Fashion Weekend Plus Size. Saiba como, clique aqui.

Deixe um comentário

Arquivado em Fashion Weekend Plus Size, Moda e estilo

Confira as fotos de divulgação do Fashion Weekend Plus Size Inverno 2015 com jeans da Marden

FWPS Inverno 2015

Por Renata Poskus Vaz

Um dos momentos mais esperados do Fashion Weekend Plus Size é a revelação das fotos de divulgação de cada edição. As modelos ficam curiosas sobre quem foi convidada para fazer as fotos, o porquê de terem sido escolhidas, qual a temática etc…

Sempre, a primeira coisa que decido é o tema. E há muito tempo que eu queria fazer um editorial jeanswear. Escuto sempre muitas gordinhas dizendo que não curtem usar jeans, ou que ele não fica bem em corpos com curvas e é justamente o contrário. Um bom jeans, feito em um denim de qualidade, valoriza muito as nossas curvas.

O tema

Então, convidei a estilista Andressa Nunes (uma magrinha com alma de gordinha) da Marden Plus Size para criar 5 looks conceituais (bem periguetes, porque adoooro) em jeans, surpreendentes e com a qualidade Marden de sempre. A Marden desfila há algumas edições conosco e é expert em camisaria e jeans para mulherões e, é óbvio, estará na edição 2015 do FWPS..

O local

Fotografamos na esquina da Avenida Paulista com a Consolação, em frente à tapumes de construções e portas de lojas. Um ar bem urbano e moderno.

As modelos

Bom, a cada edição eu tenho um critério diferente de escolha. Algumas vezes faço com modelos mais famosas, outras com modelos novatas e outras escolhemos por perfil físico. Desta vez, escolhemos 3 modelos novatas, que participaram pela primeira vez do Fashion Weekend Plus Size na edição que aconteceu em agosto.

Marianna Meneghini

FWPS Inverno 2015  Marianna Bianchini 01

FWPS Inverno 2015  Marianna Bianchini 02

Administradora de empresas, 25 anos, 84 kg, 1,76m, manequim 46

Marianna, por exemplo, era uma coleguinha de infância da minha irmã. Sempre a convidava para o FWPS e ela me olhava com aquela carinha de: “mas eu não sou gorda, poxa”. Passaram-se anos até que ela se assumisse uma mulher plus size e aceitasse meu convite. Aqueles pernões torneados desfilando num espartilho preto belíssimo (veja aqui) fez enorme sucesso na última edição do evento. Marianna é uma modelo muito expressiva! Logo após o evento, já começou a trabalhar como modelo para uma rede de lojas. Entretanto, ela não pretende abandonar sua profissão.

Viviane Melazzo 

FWPS Inverno 2015 Viviane Melazzo 01

FWPS Inverno 2015 Viviane Melazzo 02

Enfermeira obstetra, 28 anos, 1,80m, 100 kg, manequim 48

Quando a Vivi chegou ao casting do Fashion Weekend Plus Size Verão 2015, com aquele tamanhão todo em um vestidinho rosa, fiquei apaixonada! Ela tinha fotos caseiras (horríveis, diga-se de passagem) e de cara soube que seria rejeitada pelas grifes por conta disso (a análise é feita por eles virtualmente). Mesmo assim, confiando na beleza e potencial de Vivi, convidei-a a integrar o nosso casting. E ela foi na prova de roupas, caso precisássemos substituir alguma modelo. E ela arrasou! Conseguimos encaixá-la em vários desfiles. Ela foi super elogiada por diversos fabricantes e lojistas.

Babi Szalma

FWPS Inverno 2015 Babi 01

FWPS Inverno 2015 Babi 02

Secretária administrativa, 19 anos, 1,71 m, 85 kg, manequim 46

Ahhh, a Babi Szalma é uma gracinha. Uma menininha que chegou no Dia de Modelo sorrindo, acompanhada da inseparável mamãe. Aí, foi só ver o flash da máquina fotográfica para ficarmos todos espantados com a forma como ela cresce, aparece, se destaca. Na foto e na passarela, ela exala sensualidade, mesmo tão novinha! Não tem nada de menina esse mulherão. Babi Szalma mereceu muito estar nesta foto de divulgação, pois foi um dos grandes destaques do Fashion Weekend Plus Size Verão 2015. Acredito que vamos ainda ouvir falar muito das conquistas de Babi Szalma.

Lis Maira Pinheiro

FWPS Inverno 2015 Lis Maira 01

FWPS Inverno 2015 Lis Maira 02

Representante Comercial, 28 anos, 95 kg,1,78m, manequim 48

Lis é uma cliente do Dia de Modelo e que posteriormente desfilou em 2 edições do Fashion Weekend Plus Size. Na primeira, caiu. Sim, esse mulherão se desequilibrou do salto alto e caiu lá, na frente de todo mundo. E, quer saber? Acho que é nessas horas que se conhece quem é modelo de verdade. E ela provou que é. Levantou, continuou desfilando numa boa. Lógico que ela ficou morrendo de vergonha, mas o compromisso com o trabalho falou mais alto! Lis é do Rio Grande do Sul, da cidade de Sapiranga. Tem os cabelos mais longos, lindos e reluzentes que já vi.

Jéssica Bini

FWPS Inverno 2015 Jessica Bini 01

FWPS Inverno 2015 Jessica Bini 02

Coordenadora de exportação, 28 anos,1,80m, 91 kg, manequim 46.

Até perdi as contas de quantas edições do Fashion Weekend Plus Size a Jessica Bini já participou. Embora ela seja modelo desde 2010, demorou um pouquinho até que ela viesse desfilar conosco. Jéssica é bem alta, linda e desfila super bem. Mas ela não foi sempre segura e com a autoestima lá em cima. Na época da escola, sofreu muito preconceito dos amigos por ser uma garota inteligente, dedicada aos estudos e gordinha. Olha só como o mundo dá voltas, espero que esses amiguinhos a vejam hoje, toda gostosona, em jornais, revistas ou na televisão.

Nossa equipe

A fotógrafa foi a Adriana Líbini, com make de Tati de Souza, cabelo do David Kapper e assistência de produção da Carol Santos. Ah, foi a Carol que sugeriu os cabelos e makes baphos que as modelos usariam. Eu criei, acompanhei e dirigi essa bagunça toda!

O evento

O próximo Fashion Weekend Plus Size acontece dia 31 de janeiro no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo/SP. Para assistir aos desfiles, você pode comprar ingresso no site www.ticket360.com.br a partir do dia 15 de janeiro. Já se você for lojista de moda plus size pode se inscrever no site do evento: www.fwps.com.br. 

Não precisamos de mais modelos. O casting está encerrado. 🙂

3 Comentários

Arquivado em Fashion Weekend Plus Size, Moda e estilo, Moda Inverno

“Parabéns por ter emagrecido!”

Por Renata Poskus Vaz

Uma revolução tem acontecido no mundo plus size. Muitas gordas tem virado ex-gordas e não sabendo como lidar com o novo corpo e nem mesmo com os elogios que recebem por ter emagrecido.

Como as gordas faziam para emagrecer, há alguns anos?

Há alguns anos, nossa opção para emagrecer se restringia à reeducação alimentar (que se fosse fácil de aplicar em nossa vida, não existiriam tantos gordos no mundo). A gente até sabe o que comer, como comer e a que horas comer, mas o trabalho, a rotina e o preço dos alimentos saudáveis são grandes impeditivos. Hoje, um pé de alface custa mais do que um pacote de macarrão que serve a família inteira. Comer no Mc Donalds custa R$20, mas você gasta o dobro disso por um copo de suco sem corantes, açúcares e aditivos, uma salada, legumes e um grelhado. Se você ficar sem comer para reduzir os gastos com alimentação saudável, não estará se reeducando e colocará a saúde em risco. Um pote de vitaminas, essenciais para suprir carências vitamínicas de quem está em processo de emagrecimento, não custa menos de R$60. É necessário sim ter dinheiro para a reeducação alimentar

Outra opção era a ingestão de medicamentos para controle do apetite. Tomar remédio às vezes é necessário, principalmente em casos de ansiedade extrema que ocasionam compulsão alimentar (que funciona como um vício em drogas ou bebidas alcoólicas). É preciso domar a cabeça para o corpo e mente aceitarem a ingestão reduzida de alimentos. Mas caso você não tivesse um convênio médico, pagar endocrinologista, exames, fórmulas, nutricionista, psicólogo etc era privilégio de poucas. Muitas, então, recorriam a remédios pelo mercado negro. Colocavam a saúde em risco. O resultado, quase sempre, era engordar em pouco tempo tudo o que perdeu e mais um pouco.

Pouco se falava da cirurgia bariátrica, que não era feita por planos de saúde e o valor cobrado por ela era um absurdo!

Ser gorda vira moda

Por volta de 2009, mais ou menos quando o Blog Mulherão surgiu, ser gorda virou moda. Cansadas de tomar remédios para emagrecer ou de fazer dietas que sempre fracassavam, milhares de mulheres deram seu grito de independência. “Amo minhas curvas” virou mantra. Não que todas acreditassem mesmo que pudessem ser lindas, felizes e bem-resolvidas acima do peso, mas repetir isso incessantemente fez com que ataques alheios e sugestões de emagrecimento fossem diminuindo até que, de fato, algumas gordinhas recuperassem a autoestima.

Algumas viraram modelos, outras misses e outras simplesmente tomaram uma injeção de amor próprio sem a necessidade de títulos ou reconhecimento alheio.

Muitas aprenderam que é possível ser uma mulher saudável, ativa e linda mesmo com alguns quilos a mais.

Enfim, a democratização da bariátrica

Inicialmente, apenas obesos mórbidos, com saúde realmente crítica e debilitada recebiam encaminhamento para a cirurgia. Hoje, qualquer mulher acima do peso, que se entupa de churrasco um dia antes dos exames de sangue e eleve um pouquinho o índice de colesterol já consegue o encaminhamento. Se você reclamar de dor nas costas ou dizer que tem mãe e avós gordos e com diabetes, então, vai mais rápido para a cirurgia. Isso pelo convênio ou por pagamento particular.

A bariátrica virou uma indústria rentável, a cirurgia apresenta riscos mínimos. Mas não, não é fácil para a gorda passar por ela. A maioria que não faz tratamento psicológico antes e mesmo após a cirurgia mantém crises de ansiedade e compulsão, transferindo para outros vícios como sexo, drogas e álcool. : “vou amarrar seu estômago e quero ver você enchê-lo novamente de leite condensado, sua gorda!”, é mais ou menos assim que funciona para alguns a cirurgia. É como uma agressão. Mudam seu corpo, mas não sua mente.

Pera lá, não sou contra a cirurgia, sou contra esse glamour, essa facilidade toda, sou contra recorrer a ela antes de se esgotarem todas as alternativas de um emagrecimento saudável.

As gordas que viraram ex-gordas

Mas enfim, com essa facilidade de emagrecer em tempo recorde, muitas gordas que conhecemos, incluindo blogueiras, donas de lojas e modelos plus size recorreram à cirurgia bariátrica e atingiram o peso com que tanto sonhavam anos atrás. Poucas, pouquíssimas, na verdade conheço umas 3 apenas, assumiram terem operado.

Ai me pergunto o porquê dessas mulheres esconderem que optaram pela cirurgia. Tudo bem omitir, ninguém é obrigado a fazer da própria vida um Big Brother. Mas mentir pra quê?

Quando vejo ex-gordas que passaram por bariátrica mentindo que operaram rins, vesícula ou a unha do dedão do pé, e dizem que emagreceram 20, 40 Kg em 2 meses com reeducação alimentar, acho uma crueldade com outras mulheres. As seguidoras dessas ex-gordas famosas se sentem incompetentes por não conseguirem esses resultados surpreendentes também.

Por outro lado, compreendo os conflitos que vivenciam essas ex-gordas. “Se antes eu dizia que me amava gorda, ao assumir que fiz bariátrica vão dizer que eu mentia antes”. Sim, alguns dirão, porque tem gente que não tem mesmo o que fazer. Mas a maioria compreende que somos seres pensantes, que vivem e aprendem e mudam de opinião. Você pode ser uma gorda saudável hoje e não ser mais amanhã. E se decidir emagrecer, não importa por que via, não importa por qual motivo, é um direito seu. Mas se for usar seu emagrecimento para autopromoção, seja sincera.

“Parabéns por ter emagrecido!”

Diversas vezes vi ex-gordas reagindo com rispidez a um simples: “Parabéns por ter emagrecido!”. Quando te elogiam, nem sempre estão querendo dizer que você está melhor magra do que gorda, nem nada parecido. Não estão sendo irônicas e nem pensando: “finalmente você se tocou e emagreceu”.

A pessoa apenas encara que se você emagreceu, sem ser por reflexo de uma doença grave, que merece parabéns por ter sido perseverante, por ter se dedicado, afinal, todo mundo sabe que fazer dieta, ou bariátrica ou mesmo tomar remédios, não é fácil. Concessões tem que ser feitas, em todos os casos. E isso merece mesmo parabéns.

Da mesma forma quando engordo e alguém me “avisa” também agradeço, transformando a crítica em um elogio. rsrsr

Para quem continua gorda, assim como eu…

E eu que era uma das mais magras entre as modelos, amigas e  blogueiras plus size, de repente me vi ficando mais gordinha. Não só porque ganhei um quilinhos nesses últimos anos de aceitação, mas também porque algumas delas optaram por emagrecer. Não fiz contrato para ser gorda eternamente, pode ser que um dia emagreça (se acontecer, que seja por escolha e não por doença), mas continuo amando minhas curvas, o bumbum grande que só o sobrepeso me dá, os seios fartos que transbordam pelo generoso decote. As maçãs do rosto salientes e coradas. Amo minha barriga positiva e o movimento dos meus quadris quando ando.

Sou feliz assim, mas se um dia eu sucumbir a essa onda de emagrecimento recorde (diferente do meu engorda e emagrece sutil de sempre), vocês saberão. ❤ ❤ ❤

12 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Look do dia: biquíni tomara que caia manequim 54

Por Renata Poskus Vaz

Oi gente! O look do dia de hoje não é meu, mas da minha amiga Priscila Trindade com quem passei o ano novo lá no Guarujá/SP. Ela usa manequim 54. Como podem ver, ela tem uma comissão de frente digníssima e tinha muita dificuldade de encontrar um biquíni cujo sutiã a deixasse segura.

Então, vasculhando pela internet, a Priscila encontrou uma marca a Marini, que faz biquínis do manequim 40 ao 54, com estampas exclusivas. Este modelo que ela escolheu pode ser usado como tomara que caia, é de amarrar atrás e tem uma calcinha com drapeado na lateral.

Um luxo!

Obrigada, Pri, por dividir com as outras leitoras do Blog Mulherão a sua compra! ❤

biquini marini plus sizeBiquíni Marini 

10 Comentários

Arquivado em Look do Dia, Moda e estilo, Moda Praia, Moda Verão