Keila Silveira comprova que as gordinhas arrasam na dança do ventre. Basta querer!

keila-silveira3

 

Não é fácil sair do sedentarismo e permitir se entregar à uma nova arte e a um novo estilo de vida. Para quem tem mais de 100 Kg, se imaginar com uma roupa de dançarina do ventre, se apresentando com charme, sensualidade e elegância, pode ser difícil de se concretizar, um sonho distante. Para Keila Silveira, 28 anos, 1,70m e atualmente 85 Kg, isso é realidade. Há quase três anos ela pratica a dança, quebrou tabus, venceu a depressão, perdeu 15 Kg, e deixou o queixo de muita magrinha caído no chão com sua técnica apurada e movimentos graciosos.

Ela ainda não se considera profissional, faz curso com Lulu Sabogi, que considera uma das melhores professoras de dança do ventre do Brasil, mas já dá aulas e coreografa para grupos em Campo Grande, sua cidade. Keila também é graduada em letras, cursa psicologia e faz pós graduação em gestão de pessoas.

Quer saber mais? Então confira a entrevista abaixo. Quem sabe você não se anima e começa a dançar também?

 

Mulherão – Como surgiu a vontade de fazer dança do ventre?

Keila – Sempre me interessei pela dança, mas os horários e a situação financeira não me permitiam. Um dia uma amiga me convidou, disse que queria companhia. O convite tinha outros motivos: eu pesava quase 100 Kg, havia acabado de sair de um relacionamento de quase 4 anos, tomava anti-depressivos que detonavam minha libido, não queria mais sair de casa, não sentia prazer em nada, só queria mesmo era chorar, dormir e comer.

 

Mulherão – Como foram as primeiras aulas?

Keila – Eu me sentia ridícula e que todos iam ficar rindo da minha cara. Mesmo com a vontade de fazer a dança, ficava incomodada com o espelho da sala de aula, ia de calça e camiseta. Não houve milagre. Foi só com o passar do tempo que passei a me ver diferente, a me admirar, e foi aí que o mundo mudou para mim.


Mulherão – Ser gordinha atrapalha ou ajuda na hora de dançar?

Keila – Já vi pessoas comentarem que as gordinhas são mais lentas, desajeitadas, não têm fôlego para dançar muito tempo e que sofrem dos joelhos. Qualquer pessoa de vida sedentária tem essa dificuldade no começo, gorda ou magra. Sinceramente, o que mais atrapalha é a nossa mente, sejamos gordas ou magras. Se você se empenha, gosta do que faz, algo bom tem de sair daí, nós é que estragamos quando não nos consideramos capazes. Ser gordinha me atrapalhava quando eu me sentia feia, achava que iriam rir da minha dança e tantas outras neuras que eu tinha. Só que ser gordinha deixa alguns movimentos muito mais graciosos, coisas que as muito magras sofrem para fazer aparecer.

 

Mulherão – Culturalmente, as dançarinas do ventre do oriente são mais gordinhas ou magras?

Keila – Tradicionalmente, os árabes valorizam as mulheres “avantajadas”, é uma questão cultural: sinal de saúde, nobreza e que ela seria uma ótima mãe. Uma das bailarinas mais famosas, Fifi Abdo, tem um corpo lindo, mas não está dentro dos padrões ocidentais e esses, infelizmente, têm influenciado no corpo das bailarinas do mundo todo. Hoje, comercialmente falando, há muito preconceito com as gordinhas. Não importa se arrasam, o que importa é que é gorda. Se é magra, pode ser uma dançarina ruim, mas é magra.

 


Mulherão – Você já sentiu preconceito por ser gordinha ao se apresentar?

Keila – Várias vezes, como quando estou entrando e algumas pessoas fazem aquela cara de “o que essa gorda pensa que vai fazer?”. Aliás, adoro desfazer essas caras quando mostro o que sei fazer. Quando comecei, não havia outras gordinhas no studio onde faço, elas foram chegando depois e muitas vinham me elogiar, dizendo que se animaram ao me ver, que não se sentiam bem, afinal, é difícil você ficar num lugar onde não se identifica com ninguém. Ouvi coisas desagradáveis, mas não desisti. Hoje, pouquíssimas vezes sinto algum preconceito, mas aprendi que os outros eu não posso ir lá e mudar, se eu tentar fazer isso, sempre vou me frustrar. Mas se eu mudo a mim, se deixo de fazer me sentindo feia e me entregando de alma e coração, tudo flui, e posso não mudar o mundo, mas se isso influenciar uma ou outra cabecinha vazia e fizer uma gordinha sequer se sentir linda e sensual, já fico feliz.

 

Mulherão – Que conselho você daria ás meninas que desejam se iniciar na dança do ventre?

Keila- Dance. Se você sente vergonha ou medo, saiba que o que determina o nosso modo de agir não é a realidade existente, mas aquilo em que cremos e que, para nós, é a verdade. Se sempre pensar “sou gorda, isto não é para mim”, então não vai ser mesmo, não pelos outros, mas porque você acredita nisso. Permita-se viver essa experiência, imagine-se fazendo, é a nossa imaginação que controla o mundo.

 

Assista a apresentação de Keila:

 

 

30 Comentários

Arquivado em Entrevistas

30 Respostas para “Keila Silveira comprova que as gordinhas arrasam na dança do ventre. Basta querer!

  1. Camila

    Meu legal meus parabéns.

    • Vanessa

      gostaria de saber aonde vc comprou sua roupa de dança do ventre e quanto custou. Estou fazendo aula também. Meu nome é Vanessa Obrigada e vc dança lindamente!!!

  2. linda, meus parabéns!!!!!
    tb sou gordinha, tb faço dança do ventre há 6 anos, e tb já passei por situações no mínimo constrangedoras, mas eu me permiti este prazer e não permiti ninguém tirá-lo de mim…
    aqui no rio grande do sul tb há poucas gordinhas dançando, pelo menos nos eventos de dança do ventre, mas eu estou sempre dando um jeitinho de aparecer, e sim, recebo muitos elogios, o que é simplesmente maravilhoso!!!!!!
    tb estou dando aula para minhas colegas de serviço, e tem sido muito gratificante ver mulheres de todas as idades, de todos os tipos físicos, aprendendo e se encantando com a dança do ventre.
    bjks e muita boa sorte!!!!

    • Maria Helena! Concordo contigo!!! Apesar das críticas acho que o que importa é se sentir bem e se entregar a esta arte!
      Estou fazendo dança do ventre a 5 meses e minha vida com meu eu já mudou!!!
      Esse Keila dança muito bem!!!! >D

  3. Ana

    Olha, eu ADOREI teu blog, muito bem escrito, reportagens interessantes. Tomei a liberdade de linká-lo no meu humilde Mundo GG. Quando quiser e se quiser dê uma passadinha por lá. Um beijo e parabéns mais uma vez. Ana Paula.

  4. Preciso de ajuda!
    Tenho 15 anos e sofro muita pressão da minha mãe por ser gordinha. Ela vive me comparando com minhas amigas que são magras e lindas. Me desespero, choro, fico de baixo astral e muito triste.
    Isso faz com que pense que nunca vou encontrar alguém que me ame do jeito que sou. São raros os dias que eu estou feliz.
    Me ajudem, por favor.

    • mile

      oi tudo bem,me chamo mile e vi teu comentario e me doeu isso pq minha irma tambm e gordinha,e isso me dexa mal quando as pessoa fazm isso,ela e a minha cara so q e gordinha,olha eu axo q todo mundo tm q ser feliz e se amar da manera q é,e sobre a tua mae q tu ames lea pq e tua mae,mas qndo ela fizer nao da bola,pq a gente ttm q ser bonita por dentro e naum p fora,te ames do jeito q tu és,as vzs uma magra linda é ridicula p dentro entao eu axo q a tua mae cinserament tm q se informar mais sobre isso,e se tu tiver msn me agrega pelo e mail,milelobo@hotmail.com

  5. Pingback: Gordinhas Lindas » Gordinhas arrasam na dança do ventre

  6. Parabéns pelo blog. De 1ª linha!!
    eu sou do blog gordinhas maravilhosas e gostaria de bater um popo com vc..é possivel?

  7. Jugo Dj

    Arê-Bábá!!! hehehe…

    MaRaViLhOsAaAaAaA!!! PRABÉNS !

    BEIJO, PAZ E BEM!!!

  8. Jugo Dj

    Arê-Bábá!!! hehehe…

    MaRaViLhOsAaAaAaA!!! PARABÉNS !

    BEIJO, PAZ E BEM!!!

  9. RUBIA

    Também sou gordinha e amo dança do ventre, faço aulas há tres anos e é meu maior prazer, parabéns voce dança muito bem…

  10. teresa fernanda rodrigues

    amei esta dança com keila parabens e continue sempre assim

  11. Amanda

    Eu Danço a 7 anos começei desde pequena e so gordinha!!!
    Já aceitei muitas provocações!!
    mais quando viram eu dança rsrs…fico de boca caida!!
    Amo oque eu faço!!

    Bjo me add ai msn >>amandamoreira_mlt@hotmail.com

  12. Lucas

    Que beleza de mulher hein!
    Adoro gordinhas dançantes, não há nada melhor que uma mulher bem recheada!

  13. Iris

    Parabens Keila, dançar e realmente algo desafiador,eu ja fiz dança do ventre e tb ballet classico,sei mtu bem os preconceitos que sofremos,mas qdo vc sabe o que esta fazendo e o que vc e capaz de fazer ng te diminui…BJus..amei o blog

  14. fabiana

    ola,
    parabens a vc pela sua auto confiança, ficou tudo muito lindo, vc dançando é um espetaculo…

    eu vou começar a fazer a dança do ventre agora, estou fora de forma, peso o mesmo ou mais que vc, estava insegura e vc me passou confiança, e espero que eu continue com essa vontade que estou, pois estou passando a fazer essa dança para esquecer a tempestade que estou vivendo no qual esta me fazendo ficar com a aouto estima muito baixa…, mas confio e agradeço pela sua divulgação e que com certeza esta me ajudando a caminhar

    PARABENS…

  15. Luciaurea

    Linda iniciativa!
    Na verdade, toda bailarina é uma formadora de opinião em potencial.
    Desejamos que com o tempo os padrões sejam pesados pela qualidade e não pela balança.
    Parabéns!

  16. Cristiane

    olá ..comecei ontem dança do ventre na escola de ballet de minhas filhas … rsrsrs … parecia até show com platéia e tudo na janela …respirei fundo e peguei o inicio de tudo …não vou desistir … preciso me redescobrir mulher e linda .Sou assistente social , tenho 38 anos, 94 quilos e um casamento de 21 anos complicado .Estava vivendo para meu trabalho em uma ONG e para o ballet de minhas filhas até o dia que vi a linda e gordinha professora do CAD.Passei 6 meses relutando mas agora decidi entrar … tive doente , quase morri e decidi buscar prazer em viver … é isto …vc é um exemplo …bjus !!!

  17. Francisco Alves

    Mulher linda é mulher plena de carnes, Camila! Ter formas definidas não é ser só pele e osso, pelo contrário, gorduras muito bem localizadas e que fazem as curvas nas mulheres (principalmente nos quadris e coxas… hum… que delícia…) são muito benvindas. Há mulheres que, se perdem peso e gordura abdominal, ficam de coxas e pernas finas, mais feias no meu entender. Então, viva uma gordurinha na barriga! Não as desejo menos, pelo contrário, tenho extrema ereção e desejo por tais “gordinhas”, que para mim são mulheres naturais, normais e bonitas. Chega de padrão de beleza imposto de fora, de europeias, japonesas, americanas e etc. A mulher brasileira média é curvilínea e tem carnes maravilhosas… Pode ter celulite, sim, importa é ter forma cilindrica e bela…

    Abraços de um admirador de “femeazonas”…

  18. marlene montarroyos

    Parabéns!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    vcs e muito especial.
    Q Deus proteja vcs e q vcs amam.

  19. elvis

    olá vendo os videos eu posso dizer uma coisa, que geralmente o preconceito vem em si na maioria das vezes das proprias mulheres (com certeza muita delas magras por genética). pois eu vi fifi abdo dançando e procurei onde ela é gorda? nós homens dificilmente na maioria notamos ou deixamos de conhecer uma mulher pelo peso… ah! minha esposa é gordinha, mas uma gordinha linda! a pessoa antes de tudo seja ela branca/preta/azul/laranja etc… tem que se amar e gostar de si mesma, para assim amar aos outros, e ser amada..

  20. paula

    Keila, gostaria de saber onde voce comprou aquela linda roupa que voce dança com a espada. E gostaria de ver fotos mais de perto…
    Bjs

  21. mile

    adorei o blog,parabns,linda dança!!!!!!!!!

  22. Iara Adelaide da cruz

    Adorei este tema .Pois também sou gordinha e faço dança do ventre a mais ou menos 8 anos no meu bairro que fica na cidade de Sabará MG. A minha escola se chama Studio de dança do ventre AISHA AZIZA. No mês de novembro tivemos mais um festival que foi realizado no teatro municipal de Sabará. Gostaria que me envia-se sua resposta pelo e-mail

  23. carina wessler

    Keila .vc sinceramente e maravilhosa!!!! tenho 1,72 e peso 86 kilos comecei com as aulas de danca do ventre a 2 meses sinto vergonha so tem eu de gordinha la,eu queria se vc pudesse me da algumas dicas, nao quero desistir, mas eu me canso facil, a barriga delas mexem a minha sem comentarios! quadril eu quero muito aprender me ajude se puder. beijos e muito obrigada, obrigada mesmo.

  24. Denise

    OLÁ SOU GORDINHA TAMB.. E ESTOU COMEÇANDO AGORA A DANÇA DO VENTRE… TA DIFICIL , DEMORA PRO QUADRIL SE SOLTAR?
    PARECE Q PRAS MAGRAS É MAIS FACIL…
    AIAIA ME AJUDEM!!

    BJS DENISE

  25. tatiana

    Pessoal se antes eu estava em duvida se fazia ou não dança do ventre, agora eu me decidi vou me matricular o mais rápido possível e começar minhas aulas. Eu já fazia na frente do espelho da minha casa, agora quero mostrar para todos o que eu tenho de melhor, MEU CORPINHO
    A proposito tenho 103Kg e me AMOOOOOOO

  26. daniele rodrigues

    uau,,,ela dança demais! ta de parabens! eu vivo um dilema: tenho 1,67 m e 69 kg e me acho gordissima! mas o meu problema é q so tenho gordura na barriga! tudo q engordo vai pra barriga! e ainda por cima nao tenho quadris largos,nao tenho aquele charme de mulher! me acho horrivel, nada fica bem em mim,comprar roupa é um sacrificio! sempre tive vontade de fazer dança do ventre, mas do jeito q estou é simplesmente impossivel! enfim! parabens a keila!!! e sucesso…

  27. Paulla Miilher

    Sou gordinha e to iniciando agora na dança do ventre eu me sinto.tao bem e tenho a companhia da minha filinha Clarinha de 6 anos que me da maior força detalhe Clarinha desde bb ama a danca do ventre…to muito felizzzz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s