Renata Poskus Vaz, autora do Blog Mulherão, dá entrevista para a revista ISTO É

Por um guarda-roupa redondo
Cheias de se sentir fora do padrão da moda, mulheres de medidas generosas obrigam a indústria a esticar os tamanhos

Por Claudia Jordão

i127946

Ícone fashion de curvas escandalosas, a cantora americana Beth Ditto foi a primeira a se rebelar. Vocalista da banda Gossip, ela foi convidada a se apresentar em Londres na cadeia de lojas Topshop e não perdeu a chance de botar o dedo em uma ferida que faz parte do cotidiano das mulheres que vestem os tamanhos G e GG: a dificuldade de encontrar roupas. Beth disse que não aceitaria o convite em respeito às suas convicções. “Não acho justo aliar a minha imagem a um local que nunca me fez sentir bem-vinda como compradora”, escreveu em seu blog. E foi além. A cantora declarou que queria desenhar roupas de “moças grandes”, a exemplo da magérrima modelo britânica Kate Moss, que assina uma linha especial para a rede. “Se Kate pode, eu também posso.” Por que não? Na semana passada, mais de um ano depois do desabafo, chegou às lojas a primeira linha da cantora desenhada por ela para a Evans, grife de tamanhos generosos do grupo Arcadia, também detentor da Topshop.

Beth tem companhia de peso nessa batalha. Apesar de não haver um movimento organizado no mundo, as gordinhas estão cansadas de recorrer às lojas de tamanhos especiais, não encontrar peças que lhes caiam bem e pagar mais do que as magras pela mesma roupa. Ou seja, estão cheias de ser tratadas de maneira diferente. As clientes da rede de lojas britânicas Marks and Spencer protestaram contra uma decisão da empresa de vender sutiãs tamanho maior que 48 por duas libras (R$ 6,50) a mais. Resultado: conseguiram que a loja repensasse a política e cobrasse o mesmo preço. Houve, inclusive, pedido público de desculpas da empresa. Por meio de um cartaz, a M&S disse “We boobed” – boob é uma gíria em inglês para seio e a expressão quer dizer “bobeamos”. A situação é tão complicada no Reino Unido que até a editora de moda da revista Vogue UK se manifestou contra as grifes que vendem modelagens cada vez menores. Há duas semanas, Alexandra Schulman escreveu uma carta a estilistas como Karl Lagerfeld (Chanel) dizendo que as roupas de hoje só vestem modelos esquálidas. “Preciso chamar modelos muito magras para caber nelas”, disse. “Depois é preciso aumentar as curvas no photoshop (um programa de computador).”

O problema, no entanto, não é exclusividade dos britânicos. Consultora de marketing e fundadora do blog Mulherão, a paulistana Renata Poskus Vaz diz que a gordinha brasileira sofre para se vestir. Vaidosa e orgulhosa de seus 74 quilos distribuídos em 1,70 metro de altura, Renata gosta de se arrumar e sente falta de modelos compatíveis com o frescor de seus 27 anos. “Só encontramos roupas de gordinhas do tempo da vovó”, diz. “Quando achamos uma loja mais descolada, temos de desembolsar fortunas.” A carioca Fluvia Lacerda, 28 anos, conhecida como “Gisele Bündchen GG”, é modelo de roupas plus size. Bastante requisitada no Exterior – ela mora em Nova York -, Fluvia diz que as inglesas reclamam de barriga cheia. “No Brasil é muito mais difícil se vestir”, diz. “As roupas são feias, caem mal, parecem um saco de batata.” Em São Paulo no início deste ano, a top foi ao shopping e não encontrou uma peça sequer do seu tamanho. “Tenho a impressão de que o dinheiro de uma mulher que veste acima de 44 não tem valor no Brasil”, diz ela, que tem manequim 48, mede 1,72 m e diz não saber quanto pesa.

As mulheres que fogem ao atual padrão de beleza colecionam histórias de discriminação. “Fico revoltada quando entro em lojas que têm um corner para tamanhos especiais”, diz Fluvia. “Especial por quê? Tenho duas cabeças por acaso?” Renata também foi vítima. “Certa vez, ao notar que a camisa não fechava no meu busto, a vendedora me perguntou se eu não pensava em tirar um pouco do meu seio”, conta a consultora, que usa sutiã 44. “E eles, não pensaram em fazer roupas com tamanhos maiores?” Manter a confiança em si mesma com esse bombardeio é difícil – por isso a vestimenta adequada é tão fundamental. “Muitas vezes me fizeram pensar que eu era uma aberração”, diz Renata. “Mas estou apenas um pouco acima do peso e muito fora do padrão.”

Mas, como sempre há um outro lado da moeda, a valorização das gordinhas está sendo posta à prova. Inspiração para as mulheres que buscam harmonia com o seu corpo acima do peso, Beth Ditto foi demonizada pelo médico britânico Michael Mc- Mahon na semana passada. “Celebridades como Beth Ditto banalizam o sobrepeso e influenciam negativamente”, disse. “A obesidade reduz em dez anos a expectativa de vida das pessoas.” Fica o alerta para as seguidoras incondicionais de Beth: de nada adianta elevar a autoestima se a saúde não estiver também na medida certa.

Confira a matéria:

http://www.terra.com.br/istoe/edicoes/2070/artigo143861-1.htm

43 Comentários

Arquivado em Entrevistas

43 Respostas para “Renata Poskus Vaz, autora do Blog Mulherão, dá entrevista para a revista ISTO É

  1. As Produtoras da S&A MODELS FASHION PLUS SIZE
    parabeniza a Srta.Renata Poskus Vaz, autora do Blog Mulherão pela excelencia de qualidade na entrevista para Revista ISTO É.
    A matéria foi clara, falou da obesidade de forma coerente.

    “ISTO È RENATA POSKUS VAZ”

  2. Gisele

    Eu sempre fui vítima do preconceito por não me encaixar nos padrões impostos pelo mundo da moda e pela sociedade em geral… comecei a fazer dietas malucas quando ainda era criança. Com 17 anos comecei a tomar remédios para emagrecer e ajudar nas dietas malucas (e nessa época eu pesava 64 kg para 1,60 de altura). Fiz esporte a minha infância e adolescência inteira, para tentar emagrecer (desde os 4 anos: ginástica olímpica, natação, balé clássico, jazz, basquete, karatê)… o resultado? Continuei fora dos padrões e nunca me aceitei. Vivi épocas em que não saía de casa porque não encontrava uma roupa que eu julgasse estar bem no meu corpo. Aboli açucares e gorduras da minha alimentação, mas mesmo assim continuava fora dos padrões de beleza.
    Todas as vezes que eu ia ao endócrino (sim, este ano desisti), esses por sua vez me olhavam incrédulos, quando dizia que não comia gorduras e açucares, e que tinha uma alimentação balanceada… para provar que eu estava mentindo, pediam dezenas de exames para verificar colesterol, triglicérides e glicemia… Além dos famosos exames de tireóide… e qual não era a surpresa desses médicos quando os meus níveis estavam muito abaixo do que deveriam estar… um médico me sugeriu adotar o leite integral ao invés do desnatado (acreditam??) para equilibrar o nível de colesterol… Absurdo! Mesmo assim, continuavam a não acreditar, e me receitavam exercícios, pois a culpa do meu metabolismo estar tão lento era a falta de exercícios… ah, e claro! Coma de 3 em 3 horas, pq vc come apenas 3x ao dia, seu metabolismo para!
    Engordei 30 kg na minha ultima gravidez… 30!!! E o médico não cansava de pedir exames, porque não era possível… pressão arterial normal, com 30 kg acima do peso?? Glicemia normal? Triglicérides normais? Como pode?? Meu médico simplesmente NÃO ACREDITAVA quando eu dizia que não estava comendo demais!
    Tomei remédios controlados e também de origem duvidosa, quando cansava de me explicar aos médicos. Remédios adquiridos no mercado paralelo, sem rótulos, que continham na mesma cápsula: calmante, anorexígeno, antidepressivo, diurético, remédio para diabete, remédio para distúrbios da tireóide e laxante… Tomei Xenical, sibutramina, chá verde, chá branco. Fiz dieta do carboidrato, dieta da sopa, dieta da lua, dieta líquida, dieta Taoista. Fiz tudo que uma mulher que quer se aceitar faz… Sofri de bulimia durante anos, e não aceitava que estava doente… Apenas achava que tinha comido demais e, é claro que comendo demais, seria normal colocar para fora aquilo que não cabia dentro de mim. Ninguém nunca soube disso, apenas meu marido, que pegou no meu pé diversas vezes quando eu me trancava no banheiro para vomitar. Consegui parar com isso na gravidez…não me perguntem como, mas consegui…
    Aí vem esse médico britânico dizer que a saúde é o que importa? Que não adianta a autoestima estar bem se a saúde está mal? Tem muito mais gente morrendo e se suicidando aos poucos por baixa auto-estima do que por problemas de saúde reais. Fico revoltada, porque médicos que estudaram anos e anos para nos ajudar a encontrar a causa de transtornos como este que sofri desde os meus 3 anos de idade, nos julga pela aparência e não acreditam em nós quando contamos a nossa história. Julgam-nos donas de baixa força de vontade, de relaxo e descontrole.
    Fico revoltada porque a mídia fala da obesidade como problema de saúde pública, mas não fala da dos problemas causados pela divulgação sem critérios de modelos esqueléticas que também sofrem com estes mesmos padrões impossíveis de serem alcançados sem prejuízo à saúde.

    • Patricia Sanchez

      Oi Gisele,

      Amei tudo que você escreveu! Sabe eu tb sofro muito como você, desde criança! Parece uma busca quase que impossível, correr atrás do “ser magra” para ser aceita como uma pessoa “normal” para a sociedade. Quando vejo minhas fotos de quando eu era criança, penso…puxa!!! eu nem era uma criança goorrrdaaa…era fofinha, mas cresci com as pessoas me criticando, me ridicularizando…era horrível, me sentia a pior das piores!!! E cresci acompanhada dessa busca sem fim da magreza para ser aceita, tomei tantos remédios e fórmulas malucas até que um deles mexeu com a minha tireóide feio, agora sou portadora de hipotireoidismo, e isso não tem cura é pra sempre, tomando remédio e sofrendo com as consequências da doença…pressão alta é uma que veio junto!
      Agora me encaixam no hall de portadora de doenças metabólicas, hipo, pressão alta, resistência à insulina ou seja com um pé no diabetes….E sempre ouço todas aquelas barbaridades que vc sabe muito bem quais são, quando vou ao médico! E sinceramente, nunca fui de comer absurdos que justificassem meu peso, agora como menos ainda, pois hoje tenho medo de comer…raramente, como sem culpa e com prazer!
      Sobre comprar roupas é o “Óhhhh”…só faltam rir na cara da gente!…Tenho 1.74 de altura e peso 100kg….e tá dificil de sair destes 3 digitos!
      Não sei o que é pior, se é relaxar e viver mais tranquila, sem tantas cobrabranças ou pôr na cabeça que quem é gorda tá na rota de dezenas de doenças…
      Bom, de qualquer forma, adorei te conhecer mesmo que virtualmente….rs
      Um grande beijo
      Patricia

  3. Gisele

    Ah…. esqueci de falar… Este ano, comentei com uma amiga de uns remédios paralelos para emagrecer… e ela me disse: “Gi, vc viu o Faustão domingo? Foi uma modelo brasileira que mora em NY e é gordinha, linda assim como você. E ela se aceita e faz sucesso. Você tem que se aceitar, porque desde que eu te conheço você faz dieta, toma esses remédios malucos e continua gordinha… esse é o seu biotipo… pára de se torturar!”… Eu não tinha visto o programa, mas no mesmo dia, entrei na internet e procurei a matéria.. descobri muitas matérias sobre a Fluvia, descobri o site dela, descobri a Andrea Boschim, descobri o blog Mulherão, o Criatura GG, e uma série de outros sites… Deste dia em diante, fiz as pazes comigo, e resolvi que não vou mais submeter meu corpo a dietas e remédios malucos (estes sim, destruíam a minha saúde). Me aceito e me amo como sou, e é claro que vou manter minha alimentação sob controle, porque tenho orgulho de dizer que está tudo OK, mesmo acima do peso, enquanto conheço pessoas que são magras e tem uma série de problemas de saúde.
    Não vou mentir pra vcs… vez ou outra tenho recaída e gostaria muito de estar magra, sinto vontade de tomar esses remédios de novo, para mais magra me sentir sentir mais bonita… mas aí, coloco em ação meu plano infalível contra baixo auto-estima (https://mulherao.wordpress.com/2009/07/06/leitora-do-blog-mulherao-fala-sobre-o-prazer-de-se-sentir-mulher/) e me sinto muuuuuuuuuuuito melhor.

  4. Daniela

    Essa é minha amiiigaa.. só sucesso!! :))
    Tô adorando isso tudo.. O blog e toda a amizade criada por nós, está sendo o ponto alto do meu ano ;D

  5. Gisele

    Pessoal,

    veja que legal esse video que achei no Youtube… vou alugar este filme agora mesmo!! haha

    bjs
    Gi

  6. Dayane

    Renata querida….

    Não sou de assistir programas vespertinos, mas esses dias confesso que me peguei assistindo (e adorando!) uma enquete no programa “mulheres” que mostrava 3 lindas mulheres falando de auto -estima, preconceito, sonhos e frustações…. A-D-O-R-E-I!
    Você é fantastica! Não diria nada menos para as outras duas garotas que estavam com você! (desculpe não lembrar os nomes).
    Tb sou do clube GG , quando adolescente sempre era a mais gente boa, divertida mas sempre a amiga gordinha, o ponto de referencia sabe?…
    Sempre fui vaidosa, gosto de estar bem vestida, maquiada, com as unhas e cabelos bem feitos, mas para muitos vc não sendo magra pode ter a cara da
    Gisele Bünchen que sempre vão dizer : Vc tem um rosto tão bonito, pena que é gorda…. ouço isso desde adolescente… Hoje já não me afeta, não me martirizo com as essas criticas, mas quando adolescente ficava pra morrer….
    Bom amadas, adorei saber que existem outras “lindas” assim como eu que passaram por problemas parecidos e nem por isso deixaram de ser feliz e serem amadas!
    Ah, como a gente faz para participar ou pelo menos ver o desfile de vcs?!

    Um beijo!

    Dayane

  7. Eu com todo o respeito diria o Mr. McMahon: “para que ir saudável para o meu enterro?” e em seguida o mandaria [perdão pela falta de finesse] para a PQP!

  8. Monique Martinho

    Parabéns Renata!!
    Amei a sua entrevista!!
    Tudo de bom pra vc!!
    bjaoo

  9. René

    Buenas,

    Olha, emagrecer como muitos imaginam e desejam, não é para todos, porém cultivar a autoestima, o amor próprio, o querer se sentir bem (e amada), isso tudo sim: é para todos.
    Sabemos das dificuldades fisiológicas que o excesso de peso, por exemplo, pode causar, mas deixar de viver amando a vida por causa disso, aí é que está o verdadeiro exagero.
    Admirar a beleza da Fluvia é realmente algo muito saboroso, contudo, depois de ver tantas imagens que busquei na internet sobre outras “fofas”, tive a forte impressão de que as moçoilas, quase todas, tinham um “Q” que atraíam não só pelo rosto bonito, pelo corpo cheio de curvas e carnes, pelas roupas maquiagens, etc, etc. Mas pelo olhar matador, pela confiança e segurança sobre seu corpo. Isso poucas “magrelas/ cabides” tem, tão confiantes que são nos seus manequins, elas esquecem do algo mais…
    Por fim quero lembrar que está é a simples visão/ opinião de um homem.

  10. Celina

    RE, parabéns pela matéria.
    Eu já ouvi em uma loja que pra comprar lá eu teria que emagrecer…
    é mole????

  11. Oi Renata,
    Fiquei bastante feliz com a sua entrevista na Revista Época, parabéns.
    Tenho uma confecção aqui no Rio de Janeiro de tamanhos do 46 ao 52, há tres anos e temos tido um retorno bastante grande. Fica na Visconde de Pirajá, 550/ 1107 – Ipanema. Eu e minha sócia temos uma sólida esperiência no varejo. Ela trabalhou por 18 anos na Maria Bonita como Gerente de Produção e eu na Mesbla, Leader, Wal Mart sempre como Gerente de Compras. Gostaríamos muito de enviar umas fotos dos nossos produtos para você conhecer.
    Caso seja possível, me retorne, por favor.
    Um abraço,
    Julieta Aouila e Regina Ayub

  12. Laura

    gostaria de fazer parte desse blog

  13. edi.

    oi eu sempre fui magra tinha um corpo de mulher gostosa ai eu engravidei e engordei 25 kilos me apavorei quando nasceu minha filha fiz muito exsercicios para emagrecer fasia caminhadas comia muito pouco tomei remédios ai emagreci muito pesei 60 kilos então relachei engordei novamente muito rapido estou com 75 meu deus não consigo parar de comer tento começar um regime mas só alguns dias depois desisto .
    Estou muito preocupada só tenho 25 anos o que srá de mim ao longo dos anos ficarei com obesidade morbiota peço a deus todos os dias pra ele me ajudar a emagrecer mas não consigo muinha familia só sabe diser que eu estou gorda uma porca eu visto uma calça fico apavorada estou mais gorda que minha mãe eu tenho tendencia de fica bem gorda mas como muito pra conpençar minha tristesa.
    Eu peço ajuda pra emagrecer meu marido me chama de baleia fico muito triste ja não faço mais sucesso quando ando pela rua ,que antes nossa todos os homens me elogiavam.
    beijos

  14. Alex

    Olá Renata !

    Vi vc agora pouco na REDE TV, meu Deus… a única coisa que tenho a dizer é vc é muito, muito, muito gostosa… estava linda naquele vestidinho preto !!!!!

  15. Natália

    Aiin , amei a matéria *-* . Sofro bastante preconceito por meio de brincaderas e comentarios . O que me fortalece éo apoio dos meus amigos .

  16. Maria Hofstetter

    Renata….

    Assisti vocês no Dia Dia, e achei muito bacana a atitude do seu blog!!
    Parabéns
    E concerteza muitas gordinhas como eu agradece a iniciativa.

    Um grande Abraço

    Maria

  17. André

    Eu posso garantir, sem sombra de dúvida em nome dos homens do Brasil que todos nós adoramos as gordinhas. As mulheres mais especiais, inteligentes e com todo respeito gostosas que passaram pela minha vida são gordas. As melhores de cama, mesa e banho. O homem que não conhece deveria quebrar a barreira do preconceito fabricado pela indústria da moda e tentar conquistar um mulherão de verdade.
    Sou casado há dez anos com a gordinha mais maravilhosa do universo e não a troco por nada nesse mundo. Viva as gordelíciosas que são mulherões de verdade.

  18. Diane

    Ola Renata,

    Vi a matéria sobre as dificuldades que as gordinhas tem na hora de comprar roupa e acessei o seu blog, adorei tudo que li aqui, pois sei bem que dificuldades são essas e as neuras tb, pois desde a minha infancia e adolescencia fui gordinha e sempre me senti frustrada e com complexo de inferioridade com isso. Mas é bom saber que tem pessoas como vc disposta a lutar para acabar com esse preconceito.Gostaria de manter mais contato com vc, poderia me responder esse comentário através do e-mail acima?um abraço e sucesso.

  19. selma carneiro

    Renata,adorei sua iniciativa,estavamos mesmo precisando disso, uso 44 as veses ate 46,mais me acho linda e sou muito vaidosa,tenho 46 anos 2 filhos e casada, quero participar desse time de mulherão lindo,como faço,para me escrever.quero saber de todas as novidades.vou passar para outras amigas. beijos e vamos la sucesso e boa sorte para nos todas. v sua entrevista e toda a reportagem com as amigas nas lojas.

  20. selma carneiro

    adorei tudo q vi e quero fazer parte desse blog.
    mande-me e-mail com as novidades.
    beijos

  21. selma carneiro

    querida Renata, vou informar vc, e todas as outras colegas que a marca costa publica,tem modelos lindos e com tamanho grande,coisas lindas.
    veja esse wwwcostapublica.com.br,tem em muitos estados,confira.

  22. selma carneiro

    beijos e sucesso renata,espero resposta.

    beijos

  23. ROSE

    consolo das gordinhas:
    MULHERES PODEM SER GORDAS
    SÓ NÃO PODEM DEIXAR DE SER
    GOSTOSAS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  24. Apesar de não fazer parte do grupo com peso acima do que a sociedade coloca como “padrão”, considero um grande avanço a determinação em querer reescrever esta história tão marcada por preconceito e discriminação. Axé!

  25. Isabel Cristina

    Sou gordinha tenho 1,54 e 80k, fui a um médico recentemente e ele me receitou um remédio faixa preta comecei a tomar pois tenho amigas magras que se acham gordas e tbém tomam, então fiquei apavorada pra emagrecer. Sei que estou muito acima do peso, porém sua entrevista ao dia dia me fez pensar de uma outra forma e te agradeço muito vou me aceitar como sou mas com saúde.

  26. janaina helena costa

    gostaria de receber dicas de como me vestir para me ssentir melhor sou tambem uma plus size.beijos

  27. selma carneiro

    adorei tudo, quero saber sempre de tudo.

    beijos

  28. selma carneiro

    oq e olus size?

  29. TATY SANTA CRUZ

    quero fazer parte do blog mulherão. adorei!!!!

  30. Simone Oliveira

    Oi Renata,tenho 37 anos 1.62 de altura e 97 kg.e gostaria muito de ser modelo mas não conheço nem uma agência para nós, será que você poderia me ajudar?
    Olha não conhecia este site,vi no Domingo Espetacular e ADOREI.
    Obrigada.
    Beijos.

  31. angela

    ja sofri muito com essa tal da ditadura da beleza ja tive deperessão por 2 anos,sai da escola por causa disso…tenho a minha saude em dia faço caminhada
    e academia,controlo minha alimentação mas continuo GG…mas tudo bem!estou me aceitantando aos poucos,essa semana la no meu trabalho meu colegas me chatearam muito me chamando de obesa coisa que não sou!isso me deixou magoada triste e parece que eu voltei a estaca zero na minha auto-estima me senti rejeitada e excluida parece que para eles eu sou uma pessoa com defeito sei la! mas depois de ver esses depoimentos de vcs e as entrevistas to me sentindo melhor….agrdecida

  32. Guimaraes

    Ola fiquei muito feliz em saber, do blog pois sou um homem apaixonado por mulherao, só elas sempre fica a espreita comigo elas acha quer um homem nao pode gosta de uma mulher gorda pois eu gosto. o quer devo fazer pra quer uma mulherao a gredite em mim pois a maioria tem a baixa estima… beijos e muito bom seu trab,

    Ha voce e muito linda, uma perfeita mulher… beijos

  33. Pôoxaa..ameeii o blog…me sinto até maais mulher apesar de ser gordinha tbm.. =D
    Add aki no msn –> lice_baianinha@hotmail.com …Bjos

  34. GISELE

    Oi sou gordinha sei que estou fora do meu peso,pois tenho 1.62de altura e peso 91k mas não consigo mais emagrecer,e devido a isso estou com minha auto estima muito baixa,não tenho saido mais de casa so pra trabalhar e fazer o que realmente é necessario.Sinto que quando saio na rua as pessoas ficam me olhandoe até meu sobrinho me diz que estou gorda que pareço um hipópótamo isso me deixa muito magoada,na hora de sair não acho uma roupa que fique bem em mim ai acabo descistindo e fico em casa.Estou precisando de ajuda para levantar minha auto-estima e dar a volta por cima.

  35. GISELE

    ola adorei esse blog,Pois estou acima de meu peso e não consigo mais emagrecer isso me fez ficar com minha auto-estima muito baixa,pois até meu sobrinho de 5 anos diz que estou gorda e me chama de hipopótamo isso me deixa muito magoada,não saio mais de casa pois sempre tenho a inpressão que as pessoas ficam me olhando e me sinto mau com isso,só saio pra fazer o que realmente é necessario.Estou precisando de ajuda pois toda vez que vou sair coloco uma roupa e não fica boa ai acabo desistindo de sair,preciso de ajuda para levantar minha auto-estima.

  36. Pamella

    Boa Noite,

    Vi ontem (d0mingo) a reportagem de vc’s no programa da Eliana e amei, pois sou gordinha tenho 1.68 de altura, 115k e gostaria muito de poder trocar informações com vc’s, porque cansei de ser chamada de gorda, baleia e td mais…
    Admiro o trabalho das modelos GG, gostaria muito de ser uma, mas ñ sei como…Quero fazer parte da turma de vc’s, vou ficar grata em ter pessosas ao meu lado das quais vão me ajudar a crescer e aumentar a minha auto-estima!!!
    Vc’s estão de parabéns!!!

  37. Vanessa

    Olá, sou consultora de uma boutique de moda em São Paulo e estou tentando entrar em contato com vocês para uma possível parceria.
    Fico no aguardo de algum retorno.

  38. Fabiana

    Rêeeee, amei o blog você está de Parabéns estou super viciada e estou acompanhando tudinho, fico muito feliz em saber que temos um espaço como este para falarmos do que sentimos, um mega beijo.

  39. Ana Rosa

    Olá Renata , sou gordinha e charmosa, quero muito ser modelo gostaria de saber onde tem agência especializada para fofinha?
    Estou aguardando um retorno.Obrigada

  40. Andreia Caires de Campos da Conceiçao

    quero saber mais informaçao sobre os deposito banco e contas

  41. Ligia Maria Barroso Caracas de Castro

    Eu também estou fora do padrão codrado pela sociedade ,peso 90 quilos e, moro em Fortaleza/Ce e gostaria muito de me ofertar e a outras gordinhas roupas interessantes, que tivesse um bom caimento e um designer moderno,na verdade gostaria que vocês me ajudasse enviando distribuidoras que estivesse com interesse de abrir uma loja aqui em Fortaleza/Ce com o perfil citado .Tenho certeza que as gordinhas como a gente ficariam muito agradecida,meu tel.:30676267

  42. sued dias

    Gostaria de participar deste blog….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s