Arquivo do mês: agosto 2009

Roupas de festa para senhoras

Por Dani Lima

Moda com a gente não tem tamanho e nem idade! Hoje vou passar algumas dicas que colhi, sobre roupas de festa para senhoras gordinhas!

Estilo:

  • Os vestidos sociais para as mulheres mais velhas podem ser mais longos ou de comprimento médio e em tecidos nobres sofisticados, como a seda, musselines e zibelines ou em tecidos mais estruturados, para evitar que o vestido grude ao corpo.
  • Os detalhes dos vestidos de festa podem ser sofisticados e ao mesmo tempo discretos. Um broche elegante de strass, um leve plissado regional no vestido, ou até mesmo uma bela flor em tecido social são bons investimentos.

sara ramirezA atriz Sara Ramirez, apostou em aplicações discretas, sobre tom liso e ficou divina!

  • As cores podem ser variadas, embora grande parte delas prefira os tons neutros e escuros. Os tons alegres e as estampas também são válidas: ajudam a deixar a aparência mais jovem!

longo vermelho, CORES!

Modelagem:

Com relação à modelagem as dicas para gordinhas mais jovens ou mais velhas, são as mesmas:

  • Para mulheres com braços cheinhos, vestidos longos e com mangas, ajudam a disfarçar os braços amplos. Apostar em um pretinho básico com bolero em transparência, também é válido.
  • Para as moças mais baixinhas, vestido ajustado ao corpo, longo; ou preto mais curtinho, com detalhes – ou babados, na saia.

curto azul preto longo

  • Quadris largos? Aposte em tom nude – que é tendência, meninas! – com bordados na vertical. Desta forma, silhueta alongada!
  • Modelos mais limpos, sem tantos detalhes, apostar em tecidos mais nobres, marcar a cintura com saias que se abrem em uma linha A e deixar o colo à mostra, para valorizar o que se tem de bom.
  • Looks monocromáticos alongam e emagrecem; em geral, cores mais escuras ajudam a deixar a silhueta mais fina, especialmente o preto. Mas podemos apostar nas cores (e devemos!)
  • Meninas, cintura marcada e drapeados sempre vão ajudar a disfarçar a barriguinha saliente.

longo marcando cintura, drapeado

Outra boa forma de se vestir bem em um evento social – casamentos, formaturas, etc – muito requisitada pelas mulheres mais velhas, são os tailleur, conjunto de saia e blusa ou calça social. Os conjuntos elegantes garantem sofisticação ao visual, sem perder a feminilidade da mulher, independente da idade.

terninhos(reprodução: Google)

tailler saia(reprodução: Google)

Para dicas de onde comprar, como vimos neste post a Janette Boutique aposta nas modelagens grandes, e em grande estilo. Os vestidos são fenomenais!

Então, vistam-se, fiquem gatas e vamos aproveitar as festas, por que no final de ano, é o que temos de melhor!

Dicas daqui!

Fotos: reprodução Vestidus (atellier de vestidos de noiva e festa, em Lisboa)

54 Comentários

Arquivado em Moda e estilo

Participe do dia de modelo no Rio de Janeiro – 12 e 13 de setembro

Book com 30 fotos, 3 looks, roupa, cabelo, maquiagem econsultoria de moda.

Fotógrafo: Hilton Costa

Consultora de moda: Andrea Boschin

Produção: Renata Poskus Vaz

Assistente de Produção: Rebecca Steinhoff

Para reservar a vaga, deposite R$100,00 até quarta-feira (2  de setembro).

Banco Itau

Agencia 3184

Conta poupança: 06850-4/500 (titular: Renata Cecilia Poskus Vaz)

Valor do Book: R$500 sendo: R$100 de sinal (depósito em conta), R$200 no dia do evento e cheque pré de R$200 para 10 de outubro.

Após fazer o depósito, scanear o comprovante e enviar para: blogmulherao@hotmail.com

Não fique fora dessa!

65 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Assistam hoje o programa Domingo Espetacular da Record

Agora está confirmadíssimo. A produtora da Record me ligou e disse que a nossa matéria sobre o Dia de Modelo vai ao ar hoje, domingo, no programa Domingo Espetacular.


Não percam!

106 Comentários

Arquivado em TV

Gordinhas cheias de charme

Jornal O Dia – RJ – 29/09/2008

jornal o dia 2

jornal o dia 3

jornal o dia 4

138 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Matéria do Jornal O Dia

Gordinhas mostram que é possível estar acima do peso e de bem com a vida

Jornal O dIAFoto: Grazi, Carol, Cris, Renata e Paty. Fotógrafa: Isabela Kassow – Jornal O Dia

29/08/2008

Por Carol Campanharo

Rio – Dê adeus ao preconceito. Elas se sentiam feias, inibidas e nada atraentes até que resolveram assumir de vez a beleza que há dentro de cada uma. As dietas foram jogadas para escanteio e o guarda-roupa, agora, reúne peças que valorizam suas formas salientes. Reunidas no blog ‘Mulherão’, da jornalista paulistana Renata Vaz, gordinhas de todos os cantos do País falam de beleza, comportamento, amor e sexo no universo GG e até organizam eventos. No Rio, pela primeira vez, 30 blogueiras mostrarão seu charme num ‘Dia de Modelo Plus Size’, em setembro.

“Sempre me pediam indicações de fotógrafos especializados em ‘book’. Daí, veio a ideia de fazer um dia de modelo, em que gordinhas comuns pudessem mostrar o quanto são bonitas e sensuais mesmo estando um pouco acima do peso”, conta Renata. O primeiro passo foi dado dia 18 de julho, em São Paulo. Quinze meninas se soltaram para as lentes de Hilton Costa e postaram o resultado no blog (https://mulherao.wordpress.com). “Todo mundo gostou. Começaram a pedir que eu levasse o ‘Dia de Modelo’ para outras cidades.”

A sessão de fotos da versão carioca está marcada para os dias 11 e 12, com produção completa. Mas o ‘D Mulher’ adianta um pouco do que vem aí com Renata e quatro inscritas, que já estão animadíssimas. “Cresci ouvindo piadinhas: baleia, botijão… As pessoas têm preconceito do que é diferente. Vivia querendo emagrecer até que coloquei na cabeça: se eu não me aceitar, ninguém vai me aceitar. Tem homem que acha meu corpo horroroso e tem aqueles que acham o máximo”, conta a empresária Patrícia Aquino, de 22 anos. A estudante de Relações Públicas Caroline Novaes, 28, compartilha da opinião da amiga: “Sempre fui neurótica com o corpo. Já emagreci 40 quilos em sete meses, sem remédios, com dieta e malhação, só porque não queria ser a única gordinha na minha formatura. Hoje em dia me sinto muito melhor não lutando contra mim mesma e vejo o quanto sou linda e desejada”, diz.

Cristiane Miranda, estudante, 28, acredita que quando as meninas se assumem, fazem as pazes com a autoestima e tudo melhora: emprego, amizades e também amor. “Custei a revelar para o meu namorado quanto eu vestia. Além do preconceito do outro, existe o nosso. É mentira que homem só gosta de mulher magra”. Caroline faz coro: “Agora eles me cantam muito mais”.

Mas a aceitação não é fácil. Para Graziela Barros, 38, “é possível ser gordinha e ter saúde”. A idealizadora do Mulherão completa: “Gordinha não tem referência na TV. O gordo é sempre o cômico”, comenta.

Veja a matéria em:

http://odia.terra.com.br/portal/diversaoetv/html/2009/8/gordinhas_mostram_que_e_possivel_estar_acima_do_peso_e_de_bem_com_a_vida_32098.html

Roupas da Acquarela Fashion

http://www.acquarelafashion.com.br

16 Comentários

Arquivado em Entrevistas

Auto-estima não tem peso

Grazi Barros

Por Grazi Barros

Estou fazendo todo um movimento contra o preconceito contra as gordinhas, acredito no movimento das plus size, mas gostaria de deixar muito claro que não tenho nada contra nenhum tipo de corpo físico, acho legal ser sarado, magro, gordinho, negro, branco…. O que importa não é o corpo físico, mas a alma e acho que as pessoas estão valorizando demais somente o físico e esquecendo da alma, do alto-astral etc.

É muito importante a gente ficar atento pra não cair no preconceito, em rotular as pessoas pela aparência física, pois não é porque um cara é sarado que ele é um babaca e não tem nada na cabeça, ou que só os gordinhos (as) são simpáticos, inteligentes e alto-astral, isso nada tem a ver com o corpo físico, isso tem a ver com o corpo mental! Conheço vários gordinhos (as) tristes, baixo-astral e conheço vários magrinhos assim também, e ao contrário.

Não entendo o motivo das pessoas relacionarem auto-estima com o corpo estar magro ou gordo. Acho que se amar é se cuidar e ter uma vida saudável, é se sentir bem com você mesmo, sem necessidade de auto-afirmação e aceitação externa.

O importante é ser você mesmo, ser feliz e se aceitar do jeito que se é!

Chega de preconceito! Tem gosto pra tudo e cada um tem um tipo, charme, alto-astral, estilo… Tem espaço para todos e a beleza está nos olhos de quem vê!  Saúde física, mental e espiritual sempre!

Namastê!

41 Comentários

Arquivado em comportamento

Namore um barrigudinho

Por Carla Moura, psicóloga especialista em sexologia

Tenho um conselho valioso para dar aqui: se você acabou de conhecer um rapaz, ficou com ele algumas vezes e já está começando a imaginar o dia do seu casamento e o nome dos seus filhos, pare agora e me escute! Na próxima vez que encontrá-lo, tente disfarçadamente descobrir como é sua barriga.

Se for musculosa, torneada, estilo “tanquinho”, fuja! Comece a correr agora e só pare quando estiver a uma distância segura. É fria, vai por mim.

Homem bom de verdade precisa, obrigatoriamente, ostentar uma barriguinha de chopp. Se não, não presta. Estou me referindo àqueles que, por não colocarem a beleza física acima de tudo (como fazem os malditos metrossexuais), acabaram cultivando uma pancinha adorável. Esses, sim, são pra manter por perto. E eu digo por quê.

Você nunca verá um homem barrigudinho tirando a camisa dentro de uma boate e dançando como um idiota, em cima do balcão. Se fizer isso, é pra fazer graça pra turma e provavelmente será engraçado, mesmo. Já os “tanquinhos” farão isso esperando que todas as mulheres do recinto caíam de amores – e eu tenho dó das que caem. Quando sentam em um boteco, numa tarde de calor, adivinha o que os pançudos pedem pra beber? Cerveja! Ou coca-cola, tudo bem também. Mas você nunca os verá pedindo suco. Ou, pior ainda, um copo com gelo, pra beber a mistura patética de vodka com “clight” que trouxe de casa.

E você não será informada sobre quantas calorias tem no seu copo de cerveja, porque eles não sabem e nem se importam com essa informação. E no quesito comida, os homens com barriguinha também não deixam a desejar.

Você nunca irá ouvir um ah, amor, “Quarteirão” é gostoso, mas você podia provar uma “McSalad” com água de coco. Nunca! Esses homens entendem que, se eles não estão em forma perfeita o tempo todo, você também não precisa estar. Mais uma vez, repito: não é pra chegar ao exagero total e mamar leite condensado na lata todo dia! Mas uma gordurinha aqui e ali não matará um relacionamento. Se ele souber cozinhar, então, bingo!

Encontrou a sorte grande, amiga. Ele vai fazer pra você todas as delícias que sabe, e nunca torcerá o nariz quando você repetir o prato. Pelo contrário, ficará feliz.

Outra coisa fundamental:

Homens barrigudinhos são confortáveis!

Experimente pegar a tábua de passar roupas e deitar em cima dela. Pois essa é a sensação de se deitar no peito de um musculoso besta. Terrível!

Gostoso mesmo é se encaixar no ombro de um fofinho, isso que é conforto. E na hora de dormir de conchinha, então? Parece que a barriga se encaixa perfeitamente na nossa lombar, e fica sensacional.

Homens com barriga não são metidos, nem prepotentes, nem donos do mundo.

Eles sabem conquistar as mulheres por maneiras que excedem a barreira do físico. E eles aprenderam a conversar, a ser bem humorados, a usar o olhar e o sorriso pra conquistar. É por isso que eu digo que homens com barriguinha sabem fazer uma mulher feliz.

68 Comentários

Arquivado em comportamento, Relacionamento