Bridget Jones, magrinha

Por Dani Lima

Nada mais justo do que querer ver a nossa “heroína moderna” dos cinemas, gordinha. Mas como nem só de Bridget Jones vive Hollywood, Renée Zellweger, a Bridget das telinhas, está magérrima! Em sua última aparição no programa de David Letterman, famoso talk show da terra do Tio Sam, Renné esbanjava um corpinho bem magrinho; “Um saco de ossos”, segundo o tablóide The Sun!

renee magrinha e gordinha

Acredito que a magreza se deve ao seu novo filme que ainda não tem previsão de estréia aqui no Brasil, chamado My One and Only,baseado na história do ator George Hamilton, no qual ela aparece bem magrinha.

Mas a boa notícia, é que ela está prestes a reviver Bridget no cinema, pela terceira vez! O contrato já está assinado e desta vez, encontraremos a nossa jornalista atrapalhada beirando os 40 anos (o filme se passa 10 anos depois do segundo longa) e querendo engravidar.Renée estava preocupada no início com o fato de ter que engordar novamente, já que nos outros dois filmes, ela teve que engordar 13 e 10 quilos, respectivamente. Mas por fim, assinou o contrato.

Bom, no caso dela, é necessário engordar pelo trabalho. Mas para quem vive fora do mundo Bridget Jones, nem sempre é assim. Você já passou por alguma privação ou preconceito no trabalho, por ser gordinha?

7 Comentários

Arquivado em filme, Preconceito, Saúde

7 Respostas para “Bridget Jones, magrinha

  1. Andréa

    Já ouvi alguns comentários, mas eu rebato no mesmo nível ou pior.
    O povo não me chama de gorda, me chamam de fortinha ou falam que eu estou “gostosa”.
    Obvio que como todas as pessoas, eu me importo com a opinião alheia, porém não é uma coisa que me consome.
    Esse é meu corpo e não será da noite para o dia que vou dormir gorda e acordar um saco de ossos.
    Todo mundo sabe que quem tem problemas de obesidade necessita de dieta, exercícios e acompanhamento médico.
    Eu não me privo de nada, como o que me da vontade.
    Mas como resolvi cuidar melhor da minha saúde, estou comendo em quantidades menores.
    Mas quando resolvo entrar em uma dieta, não é porque os outros querem, é por que o meu corpo pede.
    É isso…
    Bjos

  2. Fernanda

    Não é bem um comentário…

    Agora 13:39hs está passando no canal GNT um programa chamado “Tamanho Único” e hoje elas estão falando e dando dicas para mulheres tamanho G. Tá bem legal!!

    Beijinhos, Fê.

  3. Quando fiz a minha primeira entrevista na empresa O Boticário, a pessoa que me entrevistou falou que “eu era ótima, falava muito bem, era dinâmica, tinha boa postura, carismática, bem humorada, só que tinha um detalhe……” “…. disse que não sabia se teria algum uniforme que me servisse, bom uso tam 44 ou 46, então eu disse isso a ela…..” ela me respondeu assim: Olha vc vai passar pela entrevista com a gerente da loja se ela gostar de vc e não se importar por vc ser mais gordinha do que as outras meninas da loja, por mim vc está contratada.
    Pensei comigo, pronto danou-se.
    Cheguei na loja no horário marcado, a gerente me recebeu muito bem, entramos no maior papo: e ela me disse vc vendeu sua imagem pra mim muito bem. Melhor do que qualquer outra magrinha que eu conheça ou que já passou por aqui. Bingo estava contratada…..2 meses depois a gerente foi mandada embora e fiquei como vendedora responsável por 1 ano, amava o que eu fazia, enquanto fiquei naquela empresa fui uma das melhores vendedoras que já passaram por lá.

  4. Poxa, acho uma sacanagem terem escolhido a Renee Zellweger pra fazer esse papel. Com tanta mulher gordinha no mundo, aposto que muitas delas são atrizes, eles mandam uma magra engordar! Sacanagem, não é?

    Graças a deus, no trabalho nunca sofri preconceito por causa do meu peso… Mas deve ser muito foda pra quem sofre =(

  5. Marcia

    Garotas, pasmem, já tive um chefe chamado Kleber, que disse (se referindo a mim em uma roda em um evento de trabalho), “o bom é contratar mulher feia como essa aqui ” (apontando para mim) “pois não casa, não tem filho”…

    Enfim, esse assédio moral acabou depois que fui demitida…

    Beijos no coração,
    Ma

  6. Renata

    Apesar de me conhecer acima do peso me formei em ed. física. Como estagiária num grande clube em São Paulo era ótima e sempre os responsáveis por ele me diziam que ao término da faculdade eu seria contratada como professora de natação. No entanto, ao surgir uma vaga logo após a conclusão da faculdade ela não foi ofertada a mim, motivo? Estava acima do peso, e a coordenadora ainda disse mais, como eu passaria uma boa imagem aos alunos se era gorda!
    Sai de lá e depois disso nunca mais consegui outro emprego nessa área, hoje me encontro cursando faculdade de direito por concluir que ed. física, meu sonho, não era para mim!
    Hoje já se passaram anos, mas não consigo me desligar daquela etapa da minha vida, parece que tudo parou ali!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s