Arquivo do mês: julho 2010

Fabiana Camilo em editorial da revista AnaMaria

Por Renata Poskus Vaz

Pensando nas mulheres de verdade que leem seus editorias de moda, a revista Ana Maria sempre contrata modelos com manequins maiores, mais próximas do perfil real de suas leitoras. Nesta edição, sob supervisão de Rose Santos (a nossa produtora do FWPS), Fabiana Camilo, que há dois meses participou do Dia de Modelo Plus Size do Blog Mulherão, fez seu primeiro trabalho como modelo na revista Ana Maria.

Confira, abaixo.

 

23 Comentários

Arquivado em Dia de Modelo

Unhas

Por Madame Juju

Olá Mulherões e leitores,

Estava com saudade! Ao procurar por coisas inusitadas, descobri outra tara.

Em geral, as pessoas que se sentem atraídas por pés, sofrem uma forte atração pelas mãos também. E relacionado com as mãos, hoje vou escrever sobre o Fetiche por unhas longas.

Há quem nem note que você foi à manicure ou está de unhas feitas, por outro lado existem aqueles que veneram, admiram e podem ficar horas olhando e “babando” nas mãos bem fetinhas e, claro, há gosto para tudo: unhas claras, escuras, decoradas, curtas, longas, super longas e por aí vai.

Para quem as exibe, como eu, o fato de estarmos com as unhas perfeitas, nos faz sentir mais bonita, mais sexy, quem sabe até mais poderosa e, com certeza, juntamente com os elogios, massageiam nosso ego.

Existem até sites fetichistas especializados nesse tipo de fetiche, como Fetish Nails, responsável pela maior parte de ilustrações deste post.

Esse fetiche quase sempre vem combinado de outro, como o bondage (imobilização) ou smoking (fumando), talvez, neste caso por envolver o contato de um objeto fálico, não só nas mãos como também na boca. O que eu achei bem curioso, é o mesmo fetiche por unhas longas dos pés. Gosto não se discute… mas… ECA!!!

Como fazer para ter unhas compridas e conseguir conciliar uma vida de “mulher do lar”? Aí o mais indicado é recorrer a técnica mais usada nos EUA, unhas postiças!!! Não estragam e é super difícil de quebrar. Além de que elas não precisam ser tão compridas assim!

Fica a dica pra quem quer tentar parar de roer as unhas, cobrir as unhas roídas para uma festa ou simplesmente reconstruir uma unha quebrada.

Onde fazer aqui no Brasil?

Eu decorei as minhas unhas na Liberdade, no NAIL SHOP. Eles oferecem todo o tipo de serviço para unhas que você possa imaginar. Aí eu, MUITO CARA DE PAU, pedi um brinde pra vocês!!! (AEEEE!!!)

Vamos sortear dia 11 de agosto. Se a ganhadora for de São Paulo ela poderá escolher entre um Kit de decoraçao para unhas ou um alongamento de unhas (feito na NAIL SHOP), caso a ganhadora seja de outra Cidade, a NAIL SHOP enviará o Kit.

Para Participar:

Envie um e-mail para madamejuju.net@gmail.com

nome completo e telefone

e comece a torcer!!

Lembrando que na próxima quarta feira, temos um chat com Madame Juju, onde vamos conversar sobre apetrechos, óleos e cremes nas horas mais quentes! (sim, vai virar post depois). Mais informações, clique aqui.  

**para saber sobre alongamento de unhas em outras cidades e estados, o Empório das unhas mantém um banco de dados. É só entrar em contato com eles para obter maiores informações.

17 Comentários

Arquivado em Beleza, comportamento

Encontrinho Phytoervas

Por Renata Poskus Vaz


Semana passada participei de um encontro de Blogueiras promovido pela Phytoervas. O evento foi muito legal, mas por conta da correria do Fashion Weekend Plus Size não tive tempo de comentar com vocês.

O encontro foi no Le Vin da Vila Boin, uma praça do Bairro de Higienópolis, em São Paulo. Não sei ao certo quantas blogueiras havia por lá. Acredito que umas 40. Fiquei feliz em conhecer pessoalmente minha amiga Ju do Garotinha Juvenil. Também fui apresentada às meninas do Moda para Usar e do Coisas de Menininha. Poderia ter conhecido muito mais gente, mas o papo estava tão bom que eu nem saí da mesa.

Entre muitos comes e bebes (ai, que delicia que estava tudo aquilo!), conhecemos em primeira mão o lançamento da Phytoervas: Phytoervas Fashion. A linha de xampús e condicionadores assinados pelo estilista Reinaldo Lourenço.

Com extrato de orquídeas,  linha possui 4 versões: Brilho, Hidratante, Suave e Liss – cada uma inspirada nas necessidades de um tipo de cabelo, a linha conta com fórmula extra suave e sem sal, livres de agentes agressores para os fios como parabenos, petrolatos, óleo mineral, propileno, lanolina e ingredientes de origem animal.  A nova linha pode ser encontrada em grandes redes de supermercados, drogarias e farmácias de todo o país a partir de julho de 2010.

Testei e aprovei – Como ganhei a linha completa, usei a versão Suave  (já que tenho cabelos finos) e incubi minha irmã, que tem cabelos cacheados a usar o Liss. Meu cabelo ficou bem leve e brilhante e o da minha irmã também. A fragância é uma delícia, mas muito forte. Não dá para usar com uma colônia ou perfume forte.

9 Comentários

Arquivado em O que rola por aí

Quero Folga.

Por Keka Demétrio

Você está rodeado de gente e se sente sozinho e entediado.  Valha-me deus, porque será que nós só nos sentimos vivos se o coração estiver batendo em ritmo descompassado? Paixão, amor, tesão, atração, ou quaisquer outras cositas mais que me esqueci de colocar na lista. O mais engraçado é que o coração fica cheio de um sentimento que faz com que a vida pulse em um ritmo delicioso, mas a danada da cabeça insiste em te lembrar a todo instante que as coisas não são bem um conto de fadas, que o príncipe encantado não existe e que você vai ter sempre que lutar muito pra conseguir o que deseja.

Quero folga. Quero um bom tempo longe desses pensamentos que me fazem ter atitudes que dificultam de verdade a vida. Não quero acordar e de imediato já deixar minha cabeça mandar em meu coração. Acordar me lamentando como o dia será longo e que tenho mil afazeres inadiáveis não vai alterar os compromissos que já assumi, mas a forma como penso sobre eles pode fazer toda a diferença. Então, quero ao despertar, dar um tempo para espreguiçar longamente meu corpo, deixar as lembranças de momentos fantásticos que vivi outro dia tomar conta de mim e estampar em meus lábios um sorriso lindo, isso dá ânimo e vitalidade. Quero poder dizer bom dia para mim mesmo, afinal, sou a peça mais importante do meu próprio dia.

Vou deixar a minha emoção explicar algumas coisas para a minha razão, e que se dane o se, o por quê, o talvez, o quem sabe, quero mais é acreditar que tiro todos eles de letra, e que eu sou a dona das minhas ações e não as convenções existentes.

Definitivamente não quero matar um leão por dia. Pensar assim é aterrorizante e me dá a sensação de que realmente as coisas são muito difíceis e que sempre precisarei de um esforço homérico para viver. Eu não quero acreditar nisso, sou muito sonhadora para achar que a vida é uma eterna luta. Não quero pensar em dificuldades, quero que meu coração ensine à minha cabecinha que eles podem trabalhar em sintonia e que eu não perderei a sensatez e nem as rédeas da minha vida por causa disso, agindo assim, apenas vou deixá-la mais leve.

Quero mais é viver a vida dia após dia com o mesmo entusiasmo de uma adolescente que acabou de se apaixonar, oferecendo sorrisos, afagos, carinho, amor, e criando um conto de fadas cheinho de emoções, que é para o meu coração ficar sempre muito descompassado.

32 Comentários

Arquivado em comportamento, Para Refletir, Preconceito, Relacionamento

Maquiador do FWPS ensina como afinar o rosto

Por Renata Poskus Vaz

Victória Marchesi, do site Chic, pediu ao maquiador Fabrizio Araújo, do Fashion Weekend Plus Size ,que ensinasse algum “truque” para afinar o rosto das gordinhas.

Veja as dicas:

. Pó compacto + bonzer
“Use o pó compacto na cor de sua pele no rosto todo e aplique pó bronzeador no pescoço – mas apenas na altura do maxilar até quase as orelhas”, ensina. O tom escuro dá a ilusão de o rosto ser mais fino nesta área. É um bom recurso para um make de festa e à noite.

.  Pó compacto de duas cores diferentes
“Como o bronzer pode ficar muito evidente durante o dia, o segredo é substituí-lo por um pó compacto um ou meio tom mais escuro do que a cor de sua pele. Assim, o efeito fica natural”. Para arrematar, esfume com uma esponjinha os dois tons, o que vai deixar o aspecto menos artificial (a sugestão também vale para a dica anterior).

6 Comentários

Arquivado em Beleza

Você sabe o que é estilo Navy?

Por Renata Poskus Vaz

A Milu, que esteve presente no FWPS, conta de onde surgiu a expressão navy (náutica). Para saber mais, clique aqui.

10 Comentários

Arquivado em Fashion Weekend Plus Size, FWPS, Moda e estilo

Pensamentos robotizados

Por Eduardo Soares

Tem gente que adora usar frases prontas (aqueles clichês de ontem, hoje e sempre). Preferem apertar o piloto automático das respostas evasivas e assim evitam uma análise a respeito de suas próprias vidas. Por exemplo: discordo das pessoas que dizem “não me arrependo de nada que fiz na vida”. Opa, então todos seus atos, suas escolhas, tudo que você fez foi acertado? Somos robôs programados para não errar? A única vantagem do erro é o aprendizado. Não era para ser assim, mas geralmente aprendemos com a dor. Certa vez, um amigo meu disse o seguinte: “cara, você é muito robótico. As coisas têm que acontecer na hora e da maneira como você quer. E quando não for assim? As coisas vão sair dos eixos, você vai ser desprogramado, entrará em curto circuito.”   

Por outro lado, na balança de nossas vidas os erros não podem pesar mais do que os acertos. Se for o caso, é hora de parar, analisar e apontar as razões que fazem aumentar o número de insucessos obtidos ao longo do tempo.

Somos falhos. Acertamos e erramos. Vivemos numa linha entre o equilíbrio e a perda do controle. Despir-se do orgulho para reverter o quadro diante de uma escolha equivocada é tão importante quando manter a empolgação diante da conquista. E não existe meio-termo: acho que acertei ou acho que errei não aparecem nas páginas das nossas biografias. Por isso, é preciso ter ciência dos prós e contras de qualquer decisão tomada.

Gosto de colocar meus pensamentos no papel. É algo tão relaxante (e às vezes revelador) quanto uma terapia. Começa com um esboço de idéia surgindo de forma turva na cabeça. Depois essa idéia ganha cor, formato, intensidade. Deve ser a mesma sensação do pintor ou músico. De coração, não me considero escritor, longe disso. Sou um simples “escrevinhador” das minhas loucuras sãs. Dos meus erros e acertos. Da minha vida antes robotizada e hoje cada vez mais humanizada. 

Queria escrever a lápis/Alguns dos meus arrependimentos de outrora/ Assim seria fácil poder tirá-los dos pensamentos em forma de páginas/ Passaria uma borracha/ Deixaria o espaço limpo/ E ali iria modificar os rumos tomados/ Reescrevendo minha história numa linha onde a covardia (grifada em forma de timidez) deixou traços fortes/ E antes de colocar o ponto final/ Reservaria duas linhas para anotar uma “OBS” como maneira de reforçar o texto revisado:

“Preciso ser mais audacioso e menos temeroso; Menos contido e mais atrevido; Mais realista e menos futurista; Menos sonhador e mais realizador; Dificultar menos; Levar a vida de forma mais comum; Por fim, preciso ser mais presente… E menos poeta (como se fosse um).”   A LÁPIS (03/02/10)

 

29 Comentários

Arquivado em comportamento, Para Refletir