Arquivo do mês: julho 2010

Blog da Milu, da Abril, mostra desfiles de lingerie e moda praia

Confira o que a Milu, da revista Ana Maria da Editora Abril, achou do desfile de lingeries e moda praia do Fashion Weekend Plus Size.

Clique aqui.

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

E a semana FWPS continua no Mulherão… E no Papo de Gordo!

As queridíssimas Camila e Bruninha do Papo de Gordo foram conferir o FWPS e também fizeram sua matéria especial. Quer conferir? Clique aqui.

5 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Mais uma matéria fofa do FWPS

Meninas,

Nossa leitora Amanda fez a matéria do post anterior tendo em vista todo o desfile do dia 23 do fashion Weekend Plus Size que ela assistiu da platéia. Hoje, Carla Manso do Blog Fatshion e que  integrou o casting do FWPS deu a sua opinião sobre as coleções. Ah, ao longo das próximas semanas, a Danizinha Lima vai mostrar para vocês TODOS os looks dos desfiles em matérias para lá de interessantes. Aguardem!

Fashion Weekend Plus Size. Foi assim que aconteceu…

Por Carla Manso

Agitação, flashes, filas, gritos. Uma verdadeira correria marcou a segunda edição do Fashion Weekend Plus Size, realizado nos últimos dias 23 e 24 de julho, em São Paulo. Para quem assistia aos desfiles, tudo estava lindo. Já nos bastidores, modelos e produtores suavam para preparar um novo look, a tempo de exibir na passarela a peça de roupa, a bijuteria, o sapato, o make e o penteado adequado para cada entrada. Mas, no final deu tudo certo e agora o público GG fica melhor informado sobre as opções do que vestir na primavera e no verão. Eu, como modelo Plus Size do evento, fiz minha parte e, quietinha, observava tudo para contar à vocês.

__________________________________________

Na sexta-feira (23), marcas apresentaram seus lançamentos aos lojistas.

La Mafê – Descrevo as peças dessa loja como um social chic, para a jovem que não precisa deixar o brilho de lado para se vestir de maneira séria/formal. Fiquei apaixonada por uma legging ouro velho que a modelo Celina Lulai desfilou.

Simone Fiuza e Andrea Boschim em desfile pela La Mafê (Crédito: HiltonCOSTA)

__________________________________________

Eveiza – A coleção dessa loja, que é de Fortaleza (CE), tem inspiração “náutica”. Uma boa pedida para quem sempre sonhou em se vestir de marinheira (risos).

Mayara Russi veste pela Eveíza; Desfile final da marca (Crédito: HiltonCOSTA)

__________________________________________

Loony Jeans – Calças jeans para o dia a dia: básicas ou com detalhes. Para quem sempre teve dificuldade em encontrar uma calça justa e bonita em manequins maiores, a solução dos seus problemas.

Jéssica Gamba e Silvia Neves com calças da Loony (Crédito: HiltonCOSTA)

__________________________________________

Shine – Eles usam e abusam de tecidos como crepe de seda, musseline e cetim e, na minha opinião, esta grife veste apenas mulheres mais experientes!

Eu com o look da Shine; Desfile Final (Crédito: HiltonCOSTA)

__________________________________________

Exuberance – A empresa catarinense apresentou um casual chique, caprichando no uso do azul marinho e vermelho, em tecidos confortáveis.

Celina Lulai e Débora Fernandes desfilam pela Exuberance (Crédito: HiltonCOSTA)

__________________________________________

Flight Level – Yeah! A pin-up que eles produziram estava a coisa mais linda. Maiô branco de bolinhas pretas, batom vermelhão, salto surreal e acessórios show de bola. Moderno, atrevido e ao mesmo tempo comportado. Na minha fase de rebeldia, eu teria usado muito se eles já estivessem no mercado.

Eu a modelo pin-up da Flight Level; ao lado, ela faz pose na passarela (Crédito: Arquivo Pessoal)

__________________________________________

Ness Lingerie – Uau! Quer agradar o maridão? Surpreender o namorado? A Ness Lingerie está com uma coleção que é de arrasar! Eu desfilei com um corpete vermelho lindo de viver com alça de bijuteria. Ele ainda acompanhava luvas e meias 7/8.

 

Eu, toda diva (risos), e Renata Poskus de noivinha (Crédito: HiltonCOSTA)

__________________________________________

Dardak – Você conhece a jegging? É uma calça legging em jeans! Eles ainda apresentaram calças jeans coloridas em tamanhos grandes.

 

A Dardak apresentou jeans colorido e a jegging (Crédito: HiltonCOSTA)

__________________________________________

Acqua Luna Moda Praia – Biquínis, maiôs e roupa de ginástica para quem está acima do peso e quer arrasar na praia, na piscina e na academia.

Desfile final da Acqua (Crédito: HiltonCOSTA)

__________________________________________

Koru Kru – Acessórios de couro. Um sucesso!

Cintos, pulseiras e coleiras no tamanho GG ou até maior (Crédito: HiltonCOSTA)

__________________________________________

No sábado (24), lojas de varejo exibiram suas peças para os que compraram o ingresso a R$ 60.

Loony Jeans

Simone Fiuza e eu: salto alto? Só na hora de subir na passarela, senão o pé não aguenta o dia todo! (Crédito: Arquivo Pessoal)

__________________________________________

Milanina – Adoro! Sou consumidora da Milanina e não vejo a hora das saias e bermudas jeans chegarem à vitrine. Para o desfile, eles selecionaram uma blusinha com renda nas costas, que eu não havia provado até então, e ficaram surpresos com a minha tatuagem. Mas aí já era tarde demais…

Celina Lulai e Bianca Raya vestem Milanina (Crédito: HiltonCOSTA)

__________________________________________

Tulnitex

Tulnitex na passarela do Fashion Weekend Plus Size (Crédito: HiltonCOSTA)

 

__________________________________________

Flight Level

 

__________________________________________

Edson Eddel – Noivas, madrinhas, formandas e debutantes não precisam mais se desesperar na hora de pensar no que vestir. Este “estilista figura” arrasou com a escolha dos modelitos GG de brilhos, decotes e tecidos esvoaçantes.

A noiva Débora Fernandes nos bastidores e “em ação” (Créditos: Carla Manso e HiltonCOSTA)

__________________________________________

Dardak

A Dardak foi uma das grifes que desfilou nos dois dias de evento (Crédito: HiltonCOSTA)

__________________________________________

Ana Lisboa Moda Praia – O editorial que apresenta o TOP FIVE veste maiôs e saídas de praia da Ana Lisboa, uma portuguesa bastante simpática que, assim como nós, também veste GG. Para o Fashion Weekend Plus Size, ela selecionou maiôs, saídas de praia e uma camisola para a gestante superfofa.

Desfile final da Ana Lisboa (Crédito: HiltonCOSTA)

Ana Lisboa entre as modelos Silvia Neves e Simone Fiuza (Crédito: Arquivo Pessoal)

__________________________________________

La Mafê – Olha aí a calça de que eu havia comentado nas pernas da Celina! Ela precisou correr nos bastidores para exibir diferentes looks da mesma grife na passarela.

Celina Lulai com duas trocas diferentes no desfile da La Mafê (Crédito: HiltonCOSTA)

__________________________________________

Ness Lingerie

Estampa de oncinha no segundo dia de Ness Lingerie (Crédito: HiltonCOSTA)

__________________________________________

Koru Kru

O desfile da Koru Kru chamou a atenção do público (Crédito: HiltonCOSTA)

__________________________________________

Clique aqui e leia mais matérias do Fatshion

40 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Espaço da leitora: Eu fui no FWPS!

Por Amanda Franco

Olá, vocês podem me chamar de Nega. tenho 23 anos, sou  apaixonada por moda, caço sempre novidades e sou blogueira.

Estive conferindo tudo que rolou no FWPS “FASHION WEEKEND PLUS SIZE” do dia 23 de julho, destinado ao público de atacado, ou seja, lojistas. E  vim aqui contartudo o que vi por lá, para vocês. Primeiro, adorei o clima, o cheiro e o agito da passarela, isso me encanta!

A organização e a simpatia desde a recepção até o estacionamento conveniado (obrigado pelo carinho). Pude acompanhar de perto o backstage e a simpatia das modelos (todas muito receptivas). A qualidade das marcas, a diversidade de modelos, tudo muito atualizado com o que vejo pelas ruas… Quem não foi nesse se prepare e vá no próximo que vale a pena!

1° marca na passarela:

LA MAFÊ

Adorei as texturas, roupas sociais, para festas bem dentro da modelagem que ta rolando por aí… A La Mafê traz modernidade e versatilidade.

 2° marca na passarela:

EVEÍZA

Moda casual, trouxe renda, florais, bastante cores neutras e o nude continua, amém!!! A Eveíza também mostrou um estilo bem praiano o tão falado “navi” e o safári também vem com tudo no verão da Eveíza. Muitos acessórios em vermelho, em dourado (dourado com força no verão) e maxi-colares pra todos os gostos.

3° marca na passarela:

LOONY

A Loony veio derrubar alguns tabus e trouxe as plus com jeans branco (estavam lindas), a cigarrete voltando no verão, muito detalhe em dourado, as calças skinny e jeggins com uma modelagem muito bonita e confortável. A variedade de calças jeans plus da Loony me surpreendeu.

 4° marca na passarela:

SHINE

A Shine trouxe a moda da jovem senhora (jovem e moderna). Muita estampa, patchwork, touxe também o navy na passarela.  Adorei a modelagem das calças sociais.

5° marca na passarela:

EXUBERANCE

Moda descontraída, trouxe poás em tons neutros, tié die, o navi (que esta em todas!!!) e trouxe o charme dos macacões (alô exuberance, eu quero um!) Muita rasteira, tudo muito jovem e relax, mas com muito charme.

6° marca na passarela:

FLIGHT LEVEL

Com um estilo pin up (que eu adooooro) muito divertida, trouxe muito navy, estampas inusitadas, tons néon, rendas, laços e babados… Delicada e moderna.

7° marca na passarela:

NESS

Lingerie e moda praia, pra mim um assunto que me preocupa. Uso sutiã 50 e aqui em Campinas não acho sutiãs sexys, modernos e funcionais. Compro tudo que preciso pela internet e acho um absurdo e desconfortável. Mas a Ness me acendeu a luzinha de esperança. TODAS as modelos muito sexys e seguras (sim dava pra notar no olhar). A modelagem super estruturada, confortável e sexy (o que é mto importante, pelo menos pra mim). A Ness trouxe bodys, muita renda, plumas, lingeries fetiches… Babei!!!

8° marca na passarela:

ACQUA LUA – Moda praia e moda fitness

Maiôs modernos  (é meninas o cenário esta mudando), biquinis com cortes lindos, as cores vivas e muitas estampas. Fitness tudo muito confortável, sem esquecer de realçar a beleza da mulher.

9° marca na passarela:

Kouro Cru – Acessórios

Muitos cintos, corselet (amei quero um de cada!!!). Tudo muito sexy, meio dominatrix, mixando com jeans e camiseta fica do babado meninas… uma marca que eu não conhecia, mas já vou procurar por aqui.

Bom meninas, resumindo minha experiência…

Fiquei muito feliz em ver esse movimento crescendo com força total, invadindo a industria têxtil com estilo…

Por que antes, num tempo não muito distante, o que eu sentia em marcas plus era fazer e vender por obrigação, já que alguém tem que vestir os gordinhos… Sem formas, cores, e detalhes. E o que pude acompanhar no FWPS é uma moda fashion, preocupada em dar conforto, modernidade, beleza e sensualidade as consumidoras.

Saí me sentindo… Doida pras coleções chegarem e eu poder comprar vários itens da minha wishlist (detalhe; wish que fiz no desfile kkkk).

Espero que tenham gostado e que eu tenha realmente conseguido passar o que vi por lá

Beijo da Nega

16 Comentários

Arquivado em Espaço da Leitora, Fashion Weekend Plus Size, FWPS

RESULTADO: Confira quem vai ao FWPS com o Blog Mulherão!

Agradecemos a participação de todos vocês, pra uma promoção relâmpago, tivemos muitas respostas mesmo! Adoramos!

Vamos ver quem são os felizardos?

Katerine

Danielle

Hellen

Marisa

Daniel Almeida

Luana Caruzo Rosa

Milady Vidal

Gleise

Laura Muniz

Cintia

Todos já foram avisados por email! 🙂

Aguardamos as confirmações!

18 Comentários

Arquivado em Uncategorized

ENCERRADA! Promoção relâmpago! Quer concorrer a convites com acompanhante para o FWPS?

Por Renata Poskus Vaz

O Mulherão vai sortear 10 convites com direito a acompanhante para o Fashion Weekend Plus Size. As felizardas assistirão os desfiles do dia 24 de julho, sábado, das 17h às 21h, no SENAC Lapa Faustolo, 1347.

Para concorrer responda no espaço para comentário:

Pq você merece ganhar 1 convite com acompanhante para o FWPS?

A promoção é válida até sexta-feira, às 13h. O nome das 10 ganhadoras serão postados aqui no Mulherão. Se você é de outro estado e não tem como comparecer no FWPS, deixe essa oportunidade para quem realmente possa estar presente. Lembre-se de deixar seu e-mail correto para enviarmos a confirmação do prêmio.

Boa sorte!

Ah, e para quem não quiser apenas contar com a sorte, ainda dá tempo de adquirir os convites para o FWPS.

105 Comentários

Arquivado em Uncategorized

E viva a diversidade!

Por Keka Demétrio

Mais um FWPS está chegando.  E ao final, virão os elogios e criticas.

Os elogios são sempre um estímulo para continuarmos, e as criticas também, desde que construtivas. As pessoas geralmente estão tão presas nas imbecilidades impostas que não admitem que grupos que não fazem parte do seu mundo saiam do casulo e criem asas. Então, criticam como se isso fosse fazer com que suas próprias neuras se dissipassem. Criticar o outro é uma forma idiota de não pensar nas suas próprias frustrações. Qual realmente é o problema de mulheres com sobrepeso desfilarem uma moda criada para elas? Ou será que essas pessoas que acham isso uma anomalia pensam que as esquálidas modelos deveriam fazer isso por nós? Acho que isso seria muito controverso, afinal, da mesma forma que roupas criadas para tamanho 36 não ficam bem em quem veste 48, o corte feito para mulherões de peito ficariam horríveis nelas.

Nada mais justo do que desfiles apropriados feitos para públicos diversos. Isso é diversidade trabalhada na base do respeito. Nenhuma de nós sai por aí criticando os demais desfiles existentes, então, não deveriam perder tempo e muito nem energia para criticarem uma camada da população que simplesmente querem se vestir bem, que desejam estar bonitas seja no trabalho ou em uma balada.

E viva a diversidade. Uma bela transexual brasileira estrelou a campanha de nada mais nada menos do que da francesa Givenchy. Após estrelar a campanha, a musa foi convidada e posou para a edição da Vogue na França. Me sinto particularmente feliz ao perceber que uma parcela da população está repensando seus pré conceitos. Portanto, torno a repetir o questionamento feito acima: Se um transexual é convidado a estrelar a campanha de uma das maiores maisons de moda, e arrasa na edição de uma das publicações mais conceituadas do mundo da moda, o que realmente incomoda certas pessoas ao verem mulheres repletas de curvas e dobrinhas desfilando e fotografando moda?

A moda é um fator de inclusão e exclusão. É óbvio que quando estamos vestidas com uma roupa em que nos sentimentos mais bonitas isso nos dá uma dose extra de coragem para enfrentarmos a vida, pois a autoestima sobe e a confiança existente em nós é repassada no brilho dos olhos. Isso nos ajuda a sermos incluídos no grupo de pessoas que só querem ser felizes independente da circunferência da sua cintura.

Aos poucos, vamos quebrando os paradigmas e ganhando o nosso espaço. Ninguém disse que seria fácil, mas e daí, o importante é que estamos aprendendo que nossos direitos existem e que podemos sim abraçá-los, mesmo com as criticas destrutivas, pois essas, sempre vão existir.

Se algumas pessoas fazem questão de nos deixar de lado, achando que somos uma sociedade à parte, pois que todas elas sejam muito bem vindas ao mundo GG. Um mundo onde as pessoas são tão humanas quanto quaisquer outras. Somos feitas de carne e osso, ok, no nosso caso muito mais carne e gordurinhas do que osso, e sentimentos, porém buscamos apenas o direito de sermos nós mesmos, sem termos que anular a nossa essência para que alguém nos aceite. Quem não aceita o outro é porque não consegue aceitar os próprios defeitos. E às vezes eu até entendo essas pessoas, já que enxergar o lado obscuro que existe dentro de nós é realmente doloroso e nem todo mundo tem estrutura para isso.

Vejo o FWPS muito mais do que um desfile de modas GG, vislumbro nele um desfile de autoestima e coragem, portanto, meninas, arrasem mais uma vez. Eu estarei lá para aplaudir.

52 Comentários

Arquivado em Beleza, comportamento, FWPS, Para Refletir, Preconceito, Relacionamento

FWPS: as meninas do Sul

Por Renata Poskus Vaz

Ah, vocês devem estar morrendo de curiosidade sobre os preparativos do Fashion Weekend Plus Size, não é mesmo? Então, vou falar um pouquinho sobre nossas modelos, que tal? Desta vez, temos 3 sulistas em nosso casting: Jovianny, Jéssica Gamba e Nathalia Contier.

Jovi é de Blumenau, Santa Catarina, tem 1,70m e usa manequim 48/50. Com 27 anos e 3 de carreira é uma das modelos mais requisitadas do Sul. Já fotografou para diversos catálogos de confecções estabelecidas na região, mas que revendem para todo País. Atualmente, ela reside em São Paulo.

Jéssica é de Brusque, Santa Catarina. Tem 17 anos e 1,87 de altura e é uma prova de que moda GG não é restrita às gordinhas. Ela aparenta ser  magra, mas por ser alta usa manequim 48. Portanto, encontra dificuldade para se vestir, como muitas de nós. Jéssica é uma das caçulas do FWPS.

Nathália Contier, paranaense de Cianorte, é uma das queridinhas desta edição do Fashion Weekend Plus Size. Ela representará quase todas as confecções participantes. Com 1,67m e manequim 46/48, Nathália, que já era famosa naquela região,  agora conquista o Brasil inteiro.

Quer saber mais? Espera que eu já volto para falar das outras meninas que integram o casting de plus sizes do FWPS.

8 Comentários

Arquivado em FWPS, Moda e estilo, Modelo GG

I Dia de Modelo em Portugal

O Brasil não é o limite para os Mulherões! Sob coordenação de Lane Ferreira, o I Dia de Modelo Plus Size em Portugal foi realizado no dia 18 de Julho, em Carcavelos, Lisboa, com o apoio da loja Kurokai, que vestiu as modelos por um dia e com os cliques poderosíssimos do fotógrafo Paulo Simões. Na ocasião, os mulherões lusitanos participaram de uma reportagem especial da SIC e do jornal “i”, mídias muito conhecidas no país.

A sessão de fotos, assim como no Brasil, também teve um custo. Lá, cada menina desembolsou 228€ por um  Cd-Book com cerca de 100 fotos, Book impresso com 20 fotos tratadas, 4 impressas 20×30 e 2 impressas 30×40, além da maquiagem e cabelo.

Todo o preparativo foi acompanhado à distância pela equipe do Blog Mulherão. Lane Ferreira, a organizadora, disse que o evento foi um sucesso. Quem desejar se inscrever para o próximo Dia de Modelo em Portugal deve enviar e-mails mulherao_portugal@hotmail.com. Ah, só para constar, já cheguei o valor das passagens e se organirzarmos um Dia de Modelo em novembro, eu vou para Portugal! 🙂

Vejam que lindas ficaram os mulherões de Portugal:

Aproveite e dêe uma passadinha no Blog da Lane e confira as novidades por lá. Clique aqui.

9 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Uma forma diferente de amor

Por Eduardo Soares

Assisti o mega sucesso “Marley e Eu’’ já sabendo da fama que rondava a trama. Mesmo assim chorei feito criança nos últimos minutos do filme. Recentemente foi a vez de um amigo do trabalho passar pela triste situação de perder seu animal de estimação. Ao acolher um bicho, a pessoa sabe que cedo ou tarde ele irá partir. Mesmo sabendo que irá existir um carinho obtido ao poucos, e através deste carinho nascerá uma relação quase maternal/paternal da pessoa com o animal, mesmo sabendo que tudo isso terá final, lá está seu cão, gato ou pássaro nas fotos da família ou nos vídeos antigos e descontraídos do dia a dia. Como explicar esse amor sem diálogos?

Cresci com uma vira latas dentro de casa. Segundo alguns, assim que cheguei da maternidade lá estava ela do nosso lado, olhando atentamente para aquele novo membro da família, como quem diz: “quem é esse aí? Vai ser chato, mala sem alça”?

Duquesa parecia gente. Quem sabe até era muito mais racional do que muitos pensantes existentes. Ela está presente nas varias lembranças sadias da minha infância. Era regra quase militar: acordava as sete e antes de ir para escola, lá estava a dupla, Duquesa e Dudu (vou morrer coroa – assim espero – com esse apelido) dando três voltas num campo de futebol perto da minha casa. Ela adorava deitar na grama umedecida pelo orvalho da manhã. Rolava, se esbaldava, corria, dava piques que faziam inveja para muitos atletas. À noite, família reunida na sala assistindo televisão. Entenda-se como “família” meus pais, irmãos, um tio e ela, nossa guardiã. De tão alegre, era conhecia pelo bairro.  Parecia uma popstar desfilando sua elegância canina nas ruas, para alegria de todos, adultos e crianças, que sempre paravam para brincar com a ‘’estrela” da minha casa.

Tínhamos um trauma curioso: fogos de artifício eram o nosso ponto de desespero. Lembro do último réveillon dela. Casa cheia, todo mundo de branco, festa, som, empolgação contagiante. Quando o relógio atingiu meia-noite, pronto! Lembro de ter enrolado uma colcha entre nós, como se fosse uma barricada. Ela tremia e eu não ficava por menos (risos). Nesse dia, e parece que foi ontem, cumprimentei Duquesa com um singelo “feliz ano novo” com direito a aperto de mão/pata e tudo (muitos risos).

Certa vez ela foi correr atrás de um gato que passeava tranquilamente no meu terraço. Quando o bichano caiu na real e viu que havia uma cachorra atrás dele, fez valer de toda sua elasticidade natural e na hora do desespero deu um salto memorável e caiu todo pimpão (e intacto) na varanda do vizinho. Duquesa não era gato mas guiada pelo instinto de caça tentou fazer o mesmo ato do gato. Pulou o muro mas caiu no quintal da casa à frente. Pata traseira esquerda quebrada fratura exposta.  E ela não soltava um gemido. Apenas nos olhava com ar de “me ajudem’’. Desde então, ela ganhara platina e alguns parafusos no osso. Mas nem por isso deixou de ser animada. Apenas deixou de pular o muro do terraço…

Anos depois veio o acontecimento inesquecível. Ela comera veneno em algum lugar e passou muito mal, até então nunca havíamos presenciado aquelas cenas fortes. Difícil acompanhar o bicho que fez parte da sua história naquele estado de agonia. E foi assim durante dois dias. Remédios não surtiam mais efeito. Nada poderia ser feito. Ela, sempre brincalhona e agitada, mantinha o olhar no vazio. Não atendia pelo nome, não comia, mal tinha forças para levantar a cabeça, parecia um animal empalhado.  Normalmente, sempre quando pedíamos, ela estendia a pata como forma de cumprimento. Naquele dia repeti a frase “Duquesa, me dá a pata’’ por três vezes. Aos seis anos, não tinha muita noção do que estava acontecendo. Acariciei sua cabeça e estava saindo do local quando vagarosamente ela fez o gesto de cumprimentos que ensinamos. Pata fria na minha mão. Este foi seu último movimento. Fiquei gelado. Senti medo e tristeza. Acontecia naquele instante nosso último contato.

A única pessoa ausente da casa era meu irmão. Minutos depois, ele chegou do trabalho e automaticamente foi falar com ela. Feito isso, deu as costas. Duquesa, 14 anos de peripécias e inúmeras historias, fechou os olhos. Para sempre.

Passados vinte e cinco anos, é impossível não sorrir ao olhar para algumas fotos onde aquela cachorra, nem tão bonita assim, dava o ar de sua graça. De lá pra cá, tivemos uns vinte gatos. Mas cachorro mesmo, nunca mais.

Como explicar esse amor sem diálogos? Dê amor para seu bicho e a resposta virá com um amor incondicional que você não recebe de muita gente por aí.

23 Comentários

Arquivado em comportamento, Para Refletir, Relacionamento