Arquivo do mês: agosto 2010

Dicas para quem quer ser modelo plus size – Parte II

Por Renata Poskus Vaz

Meninas, vamos continuar a nossa odisséia em busca dos esclarecimentos em torno da carreira de modelo plus size. Antes que indaguem se tenho ou não cacife para falar sobre tal assunto, esclareço que sou uma das organizadoras do maior evento de moda GG do País, o Fashion Weekend Plus Size, além de assessorar diversas marcas de moda GG. Além disso, minhas melhores amigas atuam na área e eu mesma arrisco meus passos como modelo plus size. Então, embora saiba que ainda tenha muito a aprender sobre o mercado, considero-me apta a dividir com minhas amigas leitoras um pouco do que observei sobre esta carreira.

Boa leitura, meninas. E continuem ligadas no Blog Mulherão, pois ao longo desta semana trarei mais dicas sobre as exigências desta carreira.

Qual a idade mínima e máxima para ser modelo plus size?

Ao contrário das grifes com modelagem tradicional, a indústria plus size é mais flexível em relação à idade de suas modelos. Como existem grifes jovens e outras mais formais, as marcas procuram adequar, na maioria das vezes, a idade da modelo à da maioria de suas consumidoras.

No Fashion Weekend Plus Size, por exemplo, uma das modelos mais requisitadas foi Silvia Neves, 36, que praticamente se apresentou em todas as grifes. As mais novinhas foram Rita de Cássia, 16, Jéssica Gambá, 17 e Dafne, 18.

 Qual o manequim e altura ideal para ser modelo plus size?

As manequins fashion têm um limite máximo de manequim. Quase todas as tops mantém a silhueta no manequim 36, para no mínimo 1,74m. Já as modelos plus size podem ter perfis diferentes, com menos rigidez em relação à altura e manequim, depende dos interesses da grife.

Observando o mercado, as modelos que mais obtém trabalhos em catálogos usam do manequim 44 ao 48, são mais altas, estilo mulherão. Esta mesma linha é adotada nos EUA e na Europa. As modelos plus size de lá são ligeiramente altas e esguias, embora usem manequins maiores.

Mas nem sempre foi assim aqui no Brasil. Há quase 10 anos, quando essa onda plus size começou, as modelos eram mais gordinhas.  Isso não significa que, hoje, quem use um manequim 52, 54, não possa sonhar com seu lugar ao sol.

Flúvia Lacerda, a nossa única TOP Model brasileira com carreira internacional, tem a parte superior do corpo pequena, mas usa calças 50, 52. Entre as que usam entre manequim 50 e 52 também estão: Mayara Russi, estrela da Kauê.  Keka Gorni, modelo da Miglon e Jovyani, modelo da Julia Modas.

No Fashion Weekend Plus Size optamos por contratar principalmente modelos acima de 1,65m. Isso porque há muitas fileiras de cadeiras na platéia e a modelo deve ser vista da primeira à última. Entre as nossas minhonzinhas: Bianca Raya e Márcia Spinelli. As mais altas: Andréia Miura, Kássia Pessoa, Jessica Gamba e Rita de Cássia.

 No Fashion Weekend optamos por contratar principalmente modelos com manequins de 44 a 50, pois é nesta numeração que as grifes fazem suas peças piloto. Lembrem-se, no FWPS os desfiles são das próximas coleções, as marcas não têm ainda toda a numeração em seu estoque e não podem fazer nada sob medida para suas modelos.

Para nossa surpresa, algumas grifes solicitaram modelos com manequins maiores, foi aí que contratamos, de última hora, também: Christiane, Chayene e Ana Paula Repele. 

Já para as fotografias, a altura não é importante. Um exemplo é a modelo Julia Pires, que tem menos de 1,60m e é há anos a modelo da Ana Lisboa.

 Qual o formato do corpo predileto?

As gordinhas não têm corpo igual. O corpo predileto é o formato “ampulheta”. Ou seja, ombros e quadris proporcionais e cinturamais fina, como a modelo Andrea Boschim. Mas há modelos famosas que fogem deste padrão e fazem tanto sucesso quanto. Um exemplo é Celina Lulai, que tem o corpo estilo “pêra”, com ombros mais estreitos, pouco seios e quadris bem largos. 

Simone Fiúza tem o corpo estilo triângulo invertido, assim como Nanda Soul. Quem tem esse tipo de corpo costuma apresentar a parte superior maior do que a parte inferior do corpo. Este costuma ser o perfil menos contratado, mas o que não falta na agenda da TOP Fiuza, há anos, é trabalho.

Está vendo que toda excessão tem sua regra?

Cicatrizes e tatuagens

Cicatrizes e tatuagens atrapalham, sim. Mas nada que não possa ser resolvido com um photoshop. Para catálogos de lingerie, modelos com tatuagens muito grandes ou cicatrizes de cesária ou outras operações muito aparentes podem ser deixadas de lado.

No FWPS uma grife se estressou com uma das modelos que desfilaria com uma blusa rendada por ser tatuada  (erro deles que não viram isso na prova de roupa). Já a estilista Lu Oliva, da Korukru, deu preferência para as tatuadas no desfile de sua coleção. Nathy Arias e Litha, do Manual Prático da Gordinha, arrasaram na passarela.

Na dúvida, se preferir ingressar nesta carreira, não faça uma tatuagem.

 E a cor da pele, interfere?

Infelizmente, sim. Conheci uma estilista famosa de moda plus size que diz ter usado uma belíssima grávida negra em seu catálogo e suas representantes e revendedoras ficaram abismados e rejeitaram a iniciativa.

Até hoje, só conheço pessoalmente uma modelo negra que estrelou um catálogo de moda plus size: Taiz Marques, da Carlota-rio. Em desfiles, há outras que integram a lista, como Nanda Soul, Patrícia de Cássia, Rita de Cássia e Silvia Neves, mas que ainda aguardam a oportunidade para catálogos de moda.

60 Comentários

Arquivado em Dia de Modelo, Fashion Weekend Plus Size, FWPS, Modelo GG

TOP 5 no Ronie Vonn, esta noite

Por Renata Poskus Vaz

Esta noite, na Gazeta, Ronie Von entrevista no Programa Todo Seu as modelos plus size Bianca Raia, Simone Fiuza e Andrea Boschim. Não percam!

4 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Red Carpet do Emmy Awards

Por Dani Lima

Como vocês devem saber, mais cedo rolou o Emmy Awards (ou melhor, na noite de ontem, já que são mais de 01h! rs); a Rê até postou sobre o Eric Stonestreet, que ganhou o prêmio de melhor ator  coadjuvante  pela série Modern Family, que eu nunca vi, então não sei o que dizer à respeito – (se me permitem o parênteses, só posso dizer que ele deve ser muito bom, porque pra ganhar do Neil Patrick Harris que na minha opinião é totalmente “legen… wait for it… dary, legendary”, ele tem que ser O cara! – Alguém aqui assiste How I Met Your Mother pra saber do que estou falando? rs)

Fiquei desde as 19h acompanhando o red carpet no E! porque eu sou apaixonada pelo glamour hollywoodiano que é inerente à essas premiações e porque sou curiosa em relação aos detalhes dos looks das celebs! hahaha

Daí então, resolvi criar o post com fotos giga (só clicar pra poder ver as imagens mais detalhadamente!) de alguns vestidos e makes/penteados que podem vir a servir de inspiração pra todas nós! Sempre tem muita gente perguntando sobre modelo de vestido pra formatura do sobrinho, um make bacana pros 15 anos da afilhada… enfim, utilidade pública! 😉

A menina Osbourne usou este modelo e eu também usaria! O decote é mara, ombro estruturado, as partes mais tensas do braço cobertas e o melhor: o decote vem em um transpassado que chega à cintura, modelando o corpitcho!  Por não apresentar as curvas tão harmoniosamente estruturadas, acho que optaria por usá0-lo apenas, menos justo na parte debaixo! rs

Só não estou tão certa meesmo quanto ao corpo da Kelly, que entra em total discrepância com a cabeça dela. Enquanto o corpo emagreceu, ela ainda tem o rosto formoso e gordinho. Não sei se acho isso legal por ela não apresentar um aspecto cadavérico (geralmente temos essa imprenssão quando vemos uma pessoa que era gordinha e fica com o rosto fino demais, né?) ou se acho feio por ficar meio “pirulito”, sabe? Corpo pequeno e a cabeça muito grande! E ela tá se importando muito com a minha opinião, né? hahaha

Pra mulherão com disposição, pouco peito, pouco quadril e pouco acúmulo de gordura no braço e abdôme (ainda é mulherão? hahaha) dá pra ser deusa grega à lá Kim Kardashian by Marchesa à vontade! Nossas leitoras mais mignons podem se jogar! Pra quem tá no mesmo time que eu e “pouco” não é a primeira palavra que vem em mente quando você se olha no espelho, dá pra fazer um remake da make à lá Kardashians! rs Eu sempre adoro a make da Kim que tem cílios pra burro, pele saudável e natural junto à boca nude! Amo batom vermelho mas morro por um par de cílios poderoso, então, até lanço mão da boca nude, em troca de um olho bapho, sabem?! rs

Um decote generoso e uma faixa larga abaixo dos seios sempre vai te valorizar. A Julia Old Christine Louis-Dreyfus sabe disso e ficou linda! 😉 No make um olho preto iluminado nos cantos internos, uma pele saudável e dourada, tal qual a boca nude. Adequada, mas acho que se ela iluminasse com uma sombra dourada/cobre ia ficar mais bacana! Concordam?

Eu gosto muito da Christina Hendricks no red carpet e a acho linda, independente da afinidade por termos peito grande! rs Nunca vi Mad Men (e acho que Dexter deveria ter ganho o prêmio de Best Drama, porque né… a 4ª temporada foi sensacional!) mas a moçoila só recebe elogios por aí, além de tudo! Esse vestido lúdico com essa cor fofa, esse decote lindo… amei! Makes verdes funcionam muito bem em ruivas, tal qual os azuis, como neste caso. Tudo ornando!

Law & Order acabou, mas fez com que a Mariska Hargitay chegasse até o Emmy hoje com esse vestido magnífico! Make simples e cabelinho a lá garçonne como eu costumo usar em eventos formais, hahaha! Tá linda, Mariska! 😉

Eu usaria!

A Heidi usou um vestido trabalhado no micro-icro comprimento e tomara que caia preto, bonito mas que eu não usaria e não aconselharia alguém que não tivesse as pernas longas dela, a usá-lo! rs. Mas gostei do make e nela dá pra exemplificar bem a idéia do lápis branco na linha d’agua dos olhos, a fim de “abrir” o olhar, aumentando os olhinhos previamente apertadinhos!

Mas ela tá com o rosto envelhecido pra 36 anos, né?! Sei lá…

A Tina vai me emprestar esse modelo e convenhamos… alguns pequenos retoques e ele vai ficar ótimo em mim! hahaha

Estes foram alguns dos modelos/makes que eu gostei. Se eu achar mais alguma coisa interessante, venho postar!

E vocês? Me contem o que gostaram e o que não gostaram! 😉


6 Comentários

Arquivado em Beleza, Moda e estilo, O que rola por aí

Dicas para quem quer ser modelo plus size – Parte I

Por Renata Poskus Vaz

Olá, meninas! Todas as semanas recebo centenas de e-mails de leitoras pedindo informações sobre a carreira de modelo plus size, como fazem para se tornar uma celebridade no mundo da moda GG e quais agências são confiáveis para se cadastrar. Então, durante toda esta semana, darei dicas para quem quer ser modelo plus size.

Começo postando um texto de Andrea Boschim, que publicamos aqui no Blog Mulherão no dia 16 de setembro de 2009, ou seja, quase um ano atrás. Naquela época, o boom da moda plus size estava apenas começando. Muita coisa mudou, criamos um grande evento de moda GG, algumas coisas melhoraram e tantas outras pioraram. Entretanto, esse texto escrito brilhantemente pela Andrea, que tem mais de 7 anos de carreira, é um bom começo nessa nossa cartilha de dicas para quem pensa em investir na carreira.

Boa leitura e até terça-feira com mais dicas!

Andrea Boschim, modelo plus size e organizadora do Fashion Weekend Plus Size

Modelos plus size x agências de modelo plus size

Não gosto muito de vir aqui dar uma de escritora, porque não é minha praia… Gosto mesmo é de fotografar, provar roupas, desfilar, ajudar as meninas a fazerem todas essas coisas, enfim, gosto de ser modelo plus size.

Meu último post foi sobre a primeira versão do dia de modelo, que o blog organizou em São Paulo e o BUM de modelos plus size que surgiram desde que a Flúvia Lacerda esteve pela última vez no Brasil… Minhas exatas palavras foram:

“… eu pensei que seria uma oportunidade para desbanalizar esse movimento que vemos atualmente pelo orkut, que toda menina gordinha é modelo plus size. Eu topei na hora, porque além de poder mostrar o dia a dia de uma modelo, poder passar um pouco da minha experiência, teríamos a chance de mostrar que prá ser modelo plus size não basta ser gordinha e bonita.”

(postado aqui no blog no dia 26/07/2009)

Continuo vendo por aí meninas que nunca fizeram um trabalho sequer se intitulando modelos plus size só porque têm um book nas mãos… Em minha opinião, essas meninas só serão modelos quando fizerem um trabalho como tal, antes disso, são aspirantes a modelo, e isso não é demérito nenhum… é apenas o processo natural de quem quer ser modelo.

Mas o que tem me incomodado agora são as “agências de modelo plus size”.

A maioria delas está localizada em São Paulo, e é possível ver seus “castings” nos sites. Não é preciso procurar muito para encontrar a mesma modelo em 2 ou 3 agências, algumas em até mais …

Se o mercado está sinalizando um crescimento na procura de modelos, favorecendo uma estruturação do setor, precisamos começar a colocar as coisas no lugar antes que tudo vire uma grande bagunça e a gente perca o espaço que estamos conquistando…

Há quem tenha acreditado nesse mercado há quase uma década… É o caso da fotógrafa Kátia Ricomini, idealizadora do site WWW.criaturagg.com.br precursora desse movimento no Brasil. Tantos outros tentaram fazer sites parecidos com o CriaturaGG, e acabaram caindo no anonimato e sumindo do mapa. Eu que comecei minha carreira através do site, sei como é trabalhoso manter um casting de primeira, captar clientes, mantê-los satisfeitos, administrar o ego das modelos, negociar sempre um cachê melhor a cada trabalho… e no caso específico do CriaturaGG não ver um centavo dos cachês das meninas, e continuar na ativa tanto tempo…

Apóio os novos projetos que estão aparecendo, vide o caso do Mulherão, que já é um sucesso entre gordinhas  e gordinhos de todo país… Mas o sucesso do Mulherão se deve a um trabalho árduo da parte da Renata e sua equipe que usam e abusam da criatividade, da confiança no outro e na transparência em suas ações para agitar o mundo GG.

Porém é preciso tomar cuidado com o crescente surgimento de agências plus size… Sei que prá quem está começando é muito fácil achar que estar em várias agências aumenta sua chance de ser chamada para um trabalho, mas não é assim que as coisas funcionam.

As lojas quando solicitam uma modelo, têm um perfil em mente, e por isso basta que um composite chegue às mãos de quem vai contratar para que você seja ou não aprovada. Quando a loja entra em contato com várias agências, ela espera receber várias candidatas ao trabalho, e não 5 ou 6 meninas que estão nas agências A , B e C…

Outra cilada: tem agência cobrando da candidata taxa para participar de casting… Que coisa mais sem sentido… A modelo vai lá, se inscreve na agência, é chamada para um determinado trabalho, e só pode ir se pagar uma taxa… Na esperança de ser a escolhida, muitas vezes ela paga por isso, mas geralmente apenas uma candidata terá a vaga… E pode ser que nem seja dessa agência… Ao invés de ganhar dinheiro como modelo, a menina acaba pagando para usar o “sobrenome” plus size no Orkut, e efetivamente pode nunca ter feito trabalho nenhum…

Acredito que tenham agências sérias, que trabalham direitinho no mercado, mas como já tenho meus contatos, e não sou agenciada em nenhuma delas, prefiro não indicar nenhuma!

Mas fica a minha dica para vocês que querem ingressar na carreira: tomem cuidado ao divulgar informações pessoais, fotos, emails… Procurem saber há quanto tempo existe a agência, que referências de trabalhos elas possuem, se elas possuem sede própria, se estão regularizadas na receita federal… Sejam fieis às escolhas que vocês fizerem… Administrem a ansiedade pelo primeiro trabalho…

Por quase 06 anos eu fui exclusivamente modelo do CriaturaGG, e se hoje eu posso ajudar outras meninas aqui no blog, no Dia de Modelo, foi porque eu tive um bom ensinamento!  E sempre que precisarem de mim por lá, podem ter certeza de que irei… porque embora hoje, eu esteja procurando novos desafios ao lado da Renata, sempre serei grata à tudo que conquistei por ser modelo CriaturaGG.

Então meninas, levem isso com vocês: nem sempre é o dinheiro ou a super exposição que faz com que uma carreira seja duradoura, é a postura com que encaramos a vida e a seriedade com que levamos o nosso trabalho!

Para ver o post original, clique aqui.

26 Comentários

Arquivado em Dia de Modelo, Fashion Weekend Plus Size, FWPS, Modelo GG

Gordinho e gay

Por Renata Poskus Vaz

Eric Stonestreet, que interpreta um obeso gay em Modern Family acaba de receber o prêmio de melhor ator coadjuvante em comédia no prêmio Emmy Awards. Este é o primeiro Emmy da carreira de Eric, mas teve um gostinho especial. Seus concorrentes eram os fortíssimos: Chris Colfer, da série Glee, e Neil Patrick Harris, por How I Met Your Mother.

1 comentário

Arquivado em Artistas, Curiosidades, O que rola por aí

Roupas do dia a dia para senhoras

Por Renata Poskus Vaz

Olá, tudo bem?

Recebemos diversos e-mails pedindo sugestões de roupas para senhoras. Não gosto muito dessa divisão por idades. Sempre privilegio o estilo. Falo isso pois desde pequena me visto formalmente, nunca fui adepta de roupas muito justinhas e curtinhas. Mas conheço mulheres mais velhas que usam roupas mais ousadas, sem medo.

Todavia, dei uma garimpada e encontrei uma marca de São Paulo que tradicionalmente é conhecida por fabricar roupas para senhoras. No catálogo, poucos decotes, roupas com cortes mais tradicionais e estampas mais sóbrias. Chama-se Burda.

Vejam, alguns modelos:

Modelo: Andrea Boschim

Para ver mais, clique aqui.

1 comentário

Arquivado em Moda e estilo

Curitiba também tem modelos plus size e moda praia GG

Por Renata Poskus Vaz

Não há como negar que grande parte das confecções de roupa plus size restrita à São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e algumas cidades de Santa Catarina e do interior do Paraná.

Mas Curitiba, a capital paranaense, também tem evoluído neste quesito, mesmo que timidamente. Andreassa Oliveira, modelo plus size curitibana, acaba de estrelar o lançamento da linha GG da Acqua Rosa, uma empresa que fabrica maiôs, biquinis, saídas de praia e também moda Fitness.

João Macedo, diretor da Acqua Rosa, enfatiza “no Brasil existem mulheres de todos os tipos, independente se forem altas ou baixas, magras ou gordas o mercado tem que atender a demanda de seus clientes. Toda mulher tem a sua beleza, o nosso dever é realçar ainda mais os pontos positivos de cada uma delas”.

Para ver toda a coleção, clique aqui.

30 Comentários

Arquivado em Moda e estilo, Modelo GG, Operação biquini