Espaço da leitora: a palhaça que é um mulherão

Olá meninas!

Meu nome é Michelle, tenho 28 anos e manequim que oscila entre 46 e 48…hehhehe…Não faz muito tempo que descobri o Blog Mulherão, entrei e gostei. Pude ler vários depoimentos e muitas postagens que incentivam “mulherões” nesta jornada que as vezes apresenta muitas limitações, não porque sejamos incapazes, mas porque acabamos nos importando demais com a opinião alheia.
Visitar o blog, passear pelas fotos e pelas leituras faz bem demais pra gente, para o nosso ego. Exemplo disso, foi que hoje ao entrar no blog e ver tanta coisa linda, eu resolvi colocar um vestido e fazer uma linda maquiagem e me fotografei de todos os ângulos. Me fiz linda pra mim mesma. 


 
Mas não foi só para dar um depoimento que vim até aqui.
Foi para lhes apresentar a Palhaça Barrica, com a qual eu tenho desenvolvido uma pesquisa constante há 9 anos, e desde seu nascimento a Palhaça precisou assumir seu corpo, seu desenho físico, suas limitações ou aquilo que se pensa ser limitações e disso tirar motivos para o riso.
A primeira coisa que tive que fazer no meu processo de descoberta desta palhaça, foi colocar a barriga de fora. Porque isso? Porque em alguns casos de iniciações de palhaços, o meu por exemplo, se desenvolve um trabalho de revelação da pessoa, de descoberta e exposição do que é ridículo nela, do que é diferente, fora do padrão e por esses motivos, suscita o riso do público.
Em mim, claro, a grande barriga teve que ser exposta e quanto sofrimento neste momento, eu lembro o quanto eu chorei na sala de aula (sou graduada em Artes Cênicas, UFSM) perante minha turma. Mas passaram-se alguns dias e eu fui surpreendida por mim mesma, na frente de um espelho observando minha barriga e percebendo que ela nem era tão feia como eu a desenhava na minha cabeça.


Mas o fato principal neste processo, que me fez assumir o tamanho do meu corpo, foi quando numa intervenção de palhaços numa grande feira, eu fui anunciada, entrei na passarela, tirei meu casaco, fiquei com a barriga de fora e desfilei. Neste momento a mulherada da pláteia gritava demais: Linda!!!!Maravilhosa!!!
Eu entendi ali, que esta passava a ser a minha missão: mostrar para as mulheres gordas, que era possível ser feliz, ser desejada e ser linda apesar de estar fora deste dito “Padrão de beleza”, e que além disso tudo, a gente ainda pode rir de si mesma, e este preconceito todo acaba ganhando um outro sentido.
 
Nove anos depois de ter começado o meu trabalho, eu sempre tive em mente que o palhaço exerce uma função muito clara na sociedade, foi sempre assim, desde o seu surgimento. Ao palhaço cabe fazer uma critica social e ser o espelho desta humanidade que sofre, sente medo, é desajustada e sente muito prazer também.
Aí eu percebi que devia levar mais a sério o físico de Barrica e esta sua relação com o corpo, como sendo uma bandeira mesmo.
Hoje tenho um espetáculo chamado BARRICA PORÁGUABAIXO, que já apresentei no Rio de Janeiro num ENCONTRO INTERNACIONAL DE COMICIDADE FEMININA, ANJOS DO PICADEIRO ENCONTRO INTERNACIONAL DE PALHAÇOS,  e irei me apresentar em Brasília em dezembro ENCONTRO DE MULHERES PALHAÇAS DE BRASILIA.


 
Neste espetáculo a Palhaça deseja ir a praia, mas intala na bóia. Este é o grande conflito. A bóia atua aqui como um limite, o próprio padrão em si. E Barrica percebendo-se gorda, faz de tudo para emagrecer e não consegue e sofre, neste momento ela tem uma grande e maravilhosa idéia, pede para um homem da platéia para ajudá-la. E é neste momento que a palhaça começa a inverter o jogo, onde ela começa a usar sua dificuldade como um motivo para a conquista e acaba saindo de cena intalada e de braço dado com o bonitão que vai lhe ajudar ATRÁS DAS COXIAS.
 
Barrica é uma palhaça muito amada pelas crianças, pelos adolescentes e pelos adultos, e eu fico muito feliz de ter uma palhaça que é um mulherão.
Ouvi um depoimento de uma mulher: “Ver Barrica é muito libertador, porque ela usa maiô de bolinhas, o que a gente sempre ouve dizer que não é o mais adequado para as gordinhas, ela usa meia calça branca e evidencia as suas celulites, mas isso não faz a menor diferença”.
 
Ouvir isso, claro que não foi bem com estas palavras, mas foi isso que ela disse, me deixou muito feliz.
Eu Michelle, sou um mulherão, só preciso me assumir da mesma forma libertária e feliz com que a minha Palhaça se relaciona com ela mesma.

Um grande abraço
 
Michelle/Barrica
 
http://blogdapalhacabarrica.blogspot.com

31 Comentários

Arquivado em Uncategorized

31 Respostas para “Espaço da leitora: a palhaça que é um mulherão

  1. Karina Abe

    Que linda história Michelle…..
    Creio que será uma incentivadora de mutios mulherões, até mesmo de si própia….
    Beijos sabor sushi Ká

  2. QUE TRABALHO LINDO, MICHELE! PARABÉNS, QUERIDA!

  3. izabel Soraia

    MEEEEEEU DEEEEEUS ESSE É DE LONGE UM DOS MELHORES TEXTOS JÁ COLOCADOS NO MULHERÃO…

    QUE LINDA HISTORIA, QUE PESSOA INCRÍVEL E QUE ARTISTA TALENTOSA

    COM TODA CERTEZA NOS FAZ OLHAR PARA NÓS MESMAS E FALAR UAAAAAAAAAL QUE ORGULHO DE SER MULHERÃO ASSIM COMO VC

    POR FALAR NISSO, VC É MUITO BONITA.

    BJOSSSSSSSSSSSS

    PS.: AS LETRAS TODAS EM CAIXA ALTA SÃO DE PROPÓSITO POIS SÃO QUASE COMO UM GRITO DE FELICIDADE POR LER TÃO BELO TEXTO.

  4. Adorei a história. Inspiradora !! Parabéns !!

  5. Henrique Sagave

    Minha professora mais linda do mundo… Eu sou testemunha dessa liiiiiiiiiiiiiiinda história de vida 🙂

  6. Oi meninas, que lindos os comentários.
    obrigada.
    fiquei muito feliz de ver meu texto e as fotos no blog, que bom, que isso nos sirva pra continuar, seguir em frente com brilho, irradiando alegria e prazer.

    um beijo enorme no coração de todos vcs…

    Michelle/Barrica

  7. nossa incrível…. parabéns pela pessoa maravilhosa que vc é….

    a melhor coisa na vida e ser explemplo para muitas e muitas pessoas…continue nessa força….

  8. Suani Corrêa

    Michelle,
    Obrigada pelo lindo depoimento!
    Bjs,
    Suani Corrêa
    Belém/PA

  9. PUXXXXXA!

    QUE MÁXIMO… ADOREI! Muito muito bom, parabéns!

  10. Raquel Ap.

    Que coisa mais linda, fiquei emocionada hahaha

    parabéns michelle

  11. Andréa

    Bem apesar de eu odiar teatro mabembe e palhaços… não deixo de valorizar a cultura.legal sua história e aceitação.

    • Oi Andréa que pena vc não gostar de palhaços.
      eu sempre digo para meus alunos de palhaço, que um palhaço que assusta, ou não é bom, pode denegrir a imagem da Palhaçaria, é sempre preciso muito cuidado e sensibilidade.
      de qualquer forma, espero que um dia vc e Barrica se encontrem.
      hehehe

      um grande abraço

      Michelle

  12. Juliana Luz

    Nossaaaa!!!!! Queria ser uma palhaça assim! rsrs
    Parabéns…muitas felicidades pra vc e continue assim…

  13. Raquel Guerra

    Isso sim é um Mulherão!!!

  14. Parabéns Michelle, que vc e sua palhaça consigam trazer mais alegria e felicidade para as mulheres que ainda não conseguiram libertar-se de si mesmas!!!
    Amei seu maiô de bolinha!!!
    beijos

  15. Cynthia Alonso

    Linda Michelle! Linda Barrica!
    Cheiro!!!

  16. Luciene

    Oi Michelle! Eu sou viciada no blog…rsrs. Passo por aqui quase todos os dias, indico para minhas pacientes(sou psicóloga). Mas esse seu depoimento foi simplesmente fantástico. Mas é isso ai: o palhaço faz parte do incosciente coletivo da humanidade. E através da palhaçada, quantas verdades são ditas? Quantas percepções podem ser modificadas?A arte tem o poder de transformar. É só ver o trabalho da dra. Nise da Silveira. E se vc for mais longe, se arriscar a improvisar com algum outro mulherão na plateia vc ira se surpreender. É isso ai, mulherão valente. Isso é só o começo. Beijos e DEUS abençoe cada vez mais seu trabalho que ajuda a curar feridas da alma, renova ânimos, sonhos…….liberta.

  17. mardete

    Visito o site diariamente e apesar de ter encontrado textos muito bons,o seu é excepcional!A arte é transgressora,libertadora.E você é um belo exemplo de artista e de ser humano.Se a emoção é o caminho da arte,acredite,você emociona.

  18. Que linda a sua história! Perfeita!

    Beijos

  19. Pingback: Tweets that mention Espaço da leitora: a palhaça que é um mulherão « -- Topsy.com

  20. VOLTEI E LI NOVAMENTE A HISTÓRIA LINDA E A CAMINHADA DA BARRICA E SUA CRIADORA, MICHELLE.

    GENTE, LI DE TUDO, MAS A HISTÓRIA DA MICHELLE É DEMAIS. CADA VEZ QUE LEIO ME EMOCIONO E ME LIBERTO MAIS AINDA.

    GENTE, A BARRICA CURA!

    • hehehheheh….

      que linda Fabíola…obrigada mesmo por este carinho todo
      e quem dera a Barrica possa mesmo curar.
      tem quem diga que o riso cura, que estanca a dor do planeta terra…se estanca a dor do planeta, imagine as nossas?
      ehhehhehhe

      o palhaço tem mesmo um poder muito grande de cura e eu o respeito muito.
      Sabe que nas tribos indígenas, onde existe o palhaço ele tem este poder de cura? ele é um xamã na tribo e é muito respeitado por isso.
      ele alegra quem tá triste e faz quem está muito feliz se conscientizar que a felicidade só existe porque existe a tristeza.

      Trabalho como palhaça, não por achar bonito, mas por ver nesta linguagem uma missão, um função clara, um objetivo a ser alcançado.

      e fico feliz demais que minha iniciativa de escrever para o Blog tenha tocado tantas pessoas.
      estou doidinha para conhecer vcs.

      beijos

  21. Nanda

    Adorei a história da Michelle!!! Estou numa fase de aceitação e isso me trouxe um grande exemplo.
    Você é linda e parabéns pelo trabalho!!!

    Beijos e espero ter a oportunidade de vê-la em algum espetáculo seu…

  22. Natália Cristina

    Avisa qdo chegar em Brasília.

    • Oi Natália, chego em Brasília dia 09 de dezembro, vou tentar me manter antenadinha aqui.
      Você é de Brasília?
      tem que ir ver a Barrica então.
      Entra no Blog que tem o endereço com a programação do encontro.

      http://mulherespalhacas.blogspot.com

      beijos gente linda

      dia destes escrevo mais um depoimento a partir de uma ação que fiz hoje de Palhaça e se refletiu claramente no comportamento das mulheres abordadas.

  23. Elke Regina

    Pessoal boa tarde.
    Sou uma mulherona a beira de um ataque de nervos..kkk
    Meninas preciso comprar roupas para usar em praia.
    Gostaria de indicações de lojas.
    Obrigada
    Bjks

  24. Natália Cristina

    Oi Michelle, sou de Brasília sim, e vou ver a Barrica dia 9!!!
    Bjs!

  25. eu tenho a honra de conhecer a michelle/barrica.
    admiro, mais do que isso, amo ela!!
    e tudo o que diz nesse depoimento, é o que sinto
    ao vê-la atuando, sendo essa criatura
    maravilhosa que ela é. eu também sou
    um “mulherão” e adorei o blog.

    beijos da fabita.

  26. Fernanda

    Maior que o manequim da Barrica é sua alma Michelle.
    Você é linda.
    Chorei ao ler este texto e pensei: Como pode haver pessoas tão próximas de Deus assim?
    Estava aqui chateada com meus 80 e tantos quilos e lembrei que adoro fazer os outros rirem também, faço piada da minha gordura também e me sinto muito mais leve. Realmente uma grande alma não se mede na balança.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s