“Já sou gordinha, né?!”

Por Dani Lima

O movimento plus size é uma realidade, sem dúvidas! Muitas meninas resolveram se aceitar, não se esconder mais atrás de roupinhas pretas sem formas e brilhos e se mostram orgulhosas, com toda a sua fartura de beleza. Embora muito da “aceitação” do grande público seja um cobertor pra um grande preconceito – que ainda existe – , ganhamos boa parte do espaço que merecemos, em toda essa festa da igualdade. Graças a Deus!

Mas essa semana li uma menina nessas redes sociais por aí e ela falava que estava indo pro salão fazer unhas e cabelos e emendou: “já sou gordinha, né… não dá pra relaxar“. Fiquei incomodada, sabe? Não é a primeira vez que leio isso; já vi muitas meninas nessa vibe!

A questão que me desagrada nesse entremeio todo,  é que “viemos ao mundo” com esse bordão de que “toda gordinha é linda, temos nossa beleza também, não é porque somos gordas que somos feias” e junto a isso veio a idéia que não podemos deixar de nos cuidar nunca, temos que estar sempre de unhas feitas, cabelo impecável, muito bem vestidas, maquiagem na medida certa… e gente, isso me cansa!

Adoro moda, beleza e estilo e procuro sempre falar disso aqui no Mulherão, mas não gosto de tudo isso porque sou gordinha e tenho uma “necessidade” de viver sempre em bom estado de espírito/beleza; tampouco gosto disso 24h por dia! Parece uma coisa meio louca, uma forma de lei de compensação, que eu acho totalmente babaca, com a licença da palavra.

Tenho tanta “obrigação” à vaidade quanto uma mulher magra. Posso ser tão feia ou tão linda quanto uma mulher magra. Posso ter meus dias de glória e “bonita mais bonita” tanto quanto uma mulher magra. Posso também em contrapartida, ter dias de moletom e camisa de político com cabelo em pé e o problema é meu, tanto quanto uma mulher magra. Posso querer ir no mercado de óculos escuro ou não, posso deixar minhas olheiras à mostra, ou não… magra ou gorda! Não é meu peso, também, que vai delimitar isso! Preciso cuidar da aparência pois o belo me agrada, mas também tenho o direito aos dias de descanso! Não me sinto em débito com a vaidade por ser gorda e não tenho obrigação de ser gata all the time, “já” que sou gorda.

Vaidade também não tem relação com a balança, nem pra contar pontos e nem pra medir desvantagem.

Antes de ser gorda, magra, preta, branca… sou mulher e sou humana! Por isso, me reservo ao direito de ficar feinha as vezes. Grata!

#desabafo

32 Comentários

Arquivado em Uncategorized

32 Respostas para ““Já sou gordinha, né?!”

  1. Octávio

    “Qual é o problema? Ou você acha que nesse mundo não tem mais lugar pra beleza? Hum?! Qual é o problema?! (…) Tem algum problema com beleza, é? Por que que tudo pra você tem que ser utilitário? Qual é o problema com você?”
    ELA NÃO É CRIANÇA NÃO, ELA É HU-MA-NA! kkkkkkkkkkkkkkkk

  2. Eu ando meio sumida do blog, buut toda vez que eu entro e tem um texto desses onde eu me identifico e pá…
    adoroo saber que existem outras mulheres como eu que pensam da mesma forma!
    “Por isso, me reservo ao direito de ficar feinha as vezes. Grata!”
    :**

  3. Oi Dani,

    Então, eu faço parte das que acham que precisam “compensar” :$

    Infelizmente eu acho que, por mais que exista isso do “fat is beautiful”, uma gordinha relaxada chamará mais atenção que uma magrinha relaxada – putz, será que é pelo tamanho?! rsrs

    Por isso, eu tento sempre estar maquiadinha – nada perua, tenho horror! -, cabelo arrumadinho – não escova, coisa neurótica! -, limpinha, cheirosa… Claro que é coisa de higiene e particular isso mas, infelizmente, eu fico receosa de ser notada não pela minha inteligência, pelo meu senso de humor e pela minha gentileza, mas sim por ser gorda e relaxada.

    E, nossa, isso foi um desabafo e tanto! rsrs

    Beijocas, boa semana.

  4. Fernanda

    Pois é. Já ouvi comentários assim: a Fernanda não se cuida mais, ALÈM DE TER ENGORDADO UM MONTE.
    Hoje ando bem arrumada, de unha feita, cabelo em dia. Infelizmente eu quis dar uma resposta para esse povinho, mesmo não devendo satisfação.
    Mas por outro lado, estou me sentindo ótima em andar bem arrumada, maquiada, tudo de bom. Hoje faço porque me dá prazer. Mas já me incomodei sim com o comentário dos outros.

  5. izabel Soraia

    Já vinha pensando isso mas não conseguia colocar em palavras tão bem como vc o fez.
    Concordo plenamente

    Já que conseguimos avançar tanto no movimento de aceitação, creio já ter chegado a hora de mergulharmos mais fundo em nossos conceitos ainda escondidos lá dentro.

    Será que realmente já nos aceitamos totalmente, será que já acreditamos mesmo que somos tudo “tão quanto as magras”?

    fica ai meu tmbm desabafo.

  6. Erika Cabral

    Infelizmente, esse é um pensamento que me vem a cabeça… por vezes… cuidar de uma parte já que a outra não é aceita pela sociedade. A aceitação do “diferente” é muito dificil, embora hoje em dia é mais fácil ver pessoas acima do peso do que no peso ideal, a tv, as revistas, a internet, todos os meios possíveis mostram que ser magra é que é ser linda. Estou tentando me aceitar aos poucos, mas vou confessar que é dificil… Graças a Deus agora existe site como o mulherão que nos mostra que podemos sim ser belas, talvez quem sabe um dia estar acima do peso não será mais um tabu, assim como ser muito baixo, muito alto, negro, homossexual e etc…
    Mas acho que qualquer ditadura, qualquer imposição é uma droga!

  7. Adorei o post, Dani!
    Concordo em tudo!
    bjs
    Tati Gaião

  8. Ai… lendo o post da Dani e lendo as respostas das meninas…

    Eu também ando fazendo questão de estar sempre em dia… mesmo que a falta de tempo de “muitas” vezes de dinheiro não me deixem ir toda a semana pro salão, eu acabo fazendo eu mesma!

    Aproveitando meus “dons” para cabelo e maquiagem, não ando ficando relaxada não.

    Levei uns “comes” da minha mãe e da minha madrasta dizendo que depois que meu filho nasceu eu não me cuidava mais como ante… achei isso o Ó! Por um lado elas tem razão…

    Bjsss

  9. Juliana Luz

    Putssssss!!! Acho q tinha q ler isso hj viu!!
    Olha a coincidencia..veio uma cliente aqui hj… q não aparecia desde 2.005….
    A primeira coisa q ela disse , antes de perguntar se eu estava bem…
    ” NOSSA JÚ,,,,, COMO VC ENGORDOU! MAS CONTINUA VAIDOSA!”
    nossa na hora me dá vontade de chorar sabe!
    mas to aprendendo a lidar com isso!

  10. Kátia Regina

    Eu acho que o dia a dia das pessoas não deve ser comparado a um desfile de modas, temos nossos momentos em que estar maquiadas e cabelinho escovado não é compatível, pois muitas de nós somos donas de casa e temos as nossas obrigações dentro do nosso lar e também não tem como acordar de rostinho maquiado e cabelo arrumado e pra quem é casada é impossível esconder do parceiro o que você é realmente e se ele aceitou ficar com você tem que te aceitar nos momentos bons e tbm nos ruins…..rs!
    É maravilhoso a pessoa ser vaidosa, mas não pode deixar a vaidade tomar conta de você.

  11. katiaregina77

    Eu acho que o dia a dia das pessoas não deve ser comparado a um desfile de modas, temos nossos momentos em que estar maquiadas e cabelinho escovado não é compatível, pois muitas de nós somos donas de casa e temos as nossas obrigações dentro do nosso lar e também não tem como acordar de rostinho maquiado e cabelo arrumado e pra quem é casada é impossível esconder do parceiro o que você é realmente e se ele aceitou ficar com você tem que te aceitar nos momentos bons e tbm nos ruins…..rs!
    É maravilhoso a pessoa ser vaidosa, mas não pode deixar a vaidade tomar conta de você.

    • Mas, Kátia, não é deixar a vaidade tomar conta de você, até porque, se assim fosse, quem de nós seria gordinha? E isso dá assunto pra outro post… rsrs

      Acho que é mais a gente conseguir se encaixar no mundo. Infelizmente.

  12. Quem nunca teve o seu dia, semana de “Gata Borralheira” que atire a primeira pedra…rsrsrs
    Vaidade sim, em excesso NUNCA!!!

  13. Aline Gomes

    VERDADE!

    Já pensou ter padrão até na hora da vaidade!
    Aff
    Gordas , Magras, Rechunchudas, magérrimas!

    Temos momentos de all e momento relax!

    Vamos viver sendo felizes é o que basta!

    bjobjobjobjobjobjo

    Amei sua matéria ficou demais!

    🙂

  14. Ana Maria

    Faço minha as suas palavras!!!
    O que importa é o q vc é por dentro, e vc é linda!!! E por fora, bonitas ou feias, impecáveis ou relaxadas, SOMOS MULHERÕES!!!
    Bjks

  15. Cynthia Alonso

    “Não me sinto em débito com a vaidade por ser gorda e não tenho obrigação de ser gata all the time, “já” que sou gorda.”
    Perfeito!
    Cheiro!!!

  16. Luciana

    Xiiii! Pior que é verdade. Mas como a gente não quer dar obraço a torcer, acabamos nos cuidando mais pros outros que pra gente. Quem é que nunca ficou sem depilar a perna só pq fez frio e o gato tava viajando? HAHAha…
    Todo mundo acorda meio espantalho, ninguem acorda com os pássaros arrumando a cama e os ratos fazendo o nosso café da manhã (Cinderella, Oi?)
    Vejam as celebridades meninas, nem elas aguentam todas as 24hs de todos os 365 dias de glamour! Não é o peso, a cor da pele e a altura que tornam uma pessoa melhor ou pior que a outra.

    P.S.: e nem dinheiro. senão todos os jogadores seriam beckham ; )

  17. Adorei o desabafo! Dani, vc escreve muito bem! =D

  18. Lilian

    só 1 coisa a dizer !!!
    BOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOAAAAAAAAAAAA DANI !! KKKKK

  19. Lindsey P. Soares

    Gostei muito do que vc escreveu, Dani!
    Enquanto lia os posts, fiquei pensando nessa questão…
    Concordo que, independente do corpo, da cor, do sexo, todos nós precisamos de vaidade sim, mas nada em excesso, de maneira exagerada.
    Eu gosto de me arrumar! Me acho linda, mas gosto de arrumar o cabelo, fazer as unhas, me maquiar…Mas, tenho meus dias de querer ficar em casa de pijama o dia todo…rsrs.
    No trabalho, procuro sempre estar com um visual legal, até pq dizem que professora, hj em dia, não se arruma, só anda de legging, camiseta e tênis. Discordo e tenho certeza de que meus alunos tb merecem ver a professora bem vestida e bonita.
    É isso…
    Bjus 🙂

  20. Sandra

    Sabe Dani, eu sempre digo pra mim mesma: “Qual o problema em ser gorda? O importante é ser linda!”. E com isso acabo sempre querendo “compensar” com unhas bem feitas e pernas bem depiladas, porque sempre acho que não há mal nenhum em ser gorda, mas é tão triste ver uma gorda mal arrumada. Parece que a bichinha não se arruma porque esta com a uto-estima lá pra baixo. Sendo assim as gordinhas estão sempre querendo mostrar que são o tempo todo alto astral. Concordo plenamente com vc, naum temos que provar nada pra ninguém, dormi a tarde inteira hoje sem maquiagem e acordei toda desgrenhada pra dar um beijo no maridão que estava indo pra facul, ele disse que eu estava linda. Preciso provar o que e pra quem? O que realmente importa é o que somos de verdade por dentro e não o que representamos por fora. Portanto temos sim que ser mulheres só isso, porque é só isso que somos… MULHERES!

  21. Eu vejo assim: a sociedade acha que estar acima do peso é desleixo.
    Então, a maioria das gordinhas tem isso de estar sempre arrumada justamente para mostrar que não é questão de desleixo.
    Não que eu concorde com isso ou deixe de concordar, mas é como eu vejo.

    Eu tenho uma certa obcessão com as unhas, não saio nem no portão sem esmalte, hehe. Quanto a cabelo, tenho cabelo cacheado e é uma luta mante-lo apresentavel. As pessoas costumam achar que é desleixo ter cabelo cacheado. O “bonito” é fazer prancha, rs. Roupas e maquiagem não tenho muitos problemas.
    Acho que o importante é ter vontade de se cuidar, de se sentir bonita. Pode parecer cliche mas o fato é que essa é a base da coisa.
    E é logico que nosso humor oscila e tem dias que tudo que a gente quer é ficar de moleton descabeladamente. Normal querer dar uma folguinha pras futilidades de vez enquando =p

    =***

  22. priscila

    graça a Deus que esse rotulo de mulher pra se bonita tem que se igual a capa de revista pois na vida real sabemos que ñ é assim sou gordinha sim e graça este site vejo que nao é sò eu mas muitas que sofre preconceito tenho 27 anos passei minha vida lutando contra a balança ñ conseguia me olha no espelho e ver algo de bom hoje ja consigo me olha no espelho e sabe o que descubri EU SOU MUITO LINDA depois que me percebi todos a minha volta estavam me notando.

  23. Keka Demétrio

    Não é por poucas coisas q te amo e te admiro, amiga!!!

  24. É isso aí! Mas acontece que é uma longa jornada até a pessoa interiorizar isso tudo.

  25. Selminha

    Oi Dani …amei o post!
    O mais importante de tudo na vida é ser feliz!
    Bjo querida!

  26. Marina

    eu acho que deve haver um certa compensacao sim, sabe. acho que uma gordinha toda dsarrumada, aos olhos dos outros eh relaxo e uma magrinha desarrumada eh despojada (n que eu ache isso, mas eu me preocupo sim com a minha imagem perante a sociedade preconceituosa que vivemos). entao eu sempre procuro me arrumar um pouco mais, mas isso eh uma questao mt pessoal ..

  27. Raika Carvalho

    Adoreiiiii!Tudo que vc falou em seu “desabafo” foi o que muitas mulheres como eu pensavam,mais não sabiam como manifestar!
    Pois sendo magra ou gorda,todas temos aqueles dias de moleton e cabelo assanhado!Somos sim seres humanos em primeirissímo lugar!

  28. FORA!!! DITADURA DO PRECONCEITO 1 VIVA P/ NOS QUE SOMOS UM MULHERAO

  29. Amanda

    Gosto de me arrumar pq sou vaidosa e não pq estou gordinha. Adoro minhas mãos, pés, cabelos e todo o resto e acho que tenho que cuidar do que Deus me deu, ate pq estou gordinha por razoes alheias a minha vontade, já que malho todos os dias e cuido da alimentação p nao ganhar, além da barriguinha, uma doença devido a falta de cuidado com o corpo. Além disso, gosto de olhar no espelho e admirar o q está ali, então procuro usar roupas que me valorizem p me deixar feliz. Ou seja, todo cuidado que tenho comigo é p me deixar feliz e não p compensar os quilinhos que estão sobrando.

  30. Raquel

    eu naô sou gorda so peso 39

  31. Laurinha Muniz

    O comentário que vc leu,partindo dessa menina,infelizmente comprova uma coisa que infelizmente ainda existe. #Graças ao bom Deus em menor quantidade,pois temos inumeros mulherões,não só com a cabeça assumida, mas com a alma, mas infelizmente ainda vejo mulherões aos montes que se dizem felizes e que guardam dentro delas, esse mesmo pensamento! JÁ SOU GORDINHA NÉH! como se ser gordinha por mais que o mercado esteja disponibilizando peças lindas,por mais que a midia esteja publicando isso,por mais que o mulherão seja perfeito em mostrar os caminhos,muitas ainda não conseguem ter nas almas o mesmo pensamento que trazem na cabeça!e ai se tornam escravas de coisas que deviam somente fazer bem a elas!
    Eu aluna do Quinto semestre de publicidade, de uma universidade, que em baladas de universitários ganha prêmio por ter as mais gostosas,sinto na pele como é dificil ser gordinha, e sofri pra grudar a etiqueta de feliz na minha alma.sofri pra aceitar meu corpo e pra conviver bem com ele.
    além de beleza Dani,de unha feita,de cabelo perfeito,tem muito mulherão que acha que é obrigada a ser bem humorada,sorridente,gentil só pq está com quilos a mais.Acreditoooo! que ninguém é obrigado a viver com o sorriso estampado (além dos palhaços que ganham a vida com isso!!)só porque é gordinha então,como jáé gordinha tem que viver sorrindo!acredito que o primeiro passo pra ser Mulherão é ser antes até mesmo de ter quilos a mais, é serAUTENTICA,SINCERA e principalmente HONESTA com as verdades contidas no proprio coração!
    bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s