Arquivo do mês: fevereiro 2011

Espaço da leitora: Nayra Magalhães Leite

E o seu jogo de amarelinhas?

Olá, meu nome é Nayra Magalhães e alguns me conhecem como Modelo Plus, mas na verdade a minha entrada na moda foi a conseqüência de um OBJETIVO e que garanto a vocês, não era este! Sou Especialista em Desenvolvimento Humano e Empresarial, Coach e Consultora, esta é a minha profissão.

 Por que venho dizer isto? O que lerão abaixo exemplificará como as nossas vidas podem mudar quando estamos efetivamente COMPROMETIDOS com um OBJETIVO.

O ser humano por natureza é inquieto em sua busca incessante pela felicidade. É natural, é “fisiológico”, não é? Na verdade, os objetivos que queremos alcançar são apenas os meios que nós utilizamos para atingir o nosso desejo principal: ser feliz. Mas, afinal, o que é ser feliz? Passamos ao longo de nossas vidas ouvindo ditados martelados em nossas cabeças que dizem (e pode ser que se você não o ouviu de alguém, já falou para alguém!):

 

Dinheiro não traz felicidade” e, sempre terá alguém para dizer: “Ok, dê-me o seu!

E então, quem está certo? O que quer ou o que não quer ser rico?! 

Ser mãe é padecer no paraíso” e alguém dirá: “É padecer mesmo, está louca de ter três?”

 E agora, quem é a certa? A que ama ser mãe ou a que não consegue nem pensar nessa idéia? Mas não entrar agora nessas questões de certo ou errado.

 A felicidade leitores vem dos seus VALORES, do seu Estado de Espírito!  Paremos de buscar padrões de felicidade e receitas prontas para atingi-la. VALORES, meus caros e minhas queridas! O que pode ser importante AGORA para você não será para o outro e daqui a algum tempo, nem mesmo pra VOCÊ SERÁ.

 Se alguém lhe disser que “A beleza que conta é a interior”, questione-se! Não aceite simplesmente porque é a convenção de quem inventou essa frase. Afinal, o que você pensa sobre isso? E se você discorda? E daí?

Não vamos viver a margem de um jogo de amarelinhas cujo objetivo é atingir o céu, após pular alguns obstáculos, e quando chegar lá acabar por se perguntar: “O que é que eu estou fazendo aqui mesmo?”, só porque as regras e o objetivo do jogo são assim. Porque alguém disse que era assim. Os objetivos, os valores e comprometimento com todo o pacote, são SEUS!

 Domine a sua amarelinha, para que ao chegar lá, você encontre o seu céu e não o dos outros.

Especialmente para as leitoras do Blog Mulherão eu deixo uma frase para reflexão:

 “QUEIMAMOS OS SUTIÃS, E AGORA, O QUE FAREMOS COM AS CINZAS?”

Nayra Magalhães Leite

Para conhecer mais sobre o trabalho da Nayara, clique aqui.

 

7 Comentários

Arquivado em Promoções

American Idol não é só um programa de entretenimento.

Por Keka Demétrio

Depois de quase uma semana de cama, desacompanhada, infelizmente…ahahah, e devorar todos os programas da Sky, sábado assisti a mais uma etapa do American Idol. Adoro aquela vibração e mais ainda de me surpreender com a performance de candidatos que, ao primeiro olhar, não temos a noção do poder de suas vozes que logo nas primeiras notas nos deixam roxos de inveja. J Lo arrasa em todos os quesitos, e muitas vezes eu a senti deixar aflorar o seu lado emotivo, afinal, ela é mulher e somos mesmo mais regidas pelo emocional; Steven Tyler vem me conquistando ao mostrar uma doçura por detrás daquela gafurina aparentemente mal cuidada e daquela voz rouca de quem acordou de ressaca; e Randy Jackson, que mais parece um pit bull pronto a atacar, tem propriedade sobre o que fala. Mas não estou aqui para falar sobre o programa, mas sim das reações dos candidatos que não conseguiram passar para etapa seguinte.

Para cada “me desculpe, mas você volta para casa”, havia choro, desespero, e algumas vezes achei que o mundo estava acabando. Imagino que deva ser frustrante ver parte do seu sonho desmoronar porque três pessoas decidiram isso por você. Mas são nesses momentos que temos que ter controle sobre o que realmente queremos para nossas vidas e decidirmos qual o peso das opiniões alheias em todo o processo.

As frases que mais me chamaram a atenção foram: “estou decepcionado comigo mesmo” e “mãe, me desculpa, mas eu não consegui”. A primeira porque é muito sério dizer que está decepcionado consigo mesmo porque em um dia de audição você não foi tão bem, o que é perfeitamente aceitável. Embora esta audição seja mais um passo para a concretização de um sonho, antes disso devemos nos lembrar que somos humanos, portanto bem longe de sermos perfeitos. A segunda porque fiquei me perguntando se estas pessoas estavam lá porque realmente queriam ou se estavam tentando realizar o sonho de seus pais. É que algumas pessoas são realmente muito boas no que fazem, mas isso também não quer dizer que elas queiram fazer isso para o resto de suas vidas.

Quando chegamos a esta vida viemos para aprender com ela, mas nossa maior missão é aprendermos sobre quem realmente somos e com isso reparar as partes defeituosas de um todo que nos impede de seguirmos e sermos felizes.  Não existe o que é bom e o que é ruim, existem escolhas, então seja sábio e direcione-as para a concretização dos seus objetivos e sonhos, mesmo aqueles mais profundos. Aprenda, com equilíbrio, viver mais seu coração do que sua razão.

 

12 Comentários

Arquivado em comportamento, Música, Para Refletir, Preconceito, Relacionamento

Desafio Mulherão: minissaia (parte II)

Por Renata Poskus Vaz

Outras belezuras mandaram suas fotos com pernocas de fora e só não publiquei aquelas em que a resolução estava muito baixa. Todas as outras estão aqui, confira:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Desafio da próxima semana: calça jeans.

Mas calma, garotas. Como somos em muitos mulherões só serão postadas algumas fotos. Caprichem na produção, mostrem seus jeans prediletos, como ficam bem no seus corpos e etc. Mandem fotos para: blogmulherao@hotmail.com.

17 Comentários

Arquivado em Desafio Mulherão, Moda e estilo, Modelo GG, Saia

Limpando as gavetas.

Por Keka Demétrio

Esse final de semana tirei para fazer uma faxina em meu quarto. Do guarda-roupa retirei inúmeras peças que eu nem me lembrava que existiam e que no fundo eu insistia em guardar porque pensava que um dia iria usá-las novamente, das gavetas da cômoda e dos criados mudo dispostos nas laterais da cama descobri papéis com anotações de épocas que eu nem me lembrava, mas aqueles rabiscos eram resquícios de momentos que eu insistia em guardar.

Fiquei olhando aquela bagunça toda e tentei achar um motivo para que tudo aquilo ainda estivesse ali, confesso que não encontrei nenhum que fosse plausível, e pensei em jogar tudo fora. Mas alguma coisa dizia que tudo tinha que ficar exatamente como estava, então, sem pensar muito, comecei a colocar dentro de uma caixa todas as roupas e sapatos que eu sabia que não iria mais usar. Fui enchendo a caixa apressadamente com medo de desistir e voltar tudo para o mesmo lugar, e ao final meu guarda roupa estava organizado, as roupas que restaram eram as preferidas e sobrou espaço para as novas que irão chegar.

Achei algumas agendas de anos anteriores e resolvi ler. Para cada dia havia uma citação ou mesmo um pensamento pessoal, e o amor parecia ser para sempre, mas não foi. Os ciclos se encerraram, mas ficaram as boas lembranças, porque as ruins se transformaram em aprendizado. Pensei: por que estou guardando isso? Então, com um sorriso nos lábios, folheei mais um pouco e a rasguei junto com algumas anotações e alguns bilhetes que também estavam ali. Não havia motivo para aquelas lembranças continuarem a ocupar o espaço reservado às novas emoções, novas sensações e novos encontros.  

Na medida em que fui limpando as gavetas, fui tentando entender o porquê de eu ter carregado aquele “lixo” por tanto tempo, sem coragem para jogar fora. Alegria e mágoa misturadas alimentando o medo de renovar o coração, de deixar o fluido da vida tomar conta de mim. Queimei aquelas lembranças para dar espaço para a felicidade poder vir de encontro e se aconchegar em meu colo.

Ao final da faxina, estávamos limpos. Meu guarda roupa ávido por novos decotes, minhas gavetas à espera de novas lembranças. E eu linda e receptiva, com a energia límpida para atrair as maravilhas que a vida tem para me oferecer.

37 Comentários

Arquivado em comportamento, Para Refletir, Promoções, Relacionamento

Bolsas de moletom

Por Renata Poskus Vaz

A Wish Fashion está comercializando bolsas de moletom, coloridas, modernas e super fashions. O preço é meio salgadinho, custa R$220, mas o material é bem resistente, o que aumenta a vida útil da peça.

Para compra, clique aqui.

7 Comentários

Arquivado em Bolsas, Moda e estilo

Desafio Mulherão: minissaia

Por Renata Poskus Vaz

Sim, eu disse que divulgaria as fotos do Desafio Mulherão Minissaia na sexta-feira. Mas não aguentei quando vi tantas pernocas lindas de fora e quis dar uma prévia para vocês.

Ah, se você quiser participar, mande sua foto de minissaia para blogmulherao@hotmail.com.


18 Comentários

Arquivado em Desafio Mulherão, Moda e estilo, Modelo GG, Saia

O aniversário do Blog Mulherão está chegando!

Em março, o Blog Mulherão completa 2 anos de existência. Queremos comemorar e encher nossas leitoras com prêmios incríveis!

Serão realizados 2 Dias de Modelo Plus Size, um em São Paulo e outro em Belo Horizonte. Cada participante concorrerá à brindes. Para participar escreva para blogmulherao@hotmail.com.

E quem não pode comparecer ao Dia de Modelo não precisa ficar triste. Também sortearemos brindes aqui no Blog.

Se a sua empresa quer entrar nessa festa e premiar nossas leitoras e divulgar seus produtos, escreva para renata@blogmulherao.com.br.

 

46 Comentários

Arquivado em Uncategorized