American Idol não é só um programa de entretenimento.

Por Keka Demétrio

Depois de quase uma semana de cama, desacompanhada, infelizmente…ahahah, e devorar todos os programas da Sky, sábado assisti a mais uma etapa do American Idol. Adoro aquela vibração e mais ainda de me surpreender com a performance de candidatos que, ao primeiro olhar, não temos a noção do poder de suas vozes que logo nas primeiras notas nos deixam roxos de inveja. J Lo arrasa em todos os quesitos, e muitas vezes eu a senti deixar aflorar o seu lado emotivo, afinal, ela é mulher e somos mesmo mais regidas pelo emocional; Steven Tyler vem me conquistando ao mostrar uma doçura por detrás daquela gafurina aparentemente mal cuidada e daquela voz rouca de quem acordou de ressaca; e Randy Jackson, que mais parece um pit bull pronto a atacar, tem propriedade sobre o que fala. Mas não estou aqui para falar sobre o programa, mas sim das reações dos candidatos que não conseguiram passar para etapa seguinte.

Para cada “me desculpe, mas você volta para casa”, havia choro, desespero, e algumas vezes achei que o mundo estava acabando. Imagino que deva ser frustrante ver parte do seu sonho desmoronar porque três pessoas decidiram isso por você. Mas são nesses momentos que temos que ter controle sobre o que realmente queremos para nossas vidas e decidirmos qual o peso das opiniões alheias em todo o processo.

As frases que mais me chamaram a atenção foram: “estou decepcionado comigo mesmo” e “mãe, me desculpa, mas eu não consegui”. A primeira porque é muito sério dizer que está decepcionado consigo mesmo porque em um dia de audição você não foi tão bem, o que é perfeitamente aceitável. Embora esta audição seja mais um passo para a concretização de um sonho, antes disso devemos nos lembrar que somos humanos, portanto bem longe de sermos perfeitos. A segunda porque fiquei me perguntando se estas pessoas estavam lá porque realmente queriam ou se estavam tentando realizar o sonho de seus pais. É que algumas pessoas são realmente muito boas no que fazem, mas isso também não quer dizer que elas queiram fazer isso para o resto de suas vidas.

Quando chegamos a esta vida viemos para aprender com ela, mas nossa maior missão é aprendermos sobre quem realmente somos e com isso reparar as partes defeituosas de um todo que nos impede de seguirmos e sermos felizes.  Não existe o que é bom e o que é ruim, existem escolhas, então seja sábio e direcione-as para a concretização dos seus objetivos e sonhos, mesmo aqueles mais profundos. Aprenda, com equilíbrio, viver mais seu coração do que sua razão.

 

12 Comentários

Arquivado em comportamento, Música, Para Refletir, Preconceito, Relacionamento

12 Respostas para “American Idol não é só um programa de entretenimento.

  1. Juliana Luz

    Que lindo texto!
    Te doro D. Keka…

  2. Paula Regina

    Keka, parabéns pela crônica (isso vai virar lugar-comum, né? hahaah). Tanta verdade nessas frases…
    Tocante e reflexivo.

  3. Bem, seu texto está perfeito. Suas palavras são claras foi facil de chegar ao final! Adorei mesmo. Porém, discordei na seguinte parte: “Não existe o que é bom e o que é ruim” . Eu acredito que podemos rotular o que achamos Bom ou Ruim, mas sempre sabendo discernir com sabedoria.
    Adoro o blog e estou sempre aqui lendo, esse texto ficou otimo, adorei o ultimo parágrafo, marcante!

    Beijão meninas!!!!

  4. Nunca devemos desistir numa negativa… o que não é bom para um pode ser ótimo para outro e aproveitado de outra forma!

    Bjsssss

  5. Luciene

    Oi Keka! Mais uma vez você falou ao meu coração com sabedoria. Estou vivendo um momento crucial em minha vida. É como vc disse: podemos ser bons naquilo que fazemos, mas isso não quer dizer que desejamos fazer isso para o resto de nossas vidas. Veja bem: sempre quis ser psicóloga. Sempre e batalhei por isso. Sai de minha cidade minúscula e fui fazer aquilo que sempre sonhei: psicologia. Tive sempre o apoio de minha mãe, já que meu pai faleceu qdo eu tinha 16 anos. Na faculdade era uma das melhores. Investi dinheiro, tempo, afeto; enfim, investi tudo o que eu podia. Fiz duas pós-graduações (neurospsicologia e psicoterapia cognitiva), além de vários cursos, congressos e por ai vai. Mas agora, com 10 anos de formada não quero mais. E muitos me olham abismados. Às vezes sinto-me amarrada, sinto um peso. Mas mesmo assim, mesmo com todas essas dificuldades pessoais tenho lutado. Esforço-me muitooooo para fazer um ótimo trabalho ( o que não acontecia antes, já que a psicologia até então era uma prazer e esforços tão grandes são praticamente desnecessários). Um abraço Keka

  6. Mari

    Estou amaaaando essa temporada do American Idol! Além dos jurados maravilhosos, amo ver gente talentosa, que batalha pelo que quer. Para gente pode parecer 15 segundos de fama, mas para aquelas pessoas aqueles segundos podem dar um novo sentido para a vida.

    E por falar em reality, você já viu esta temporada de Se ela dança, eu danço, no SBT? É bem parecido com American Idol, entretando os candidatos são bailarinos de vários estilos, cada um arrasando mais do que o outro. Infelizmente tomei birra do programa por conta de um jurado preconceituoso, que chama os dançarinos/dançarinas mais cheinhos de “bolarinas”, manda todo mundo malhar e emagrecer. Ridículo!

  7. Carol Raposo

    Parabéns, keka! Belo texto. Parabéns! Beijokas. Eu e minha falta de jeito com palavra escrita…. rssss

  8. Cynthia Alonso

    Escolhas… Aff…
    Preciso me aprofundar nesse tema pra dar menos mancadas ou mancadas menores, sei lá… kkkk
    Cheiroooooo…

  9. Como sempre, um ótimo post por aqui …

  10. QUERIDA, POUCA GENTE TEM A CAPACIDADE DE OLHAR FATOS COMUNS E TRANSFORMÁ_LOS EM UMA CRÔNICA COMPORTAMENTAL COMO VOCÊ. MESMO DOENTINHA, VOCÊ CONTINUA NOTA DEZZZZZZ

    BEIJOS PATRICIO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s