“Não justifique, faça”

Por Renata Poskus Vaz

Na minha adolescência integrava um grupo de teatro dirigido por meu querido amigo e talentosíssimo Roni Guilherme. Recordo-me que, durante os ensaios, quando nos corrigia em alguma cena e tentávamos explicar o porquê de não termos seguido uma orientação dele, Roni dizia: “não justifique, faça”. Cresci com aquela frase na cabeça. Enquanto adolescente o achava intolerante, pensava que como meu diretor ele deveria parar e ouvir minhas justificativas. Só agora, crescidinha, noto o que ele queria dizer com “não justifique, faça”.

 As vezes a gente perde muito tempo se justificando por ter errado, por ser assim ou assado, enquanto poderíamos aplicar nosso tempo “fazendo diferente”, corrigindo nosso erros, não com palavras, mas com ações.  Ok, você deve estar se perguntando: “mas porque a Renata está me dizendo isso agora?”. Por vários motivos. Entre eles, para que você tente aplicar essa técnica em sua vida.

 “Não justifico o porquê de estar acima do peso”

Se você fica se vitimizando por estar acima do peso, pare de reclamar da vida e tome uma atitude. “Estou acima do peso porque engordei 30 Kg na gravidez, ou porque entrei em depressão e blá, blá, blá”. Esses desabafos você pode fazer aqui, em nosso Mulherão, no terapeuta ou no seu diário, mas em seu dia-a-dia não se justifique para pessoas que nada tem a ver com o seu peso. Se o seu próprio corpo te incomoda, tome uma iniciativa para mudá-lo. Procure um profissional para orientá-la, faça dieta, exercite-se.

 Se estiver se reeducando com relação à alimentação e for à uma festinha, não responda as ofertas de docinhos e salgadinhos com: “não, obrigada, estou de regime”. Só dizer que não quer e agradecer já basta. Dizer que está no regime gera uma série de cobranças que, de repente, em início de dieta, você não estaria preparada para ouvir. Além do que, parece que tem gente que só vive da desgraça alheia. Só porque está de regime, o cunhado chato ou a prima invejosa vão passar a bandeja com delícias na sua frente, cinco vezes mais, só para testar a sua boa vontade.

 “Não aceito justificativas do porquê de ter sido traída”

Você foi traída por uma amiga ou um namorado e não sabe como reagir?  Não aceite justificativas. É muito comum, quando erram conosco, tentarem atribuir a culpa por seus deslizes a alguém. O algoz vira a vítima e vice e versa. Se o namorado te trai, certamente ele dirá que é porque você não lhe dava atenção suficiente, ou porque o relacionamento esfriou, ou porque você elogiou fulano… Só quem já levou um chifre daqueles sabe bem o que estou dizendo.

Então, poupe-se! Não escute justificativas que só vão te deixar nervosa ou, injustamente, culpada. Não estou pregando o fim do diálogo, mas a conversa deve acontecer antes que os problemas ocorram e não depois. Como já diz o título deste artigo, não justifique, faça. E faça direito.

Com amizade vale a mesma premissa. Antes de trair a sua confiança, o “amigo” teve tempo para pensar em seus atos. Afinal, não somos mais crianças. E não somos animais que agem por impulso. E ao pensar, optou por prosseguir mesmo que seus atos te causassem algum tipo de sofrimento. E você não merece sofrer injustamente.

“Reconheço meus erros, mas não me justifico para meu chefe”

No trabalho é muito bacana quando a gente consegue reconhecer que errou e assume que precisa se aprimorar. Todavia, não adianta ficar usando justificativas para tentar encobrir ou amenizar seus erros. “Chefe, eu não terminei esse relatório porque a Cristiane do RH ficou de me mandar os dados e não mandou”. O exemplo ao lado reflete muito do que costumamos fazer. Para justificar não ter concluído uma tarefa, atribuímos a culpa a alguém ou a algum fato, como o trânsito (saia mais cedo de casa), a falta de energia elétrica (não deixe para a última hora a conclusão de um serviço), ou a falta de contribuição de um colega (se isso acontecer, comunique seu chefe antes do prazo expirar). Então, se não conseguiu por qualquer motivo concluir a tarefa, assuma o erro, peça desculpas (sem ladainhas) e peça uma nova data para entregar o relatório.

Não se justificar mostra seu compromisso em querer aprender, crescer, ser um ser humano melhor. Mostra que você não tenta encobrir seus erros, que é madura o suficiente para reconhecer que precisa melhorar e agir da melhor forma nas próximas vezes. Seja feliz. Não justifique, faça.

24 Comentários

Arquivado em comportamento

24 Respostas para ““Não justifique, faça”

  1. Pessoas que sempre arrumam desculpas são desprovidas de coragem. Quem age assim com as mínimas coisas, com certeza não está tendo coragem para enfrentar a própria vida.
    Uma dose de ousadia e coragem todos os dias nos torna muito mais capacitados para fazer e não justificar!

  2. É por aí mesmo! Sou atriz e aprendi isso cedo cedo e vale pra tudo! bjksss

  3. Depois de tanto justificar meu peso, Marcio Attala falou no único episódio do Medida Certa que passava no Fantástico.
    “Quem quer faz. Quem não quer, inventa uma desculpa”

    Ele falava isso basicamente para os preguiçosos de academia mas, acabei levando a frase pra diversas (senão, todas) situações da vida.

    Hoje, 25kg menos gordinha (saí do manequim 56 para 46), me sentindo ainda mais um mulherão, eu faço reeducação, malho e corro muito. Sempre que penso em fugir do meu objetivo ou tropeçar naquela “exceção” me lembro qual desculpa tô usando pra isso. Funciona.

    Muito mais feliz, acabei ficando mais bonita e sério… Não justifique, faça. É sempre o melhor pra você e para os outros que estão à sua volta. 🙂

    • renatavaz11

      Poxa, Maria Clara! Que bacana saber que lutou contra si mesma para recuperar a boa forma e para ficar mais saudável. Parabéns. E essa frase é ótima: “quem quer, faz. quem não quer, inventa uma desculpa”. É isso mesmo!

      Um beijo!

  4. Amigaaaaaaaaaaaaa!!!
    Que texto bárbarooooooooooooo!
    Arrasou!!
    Vou compartilhar viu!!
    bjusssssssssss

  5. Noossa, belissimo texto! realmente as justificativas não nós fazem crescer em nada, só mostra que não temos coragem para admitir que poderíamos ter feito melhor, seja uma escolha, um trabalho. Mas para os seres humanos é muito mais fácil culpar outra pessoa que assumir seus erros…. . quando aceitamos que erramos fica bem mais fácil recomeçar, eu posso dizer isso com muita propriedade, porque fiz muita coisa ” errada” a algum tempo atrás e quando alguém vinha me dizer que eu estava errada eu sempre achava justificativa,mas quando eu olhei para dentro de mim e vi que eu não precisava arrumar justificativas para aquilo que nada justificaria…eu consegui mudar e hoje sou uma nova mulher…e vivo meus dias bem mais feliz,porque consegui corrigir meus erros.E corrigindo meus erros muitas portas se abriram para mim….Pare de culpar a vida (ou os outros) Seja você mesmo…Não precisamos provar nada para ninguém se formos sinceros,honestos,de boa índole,e o mais importante se colocar no lugar das outras pessoas…talvez quem leia esse pequeno desabafo não entenda muita coisa,mas quem me conhece vai entender bem o que eu falo!

    beijos mil para todos,

    Renata, sucesso sempre, suas postagens sempre são muito interessante!Parabéns!

  6. Cris Miranda

    Falou e disse Srtª Renata Vaz… Adorei o texto! Beijos

  7. Lucianan

    Viver sem amarras , sem desculpas e simples é a melhor maneira de se encontrar a felicidade …..

  8. bruna de oliveira

    Amei o texto´,é sempre bom ouvir pessoas mais experientes 😉

  9. Um dos melhores textos que já li aqui! Vou pensar nisso como um mantra. Parabéns Re!

  10. sueli fernandes

    Muito bom!!!! adorei vou aplicar isso na minha vida . Parabéns!

  11. Satisfeito pelo belo texto, deixo também uma frase, da qual me fez recordar. Não sei exatamente de quem é. Ouvi de uma de minhas gerentes, no tempo em que trabalhava em banco, mesmo sabendo que a minha paixão era mesmo o jornalismo, para o qual eu até já tinha me formado. E acho que a frase cabe bem para tantos mulherões com que tenho convivido:

    “NÃO SABENDO QUE ERA IMPOSSÍVEL, FOI LÁ E FEZ”

    Mandou bem, Rê!

  12. ! Super bacana@@
    adoguei continue nos escreinhando sksks beijos

  13. Isso aí !!!

    Meu diretor sempre falava “se vira que você não é caixote”.

    Gente que se justifica demais é chata !
    Eu tinha esse péssimo hábito e tive que crescer e aprender a me controlar.
    Descobri que a vida rende muito mais quando a gente faz ao invés de ficar falando =)

    Beijos

  14. Alessandra Carlos

    Ótima máteria, vou levar para minha vida, beijos.

  15. grazi

    Foi uma chacoalhada, precisava ler isso, obrigada!

  16. Taciana Feijó

    Nossaaa, estou sem palavras….. simplesmente amei esse post!!!!! Dá um up na vida. PARABÉNS!!!!!

  17. Concordo plenamente, até pq eu sou a rainha das desculpas, principalmente quando o assunto é estudo, mas, com a ajuda de uma psicologa, eu estou tentando trabalhar isso…
    Parabéns pelo texto.
    Agora a do docinho é uma das atitudes q me deixa irritada, pq muitas vezes já me ofereceram algo pra comer e pq eu recusei a pessoa pergunta “Tá de dieta?”, NÃO, só pq sou gorda não quer dizer q eu como tudo o q me oferecem…

  18. Adorei, Renata!
    Melhor viver bem com nosso corpo, com nossas manias e atitudes, que morrer correndo atrás do que julgam que deveríamos ser ou fazer.

    Bjos

    Maria

  19. Há coisas que SIM precisa de justificativa, até mesmo para não se passar por MAL EDUCADA*
    Agora, quanto a estar gorda…há há estou gorda porque AMO comer. E me AMO demais!

  20. Disse tudo Renata. Mas é importante lembrar que mesmo você agindo assim o outro pode não estar preparado para entender. Tem gente que precisa ouvir uma desculpa…Uma justificativa e não entende essa maturidade. ..coisa de louco isso rssss. ..mas aí, , é um problema da pessoa e não seu…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s