Ô gente, é muito amor

Por Keka Demétrio

Tem gente que nasceu amando. Tem gente que aprendeu a amar. Tem gente que quer aprender a amar. Tem gente que não quer mais saber do amor. E tem gente que está esperando o amor. Sei que para cada amor, uma dor.

Sou das que provavelmente nasceu amando. Digo isto porque minhas lembranças sempre vêm acompanhadas de nomes, rostos e gostos. Não vejo minha vida sem o danado do amor, mesmo que ele me faça chorar. Decididamente nasci para amar.

O amor é ilógico, irracional, nos deixa abobados. Porém, quando a gente tá amando, e me corrijam se estiver equivocada, o céu fica mais azul, a vida passa a ter cheiro bom e surge uma paleta de cores absurdamente lindaspra gente sair pintando de sorrisos e suspiros.

O amor, amor mesmo, aquele de verdade, que prega o desprendimento, a felicidade do outro mesmo longe da gente, este é difícil de encontrar, e para dizer a verdade, quem tem na vida um amor assim deveria agarra-lo com unhas e dentes, porque poucas pessoas tem o privilégio de serem amados plenamente. O problema aqui é que a gente não manda no coração. Teve uma época em que eu queria mandar, e ficava revoltadíssima por não conseguir, mas com o tempo, as decepções, as lágrimas, os tombos, as noites mal dormidas aprendi que quando nos dispomos a amar estamos correndo riscos que podem marcar nossas vidas profundamente e até modificar nossa forma de viver.  É que a dor do amor às vezes dói tanto, que a garganta fica seca, o peito parece comprimido por uma tonelada e a gente chega a cravar as unhas na pele pra ver se a dor do coração diminui.

Achamos que vamos cair na classe dos que não querem mais saber do amor, passamos a desconfiar de tudo e de todos, mas no fundo, nem que seja bem no fundinho mesmo, continuamos com aquela vontade, mesmo que seja vontadezinha, de que apareça o cara certo, mesmo que seja na hora incerta.

Então, vamos seguindo, e depois de muito relutar decidimos nos entregar aos amores que vão surgindo pelo caminho como forma de aplacar a ausência e a solidão deixadas por tudo aquilo que sonhamos e que tivemos que deixar para trás. A princípio, viver estes amores parece ser errado, é como se estivéssemos negando o amor que dizíamos sentir por aquela outra pessoa, soa em nosso íntimo como uma forma de traição, porém, começamos a entender que é preciso olhar para dentro de nós mesmos e seguir adiante, e correr novos riscos, porque nos apegarmos a esses amores não tem anda a ver com sermos fracos ou que realmente não estivemos amando, tem a ver com o fato de sermos humanos, tem a ver com a busca do remédio pra a alma que insiste em não querer parar de chorar. Porque no fim das contas, a gente nasceu mesmo foi para sorrir.

13 Comentários

Arquivado em comportamento, Para Refletir, Preconceito, Relacionamento

13 Respostas para “Ô gente, é muito amor

  1. Essa sou eu com um sorriso bobo, suspirando e feliz.
    Que deliciiiia de texto amiga, amei amei amei.

    Beeeeijos.

  2. Netyele Abati da Luz

    Kékinhaaa…
    esse seu amor transbordante me faz te amar muito!!!
    bjo!

  3. Paula Regina

    Keka, minha lindinha, que sábias as palavras…
    Já te disse e vou repetir: esta na hora de pensar numa coletânea de tuas crônicas e pensamentos arrumadinhos num livro (bacana e edificante)!

    Beijocas em ti =0***

  4. Luana Chequeti Ramon

    Amei esse Blog, tem tudo que a gente quer precisa pra ficar de bem com nós mesmas e com a vida.

  5. KEKA

    Q lindo seu texto…e me parece + que verdadeiro!
    Sabe chego a pensar em te dizer: melhor que amar, é ser amada!!!
    Então deixo para voce essa reflexão:
    “Nesta vida temos três professores importantes:
    O ‘Momento Feliz’, o ‘Momento Triste’ e o ‘Momento Difícil’.
    *O ‘Momento Feliz’ mostra o que não precisamos mudar.
    *O ‘Momento Triste’ mostra o que precisamos mudar.
    *O ‘Momento Difícil’ mostra que somos capazes de superar.”

    Parabéns… Superemos sempre!!!
    Os obstáculos te mantém forte.
    As mágoas te mantém humano.
    Os choques te mantém humilde.
    Tu és muito especial!

    Beijo e Feliz Pascoa a você e a todas as lindas e desejadas mulheres fortinhas desse lindo blog!
    Rogério Motta
    NYork
    http://www.rogeriomott.blog.uol.com.br

    • Rô,
      Feliz por ter achado um lugarzinho nessa agenda concorridíssima para mais uma vez vir aqui deixar um pouco do seu carinho.
      Só discordo de vc na questão de que melhor ser amada do que amar. Quem só recebe não pode dizer que conhece o amor. O amor para florescer e manter-se luz na vida das pessoas precisa ser recíproco, é a troca de sentimentos que o mantém vivo, desperto, ávido por crescer cada dia mais, caso contrário, ele se cansa, adormece e cede espaço para que outros novos sentimentos sejam desenvolvidos e vividos.
      Vc também é muito especial!
      Feliz Páscoa!
      Beijos

  6. Gisele

    Keka, sua linda, mais um texto mara…
    contudo, eu sei que daqui um tempo vou concordar com você, mas hoje, depois de mais uma “daquelas” decepçoes, parece que amar de novo nao faz sentido, sei que vai passar, mas sinto o coraçao blindar cada vez que isso ocorre…
    Beijos da Ruiva mineiríssima, como você!!!!

  7. Sandra

    Excelente blog! Só a título de curiosidade há um agregador de conteúdos chamado TPM Links – Tudo para mulheres, super bacana, uma ótima forma de divulgar seu site.
    http://www.tpmlinks.com.br/

  8. Fernanda Ricardo.

    Lindo, lindo, lindo !!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s