Cinta, para que te quero?

Por Keka Demétrio

Você está usando uma revolucionária cinta modeladora e aparenta vestir dois números a menos, talvez até três. Sai de casa se achando a mais poderosa das mulheres, dona de curvas que desperta olhares de cobiça.  Até aí, ótimo, fico feliz por você estar se sentindo ‘ a delicia’.

Nessa de sair linda e se sentir como tal, seu poder de atração muda e não demora para que um homem interessante chegue mais perto e embale uma boa conversa. Confiante como você se sente, será natural que surja convite para um próximo encontro. E é claro, você aceita.

Dia e hora marcados, lá está você toda linda, exprimida em uma cinta que de tão justa parece que vai acontecer igual aos desenhos animados e a alma vai sair do corpo. No entanto, ela também faz com que seus medos e temores fiquem tão, ou mais, escondidos que suas gordurinhas.

Encontro vai, encontro vem, não necessariamente precisa ser depois de vários, isso só vocês decidirão, resolvem terminar o tal jantar na cama. Você não cabe em si de tanta euforia, também não é para menos, sua cinta modeladora, aquela que te deixa dois manequins e meio a menos não deixa caber mais anda mesmo, nem mesmo um grama a mais de sensações, e é nesta hora que a ficha cai e se lembra dela, a milagrosa que te molda o corpo. E agora?

Você não tem saída, tem que tirar a cinta, inclusive sem ele nem perceber, porque, convenhamos, estas cintas são sempre muito feias e broxantes (que dia vão inventar uma cinta sexy, hein mercado???), e dependendo do modelo demanda um malabarismo digno do Cirque du Soleil para ficarmos livres delas.

Mas este não é o principal problema, aliás, este é pequeno se aquela cinta foi o único motivo para que você se sentisse uma mulher digna de ser amada e desejada. Se a resposta for sim, sinto te informar que estará literalmente perdida assim que a tirar e suas dobrinhas virarem dobras de verdade. Vai puxar o lençol, apagar as luzes, recusar certas posições, vai engolir seco e ficar louca pra que as mãos atrevidas dele passem bem longe da sua barriga, por exemplo. Não vai ser capaz de dar e nem sentir prazer, porque estará tão ligada em estar nua e dois manequins e meio a mais, que o que mais deseja é que tudo acabe o mais rápido possível. O que era pra ser uma noite de amor deliciosa e digna de um homem e uma mulher que souberam despertar seus sentidos e seus instintos, transforma-se em ingrediente para afastar o moço e afundar mais ainda sua autoestima. Não lembramos que ele só está naquela cama porque soubemos despertar nele desejos, independente da famigerada cinta.

A verdade é que aprendi, e isso tem ajudado a modificar muitas coisas em minha vida, que quando damos muita atenção aos nossos defeitos, eles começam a se tornar mais evidentes do que realmente são, e isto não é só esteticamente falando. E se aquela cinta era apenas um apetrecho que você utilizava para complementar o sorriso que carrega nos lábios e o brilho de amor próprio que tem nos olhos, ele simplesmente não vai se importar, porque ele já sabe que você é especial independente de usar dois manequins e meio a mais ou a menos.

 

38 Comentários

Arquivado em Beleza, comportamento, Para Refletir, Relacionamento

38 Respostas para “Cinta, para que te quero?

  1. Déa

    Adorei o texto! Concordo com vc quando nos valorizamos e aceitamos nossas formas vc acaba atraindo + atenção pq baixo astral ninguém aguenta! bj!

  2. Laura

    Verdade! abandonei a cinta, na segunda vez que sai com meu atual marido, nós ainda namorávamos, e na segunda vez que saímos, eu com um vestido lindo e uma cinta apertadissimaaa, quando ele colocou os braços em volta do meu corpo, sentiu que a textura do meu corpo estava diferente,mais dura, ele disse, vc ta com outra blusa embaixo do vestido? seu corpo ta estranho, eu morrendo de vergonha respondi to de cinta, ele me olhou e disse pra quê?? se o mais gostoso do seu corpo é poder abraçar e sentir q além de ter onde pegar é tudo bem macio e de verdade!

    Me casei com ele!

    • hellen

      nossa preciso de um marido destes kkkkkkkk

    • Ahhhhh, lembrei de um acontecimento desses comigo. Aliás, deu até saudade do moço que hoje é um grande amigo que prezo e respeito demais pelo grande homem ser humano que é, e que toda mulher deveria conhecer…ahahah Ele pegou em meu quadril e disse: você ficaria muito, mas muito melhor sem isso (se referindo a cinta). Na hora fiquei sem graça e a partir dai percebi que ele tinha razão, num encontro não dá para ter duas peles, só a nossa é o bastante. rsrs
      Beijosss

      P.S: Seu marido arrasou!!!

  3. Divani Divina

    Concordo! certa vez tive um namorado, e ele sempre dizia que gostava de gordinhas, e foi exatamente como vc falou, um encontro, dois, três até decidirmos que era chegada a hora, só que quando estavamos lá naqueles amassos , ele para e pergunta : vc não esta de cinta, ou está? quase morri de rir, estranhando a pergunta. Então disse Não mas porque? kkkk, e ele então respondeu todo sincero: é que certa vez estava com uma mulher linda, só que quando ela tirou a roupa, caiu tudo. E vc sendo linda como é não precisa ficar toda apertada e desconfortavel para se sentir melhor. Adorei…… foi muito engraçado. Bom só não nos casamos porque ele teve de ir trabalhar longe, e namoro a distância com o tempo se perde. Mas foi muito engraçada aquela ocasião. Lembrei na hora quando estava lendo. Cinta é bom sim , mas em certas ocasiões.Servem para nos dar uma certa segurança mas nunca nos esconder.
    Bjos.

    • Diva, não devemos mesmo esconder esse tipo de medo, devemos encará-lo e quem estiver ao nosso lado deve nos ajudar a resolver isso com amor e carinho. Cumplicidade é isso, e só fazemos amor de verdade se nos entregarmos sem restrições.
      Beijosss

  4. Acho que a cinta vale para alguns momentos, não rola de ficar ali dependente daquele treco te apertando(até pq bem prefiro um gatissimo me apertando do que cinta)

    Beeeeijoooooos.

  5. Keka:
    Sinceramente, os homens que desejarem e pensam em conquistar essas mullheres sadias e alegres, precisa ter noção e conhecimento básico dos princípios da Física:

    1-Quanto maior a área, maior a massa;
    2-Quanto maior a massa, maior o volume;
    3-Quanto maior o volume, maior a atração;
    4-E quanto maior a atração, maior o atrito!!!

    E como na Bíblia, o nosso corpo é o “Templo do Espírito Santo”…,quão belos são esses templos magnificos com ou sem cinta…fazendo com que você, e até eu… se “sinta” o cara!

    Keka beijo…adorei a sua sinceridade “sex” !

    Rogério Motta
    NYork
    http://www.rogeriomott.blog.uol.com.br

    • Rô, adoro suas colocações, sempre pertinentes e certeiras.
      Feliz por saber que tem noção e conhecimento básico dos princípios da Física. rs
      E não preciso te lembrar que sou muito sincera e sexy, né?? rsrsrs

      Obrigada por ter me oferecido um pouquinho do seu tempo concorridíssimo e vir aqui deixar seu carinho.

      Beijos

  6. Paula Regina

    Keka, confesso que até ri lendo a crônica, imaginando o que viria depois. Amei o “demanda um malabarismo digno do Cirque du Soleil “.

    Estou de acordo com a Raquel Silva. Cinta é para alguma ocasião (eu uso quando de vestidos mais justinhos, principalmente), e para a roupa ter um melhor caimento.
    No resto, assumir-se é o 1o passo para que os outros te respeitem como voce é.

    • Paulinha, nem me fale, mas eu uso em diversas ocasiões, até gosto pq me sinto mais elegante por causa da postura, porém, me recuso a usar quando tenho algum encontro, não posso privar meu companheiro de sentir essa coisa maciinha e gostosa de pegar que sou eu! 😉

      Bjossss

  7. É amiga!
    Confesso que de vez em nunca eu uso esse troço, prefiro mostrar a realidade (que nem é tão ruim assim) logo de cara kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    E vamo que vamo que a vida tai pra ser vivida gentem!!! Com alguns excessos, pq não????
    AMEI o texto amiga!!!!
    bjussssssssss

  8. Sara Alves

    Querida Keka eu adorei essa sua crônica me vi literalmente nela,mas tenho que te confessar que eu sou adpta da cinta uso praticamente todos os dias mais por uma questão de costume e posso te contar um detalhe meu marido me ajuda a vestir pois a minha dá um pouco de trabalho bjs e até a próxima

  9. Rose Mamede

    Eita Keka, mais uma vez arrasou na postagem, disse tudo ! acho que a ” cinta” só é bom para usarmos em algumas ocasiões, se tornar escrava da cinta deve ser horrível, porque com certeza essas cintas é uma loucura para colocar e para tirar…eu tenho uma aqui em casa que preciso da ajuda da minha filha e marido para colocar! kkkkkkkkkk

    Parabéns pela matéria!

    beijinhos

  10. Depois você vem falar do meu humor…o seu, sim, além de refinado, é inteligente! E engraçado, claro!
    Já tive namorada que adorava usar vestido assim como tive namorada com aversão. O conceito é básico: olhou, gostou, com o dinheiro pagou, no cartão parcelou, com o cheque pré-datou, usou, abusou, se amarrou, encantou, esculachou, desfilou, namorou, deu show!
    Já que você entrou na área, que tal abordar o fascínio (unânime,acredito) da cinta liga?
    Beijos!

  11. lithabacchi

    Keka, ando num dilema desses (apesar de não ter nenhum homem em especial em vista). Eu nunca usei muita cinta, tenho uma que é daquele tipo maiô que usei algumas vezes (inclusive quando fui no FWPS), mas ela é muito desconfortável pois aperta demais o meu quadril.

    Com roupa normal eu não me grilo muito com as gordurinhas, só uso a cinta naqueles dias em que acordo de mal comigo (quem nunca acorda assim? até a Gisele Bundchen deve ter esses dias). Mas eu comprei 2 vestidos mais justinhos, do tipo saia lápis, e queria uma cinta pra usar com eles. Nesse dilema de que não queria usar esses negócios beges broxantes, acabei comprando um corset lindo, risca de giz. Aí quando ele chegou, descobri que fica muito marcado embaixo da roupa e não dá pra usar dessa forma, só por cima. No fim os vestidos estão no fundo do meu armário =/ Evoluí muito no tal do “foda-se” e uso muita coisa que não usava antes, mas esses dois vestidos… Não há cristo! Coloco e tiro logo em seguida. Acho que vou ter que me acostumar com eles, não quero essas cintas de quem acabou de fazer uma cesariana… Se for pra usar algo por baixo, queria que fosse bonito (sim, indústria, estou falando com você!).

  12. Oi querida,estava assistindo mulheres na gazeta e achei incrivelas dicas e resolvi vir visitar o blog…conclusao: Ameiiiiiiiiiiiiiii
    vou voltar sempre!!!!

  13. Jana

    Nunca usei cinta. Morro de medo de pagar um micão com um gatinho. Sei que é só sair de fininho ir ao banheiro e tirar. Mas e se eu não lembrar de tirar antes? E se for num lugar inusitado e não tiver banheiro por perto?
    Meu problema não é ele descobrir que tenho 2, 3 números a mais, mas sim o coitado se deparar com uma cinta broxante..
    Afff.. acho que cavo um buraco e me enfio nele de tanta vergonha.
    Como vocês fazem hein?!

    • Gata, imagina eu em um jantar, desse tamanho que eu sou, om minha bolsa clutch, não vai caber a danada dentro, vou deixar a cinta no banheiro??? kkkkkkkkkk
      Sinceramente, não faço. Só uso em dias normais. Jamais para um encontro. rsrsrs
      Beijosss

  14. CARLOS LUIDY

    KEKA VC TEM UMAS AMIGAS MARAVILHOSAS,
    FIQUEI COM VONTADE DE APERTAR BEJIJAR MUITO RSRSRSRS

  15. Keka amei a o poster me diverti muito lendo, mas eu uso a cinta sim pois ajuda no melhor caimento de algumas roupas, mas nunca usei em nenhum encontro pois como você mesma disse é broxante demais da conta kkkkkkkkkkkk(risos) mas realmente os fabricantes deveriam melhorar muito as cintas com relação a estetica ou melhor deixalas mais SEXY….Keka mais uma vez parabéns…..

  16. CARLOS LUIDY

    keka bb linda,
    qdo vamos repetir aquele jantar a luz de velas

  17. cssl200@yahoo.com.br

    oi, meninas… não consegui deixar de dar pitaco…kkkk… já fui beeem gordinha e usava as cintas modeladoras, e sim, acho que elas tem seu lugar pra vestidos de festa e tals… a questão é que não dá pra querer ficar com 2 manequins a menos, é só pra segurar mesmo, não pra apertar tudo!!! eu virei manequim 36 (urrú) com muito esforço e sem bariátrica e, vou falar, ainda uso cinta de vez em quando pra inibir transparência, principalmente… o negócio é não se espremer!! só se ajeitar…a aí que pega, pra quem é maior que 48… as cintas são muito pequenas!! sugiro… tente uma maior… e a gente acha que engana quem, mesmo??? homem sabe que tá com uma gordinha e sabe que cintas existem… simples assim… kkkk….

  18. Hahahaha a cinta rende histórias.
    Mas acho importante você fazer um comentário a respeito.
    Eu também sou gordinha, peso 96 kg (estou tentando diminuir mas o peso me ama e não me abandona!) e até gosto das minhas curvas a mais, e tal… mas mesmo caminhando 30 minutos de manhã e de tarde pra ir e voltar do trabalho, a minha barriga não me abandona (mas pudera, depois de uma longa gestação onde dei à luz um guri de 5,26 kg… não há barriga que aguente.)
    Eu retenho muito líquido na área, pois trabalho sentada quase o dia todo… e senti que depois que comecei a usar cinta, além da elegancia…, depois que eu tiro, a minha barriga está beeeem menos inchada.
    Eu faço até massagens pra melhorar o visual da minha barriguinha charmosa e gelatinosa, mas o que eu percebi mesmo é que quando eu uso a cinta modeladora, no final do dia ela está menos inchada e o efeito dura até o dia seguinte.
    Por isso que eu, hoje, acredito no poder da cinta modeladora!!!!
    Eu uso uma que comprei do Avon, bege e feia mesmo, mas com extra-forte compressão. Como sou alta, peguei uma grandona, que pelo menos não me aperte de cima pra baixo, mas a compressão nem chega a ser tão extra-forte não, dá pra respirar tranquilamente!
    Então, pra quem tem o mesmo problema que eu, fica a dica!
    Beijos,
    Marie Jo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s