Arquivo do mês: julho 2012

Look do dia: bermuda + camisa amarela

Por Renata Poskus Vaz

Olha só, ontem a Litha postou um look do dia diretamente lá de Gramado, em pleno inverno gaúcho. Já aqui em São Paulo o tempo anda meio maluco, às vezes faz frio, outras um calorão.

Este domingo foi de muito sol. Até pareceia verão. Então, escolhi para ir ao chá de bebê da minha amiga um look fresquinho com bermuda jeans com bolso bordado e camisa amarela de cambraia, com amarração na frente e renda nas costas. Eu evito um pouco usar a cor amarela, já que ando quase transparente de tão branquela, mas gostei dessa tonalidade e não me senti pálida.

Uma coisa que comi bola foi ter usado com um sutiã nadador por baixo, que apareceu sob a renda. No entanto, com minha nova silhueta manequim 48 adquirida nos últimos meses, me sinto muito insegura com tanto busto em um sutiã normalzinho.

Camisa e bermuda: Elegance Plus Size

Sapato: Via Uno

Brinco: 25 de março :p

Tenho um monte de looks novos para mostrar para vocês. Dei uma emporpetadinha nos últimos meses e passei do manequim 44/46 para o 48 e precisei reforçar o guarda-roupa enquanto não volto ao manequim anterior de forma saudável. 🙂 Beijos!

20 Comentários

Arquivado em Look do Dia, Moda e estilo

Look do dia – Vestido roxo e jaqueta perfecto em Gramado

por Litha Bacchi

Hoje vim com a minha família para Gramado/RS! Clima perfeito, cidade de comer, beber e passar friozinho ❤ Pra não passar tanto friozinho assim (apesar de que nem fez o frio famoso de Gramado, aquele perto dos zero graus), gosto de usar meia calça com legging por cima, é uma boa dica pra usar vestido no frio.

À noite coloquei esse cachecol super quentinho que eu fiz inverno passado ❤  (e esses são 2 dos meus 3 irmãos, o Gui e a Vick). Também tinha um casacão que acabei não usando, só carregando (porque eu tava esperando uns 2 graus mas como dá pra ver  no termômetro nem chegou perto – se bem que eu acho que não tava funcionando direito, porque certamente tava uns 7 ou 6 graus).

Vestido: Dorothy Perkins
Legging: C&A
Jaqueta: Dorothy Perkins
Óculos: presente de uma amiga, mas é de brechó
Colar: Lo-litha
Bota: Shoulder
Anel: de uma loja de pedras que esqueci o nome, fica na Rua da Ladeira no Centro de Porto Alegre/RS (presente da mãe <3)
Bolsa: Luigi Bertolli

9 Comentários

Arquivado em Look do Dia, Moda e estilo, Moda Inverno, Uncategorized

Baiana plus size será a única brasileira que desfilará na Semana de Moda de Porto Rico

Fonte: Jornal Extra.

O que é que a baiana tem? Muita formosura em 95kg distribuídos por 1,73m de altura. E um convite especialíssimo: desfilar na “Puerto Rico Plus Week 2012”, representando o Brasil. Radicada no Rio há um ano e meio, a soteropolitana Hannah Perez Andrade, de 19 anos, será a única brasileira a participar do evento de moda e beleza, que vai acontecer de 17 a 19 de agosto, no país da América Central.

– É a minha primeira viagem internacional, e a realização de mais um sonho – conta a modelo e atriz, descoberta pela produtora porto-riquenha Ana Marie Alicia ao posar para fotos de um catálogo de loja: – Nem acreditei quando recebi o convite, é muito prestígio! Serei eu do Brasil, uma modelo mexicana e uma outra americana. As demais, dez no total, são de Porto Rico mesmo. Além de conhecer os pontos turísticos caribenhos, vou participar de jantares com patrocinadores e até de uma coletiva de imprensa. Chique, né?

É, o prestígio das gordinhas ultrapassa fronteiras… E pensar que Hannah já ouviu de um diretor de teatro, aos 16 anos, que “gordo não presta para nada”…

– Na época, eu pesava 140kg, e fiquei traumatizada por ter sido reprovada num teste por causa da minha aparência física. Resolvi fazer uma reeducação alimentar e me empenhar nos exercícios físicos para emagecer um pouco e realizar o sonho de ser atriz. Acabou que a vida me levou para outros caminhos interessantes, quem diria!

Para o evento, Hannah eliminou 8kg:

– Fechei a boca, não para emagrecer, mas para desinchar até lá. As roupas são sob medida, feitas por estilistas jamaicanos, porto-riquenhos e americanos. Tenho que estar preparada até para a moda-praia.

Com a autoestima lá em cima, Hannah levanta a bandeira das mulheres acima do peso:

– Somos fofas e estamos, literalmente, na moda! Não quero emagrecer mais. Sou feliz assim, com os meus quilinhos extras. Com saúde e bem estar, pouco importa o tamanho do meu manequim.

11 Comentários

Arquivado em Modelo GG

Verão 2013: Carmella Cloo

Por Renata Poskus Vaz

Olá, garotas! Hoje vou começar a postar aqui no Blog Mulherão o que vem por aí no Verão 2013. Vou citar algumas coisas que achei bacana ou não nas coleções. Lembrando que é apenas a minha opinião e isso não significa que você deva desprezar seu gosto pessoal, ok?

Hoje vou começar com a Carmella Cloo. Vejam os meus destaques:

Saias longas

Gosto muito de saias longas. Na coleção da Carmella Cloo vi essas duas opções bem interessantes. Uma, bem compridona (que fica legal até para as mais baixinhas) em animal print com um toque alaranjado na barra e na cintura. A outra saia, branca com flores, é um modelo que estará em diversas vitrines neste verão: mullet. Neste modelo, a parte da frente da saia é mais curtinha que a de trás (estilo Sandra Rosa Madalena. rsrsrs). Acho que para usar esse tipo de saia é preciso muito estilo. Eu não usaria com o calçado sugerido na foto pois parece que recorta a perna. Quem é baixinha ficará ainda mais baixinha. Eu optaria por um peep toe (pra variar!) ou sandália de salto. 🙂

Candy Color e Estampa de Folhagem

Acima, duas tendências que também reinarão neste verão. O primeiro é o Candy Color, que são cores bem fraquinhas que remetem às cores das balas. No passado eram chamadas de rosa bebê, azul bebê, lilás clarinho etc. Mas como na moda nada se cria, só muda de nome, esta é a nova forma de denominar essas cores. Ou seja, parece que a era collor block, com cores fortes e contrastantes em uma mesmo look, já era. O bacana deste primeiro vestido é que além de ser Candy Color, ele também é meio tie dye, ou sej,a manchadinho em degradê, parecendo que sofreu um tingimento manual. Bem legal!

O outro vestido tem uma estampa que também é a cara do verão 2013, com folhagens (essa onda já começou em 2012). Sim, porque finalmente a flora da moda está variando e as florzinhas miudinhas e fofinhas estão cedendo lugar para estampas que remetem à folhas, mata, florestas etc.

Estampa de lenço

Olha só que chiqueza! As estampas de lenço, também chamadas de estampas Paisley (Cashmere), que remetem aos famosos lenços Hermès e Pucci, agora estão nas camisas, calças e vestidos. Dolce Gabanna e Versace apostaram nesta estampa na década de 90 e agora em 2013, quem usar não vai fazer feio, muito pelo contrário. Gostou, então aposte! Use uma cor neutra e escura na peça de roupa da região que você quer diminuir. Por exemplo, a opção acima da Carmella Cloo fica ótima em pessoas com o corpo ampulheta ou pêra. Se você tiver mais busto do que uadril, prefira a estampa na parte debaixo do corpo.

Vestido justinho

Esse vestido é lindo, mantém a franja que foi tendência do inverno aplicada no gorro. Porém, se você não for uma gordinha com corpo perfeito como o da Babi, sem pneuzinhos, não aposte neste vestido. Marca além da conta e você pode ficar desconfortável com a roupa muito justa.

Preto e cores fortes

O preto não sai de moda nunca. Fato. Nem no verão mais escaldante. Amei essas opções acima, principalmente o macacão que teimam dizer que nós, mulherões, não podemos usar, mas que fica lindo sim. O outro vestido da Carmella Cloo mostra bem que embora o Color Block tenha perdido força, as cores intensas como amarelão, roxo, pink, azul royal etc continuam em alta. Evite apenas os contrastes gritantes.

Gostaram? Você pode conferir toda a coleção Summer Deluxe da Carmella Cloo clicando aqui.

14 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Navegador

Por Eduardo Soares

Fiz bem em guardar alguns textos feitos ao longo dos anos. “Navegador” foi criado quatorze anos atrás, depois de uma briga (a primeira por sinal) com a primeira namorada. E o Edu, no auge dos 19 anos, já demonstrava ser um sonhador à moda antiga. Não procure entender a história, tente sentir a preocupação de um pós-adolescente em manter o relacionamento com uma mocinha cinco anos mais velha. Para complemento de informação, o namoro durou três anos.

Ler um pensamento escrito em 1998 traz boas e más recordações. Algumas virtudes permanecem comigo até hoje. Outras, se foram com o passar do tempo. E nem sei se voltarão. Mudamos, aprendemos, crescemos. Procuramos evoluir seja através do amor ou dor. E assim a vida segue.

“Não direi que te amo/Quando estiver à procura de aventuras no Reino de pierrots & suas colombinas (seríamos fantoches movidos a crise)/Não direi que te quero/Somente para tê-la provocante/Nua na cama/Com perfume de audácia (máscara perigosa do desejo camuflado)/Porém, nunca direi que te odeio/Pois fui navegador/ E no espaço cósmico/Achei uma estrela do mar/Que me deram por pena do fracasso (regalia irônica de um amor decepcionante).

Vamos fazer uma sinfonia

Vamos ter uma filha chamada Anjo

Leia meus lábios e anote meu pedido/“Com amor, o nosso amor, até a tempestade (amiga de outrora), naufraga em si em todos os meus sonhos”/Tua alma adormece no meu coração/Impera na Terra do Pensamento/E acima de tudo, transforma meu ser/Projetando restos quaisquer de medo para o limbo.

Indícios de términos não entram na atual realidade/E para navegar num amanhã singular/Precisamos insistir no futuro/Que habita em nossos próprios corações. (1998)”

8 Comentários

Arquivado em comportamento, Edu Soares, Para Refletir, Relacionamento

Entendeu, ou quer que desenhe?

Por Keka Demétrio

Quando eu tiver um amor vou ser feliz. Cansei de ouvir amigas falando sobre isso, que o que falta na vida delas é um amor. Confesso que já passei por isto também, mas estou aprendendo que querer um amor é diferente de estar preparada para viver o amor.

Ah, o amor, esse ‘fogo que arde sem se ver’, que consome nossos dias e pensamentos, nos paralisa e nos faz esquecer que a vida é feito uma colcha de retalhos que vamos tecendo ao longo do tempo.

Quando creditamos nossa felicidade ao fato de termos um cobertor de orelha ou não, estamos deixando passar todas as outras coisas que poderiam ser material para tecermos a vida com entusiasmo, fé, alegria, riso, e amor. Quem só deseja ter um homem ao seu lado não está preparado para tê-lo. É preciso antes saber saborear da sua própria companhia, não sentir-se intimidada a sentar-se em um restaurante sozinha, beber seu vinho, comer seu prato preferido e pagar a conta. E digo intimidada porque infelizmente ainda nos dias de hoje algumas pessoas vêem mulheres desacompanhadas nos restaurantes com um certo pré conceito.

Mas agora me fala, quantas pessoas você ouviu dizer com os olhos brilhando que está perdidamente apaixonada nos últimos meses? Ok, nos últimos dois anos? É, eu também não me lembro de nenhuma, a única coisa que me vem à memória é a mulherada dizendo que quer um amor, que falta um amor, e eu queria muito saber o que elas tem feito para que sejam merecedoras desse amor, ou se não estão idealizando demais. Ai lá vem a ladainha: é, sabemos que príncipes encantados não existem, e por isto estamos esperando o sapo sem a ilusão de que quando os beijar se transformarão.

Gente, mas perae, príncipes existem, sim! Ou acha que só você é perfeita, a mulher que todo homem deveria ter ao lado, e que não entende porque está solteira? Tem mesmo a pretensão de que só você pode ser a princesa da vida de alguém? Se você tem inúmeros defeitos, seu príncipe também deverá ter. Imagina alguém perfeito e imagine que tédio seria! Tudo seria previsível, tudo seria metodicamente calculado e pensado e gente assim é muito chata, porque a vida é feita de surpresas, de emoções descobertas no dia a dia. Se você pode ter defeitos, seu príncipe só não pode, como deve ter, porque se ele for perfeito ele não vai querer alguém imperfeito. Entendeu?

O que os tornam princesa e príncipe de verdade, é a forma como irão lidar com os defeitos um do outro. Se ambos forem perfeitos, não precisariam se relacionar, porque relacionamento é antes de tudo cumplicidade, entrega, desejo, paixão, compaixão, é saber falar e calar, chorar e sorrir, é caminhar no mesmo compasso para nenhum sentir-se à frente do outro, mas próximo o necessário para que as mãos não se soltem. Quem é perfeito não precisa de nada disso. Entendeu de novo?

Ao invés de ficar vendo o tempo passar esperando um amor, vá se preparar para recebê-lo, para ter capacidade de retribuir, porque como diz nosso amigo Neruda, “E desde então, sou porque tu és. E desde então és, sou e somos… E por amor Serei… Serás…Seremos…”

8 Comentários

Arquivado em comportamento, Para Refletir, Relacionamento

Liquidação na Loja Mulherão

Por Renata Poskus Vaz

Olá, mulherões! Estamos liquidando algumas marcas na Loja Mulherão. Aproveitem, porque a liquidação acaba dia 29 de julho. Vejam algumas ofertas:

 

1 comentário

Arquivado em Moda e estilo