Arquivo do mês: agosto 2012

Look do dia: Sexta-feira!

Por Renata Poskus Vaz

Roupa para jantar fora. 🙂

Vestido: Elegance Plus Size

Sapato: Vizzano

Bolsa: Loja Mulherão

Bijoux: 25 de Março :p

34 Comentários

Arquivado em Look do Dia

Boa sorte, Keka!

Por Renata Poskus Vaz

Blog é como a casa da gente. E quando a gente ve um colunista saindo para carreira solo dá um aperto danado no coração. É como um filho adotivo que vc acolheu, que viu crescer e que quer que prospere, mas aquele ciúmes de mãe quer mantê-lo para sempre por baixo das suas quentinhas e seguras asas.

Keka Demétrio viu uma matéria no Blog Mulherão há quase três anos e logo entrou em contato conosco. Fez o Dia de Modelo, ficamos amigas e logo a convidei para ser nossa colunista, após ler um texto super bacana em seu perfil do falecido Orkut. Ainda me lembro da Keka de ontem, uma mulher depressiva, com baixa autoestima, ainda tentando se enquadrar na vida após o divórcio, mas ciente de tudo o que deveria fazer para mudar sua vida, mesmo que essas coisas, até então, fossem claras apenas na teoria.

Ela foi mudando, crescendo e se transformando em um mulherão.  Seus textos não somente ajudaram milhares de leitoras que temos pelo País inteiro, como também ajudaram a ela mesma.  Falo isso porque também tive essa experiência pessoal no Blog Mulherão, a nossa casa.

Após quase 3 anos de colaboração, Keka foi convidada para escrever no Tempo de Mulher, um site feminino do Portal MSN. Isso vai ser muito importante para ajudar a divulgar uma palestra que ela está organizando. Acreditamos que todas as leitoras que admiram e acompanham a Keka continuarão a acompanhar seu trabalho no MSN. Lá, ela terá oportunidade de divulgar nossas ações, eventos, projetos e o mais importante, ajudar novas mulheres.

Só Deus sabe o quanto já chorei.  Mas vamos cair na real, estamos falando apenas de acompanhar mais um site. É um clique. Apenas um clique que vai mudar!

35 Comentários

Arquivado em comportamento

O Rei das festas exclusivas para gordinhas

Vamos fingir que não percebemos um cabelo feminino na frente do #boymagia

Por Renata Poskus Vaz

O reino dos mulherões tem um rei digníssimo, Alexandro Pereira Firmino, um negro alto, lindo, sarado (e bota sarado nisso!) de 31 anos, que é conhecido pelos amigos como TYSON. Sim, TYSON, fazendo menção aquele lutador super, ultra, mega forte e gostoso. Mas ao contrário do famoso boxeador, Alexandre só nocauteia as mulheres com seu charme, beleza e simpatia. Como se não bastasse, organiza festas e eventos destinados especialmente para o público plus size, que reúnem cerca de 500 pessoas. Mas isso é só um hobby ao qual se dedica com carinho. No dia a dia é funcionário da casa civil do Governo do Rio de Janeiro. U lá, lá!

Ah, só para constar, ele acaba de ficar solteiro. #todascomemora!

Porém vc deve amar crianças para fisgar seu coração, pois o bonitão é pai de 6 crianças, sendo que os caçulas, gêmeos, nasceram há apenas 20 dias.

Alê e seus 3 filhos mais velhos

Mulherão: Mas acabou de ter filhos e já está separado?

TYSON:  O fato de como casal as coisas não irem bem e termos nos separado, não diminui o carinho que tenho por ela e o amor que tenhos pelos meus “filhotes”.

Mulherão: Como surgiu a idéia de fazer um evento só para gordinhas?

TYSON: Em 2009 produzi uma festa eletrônica em alto mar, na região de Angra dos Reis, para 300 pessoas. Entre elas havia 3 gordinhas de Minas Gerais que ficaram o tempo todo longe das outras pessoas, super deslocadas. Estava um calor de 40º, todos os homens de sunga, as mulheres de biquínis e só as 3 gordinhas de maiô e vestidos. Uma delas veio ate mim e pediu para tira uma foto, foi super simpática e era impossível negar o pedido. Foi quando uma, ao me agradecer, falou que eu fui o único que aceitei tirar fotos com elas. Uma pessoa, inclusive, disse para elas que não aceitaria fotografar porque na máquina cabia apenas uma pessoa por foto. Um absurdo! Peguei o microfone com o DJ e falei que o evento era aberto a todos, sem preconceito!

Falei que havia no canto meninas que não haviam se quer tomado um gole de cerveja. Foi quando tomaram um banho de bebida e começaram a se divertir! Foi então que elas me sugeriram um evento só com gordinhas. E eu adorei a idéia de proporcionar um encontro para pessoas gordinhas, seus amigos e familiares, em que não sofressem nenhum tipo de preconceito ou hostilidade.

E ele cozinha nos eventos!

Mulherão: Quando aconteceu o primeiro encontro de gordinhas e admiradores realizado por você e seus amigos promoters?

TYSON: O primeiro foi organizado com os participantes da comunidade G&N (Gordinhas e Negros) do Orkut. Aconteceu em 2009 e recebemos pessoas que pesavam mais de 200 quilos. Foi um sucesso! Depois fizemos outro em novembro para mais de 200 pessoas, com direito a churrasco e piscina.  Cada festa tinha um tema e essa foi a Festa Brega.

Mulherão: E os eventos que produziu sozinho?

TYSON: Continuei produzindo eventos nas horas vagas e trabalhando numa multinacional. Em 2010, na Copa do Mundo, organizei meu 1° evento sozinho, uma feijoada. Forma 112 pessoas. Logo depois produzi mais 9 eventos para gordinhas. Um dos que mais me orgulho é o Natal Fats, em que recolhemos a doação de mais de 200 brinquedos que foram entregues à uma creche.

Mulherão: Mas você já curtia se relacionar intimamente com gordinhas nessa época?

TYSON: Eu gosto de gordinhas desde que nasci. Poder amar uma gordinha é privilégio para poucos! Eu gosto de mulheres de rosto arredondado, pernas grossas, busto fartos. E se a sociedade diz que isso é gostar de uma mulher gordinha, eu respondo que EU AMO.

Mulherão: De onde vem e como são essas pessoas que freqüentam seus eventos?

TYSON: Todos os meus eventos têm um custo acessível. Com isso, recebo gordinhos de todo o Brasil. Vêm pessoas de Minas Gerais, Brasília, Curitiba, Bahia, Espírito Santo, Amazonas e as que nunca faltam são as de São Paulo. Tive o prazer de conhecer pessoas que não saíam de casa por depressão, com vergonha de usar um maiô, de dançar ou até de levar a sua família a um passeio com medo de servirem como piadas de mal gosto. E o mais interessante disso tudo, é que o único meio de divulgação do evento é a internet e o boca-a-boca gerado pela satisfação de quem já foi aos encontros.

120 Comentários

Arquivado em ele responde., Entrevistas, Uncategorized

Mãe da Xuxa se emociona com o novo cabelo da filha

Por Renata Poskus Vaz

Bom dia, meninas!

Olha, não quero saber o quanto a apresentadora Xuxa Meneguel ganhou da Wella para tingir o seu cabelo com Koleston. Esperta é ela que pode se dar ao luxo de cobrar por uma transformação enquanto nós, pobres mortais, gastamos os olhos da cara com isso. Mas o que vim falar não é sobre o cabelo castanho da Xuxa que vocês já devem ter visto por aí, mas sobre o vídeo de divulgação da Wella, em que a mãe da Xuxa, com parkinson, fica super emocionada ao ver a filha morena. Vale a pena ver! Se o negócio foi armado, eles merecem o Oscar porque a interpretação foi nota 10 e eu chorei muito! Clique aqui e assista.

7 Comentários

Arquivado em Uncategorized

O jejum do espelho

Por Renata Poskus Vaz

Você ficaria um mês ou até um ano sem se olhar no espelho, para recuperar sua autoestima? Esse é o tema de uma matéria do Jornal Fala Brasil da Rede Record, que deve ir ao ar amanhã por volta das 8h30 e que conta sobre algumas blogueiras americanas que fizeram o jejum do espelho. Elas pararam de se olhar no espelho por longos períodos e repassam essa técnica para suas leitoras, já que consideram que o hábito de monitorar a aparência no espelho seja uma mania doentia, que deva ser evitada.

Durante a entrevista para o Jornal Fala Brasil, eu disse justamente o contrário do que defendiam as blogueiras americanas. Se não gostamos de nossa imagem, fugir do espelho ajudaria esse resgate do amor próprio? Creio que não. O que é determinante não é o fato de se olhar ou não no espelho, mas a forma como você se enxerga. Estamos acostumados a valorizar nossos defeitos e acabamos deixando nossas qualidades em segundo plano. Eu, por exemplo, ao invés de prestar atenção no meu narizinho de tucano, agora valorizo meus lindos olhos amendoados. Todo mundo tem qualidades únicas, basta valorizá-las.

 Isso me lembra a Terapia do Espelho que a Keka ensinou aqui no Blog (recorde aqui). Você se olha para o espelho e repete: “ai, como sou linda! Ai, que gostosa!”. E por aí vai. E isso não é mentir para si mesma já que, lá no fundo, por mais que negue, você sabe que é merecedora de todos esses elogios.

 O bacana não é fugir do que te deprime, mas tentar enxergá-lo de outra forma, mesmo que seja para seu corpo, aquele que você renega. Óbvio que não é do dia para a noite que uma pessoa que não se gosta passará a se valorizar e a amar a própria imagem refletida no espelho. Isso leva tempo. É como um namoro. Primeiro você se olha, de longe, com uma certa desconfiança. Aí presta atenção em suas qualidades. Observa o que tem de único, um charme, um detalhe que ninguém mais no mundo tem. Aí você percebe que é diferente, mas que ser diferente pode ser um tanto quanto especial. E é neste exato momento que você se apaixonará por si mesma.

 Hoje, morro de amores pelo que vejo todos os dias no meu espelho.

25 Comentários

Arquivado em comportamento

Look do dia: Macacão animal print + nova cor de cabelo

Por Renata Poskus Vaz

Meninas, o último Dia de Modelo foi do balacobaco. Sabe quando tudo dá errado de uma vez só? Pois bem, parecia que as bruxas estavam soltas no último sábado. Chegamos ao estúdio e a chave não estava no segredo, conforme o combinado. Então, já com 4 clientes lá me esperando, não tive outra saída a não ser recorrer a um chaveiro que me cobrou R$90 (que roubo!), para abrir o miolo da chave.

Entramos. A fotógrafa chegou e a iluminação não funcionava. Ficamos horas tentando fazer tudo funcionar e nada. Foi quando ela teve a idéia de buscar sua própria iluminação em casa. Isso teria o custo de R$35 a lâmpada, caso alguma queimasse. E todas queimaram, antes mesmo de colocarmos o estúdio em funcionamento. Ah, o estúdio é locado e o proprietário estava nos Estados Unidos trabalhando.

Foi uma dor de cabeça danada, mas para minha sorte TODAS as participantes estavam super felizes e foram muito compreensivas. Fizemos os ensaios com muito carinho. Todas ficaram lindas, sairam satisfeitas. E eu ainda tive tempo de cuidar do meu visual.

Já não agüentava mais aquele meu tom “loira biscate”. Por conta das frequentes descolorações para retirar o pigmento vermelho daquela tintura que passei no passado, o cabelo ficou amarelado. Usei muito xampu roxo tentando obter um tom mais acinzentado, mas não rolou.

Então, no último Dia de Modelo, aceitei a sugestão de David Kapper, nosso cabeleireiro, de escurecer meus fios. Usei a tintura 6.1 da Koleston, o castanho acinzentado. Minha única exigência foi deixar alguns fios mais claros. Para manter esse efeito de fios levemente queimados pelo sol, o David isolou algumas mechas em papel alumínio e pintou o restante do cabelo. Veja como ficou:

Eu, meu novo cabelo e David Kapper

Para completar, vejam o look com que recebi as participantes do Dia de Modelo no último sábado:

Macacão animal print Elegance

Sapato: Vizzano

Bijoux: acervo Dia de Modelo

Fotos: Katia Ricomini

44 Comentários

Arquivado em Cabelo, Dia de Modelo

FWPS: as flores de Edson Eddel

Por Renata Poskus Vaz

Tenho que confessar que cada vez que o Edson Eddel participa do Fashion Weekend Plus Size me dá um baito arrepio na espinha e logo bate aquela dúvida: “o que será que o Edson vai aprontar desta vez?”. O cara é um artista e além de extravazar em suas criações, ele sempre faz uma performance na passarela do FWPS. Desta vez, ele entrou ao som de “eu quero tchu, eu quero tchá”, dançando com duas modelos. Uma delas, inclusive, é a assistente de palco do Danilo Gentile no programa Agora é Tarde, na Band (só Deus sabe também o que vai ao ar sobre o desfile neste programa).

Depois, as modelos rasgaram as roupas de Eddel no meio da passarela. E lá estava ele com uma camisa do Corinthias, para alegria da galera, anunciando que no desfile ele traria opções para torcedoras fanáticas.

Os vestidos florais eram belíssimos. E há quem diga que mulheres acima do peso não podem usar roupas estampadas! Os modelos floridos, com faixas de cetim na cintura, conferiram uma silhueta mais magra às modelos.

Os modelos tradicionais não ficaram de fora. O meu predileto é esse abaixo, com saia plissada, mesmo sabendo que não valorizaria a minha silhueta, com meus seios fartos e essa alça muito fina:

Agora, vejam os vestidos abaixo e me respondam: vocês casariam com o escudo do seu time do coração aplicado no vestido?

Para encerrar o desfile, Edson Eddel entrou com um cabo luminoso amarrado ás pernas e arrancou aplausos da platéia.

Edson Eddel – http://www.edsoneddel.com.br

7 Comentários

Arquivado em Uncategorized