Digitais

Por Eduardo Soares

 

No meu desencanto
A tua ausência
No meu pranto silencioso
A tua presença
Meu rosto anseia
Por um afago seu;
Meu silêncio proseia
Com sua respiração;
Meus verbos carecem
Da tua conjugação;
Minha caligrafia descreve
Nossas fotografias exibem
Entre molduras e rasuras
Suas palavras (te) revelam
Suas palavras (me) revelam
Suas palavras (nos) revelam
Meu peito nu espera o repouso da sua cabeça
Assim, meu coração ouvirá seus pensamentos
Enquanto você irá decifrar minhas batidas
Absorvo teus segredos
Absorva minhas vontades
Com a mão direita,
Acaricie minha boca
Enquanto a esquerda
Crava as unhas no meu peito
Não tenha pressa
Me arranhe devagar
Vasculhe minhas veias
Até encontrar (com o polegar)
Meu melhor ponto fraco
Depois de um tempo
Ao tirar o dedo
Tome cuidado
Meu coração não precisa de marcas
Certifique-se, faça o certo
Longe ou perto
Ao lembrar de você

Ele pode esquecer a dor
Para eternizar
Apenas
Suas digitais.
 


			

2 Comentários

Arquivado em comportamento, Para Refletir, Relacionamento

2 Respostas para “Digitais

  1. Deidizany

    Nossa! Profundo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s