Chega ao fim o Jornal da Tarde

Por Renata Poskus Vaz

São Paulo está em chororô porque um jornal popular, lido há mais de 46 anos pelos paulistanos, não será mais publicado. O Jornal da Tarde era uma versão “primo pobre” do O Estado de São Paulo. Editado pela mesma empresa, era mais compacto, com matérias curtas, fáceis de ler e com fotos bem chamativas.

Eu, que estudei jornalismo, sabia que mais cedo ou mais tarde jornais impressos deixariam de existir. Ninguém mais tem paciência ou tempo para ler o jornal. A internet parece ter contribuido também com isso.

Uma curiosidade: o Jornal da Tarde foi o primeiro jornal impresso a me entrevistar. A matéria contava sobre a primeira edição do Fashion Weekend Plus Size, obteve destaque na capa e contribuiu – e muito – para o sucesso do meu trabalho. Olha só como eu estava magrinha na foto!

Sentirei saudade do JT! 😦

4 Comentários

Arquivado em Dia de Modelo

4 Respostas para “Chega ao fim o Jornal da Tarde

  1. Maria Faria

    Acredito que a internet tenha grande participação nisso, apesar de não ser o único motivo, por exemplo, no trabalho, você lê uma notícia na internet enquanto o sistema gera um relatório. Se fosse ler uma notícia no jornal impresso não daria tempo e ficaria mal vista por estar abrindo um jornal em pleno horário de trabalho. Descobri o blog recentemente, mas pelo que vi, contribuiu muito para divulgar a moda plus size. Parabéns!

  2. Triste, mas é isso. ((: bjs, Rê!

  3. Paula Regina

    Que triste… Daqui a pouco vão-se livros, compêndios e tudo mais que é impresso. Entendo que há progresso e até a questão ambiental aí envolvida (entendo, mas nem tanto, já que, a forma eletrônica é tão poluidora quanto papel e tinta).
    Na torcida que os funcionários tenham seus empregos aproveitados.

    “Olha só como eu estava magrinha na foto!” e tem coisa pior da gente observar isso? Pego algumas fotos minhas e, já gordinha naquele tempo, eu acho que estava magrinha, magrinha.
    O dó ToT é de cortar os pulsos!

  4. rauzito

    sempre acompanhei o jt, mas ha alguns anos quando o jt começou se “popularizar” ao nível infelizmente do antigo noticias populares, tive a impressão que seria o fim do jt, e isso foi questão de tempo!!!! Não entendia o jt metralhando notícias de assassinatos, roubos, crimes, colocando a imagem de nossa cidade como uma bangladesh sitiada, e a partir dessas mudanças de grades jornalísticas eu também acabei por abandonar a lista de leitores do jt. Acho que um jornal que quer se tornar popular, nunca tem que usar notícias sangrentas e denegrindo sempre o lugar em que vivemos, aliás, coisas boas e maravilhosas tem que ser comentadas também…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s