Loja Bless Calçados da Rua Tuiuti se recusa a extornar valor de sapato com defeito

Por Renata Poskus Vaz

Acho que em quase 4 anos de Blog Mulherão é a primeira vez que vou reclamar do atendimento de uma loja. Pensei bem antes de fazer isso pois sei que por trás de lojas existem pessoas e nem sempre o atendimento ruim de um gerente ou funcionário reflete a postura do dono da empresa, que pode ser vítima da confiança que deposita em seus funcionários. (ok, mas há muito dono de loja f.d.p também, que está pouco se importando para o cliente).

Eu mesma tenho uma loja virtual, que não é administrada por mim. Podemos ter desacordos com clientes, mas sempre buscamos solucionar qualquer problema. Não ligamos o “foda-se” para alguém que confiou em nossa marca e em nossos produtos.

Porém, hoje, sábado, a loja Bless Calçados (Razão Social: Marcelo Lima de Miranda) localizada na Rua Tuiuti, 2421 – Tatuapé, ligou um foda-se bem grande para mim. Desculpem-me pelo palavreado chulo, mas não havia melhor forma para explicitar minha indignação.

Vamos aos fatos.

Moro na Freguesia do Ó, zona Noroeste de São Paulo, mas na quinta-feira estava no bairro do Tatuapé. Eu me preparava para produzir fotos para um lookbook plus size quando percebi que havia esquecido um sapato dourado. Então, fui até a loja Bless Calçados comprar 2 pares de sapato dourados para as fotos.

Comprei um par de scarpin da Vizzano dourado repleto de gliter por R$89,90 e um scarpin nude com strass dourado da Bottero que custou R$183. No momento das fotos notei que o tom do sapato dourado da Vizzano era completamente diferente fora da loja. Lá, a iluminação estava apagada mesmo sendo quase 11 horas da manhã. Eles faziam algum tipo de limpeza na loja. Eu estava com pressa e a loja também não tinha o ambiente propício para que eu escolhesse o sapato sem cometer erro nessa escolha.

Acabei não usando o sapato com glitter da Vizzano, mas usei e adorei o segundo sapato, da Bottero. Acontece que clicamos cerca de 8 looks com o sapato da Bottero e no final da sessão fotográfica alguns dos strass já haviam caído. Tomamos todo cuidado do mundo com o calçado, mas ele realmente apresentava defeito na fixação desses detalhes. Imagine se eu tivesse ido para uma festa com o sapato?

A troca e devolução do dinheiro que me foram negadas

Por lei, podemos devolver qualquer produto em até 7 dias que foi comprado pela internet ou catálogos sem necessidade de nenhuma justificativa. Isso mesmo, você compra e se não gostar simplesmente devolve o produto e a empresa é obrigada a restituí-lo. O mesmo não se aplica às lojas físicas. Porém, no código de defesa do consumidor está bem claro que induzir o consumidor ao erro é crime. E quando comprei o produto analisando o brilho em um espaço sem iluminação, no fundo da loja, não estava conseguindo notar as verdadeiras características do produto. E ninguém compra um sapato com glitter para usar no escuro, não é mesmo? Você vai usar um sapato desses em uma festa, em um casamento ou um catálogo de moda com iluminação, como foi o meu caso.

Ok, fui à loja hoje, sabadão, para trocar o sapato da Bottero por outro idêntico cujo strass não estivesse soltando. E também para solicitar a devolução do dinheiro do sapato da Vizzano.

Lá, a vendedora que me atendeu checou que todos os pares número 37 da Bottero estavam com o strass soltando. Todos. Eu não aceitei trocar por outro modelo e pedi a quantia de R$272,90, referente aos dois pares de sapato, de volta.

A vendedora, então, passou para a gerente Dayane Santos de Lima, que pediu que eu fosse embora e voltasse outro dia, mas me recusei. Moro na Freguesia do Ó e de lá para o bairro do Tatuapé é uma viagem e tanto! Foi então que ela ligou para o proprietário da loja, Sr. Marcelo. Ele ordenou que ela anotasse meus dados, me desse um recibo de devolução dos sapatos e que meu dinheiro seria devolvido na segunda-feira. Ah, detalhe, esqueci de dizer que precisei insistir muito para que a Dayane estornasse o pagamento porque segundo ela “não há como devolver dinheiro de compras feitas no cartão de crédito” ignorando completamente a existência da opção “extornar compra no crédito”.

Enfim, fiquei uma hora esperando que Dayane fizesse o tal recibo para que eu pudesse ir embora. Fiquei lá mais de uma hora e nada! Segundo Dayane, ela não podia deixar de atender os clientes para me atender e fazer meu recibo de devolução de produtos. Porém, ela esqueceu de um detalhe: EU TAMBÉM ERA CLIENTE DA LOJA e merecia ser atendida com a mesma atenção com que as outras pessoas eram atendidas. Após 1 hora de pedidos insistentes para que ela me desse a declaração, cansei de esperar.  Era nítido que ela desejava que eu me cansasse ou então pretendia me punir por ter solicitado a devolução do meu dinheiro. E deu certo, ela me venceu! Ppeguei o sapato defeituoso da Bottero e o outro da Vizzano e vim embora.

Antes, pedi o telefone ou e-mail do proprietário e ela disse que ele não tinha. Desta forma, não tive outra alternativa a não ser escrever esse texto. Com 300 mil visualizações mensais, quem sabe alguém que conheça o Sr. Marcelo de Lima Miranda não passe esse caso para ele?

Estou com raiva e me sentindo lesada. Hoje tenho um casamento e não tenho nem o sapato que eu queria e nem dinheiro para comprar um em outro lugar porque uma “gerentizinhazinhazinha” não quis seguir as determinações do dono da loja.  #sacanagi #todaschora #chatiada

22 Comentários

Arquivado em Sapatos

22 Respostas para “Loja Bless Calçados da Rua Tuiuti se recusa a extornar valor de sapato com defeito

  1. Renata, tasca essa informação no site Reclameaqui! Tenho visto mto resultado positivo após as pessoas reclamarem!

    • renatavaz11

      O atendimento é tão podre, que a gerente disse que a loja não tem site, nem e-mail e o reclame aqui só permite cadastro de lojas com e-mail. Fica difícil assim. Se o dono da loja não entrar em contato comigo, vou no PROCON.

  2. Provavelmente o marido dessa gerente dormiu de calça jeans, ou nem dormiu em casa para ela estar sentindo tanta necessidade assim de descontar em alguém.

    • renatavaz11

      Ela não foi grossa, apenas foi omissa. Cada vez em que ia iniciar a redação do tal recibo de devolução, que me daria garantias de receber o dinheiro posteriormente, já que estava entregando os produtos, ela parava para atender um cliente. Ela é gerente e caixa. Ela parar uma vez, duas, tudo bem… Agora 6, 7…? E não conseguia escrever o tal recibo. eu redigi uma sugestão para ela, mas mais uma vez ela interrompeu o atendimento para atender outra pessoa e eu cansei!

      • Eu entendi Renata, achei que ela foi muito infantil em fazer isso, por isso o comentário.
        Olha que isso eu costumo ver sempre quando a gente tem algum desentendimento com o vendedor/gerente de algum estabelecimento.

  3. Oi Re, que coisa chata…
    Uma vez tive problemas com uma lingerie que manchou na 1ª lavagem. A loja não quis trocar, mas eu mandei e-mail para a fabrica da lingerie (Marcyn) e fui muito bem tratada. Me falaram pra mandar o produto para eles analisarem e me restituíram o valor dos correios. Disseram que haviam trocado o fornecedor do tal aviamento que manchou e me enviaram outro idêntico e que nunca manchou. Sugiro que você entre em contato direto com o SAC da fabrica de calçados. Tenho certeza que conseguirá resolver.
    Mil beijos e um ótimo natal para você e sua família.

  4. Eu acho que vc deveria chamar a policia , porque ela estava infrigindo o codigo do consumidor… Acho que fez errado saindo da loja, eu sei que é um saco brigar por nossos direitos, mas essa “gerentizinhazinhazinha”, deve aprender a respeitar ao cliente que é quem realmente paga o salário dela. Volta lá… E vc que tem livre acesso a rede record, poderia chamar o Celso Russomano ou o Xerife do consumidor… Não deixe queto….

  5. Beatriz Fraga

    No caso do sapato da Vizano eu não sei, mas no sapato da Botero a loja é obrigada a trocar por outro igual, outro sapato que vc queria ou devolver o dinheiro, pois o sapato está com defeito. Vai no Procon

  6. isabelle

    Já aconteceu algo parecido comigo, só que no final o gerente me devolveu o dinheiro, mas eu tomei um chá de cadeira e de antipatia tbm.

  7. Rosana Moreira

    Uma dica que é infalível e sem dúvida você terá seu dinheiro ou sapato de volta o mais rápido que possa imaginar entre no RECLAME AQUI. Lá você encontrará uma agilidade impressionante das mesma pessoas que lhe atenderam na loja em querer solucionar o fato.
    Bjs e boa sorte!!

  8. Mercia

    Procon neles! É um absurdo a falta de respeito que alguns estabelecimentos tem com os clientes.

  9. Priscila

    Fui procurar o nome da loja no facebook e tem uma página (com poucas curtidas) mas tem. O q me chamou a atenção foi que tem uma moça que faz uma reclamação parecida com a sua! Põe a sua lá tbm. Não pago p/ ver, se comprou e não gostou, eu q não vou comprar lá. Descaso total! Com ctza foi o dono da loja quem a orientou fazer isso!!!!

  10. Paula Borges

    Devia ter chamado a policia e feito um B.O! Ou então ter passado numa delegacia e registrado um B.O! Outra coisa é postar no reclame aqui em nome das marcas do sapato! Elas podem descredenciar a loja como sua representante! Mas o Boletim de ocorrência é muito importante, e vc ainda pode fazer além de pedir ao procon pra notificá-los judicialmente!

    • renatavaz11

      Se eu fosse a Bottero descadastraria mesmo essa loja. Pq um sapato dar defeito, pode acontecer. Mas quando a loja que representa aquela marca está pouco se importando com isso, pode ajudar a detonar a marca parceira. Uma fábrica leva anos para construir uma marca e uma loja minustos para destruí-la. é dureza.

  11. Carolina

    A botero te troca, so que nessa época e mais complicado, um calcado meu descolou e eles me enviaram outro, mesmo sem eu ter mandado o descolado. E so ligar no sac deles, na caixa tem o telefone.

    • renatavaz11

      Carol, eu vi outros pares idênticos ao meu na loja. Não vou querer mais um igual porque certamente em pouco tempo o strass dos outros vão descolar também. Eu quero meu dinheiro de volta. Beijos!

  12. Paula Regina

    Renata, voce esta coberta de razão e respaldada pelo CDC. Voce não esta pedindo nada, nada que a Lei não te faculte resposta.

    Procon neles e vá ao reclame Aqui, já que eles tem página do Face (comentário da Priscilla) e, portanto, contato eletrônico.

    Segue uma sugestão minha:
    Voce pode pedir maiores informações com o Dep. Celso Russomano, que trabalha na Record, emissora que voce tem exibido seu trabalho.
    Tenho certeza que ele vai nortea-la e ajuda-la no mesmo momento.

    sucesso na empreitada, amiga. bj grande

  13. Graziela Barros de Moura

    Re,

    Não existe isso, eles são obrigados a devolver o R$ ( no seu caso ) ou então, vc pode processar tranquilamente. Bjo , FELIZ NATAL E UM 2013 REPLETO DE FELICIDADESSSS !

    SEÇÃO III
    Da Responsabilidade por Vício do Produto e do Serviço

    Art. 18. Os fornecedores de produtos de consumo duráveis ou não duráveis respondem solidariamente pelos vícios de qualidade ou quantidade que os tornem impróprios ou inadequados ao consumo a que se destinam ou lhes diminuam o valor, assim como por aqueles decorrentes da disparidade, com a indicações constantes do recipiente, da embalagem, rotulagem ou mensagem publicitária, respeitadas as variações decorrentes de sua natureza, podendo o consumidor exigir a substituição das partes viciadas.

    § 1° Não sendo o vício sanado no prazo máximo de trinta dias, pode o consumidor exigir, alternativamente e à sua escolha:

    I – a substituição do produto por outro da mesma espécie, em perfeitas condições de uso;

    II – a restituição imediata da quantia paga, monetariamente atualizada, sem prejuízo de eventuais perdas e danos;

    III – o abatimento proporcional do preço.

    § 2° Poderão as partes convencionar a redução ou ampliação do prazo previsto no parágrafo anterior, não podendo ser inferior a sete nem superior a cento e oitenta dias. Nos contratos de adesão, a cláusula de prazo deverá ser convencionada em separado, por meio de manifestação expressa do consumidor.

  14. Kathleen Tavares

    Renata, BOTA A BOCA NO TROMBONE MEEESMO!!! Eu mesma tive um problema alérgico com uma base facial top de linha da Natura, a Natura Una. Fiquei com duas bolsas super inchadas abaixo dos olhos, dois dias antes de um casamento super luxuoso que ia…Minha dermatologista foi um amor, mas eu não deixei barato, fotografei e protocolei uma reclamação por email, com fotos e tudo mais. A empresa me encaminhou a um setor específico para me ouvir e resolvermos.
    Gde bjo!

  15. Danielle

    REVOLTADA!!! É mesmo um absurdo ainda termos q passar por situações como essa. Vc tem mesmo é q reclamar em todos os meios possíveis, divulgar ao máximo para q resolva seu problema e outras pessoas não passem pela mesma situação nesa “lojinha”. Boa sorte! E um Feliz Natal! bj.

  16. Rutinha

    No que depender de mim vi seu poste e não comprarei e falarei para todo mundo que eu conheço para não comprar nessa loja. FIQUEM ESPERTOS LOJISTAS. O consumidor não é bobo e o poder de compra é nosso.

  17. Fernanda

    Deixa o link do post nas recomendações do facebook (https://www.facebook.com/blesscalcados) deles também, não tem quase nada por lá, mas pode surtir efeito

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s