“Quero ser feliz enquanto não emagreço”

suzane 3

O texto abaixo foi escrito por Suzane Barbosa, a linda da foto acima. Ela postou este texto e esta foto como uma espécie de desabafo em seu Facebook. Até agora este texto com a foto acima teve mais de 300 compartilhamentos. Vale a pena ler. Expressa muito o desejo de muitas de nós que desejam um emagrecimento saudável, mas que não querem esperar para ser feliz.

“Essa sou eu de biquini e a barriga que eu odeio mais que tudo nessa vida e que estou lutando pra fazê-la sumir. Até então, já se foram 26 Kg. Tenho 1,63 de altura, 88kg, 23 kg acima do meu peso ideal. Eu sou assim. Essa sou eu, sem corset, sem cinta, sem truques de moda pra disfarçar e alongar a silhueta, sem maquiagem, sem cabelo arrumado. Eu sou assim.

Por que estou postando essa foto? Porque estou em um processo lento de emagrecimento (explico mais abaixo o porquê de ser lento) e cansei de esperar alcançar o peso desejado pra ser feliz. Cansei de me esconder, cansei de disfarçar, cansei de deixar de fazer o que eu queria por causa do meu peso, cansei de deixar as pessoas me colocarem pra baixo, cansei de deixar as pessoas fazerem com que eu me sinta inferior por causa do meu peso, cansei de deixar que se metam na minha vida.

Eu vou emagrecer sim! Mas será que eu posso ser feliz em quanto isso não acontece? Será que eu posso parar de disfarçar meu peso pra não te incomodar? Pra você não olhar torto pra mim?

As pessoas logo taxam os gordos de preguiçosos, de relaxados, mas esquecem que existe casos e casos. Eu luto com a balança desde quando me conheço por gente, claro que já chutei o pau da barraca e fiquei muito tempo sem fazer nada por mim, porque passei por algo que conhecemos como “depressão”. Perder peso não é fácil pra mim, e meu médico me explicou o porquê: Sempre fui gorda, desde bebê, já nasci maior do que deveria. Meu médico disse que eu deveria ter atingido meu peso ideal ainda quando criança, algo que deveria ter sido cuidado pelos meus pais já que criança não tem noção dessas coisas, e eu não ligava. Tive uma infância feliz, sempre muito rodeada por amigos, mas não culpo meus pais. Creio que pra quem passou por uma infância com comida escaça, ache difícil negar algo pra sua filha.

Enfim, tanto tempo acima do peso, que meu organismo acabou aceitando isso como “saudável”, tanto que não tenho nenhum problema de saúde, mas na verdade não sei se tem relação uma coisa com outra ou se é só sorte, rs. Então, quando começo a emagrecer, meu organismo acha que tem algo errado comigo, que estou doente, e o metabolismo desacelera justamente para evitar o emagrecimento que ele acha que não é necessário.

Nesse momento, eu preciso maneirar na dieta e exercícios e manter o peso daquele momento, como um aviso “ei, tô legal, pode acelerar meu metabolismo novamente!” e então, depois de um tempo eu posso voltar com uma dieta mais disciplinada e exercícios mais intensos. Tenho que fazer essas pausas, por isso demoro tanto a emagrecer. A minha revolta é que por mais que eu não goste de ser gorda, é tudo mais díficil quando se é gordo. Estou lutando pra ficar mais saudável, ainda assim eu gostaria de ter o direito de ser feliz em quanto não consigo ficar como quero.

Deixei de me relacionar com pessoas por causa do meu corpo, deixei de dançar feito louca na pista por causa do meu corpo, deixei de ir a praia com os amigos por causa do meu corpo, deixei até mesmo de dar uma opinião sobre determinado assunto por causa do meu corpo, deixei de ter diversas experiências que me enriqueceriam por causa do meu corpo. Sempre, sempre escondendo meu corpo, escondendo minhas opiniões, minhas escolhas, minha forma de pensar, minhas vontades, escondendo minha vida por causa desse corpo, sempre com medo do que os outros vão pensar de mim, com medo de que elas se afastem de mim, por nojo, vergonha e etc.

Chega, gente! não posso mais viver assim, nessa insegurança, nessa inércia, não posso esperar mais. Agora está aí pra todo mundo ver como sou, não tenho mais o que esconder. Pessoas que enxergam em mim mais que um corpo continuaram minhas amigas, se você me acha ridícula, escrota, ofensiva, fique a vontade para desfazer amizade, não fará falta nenhuma.

Se você está insatisfeito com seu corpo, quer ficar saudável, mais bonito, corra atrás que vale a pena, só não faça como eu que deixei de viver a vida como deveria por anos, por algumas pessoas que colocaram na minha cabeça que eu não deveria ser feliz e que certo é ter vergonha e me esconder em quanto não atingisse meu peso ideal. Só que eu não quero mais seguir esse conselho.”

28 Comentários

Arquivado em Bullying Nunca Mais, comportamento

28 Respostas para ““Quero ser feliz enquanto não emagreço”

  1. Lana

    Emocionante, me identifiquei e chorei ao ler o texto. Já fiquei 2 anos reclusa dentro de casa com medo do que os outros iriam pensar de mim, com medo das críticas e piadas. Hoje não sou tão mais magra assim, continuo sendo hostilizada, rejeitada a sofrer bullying de toda espécie, mas não me tranco mais em casa pra agradar ninguém. Vivo, tenho uma carreira, estudo, sou casadíssima… Descobri que viver é difícil, muito difícil pra alguém do meu peso, mas pode ser muito mais se permitirmos que os outros ditem regras e padrões pré – estabelecidos. A sociedade é rotuladora e controladora, mas só aceita essa tarja pesada e injusta quem quiser!

  2. Lyla

    Infelizmente essa é uma verdade de muitos. Eu acredito que fui privilegiada, tive meus momentos de ficar escondida, mas em si, nunca passei por uma depressão. Tbm nunca deixei de viver minha vida, mas mesmo sendo apoiada pela família e amigos, ainda encontrei e encarei gente que se incomoda. E o que é mais engraçado, eu me incomodo bem mais com minha altura do que com o meu peso. Graças a Deus sou saudável, não sou sedentária (faço por curtir os exercícios e não para emagrecer) e me divirto como gosto, mas a altura, ou melhor a falta dela é que me deixa chateada. Enfim, fico contente em saber que ela está “saindo” do seu esconderijo, e torço para que muitas outras pessoas tenham a mesma vontade e coragem dela.

  3. Menina, queria mesmo era te dar um abraço bemmmm apertadinho e te dizer do orgulho que tenho ao ler isto!
    Eu uso um medicamento que me fez perder 34 kilos em um ano de tratamento.
    O nome dele no Brasil é: Glifage
    Aqui em Portugal se chama Metfonima Deolindo.
    http://anti-envelhecimento.blogs.sapo.pt/225569.html
    E até meu fígado, problemas menstruais que eu tinha, melhoraram.
    Espero que tudo na tua vida seja da forma que vc planeia, pois a garra e determinação necessários para ser feliz, vc ja tem!

    Estou muito orgulhosa de ti, querida!

    Beijos cheios de luz!
    Um abraço de fazer X!

    Maria

    • Luciene de Souza Rosa

      Olá…esse medicamento é para quem tem problemas de saúde com diagnóstico fechado de diabetes tipo 2. É muito perigoso pessoas que não têm problemas de saúde tomá-lo indiscriminadamente. Mesmo que tenha sido um médico que lhe receitou e vc não tem diabetes é muito perigoso. Infelizmente não são todos os médicos que têm consciência.

  4. Erica

    Oii Renata , sou a Erica a primeira cliente da sua loja virtual , lembra!? Só falei isso pq não costumo comentar aqui , e em nenhum lugar , mas gente esse texto é tudo , ela disse o que muitas de nós gostariamos de gritar ao mundo …

  5. Rita Cerqueira

    Parabéns!

    Tenha certeza que você com seu desabafo ajudou muita gente, inclusive a mim. Gostaria de poder te dar um abraço e agradecer pela injeção de ânimo que você me deu.
    Para você eu tiro o chapéu.
    Vamos ser FELIZ minha gente

  6. Valter Sanches

    Olá Suzane Barbosa. Meu parabéns! Não é qualquer pessoa que tem a coragem que você teve de se expor e colocar a cara para bater. É preciso mais que coragem. É preciso atitude. Tenho a certeza de que muitas outras pessoas que lerem esse seu depoimento, a invejarão por essa iniciativa e postura. Para eu que sou homem e que adora vocês cheinhas e fofinhas, você está ótima. Se mexer, estraga. Agora, acima de tudo é você que tem que se sentir bem consigo mesma. Olhar para o espelho e saber que tem muita, mas muita gente mesmo que adora você desse jeito. Risque da sua agenda as pessoas que te colocam para baixo. Sinta-se bonita todos os dias. (Você realmente é bonita).Saiba que assim como eu, tem uma legião de homens que adoram vocês. Do jeito que estão. Beijos.

  7. Jane

    Nossa me vi em cada paragrafo desse texto .

  8. Jaque

    É realmente difícil. Fui magra até os 23 anos. Depois disso comecei a tomar anticoncepcional e fui engordando. Tinha ovário policistico e esse era o tratamento. Tinha 1,70 e pesava 50kg (e me achava gorda). Hoje estou com 84kg. Terminei com um namorado que me colocava para baixo, dizia que estava engordando, que meu cabelo estava feio, tinhamos quase 4 anos juntos (e ele não era nenhum modelo de beleza) e estava com 27 anos. Fui pro interior ficar com meu irmão e pensar um pouco. Quando voltei, comecei a sair com os amigos que começaram a me colocar para cima. Nessa época estava com 72kg. Namorei de novo, casei e meu marido, que me conheceu magrinha, sempre me colocou para cima. Sempre me elogia, diz que estou linda mesmo quando digo que estou gorda. Ganhei 6 kg com a tensão pré casamento. Depois disso tomei remédio, emagreci e engordei de novo e mais ainda. Resolvi me aceitar. Resolvi viver o momento. Guardava as roupas para quando eu emagrecesse… Hoje eu penso, refaço meu guarda roupa. Doo minhas roupas para alguém que precisa. Quero deixar de me preocupar, curtir meu filho, meu casamento, minha vida. Quero ser feliz!

  9. carol

    nossa. ela escreveu o que eu e muitas outras não tiveram coragem de escrever e com isso direta ou indiretamente tirou um fardo da minha vida, sofro tanto com isso, as oportunidades que já deixei passar são incontáveis simplesmente pela vergonha de ser quem eu sou e como sou.

  10. Rafael

    A Suzane é linda! Críticas é algo que deve ser filtrado!
    Estou feliz também por não ter recorrido a cirurgia! Isso demonstra que é forte! Que consegue chegar onde quer! Parabéns!

  11. Maria Ilza S.S.Pexirile

    Menina, sim voce é uma menina, e com certeza vai chegar na sua meta de peso logo logo. As vezes as pessoas taxam uma pessoa acima do peso como relaxada, mas não sabem como ela chegou naquele peso, e muitas vezes nem desconfiam que ela já esta emagrecendo, mas teimam em rotular. Sabe linda, tambem como voce sempre fui gordinha, já fui a endocrino (e emagreci pouco), fui a um grupo de palestras (v.p. – emagreci um pouco e voltei a engordar durante mesmo o periodo em que estava nas palestras), depois resolvi não ir naquelas palestras, mas voltava, pois engordava um pouco, mas embora soubesse o metodo de cabo a rabo, pra mim não funcionava. Bom deixei de lado. Ha mais ou menos 3 anos senti que era preciso emagrecer (pois estava me sentindo cansada) embora eu ande pra lá e pra cá, e eu não gosto de academia, e então procurei um “outro” e “maravilhoso” grupo de palestras aqui na minha cidade “Mauá”, e desde então já eliminei 25 kg, eu estava com 98,5 kg, Sei que eu já poderia ter alcançado a minha Meta, porém estou no meu ritmo e mantendo, sem remédio, escolhendo o que como, e mastigando bem, Me identifiquei, quando voce mencionou que seu corpo esta se acostumando com o novo peso, também acho que meu corpo esta se acostumando, afinal eu não engordei da noite pro dia, nem de uma semana pra outra. Na minha meta de peso, ainda faltam 10 kg. Mas estou chegando lá. Afinal meu corpo precisa se acostumar com o peso,, e eu tambem preciso me acostumar com o meu rosto, pois agora eu percebo que meu rosto começa a ter sua real feição e não aquele rosto de bolacha trakinas (Bonitinha mas gordinha). Não estou mencionando o grupo de palestras que frequento, pois voce já tem a sua orientação para emagrecer, e venhamos e convenhamos que o que não falta é gente dando palpite: Quando estamos gordinhos (prefiro esse termo) falam que precisamos emagrecer. Quando estamos emagrecendo: chegam perguntando se estamos doentes e quando respondemos que não, já querem a receita para também emagrecer (Ah. e de graça). E também tem aqueles que chegam e falam que: “…Já esta bom, não precisa emagrecer mais, vai ficar feia…” .E sem esquecer aqueles (F.D.P) que falam, que a pessoa vai engordar de novo. Ou seja: gordinho, emagrecendo ou magrinho, ninguém esta contente, todo mundo dá palpite. Vai firme, que voce chega lá.

  12. Luciene de Souza Rosa

    Texto tocante e que diz sobre mim e muitas pessoas. Estou nessa fase, de deixar de viver pelo meu corpo. Em 2002 eu tive a primeira crise de depressão e acordava à noite e comia e comia. Isso durou uns 3 anos e ganhei 20 kg. Quando melhorei e tive forças, comecei a fazer atividade física mas meu joelho estava com problemas, mas mesmo assim consegui emagrecer. Me casei ano passado e mudei para SP. Resultado: mais peso. Hoje estou assim: com a vida em modo de espera. Mas meu magrecimento está complicado por vários fatores. Para mim, emagrecer está estreitamente ligado a minha saúde, já que tenho 100% de chances de ser diabética, além do meu joelho estar “sambado”.

  13. Realmente, emagrecer é um sonho para umas e um pesadelo para outras… rs…
    Muito bom o post!
    Sarah

  14. Amei o post…. muito bom o blog e muito interessante… parabéns pelos ótimos textos, faz qualquer mulher se sentir bem consigo mesma!
    Adorei
    Beijos

  15. Primeiramente, gostaria de parabenizar o Blog por ter postado o texto da Suzane.
    Li e fiquei emocionada, pois as pessoas em sua maioria – especialmente os magros – não imaginam como é difícil para quem está acima do peso se sentir bem consigo mesmo e, principalmente, sentir-se normal, pois a cobrança da sociedade por um padrão de beleza pré conceituado é demasiadamente equivocado e fora da realidade, fazendo com que nós, mulherões, nos sintamos desconfortáveis perante o meio social.
    Mencionei que é difícil de se sentir uma pessoa normal estando acima do peso, pois eu, por exemplo, às vezes me sinto um peixe fora d’água, ou ainda, um elefante fora do zoológico, explico: entrei numa loja conhecida de roupas femininas do Shopping da cidade vizinha e as vendedoras logo me regularam dos pés à cabeça, fazendo-me sentir uma alienígena, imagino eu o que elas estavam pensando quando me viram: “O que essa gorda está fazendo aqui?”, e assim que perguntei se havia o tamanho 46 da calça exposta na vitrine, imediatamente me responderam sorridentes e com um ar de desdém: “Não trabalhamos com tamanhos grandes. Lá na Loja Marisa talvez você encontre algo do seu tamanho.”, e quando saí dali, senti-me tão mal e fiquei por um longo tempo sem vontade nenhuma de botar a cara na rua, afinal, estamos no Brasil, onde a maioria das mulheres possuem os quadris largos e não usar o manequim 34 ou 36 me torna um ser de proporções tão estratosféricas assim, que eu não possa ter vontade de comprar uma calça numa loja conhecida do Shopping? Outra situação é no restaurante… A maioria massacrante das vezes em que estou na fila do “self service”, tenho a nítida impressão que sou o centro das atenções de todos, que certamente ficam na expectativa para comentarem: “Veja só o prato daquela mulher!”, e olha que nem como tanto assim…
    Sei lá, quando me bate uma tristeza por conta dessas situações, procuro ler textos na internet sobre o assunto – inclusive o Blog Mulherão -, e é o que acaba me ajudando, pois sabemos que isso não acontece só com a gente, mas com muitas pessoas mundo afora. Esse texto da Suzane só confirma o que tenho dito.
    Portanto, nos aceitarmos do jeito que somos e encontrarmos a nossa beleza é a chave para que realmente tenhamos uma vida feliz, sem nos importar com o que dizem ou irão dizer ao se depararem com a nossa estonteante beleza GG.
    Sou normal e quero ser feliz!!!
    Um grande abraço à todas!!!
    Viviane

  16. Exatamente eu! Amei ler algo que nem eu mesma conseguia expressar! Obrigada Suzane Barbosa. Admiro a sua coragem.
    Christine

  17. Lene

    É exatamente o que eu sinto e sinti durante anos…
    Apos mtos regimes eu optei pela bariatrica… Eh mto dificil mesmo assim meu metabolismo eh diferente de uma pessoa que engordou durante os anos, eu sou obesa desde o utero!!! Pra mim esta sendo dificil o emagrecimento…
    O texto eh inspirador… Mto bom

  18. Se recuperando

    Bom, quando vi essa postagem me identifiquei muito, e também com o comentário de muitas meninas pois me isolei em casa durante alguns anos também, cheguei a ficar seis meses sem colocar a cara na rua, Depois que comecei a ler esse blog, indicado por uma amiga já me sinto muito melhor comigo mesma, mas meu sonho e me sentir como essa garota.
    mas quero deixar registrado que por ser gordinha durante muitos anos de minha vida eu não me senti mulher. Não me sentia feminina pois p mim a ideia de feminilidade estava associada a delicadeza e eu nunca me senti delicada, sempre a gorda desajeitada.
    Eu não me senti uma menina.
    eu não me senti uma adolescente.
    eu nao me senti uma mulher.
    eu nao me senti feminina.
    mas estou me recuperando.

  19. Fernanda

    Adorei o relato da Suzane. Você está de parabéns. Eu fujo um pouco do tradicional, fui atleta, tinha um corpo “ótimo” depois engordei MUITOOO, mas, sempre fui uma gorda sem qualquer problema (seja de estima ou de saúde). Atualmente, voltei a me exercitar e estou emagrecendo naturalmente, sem neura. Esse pequeno relato, é apenas para dizer que o que nos faz feliz não é ser magra ou gorda, alta ou baixa, branca ou negra. Fico feliz em ver que vc “saiu do armário” e está correndo atrás do seu objetivo e lembre-se sempre que não somos felizes 100% das horas, a vida é assim. Temos apenas que nos posicionar e não nos deixarmos ser colocados para baixo. Gostar da gente é a melhor coisa do mundo, e se o que tem para hoje é estar/ser gorda, que seja. Viva e viva de verdade.
    Mais Sucesso no seu processo de emagrecimento.

  20. Pq tanta gente para por um msm problema,não estar feliz por estar gorda,eu simplesmente tenho nojo do meu corpo,não sou feliz e a cada dia que passo sofro mas,ja fiz varios tratamentos de emagrecimento,ate então fiquei com hipotiroidismo,ai que ferrou tudo msm,tem hora que a minha cabeça parece que vai esplodir,pq não consigo ser feliz,fico muito depressiva com essa situação,tem hora que acho que preciso de um psicologo,mas tambem a gente ja tem problemas e os fabricantes ajudam mas,não conseguimos achar alguma coisa que dar na gente,por que e tão dificil,estou de saco cheio da minha vida,desculpa mas e assim que me sinto!!!!

  21. linda

    Sei como é difícil estar fora dos padrões.. eu por muito tempo estive do lado de lá.. a linda,o corpo escultural,a cintura fina e hoje estou desse lado.. a gordinha,a barrigudinha,a peituda.. por motivos que não sei engordei quase 30 kilos mas comigo foi diferente..não parei de sair,não parei de namorar, adoro me ver no espellho,tirar fotos,compro roupas que tem haver com meu biotipo atual, quero emagrecer mais nenhum segundo fico triste por estar assim fora dos padrões ..sou casada e no inicio fui cobrada por meu marido para me controlar emagrecer.. mas eu fui forte e acabei conquistando ele novamente com meu corpo atual,me sinto sexy,levo cantadas na rua,chamo atenção mesmo com 94 kilos hehe sou alta tb..vou a praia,coloco biquine..tudo bem tamanho maior mais comportado .. mesmo assim curto meu sol.. tanta gente me diz ai não vou a praia a anos por vergonha.. haa váaa.. acho que quando era magra eu tinha mais vergonha, por que tirava a kanga e todos esperavam ver aquele corpo perfeito e todos olhavam e eu tinha celulite.. eu queria esconder.. queria passar perfeição.. hoje sou gordinha mesmo.. tiro a kanga e já sabem que vão ver celullite e culote e dai? o corpo é meu e ninguém muda minha alto estima.. tiro fotos lindas posto no face.. não deixe de fazer as coisas que gostem por estar acima do peso se isso te faz infeliz,lute tenha determinação.. faça uma dieta ,se controle.. busque o que te faz feliz mas não se tranque no quarto por conta disso.. por favor amigas!

  22. Renati

    ai vc e muito guerreira, vc nao sabe o quanto vc ajuda na alto estima das pessoas, nos que somos gordos passamos por dificuldades e preconceitos o dia entero, é bom saber que tem pessoas como vc pra levantar a gente, boa sorte Suzane tudo de bom, e ai na moral vc é muito linda.

  23. Quero MT trocar informações com você pois me encaixei n sua história. :/

  24. Nathaly

    Gente, é só ela fazer uma plastica na barriga, pq essa barriga que ela tem nao vai sumir com dieta. A cintura dela é fininha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s