“Gorda não tem direito a atendimento médico por não se preocupar com a própria saúde”

Por Renata Poskus Vaz

Calma, mulherões! A ideia acima não é minha e nem de ninguém que atua ou já atuou no Blog Mulherão. A ideia do título deste artigo foi defendida na internet por uma mulher comum, magra, que diz em seu perfil do Facebook ter estudado Direito nas Faculdades Integradas de Itapetininga e que, segundo consta, trabalha em uma empresa que vende farinha de trigo: Silvia Abrahão.

Não, eu não a conhecia. A frase chegou até mim por meio de um desabafo de uma leitora. Como a publicação foi pública e, diretamente ofendeu minha leitora e indiretamente me ofendeu, senti-me no direito de publicá-la na Fan Page do Blog Mulherão.

Vejam:

gorda

O que mais me chateou é que este comentário de Silvia, uma moça comum, representa o de milhares de pessoas por aí.  Ela não é única… Existem muitas, muitas Silvias que realmente questionam o direito do gordo a um atendimento médico de qualidade. Como se todo gordo ficasse gordo porque quer, por ser relaxado e comprometesse o atendimento médico dos outros (leia-se magros super saudáveis).

Já contei algumas vezes aqui no Blog Mulherão que minha mãe morreu aos 40 anos vítima de uma embolia pulmonar. Era gorda. Ela não gostava de ser gorda por conta das humilhações e preconceitos que sofria e evitava ir ao médico por se sentir culpada por não conseguir emagrecer. Ela merecia atendimento médico. Ela merecia estar viva.

Dizer que um gordo não merece ser tratado do joelho porque se mantém gordo propositadamente é a mesma coisa do que dizer que uma pessoa com câncer no pulmão não merece tratamento médico por ter abusado do cigarro, ou os portadores de HIV positivo não merecem tratamento porque pegaram AIDS por querer… Enfim, preconceito puro!

Até o momento, quase 200 pessoas compartilharam a infeliz declaração de Silvia Abrahão no Facebook. Espero que isso sirva de exemplo para outras pessoas ao emitirem suas opiniões preconceituosas publicamente. No mais, segue essa sugestão de leitura para Silvia. Clique e leia. 

53 Comentários

Arquivado em comportamento, Curiosidades, Preconceito

53 Respostas para ““Gorda não tem direito a atendimento médico por não se preocupar com a própria saúde”

  1. adriana

    Muito triste saber que tem gente que pensa assim, eu que trabalho na area da saude , ja cansei de ver magrinhas sofrendo de hipertensão severa, adolescente com problemas no joelho, doença não escolhe pessoas, elas as acometem.Só podemos julgar alguém se tivermos perfeição, e isso ninguém tem.Lamentavél.

  2. Ela alterou o nome agora para Sil Abrahão e alterou a foto do perfil, deve ter sido bombardeada de reclamações, mas precisava mudar mesmo era a postura dela, não o nome. Um pedido de desculpas seria um bom começo. Lastimável

  3. Deise

    Um absurdooooooooooo sem tamanho!!!!!o perfil dela até já está até desativado, ou por vergonha, ou por tanta denúncias que recebeu!!!!!

  4. ela vê uma pessoa com dificuldade de respirar e acha certo sentir ódio e criticar… eu não sei que diferença o preconceito contra os gordos tem do preconceito contra os gays,negros, deficientes, etc..p mim tudo humilha igual, machuca igual, desrespeita igual,,,,pq até agora não virou crime??

  5. Shirlei

    Eu não entendi essa moça com esta declaração infeliz, até pq na família dela tem obesos, será q ela n vê de perto as dificuldades??? Eu fiquei muito nervosa ao ler isso, tenho obesos na família, fui obesa tbm! Achei o máximo como a noticia espalhou e desejo que chegue a TV tbm!

  6. PATRICIA

    QU PENA ELA NÃO DEVE GOSTAR NEM DOS SEUS PROPRIOS PARENTES… LASTMAVEL SUA PRECONCEITUOSA …

  7. Maryana

    isso é uma vergonha uma pessoa instruída como ela diz ser, uma advogada q ñ sei se atua na área acho q ñ né, como ela atenderia um cliente gordo? sinceramente jamais esperava ler tal coisa tão absurda como essa, e dando uma fuçada no face particular desse ser pude notar q grd parte de sua familia é obesa…sendo assim ela deveria ler mas sobre isso e saber q obesidade é uma doença e ñ uma opção de vida, e o q mas me doe é q esse ser tem um filho e sendo assim ela pode pagar da pior forma…isso td é muito triste, revoltante, repugnante, desprezível…

  8. LylaCrys

    Depois muitos ainda acreditam que uma pessoa ignorante é aquela sem estudo. Isso é um exemplo claro do que é uma pessoa ignorante. Tds que me conhecem sabem que sou do tipo saudável (não tomo refrigerante, fast food uma vez a cada dois meses, frutas todos os dias e variadas). Mas percebo que esta (não sei nem como denomina-la) acredita que o gordo é praticamente um suicida, ou melhor, gosta de ser gordo, engorda pq quer.

    Começo a acreditar que essa ser tem tempo livre de sobra, pois pessoas que passam a viver em função de outras (ao meu ver, quando ela para de se preocupar com sua vida e passa a falar da de outra, tem tempo sobrando que poderia ser utilizado para limpar a casa, lavar a roupa ou até mesmo ganhar dinheiro) estão perdendo dinheiro.

    Se preconceito valesse a pena, Hitler teria obtido sucesso em seus planos. #ficaadica

    • Deise

      concordo!nem sempre o ignorante é o sem estudos! esses acabam sendo muito mais sábio que “estas”! UM TANQUE CHEIO DE ROUPA PARA ELA OCUPAR A CABEÇA E A LÍNGUA!

  9. Angela Nardin

    Tanta ignorância, fico sem palavras…coitada!

  10. Patricia

    Lastimável… Agora se ela tem azar de ser atendida por maus profissionais da medicina, que não lhe dão a atenção que ela julga merecer, a culpa é da paciente gorda que ele atendeu antes dela???
    #pelamor

  11. Valter Sanches

    Essa tal de Silvia Abrahão (anônima/desconhecida) se diz muita coisa mas mostra que não passa de uma ínfima parte de ninguém menos que um inseto insignificante e ridícula. Nós todos, pessoas mais cheinhas, felizes e realizadas, temos a grandeza de permitir que tais pessoas manifestem seus preconceitos e frustrações, ainda que de um modo vulgar e chulo. Gente, piedade!!! Afinal ela não é feliz como nós somos.

  12. Claudinha

    Essa Sílvia é uma doente mental e ignorante. Como se gordo fosse gordo por que quer!

  13. Ridicula falta de juizo isso porque fez faculdade de direito ,pode não ser gorda no corpo mas no cerebro não deve ter massa encefalica e sim bastante banha.. ..tão esbelta e bonita que ela se acha que não entendo porque não consegue um namorado…e a maioria das gordinhas de nossa cidade estão casadas e namorando ,infeliz tenho pena!!!!

  14. ANA PAULA

    SIMPLESMENTE CLASSIFICO ESSA INFELIZ COMO UM SER SEM LUZ, UMA PESSOA DIGNA DE PENA, POIS COM TODA CERTEZA DO MUNDO TEM PESSOAS GORDAS MUITO MAIS FELIZES E BEM AMADAS DO Q ELA!

  15. Eu ouvi isso do meu ortopedista, que é perito do INSS. Ouvi ele dizer que diabético e hipertenso não deviam conseguir auxilio doença porque “não se cuidam”. Eu estava lá sim por conta do joelho. Estou sim, acima do peso. Gostaria de me cuidar? Sim. Mas há outras circunstâncias à minha volta que não se resumem só a “força de vontade”. Infelizmente o individualismo tomou conta do nosso país e a solidariedade é zero.

  16. Giselle da Silva Leal Krischnegg

    EU NÃO ACREDITO QUE LI ISSO!!!! AFFFFFF… ISSO EXISTE MESMO? EU NÃO CONSIGO ACREDITAR QUE TENHA PESSOAS TÃO TAPADAS PARA TER UMA MENTALIDADE ASSIM… PARECE SURREAL PRA MIM!

  17. LUA SOUSA

    ELA COM CERTEZA PERDEU O NAMORADO DELA PRA UMA GORDA… RIDÍCULA ESSA MENINA!!!!

  18. Rua Dona Delfina, 134 201 Tijuca - rj

    essa tal de Silvia se auto presenteou com um atestado de burrice e desinformação… é uma pessoa notoriamente frustrada… e sinceramente, acho que quer seus 5 minutinhos de fama querendo ofender pessoas… uma pena… quer dizer, digna de pena… deveria se ocupar em estudar mais, e já que é magra… deveria engordar o cérebro… pois está oco …

  19. alexia

    essa mulher não tem um pingo de informação
    tem muitas GORDINHAS que arrasa com QUALQUER MULHER magrinha definida ..se informe primeiro e tenha decência NINGUEM É PERFEITO ..NÃO ..DUVIDO QUE ELA É UMA PESSOA AMADA COM CERTEZA NÃO

  20. Mariana

    Lamentável!
    Só posso dizer uma coisa: que dó!
    Gente que precisa diminuir o outro pra se mostrar superior é digna de uma coisa só: pena!

  21. Paula Regina

    Uma Advogada escreveu isso? A OAB deveria se pronunciar!
    O pior, se não o todo que essa criatura escreveu, foi xingar as pessoas acima do peso de fdp. Abriu um enorme postigo a que seja xingada
    Então o preconceito vociferado por essa criatura deveria ser extensivo a ela e os limites da própria, não é não?! Todas as limitações da sra. Silvia Abrahão devem ser, desde já, colocadas em xeque por todos aqueles que não as possuem. Para uma profissional de Direito, seria nada mais que o justo pelo justo!
    Que feio hem Silvia Abrahão. Podia ter sido lembrada pela nobreza nas palavras e na condução, no entanto…

  22. fabia bueno

    Bom… eu não sei se alguém viu, mas a moça logo depois que apagou o post, pediu desculpas pela insensatez dela, foi muito infeliz no comentário sim, se estudou Direito sabe das consequências de que isso poderia gerar, não é atacando alguém publicamente que vamos concientizar uma outra pessoa de que ela está errada, isso a vida ensina, e pode ter certeza de que após tantos ataques de assédio moral a vida já esta ensinando a ela, ela também é gorda, vocês devem ter visto as fotos, deve ter dores no joelho, e o desabafo dela foi a respeito das pessoas que não cuidam da própria saúde e acabou citando uma pessoa gorda infelizmente, e isso fez da postagem dela muitíssimo infeliz e cretina. E em momento algum ela questionou o direito do obeso ao atendimento médico. è muito fácil colocar uma pessoa na cruz depois de inverter os fatos, se ela se revoltou com o atendimento do médico, não tem o direito de colocar a culpa na pessoa que foi atendida antes dela, sendo ela magra, gorda, negra, gay ou heterossexual, então não vamos ser hipócritas e jogar pedras na pessoa, nem a conhecemos pra julga-la, a maneira como ela pensa ou deixa de pensar não diz respeito à ninguém, se ela é infeliz e magra ou infeliz e gorda ou feliz com o corpo que tem, que seja, ninguém tem nada com isso, o comentário foi infeliz e ela tentou se retratar, mas depois de tantas pedras, ela fugiu. Paciência, a vida dará a ela a lição que tem que tomar.

    • Renata Poskus

      Eu não vi não o pedido de desculpas, caso contrário eu o publicaria. Não tenho a mínima intenção de prejudicar essa pessoa, não tenho nenhuma relação com ela. Apenas noticiei o que publicamente ela publicou. Da mesma forma publicaria uma possível retratação. Excluir um post não é exatamente se retratar,

      Abraços

      • fabia bueno

        Bom Renata, novamente, a Srª esta distorcendo os fatos, leu direito o meu comentário????? eu não disse que ao excluir o post ela se retratou disse???? e quem disse que o obeso não tem direito ao tratamento médico, foi a srª, novamente distorcendo os fatos, ela só disse que o médico trata as pessoas desigualmente, e isso causa um desconforto, foi infeliz ao citar uma pessoa acima do peso, mas e ai???? ela não disse que todas as pessoas acima do peso não se preocupam com a saúde, ela disse que alguns acima do peso não se preocupam com a saude, assim como poderia dizer que as pessoas abaixo do peso não se preocupam com a saúde, as pessoas negras, os gays e tals, quem acabou generalizando e gerando tal cyberbullying foi a Srª. Para ter um blog e noticiar e publicar as coisas, deveria assim como ela pensar nas consequencias das distorções dos fatos. Será que o blog daria tamanha impotancia para uma possivel retratação???? pediria a todos os seguidores que compartilhassem a retratação???? Assim como disse a Dila Pereira em um comentario logo abaixo. ela acabou tornando-se vítima ao invés de vilã nessa história, Pense nisso, não a conhecemos e devemos pensar se ela não foi infeliz ao publicar isso e qual foi a verdadeira intenção dela ao publicar, e não sair por ai criticando sem conhecer a essência da pessoa, preconceito, acaba gerando cada vez mais preconceito.

    • Renata Poskus

      Prezada Fábia Bueno,

      Perdoe-me, mas quem não leu direito o meu comentário é a senhora. Ou então, está levianamente sofismando. Com que intenção, só Deus sabe.

      Você disse sim que ela pediu desculpas e a expressão “se retratar” equivale a “se desculpar”. Então, não minta pois seu post está logo aí acima.

      Para completar, você mente quando afirma que ela apenas questionava o atendimento do médico. Em nenhum momento ela disse que o médico trata as pessoas desigualmente e que isso causa um desconforto. Aliás, ela diz que o médico trata ambas de forma negativa: ela, a magra saudável e a gorda que não cuida da própria saúde. Ela foi baixa, cruel e ofensiva.

      Quer reler?

      “gente gorda além de ocupar espaço não se preocupa com a própria saúde”

      “tá lá aquela gorda filha da puta que não se preocupou em emagrecer”

      “o médico que olha pra gente com cara de saco cheio pq a gorda já encheu bem o saco dele”

      “to com implicância de gente gorda”

      Ou seja, se ela tivesse susbtituído a palavra gorda por: negra, nordestina ou gay, pode ter certeza que ela já teria sido indiciada criminalmente. Teria até mesmo sido presa, sem direito a fiança, conforme prevê nosso código penal em casos de racismo.

      E as suas tentativas de defender sua amiga beiram tanto o ridículo que você distorce o que todo mundo acabou de ler. Em nenhum momento ela usou artigo indefinido “uma” ou “umas” antes da palavra gorda, deixando bem claro que ela se refere a todas as pessoas gordas e não a algumas em particular. Qualquer criança de 5ª série ao ler, reconhece isso. E você, como não é ignorante (no sentido de não ter conhecimento) embora sofisme e tente atribuir aos outros uma culpa que é apenas da sua amiga, sabe muito bem disso.

      Não gerei cyberbullying, Sra. Fábia, se é que é esse mesmo o seu nome. Quem gerou foi a própria autora do infeliz comentário sobre gordos que ofendeu a muitos, inclusive a mim mesma. Com suas declarações gordofóbicas, repletas de ódio e intolerância, ela incitou o ódio contra si mesma.

      • Eu realmente não estou entendendo…uma pessoa faz uma agressão pública, sem pudor algum sob uma determinada classe, generalizando as pessoas gordas, dizendo que elas não têm saúde, dizendo que elas atrapalham o atendimento médico das pessoas “normais”, enfim…um preconceito descarado e uma falta de respeito tão grande, que ela ainda por cima ri…como se fosse engraçado ter falta de ar e ter dores no joelho. Se não fosse um assunto tão dolorido e pertinente como é o caso da obesidade, a grande massa das pessoas que se manifestaram não seria tão grande, tenho certeza disso! Nem eu nem a Renata induzimos ninguém a comentar o post. As pessoas falaram por si próprias Fábia Bueno. O caráter dela está sendo julgado não por nós e sim, pelas palavras que ela postou sem raciocinar que estava sendo cruel, preconceituosa e enfática quando cita sobre nós, os gordos. Quer dizer que, se alguém comete um crime, (pois preconceito é crime até onde eu saiba), nós devemos interpretar que a pessoa estava num momento delicado ou isso ou aquilo? Então eu posso sair ofendendo as pessoas e depois marcar um médico e alegar insanindade…Fica muito simples. Ela não se retratou ao contrário, excluiu o facebook. Ela como Advogada deveria vir a público e pedir desculpas, seria o mínimo esperado. Eu estava torcendo para isso acontecer. Tenho certeza mais que absoluta que, se ela se retratar, o blog vai publicar os dizeres dela (Sílvia) e as pessoas vão entender ou não.

    • Alane

      Estou rindo muito aqui , essa infeliz que esta tentando defender a outra só pode ser a própria , kkkkkkk
      E sabe qual o problema dessa desgraçada chamada sil sei la o que , o macho dela trocou ela por uma gorda que deve satisfazer ele bem mais que ela , que alem de arrogante de se achar nao deve nem saber meter…

  23. marbar

    que vergonha ter todo tipo de preconceito..e pior publicar….sendo ela uma universitaria e fazendo direito.mal sabe que pode dar um baita processo e ela amanha ter problemas e ficar obesa….é o que mais desejo pra esta infeliz moça pobre de espirito……………………..ela calada seria um poema..

  24. Renata Poskus

    Meninas, por favor, controlem-se. Se uma pessoa nos ofende, não podemos responder com ofensas.

    Por exemplo, nem todo mundo que age com intolerância, discriminação etc é mal comida ou é chifruda. Tenho muita amiga que já tomou chifre ou que não transa há anos e ainda assim se mantém educada e respeitadora.

    Beijos!

  25. Marcella Betti

    Para pessoas como essa mulher atendimento médico não é direito, mas um privilégio, e privilégio daqueles que se encaixam num modelo de “saúde” limitado e moralizante, que julga negativamente e culpa a pessoa considerada acima do peso por sua condição, Capaz de nem reconhecer isso como preconceito, como discriminação.

  26. Acho que a forma mais coerente de lutar contra isso é abrir uma representação contra ela, da mesma forma como Ministerio publico fez com a Estudante no caso dos Nordestinos. Fazer um B.O., abrir um processo. Certos tipos de lição só vão ter efetividade se envolver algum tipo de prejuizo moral ou financeiro.. Apenas criar página de repudio, ou ficar retribuindo “elogios” à cidadã, pode acabar fazendo dela passar de vilã à vitima.
    Devemos ficar espertas.

  27. Tenho pena dessa pessoa que fez esse comentário infeliz, ela tem problemas e precisa de tratamento. Lamentável!

  28. Rejane Kazinski

    Estudar direito, qualquer pode, Ser uma brilhante advogada e com bom caráter, não é pra muitos. e a digníssima Silvia Abrahão está na parte dos ” apenas estudei direito” bom, pois volte a faculdade, pois você realmente não estudou Direito. Estudou errado mesmo. Tenho pena da sua vida.. deve ser muito sem graça! Desejo que você seja feliz…. No mais.. Arrivederci ♥

  29. Quem é gordo pode emagrecer (se decidir fazê-lo). Agora quem é idiota, só nascendo de novo…

  30. Ana deise

    Gente estou pasma!!!!!
    Essa mulher não regula muito bem da cabeça, ela precisa de um tratamento, ela não é magra e na família dela tem gordos e fala uma merda dessa…
    Não entendi o comentário dela….

  31. Acho lamentável uma pessoa ter esse tipo de pensamento e ainda por cima ter coragem de postar numa rede social. Sinto repúdio por quem acha que gordo só vive comendo e quem acha que todo magro é anoréxico… E outra, todos tem direito à assistência médica, pelo amor de Deus, isso não é um favor, seja o serviço particular ou público.

    Ela deveria se colocar no lugar das pessoas doentes para entender o sofrimento e não sentir raiva delas.Dá pra notar que ela não escreveu com a intenção de ser preconceituosa mas acabou sendo e ofendeu sem necessidade.

  32. angela

    Essa quitandeira deveria pagar um plano de saude ai ela não teria que se estressar.
    Cara colega ai em cima por muitas vezes não conseguimos emagrecer com deveria é por causa de uma coisa que se chama genetica e para lutarmos contra isso praticamos esportes e levamos uma vida saudavel melhor do que qualquer um que se diz magro .Sou um exemplo disso faço caminhada de manha e tarde vou volto do serviço caminhando tbm no mais grata

  33. gislaine regina mazzo

    acho isso uma ignorancia msm eu sou gorda e nao me acho td isso que issa ai ta dizendo ja fiz de td pra emagrecer e nao consigo emagrecer eh do meu organismo e nao sou um monstro por isso

  34. bruna

    os médicos também tem preconceito, quando vc entra no consultorio ja te olham com aquela cara, ai tudo que vc falar na vida ele diz “é mas vc tem que emagrecer” como se todas as doenças do mundo fossem culpa da gordura

  35. Crislayne Marques

    Olá Renata, equipe e demais leitoras, realmente é extremamente revoltante o que essa moça disse.. Sou gorda e não é porque quero, meu irmão caçula faleceu há quase três meses, ele era obeso, aos 6 aninhos chegou a pesar 70 kg, isso se deu devido uma sindrome rara chamada Síndrome de Prader Willi, que se desenvolve dos 4 aos 6 anos. Infelizmente esse tipo de médico citado pela tal “nao sou magrinha, magérrima” existe. Além dos olhares e alguns comentários maldosos, o otorrino que atenderia meu irmão nao estava preocupado em analisar o estado clínico dele, mas, sim em um meio do conselho tutelar ficar em nosso pé devido o tmanho do meu irmão. Agora me digam, que família deixaria um filho seu engordar tanto de uma hora para outra? Se ele tivesse se preocupado em analisar o caso do meu pequeno e pesquisar sobre a doença veria os fatos como são. Sempre o levávamos para fazer consultas de rotina, e aquele infeliz nada fez.. Enfim, infelizmente somos obrigados a ter em nossa sociedade Silvias, Robertos e demais preconceituosos… Ninguém é gordo pq quer e se um dia eles sentirem na pele as situações que passamos seja no cotidiano ou em algum momento da vida repensariam e mto esse discurso infeliz!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s