Eu não mereço ser estuprada!

Por Renata Poskus Vaz

Nunca vou me esquecer de um dia em que assisti em um desses programas jornalísticos policiais de TV, em que um pai preso por estuprar a filha de 12 anos, disse: “não sou de ferro. Ela ficava me provocando andando pela casa de camisolinha”. Fiquei chocada com a justificativa do estuprador doente mental.

E não é a toa que ainda tem muita menina que é proibida pela própria mãe de ficar em casa de shortinhos curto, porque tem primos ou irmãos  “homens em casa”. Parece absurdo, mas isso existe! Meninas já nascem vítimas em potencial para um estupro. E as mesmas mães que as “protegem”, aceitam a probabilidade de seus filhos virarem abusadores, como se fosse coisa normal de homem, uma simples molecagem.

Mesmo quem nasce em uma família com um pouco mais de cultura e esclarecimento (não que não existam abusadores letrados!), cresce ouvindo: “vai sair com essa saia? Depois não reclama se for estuprada!”. É uma cultura que a gente quase não percebe. A gente acaba evitando sair com determinada roupa para não ouvir cantadas ou para diminui as chances de sofrer qualquer tipo de aborrecimento ou violência. Mas a verdade é que ninguém está livre de ser estuprada, com saia curta ou longa, roupas largas ou justas, todas somos vítimas de estupro em potencial.

Nesta semana pesquisa do Ipea – o Instituto de Política Econômica Aplicada, ouviu 3.800 pessoas de todo o país. Nela, 61,5% dos entrevistados disseram que as mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas e 58,5% afirmaram que se as mulheres soubessem se comportar haveria menos estupros. O mais triste nisso tudo é que as mulheres foram mais da metade dos entrevistados para a pesquisa.

É absurdo ver que essa visão também parta de mulheres. Esse preconceito tem que acabar entre nós mesmas!

A gente não tem que aceitar a ideia de que homens são animais irracionais que agem por instinto e que  não conseguem se conter ao ver uma mulher de saia curta. E que a mulher, sabendo disso, não pode “provocá-lo”. Homem tem cérebro, capacidade de autocontrole, lívre arbítrio e não detém o direito de violentar quem quer que seja, mesmo que essa mulher ou menina esteja com roupas ousadas, decotadas, curtas etc..

Estamos organizando um grande mural no Facebook com fotos de nossas leitoras segurando cartazes com a frase: “eu não mereço ser estuprada”. Ok, isso não vai acabar com a violência hoje,  mas as nossas fotos podem ajudar a conscientizar as pessoas. Participe!

Clique aqui.

Eu não mereço ser estuprada 1

eu não mereço ser estuprada 2

eu não mereço ser estuprada 3

p.s: Depois que publicamos a primeira foto no mural, o DJ Nando Portugal, após ser marcado por sua esposa, escreveu: “quem vai querer estuprar isso?”, como se fosse um favor para nós, mulheres, sermos estupradas. Como se nos sentíssemos lisonjeadas por sermos violentadas por desconhecidos. Se era uma brincadeira, como ele posteriormente afirmou, foi uma brincadeira infeliz, em um momento super inoportuno.  E o cara não pensa que isso atenta até mesmo para a carreira dele. Pois se sou um contratante, em uma festa em que vá mulheres, não vou querer a presença de um DJ que acha normal o estupro, que faça piadas com isso.

nando portugal

10 Comentários

Arquivado em Uncategorized

10 Respostas para “Eu não mereço ser estuprada!

  1. É chocante ver que ponto o ser humano chegou,concordar um com preconceitos absurdos, as mulheres devem ser livres independente da sua roupa isso não da direito de ser violentada.Devemos buscar fazer diferença mostrando ao mundo que a unica pessoa que deve tomar decisão por nos somos nós mesmas.

  2. Merecemos respeito…nao e a roupa que faz as pessoas,estava no terminal aqui de Campinas passou uma menina com uma saia curta aparecia tdo tinha um rapaz do meu lado ele nem olhou e de carater isso,o homem e dotado de pensamento e da p ele se controlar sim e o carater …mulherada para com esse preconceito ja escutei amigos meus que viaja imaginando com uma mulher tda coberta.imaginava tanta coisa isso e carater e nao roupa …beijo Re…

  3. Paula Regina

    Vergonhoso viver em uma sociedade onde mulheres sejam privadas de usar roupas que desejam e ter o peso que possuem porque um bando de idiotas sente-se no direito de ditar o que fazer mediante uma postura
    exclusivamente arbitrária, autoritária e machista.

    Vergonhoso o que esse cidadão escreveu. Tomara que lembre-se disso todas as vezes que receber seu pagamento de uma mulher e de um mulherão.
    Deveria faze rum favor à civilização e sumir da face da Terra.

  4. Marcella Betti

    “A gente não tem que aceitar a ideia de que homens são animais irracionais que agem por instinto e que não conseguem se conter ao ver uma mulher de saia curta. E que a mulher, sabendo disso, não pode “provocá-lo”. Homem tem cérebro, capacidade de autocontrole, lívre arbítrio e não detém o direito de violentar quem quer que seja, mesmo que essa mulher ou menina esteja com roupas ousadas, decotadas, curtas etc..” Perfeito Renata, vc tocou num ponto muito importante: a naturalização da violência contra as mulheres anda de braços dados com essa ideia de que os homens “não conseguem se conter”. Parabéns pelo post!

  5. As pessoas não fazem idéia do que é um estupro, li tanto absurdo por ai que me da até nojo, fui voluntária no hospital Pérola Byington, e dois casos em especial me chamou a atenção: Uma senhora de 82 anos foi estuprada coletivamente em sua casa, a mesma só acordou após esta sendo atacado por três homens. O outro uma menina de 11 anos também sofreu estupro coletivo, nesse caso a violência foi tão grande, que ela não poderá mais engravidar! Ambos os casos eu acompanhei de perto, e garanto que nunca vi crimes tão violentos e com sequelas como aquela, nenhuma das vitimas estavam vestidas sedutoramente, e mesmo se estivessem não justificaria tal brutalidade. O Trauma é incalculável e as sequelas para o resto da vida, estupro é um crime brutal e que acontece diariamente, não tem justificativa, ou será que os homens que também sofrem estupro é porque estavam sem camisa ou com roupa sedutora? Por favor, né? Crime é crime e a vitima nunca é culpada!

  6. Tô pasma diante do comentário daquele Dj Nando Portugal… Lendo essa matéria, por curiosidade fui ver quem era o tal sujeito e… me poupem! Ele se acha maravilhoso para poder falar assim das fotos das meninas? Acho que vou dar um espelhinho de $0,50 para ele se olhar, porque ele não merece nada mais que isso…

  7. renato da silva pedro

    um homem que comete estupro ele nao e homem e ,sim um mostro que esmaga uma flor linda sem piedade

  8. Juliana

    Não costumo comentar em sites, mas devido ao resultado deplorável daquele estudo desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, que revelou que 42,7% da população concorda totalmente que “mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas”, senti a necessidade de esclarecer algumas coisinhas, gosto de usar roupa curta sim, e sabe por quê? Porque moro no Rio de Janeiro, onde faz um calor infernal, e pego dois ônibus lotados para chegar na faculdade, por que não sou alta e acho que roupas longas me deixam mais baixinha ainda, por que sou mulher e mereço ser respeitada, NÓS MULHERES MERECEMOS ser respeitadas! NÓS NÃO MERECEMOS ser enconchadas, cantadas, ou apalpadas sem o nosso consentimento. Seu moço, se você não percebeu, esse corpo é meu! Eu não mereço ser estuprada!”

  9. Camila Albuquerque

    Realmente um exemplo de machismo, covardia e ridículo essa situação e deu muito ibope essa pesquisa. Concordo plenamente com você, mas eu como advogada não quero tapar o erros desses covardes e simplesmente deixo a você um conselho que se caso ele descobrir esse post e deixando ele em evidência na pagina do Facebook ele pode entrar com um processo na federal contra você pela exposição de imagem e nome e ainda por cima por danos morais e perdas e danos…e na frente de um juiz, ele vai dar razão à ele pois ele não fez mais de que um comentário(muito do sem educação por sinal) mas realmente isso pode te dar muita dor de cabeça se isso chegar nele. Já que você mencionou (Pois se sou um contratante, em uma festa em que vá mulheres, não vou querer a presença de um DJ que acha normal o estupro) e ele não mencionou que é a favor ou contra esse ato e infelizmente a lei funciona assim. Sempre sigo o seu blog e adoro o conteúdo só que nesse post você foi infeliz e ele pode te trazer problemas, só deixando um conselho pra você. beijos parabéns pelo blog 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s