Casaco de pele plus size: usar ou não usar?

Por Renata Poskus Vaz

Estamos todas trabalhadas na sina da classe média baixa, vestindo Marisa no invernão, mas como somos brasileiras e não desistimos nunca, sonhamos com o dia em que ficaremos rycas e phynas. Um dia em que teremos muito glamour e, quem sabe, teremos que decidir entre usar ou não usar um casaco de pele, não é?

Ops,  algumas de nós, mulherões, já vive essa realidade. Estão com uma condição financeira melhor, podem viajar para a Europa e gastar parte de seu dimdim em lojas de gordas gringas. Lá fora existem muitas lojas que vendem casacos de pele originais. Há casacos de pele de todos os tipos de animais e para todos os gostos e tamanhos. E aí, você, que sempre babou no visual das divas da década de 50, aquelas que desfilavam seus casacos fofinhos e genuínos,  sente aquele mal estar: “eu vou mesmo querer desfilar com um bicho morto pendurado em meu corpo?”.

Não,  você  não vai querer! Antigamente as pessoas não questionavam se era certo ou errado matar um animal com requintes de crueldade para usar sua pele em roupas. Era algo cultural. Mas toda cultura pode ser aprimorada, melh0rada, afinal estamos em constante evolução moral. No passado, nós escravizámos seres humanos porque fazia parte de nossa cultura. Nós mudamos isso. Da mesma forma estamos revendo a forma como tratamos os animais.

Se,  hoje, você usar um casaco de pele de animal mostrará sim que tem dinheiro, mas não fará com que as pessoas o respeitem.  Mostrará que não é uma pessoa evoluída, que não tem sentimentos, que gosta de ostentação a qualquer custo.

Há quem condene, inclusive, o uso de peles de animais sintéticas. Dizem: “que tipo de pessoa andaria com uma imitação de bicho morto?”.  Para mim, uma imitação de pele não me faz sentir como se estivesse com um bicho morto pendurado em mim. Faz,  na verdade, me sentir o próprio animal, fofinho, quentinho e VIVO. Tô viajando  na maionese ou vocês também se sentem assim?

Veja alguns casacos e coletes plus size com pele sintética:

casaco de pele plus size 1casaco de pele  plus size 3casaco de pele plus size 2Uma coisa curiosa que tem acontecido com frequência, é gente desfilando com casacos de pele de verdade por aí dizendo que se trata de  pele sintética. Como se ninguém fosse perceber!

E não para por aí. Hoje vi na Fan Page de minha diva norte-americana Tess Munster, a foto com um tapete de pele de urso que ela diz ser falso. Isso sim achei sacanagem. Foge bem daquela sensação das roupas de pele sintética, que nos fazem parecer o próprio animal fofinho. Achei essa foto linda, mas  ao mesmo tempo tétrica. Tadinho do urso! Ele está morto lá, estatelado no chão. E ursos nos EUA estão em extinção, é  agir  com naturalidade com a prática de caça, de matar por hobby.

E vocês, o que acharam?

pele  de animal 1

8 Comentários

Arquivado em Moda e estilo

8 Respostas para “Casaco de pele plus size: usar ou não usar?

  1. Cleide Cavalcante

    Eu já tive um casaco de pele e tive nojo de usar, nojo até de encostar na verdade. Acho nojentinho andar com cadáveres pendurados. Mas não sinto isso usando casaco de couro.
    Na foto da Tess pode ser que o urso seja fake sim, ele não me pareceu ser de verdade.

  2. Keli

    Me desculpe Renata, vou dar aqui a minha opinião, para ser fina e chic não é preciso usar uma roupa ou acessório proveniente da dor de um animal, o sofrimento que o animal sofre é inimaginável para quem nunca ouviu falar em como eles são mortos. Entre 24 e 30 raposas são assassinadas para fazer um casaco, entre 65 e 70 visons são usados para um único casaco de pele. Entre 10 e 12 Filhotes de foca que nem desmamaram ainda são usados para cobrir celebridades, como Jennifer Lopez. Um casaco de lontra consome entre 30 e 40 animais para decorar Paris Hilton. Já um casaco de pele de lebre ou coelho, mata cerca de 40 a 50 animais. O casaco de chinchila consome cerca de 200 animais. O casaco de pele de marta é um dos mais valiosos e extermina 60 animais por peça. A matança mais sinistra que tem é a dos esquilos, são 400 e poucos deles para um único casaco. Onde existe sofrimento e dor não existe beleza.

  3. Karlinha

    É cruel,idiota!Nós seres humanos teremós de evoluir muito até acharmós mesmo o siginificado de humanidade. “Direto das carvenas” para as pasarelas, faces,capas de revistas,etc…Uma vida ou melhor a morte em nome da moda,isso é belo?Já é complicado comer carne,imagina vesti a pele,usar os ossos e dentes com bijux. Algumas acham bobagem,eu acho um ABISURDO!O ser humano se achar maior doque todo ser vivo nesse mundo de meu Deus.

  4. Erika

    Além da questão crueldade / politicamente correto, eu particularmente não gosto, acho feio mesmo…mas é uma questão de gosto pessoal. Especialmente em nós “mulherões” tenho a sensação de nos deixar maiores ainda… Mas acho feio mesmo em magrinhas, viu?

  5. Paula Regina

    Ai,Renata, que triste voltar de férias na Europa e ler isso… Lamentável mesmo que voce gastasse um tempo escrevendo a dor e a cafonice de usar algo tão controverso.
    Não há glamour algum em usar um animal, escravizá-lo e dar uma morte horripilante, digna de sadismo puro, coisa de psicopatia para ter seu corpo aquecido.
    Estou triste, decepcionada, mesmo!, com o post e acreditando que voce estava de brincadeira quando achou que poderia agradar suas leitoras com isso. Voce deveria escrever combatendo práticas cruéis e fazendo força para que usemos couro vegetal e afins.
    Sou brasileira, tenho uma condição financeira excelente mas jamais ousaria ter em meu closet nada que submetesse animais a dores e subjugo, pele, couro e todo o resto..
    Meu marido me colocou na loja Prada e nem assim eu quis bolsa, sapato ou qualquer artigo de couro. Desse glamour eu me esforço, sorridente e fervorosa, para nem chegar perto.
    Tremendamente decepcionada. De verdade!

    • Renata Poskus

      Paula, eu que estou decepcionada contigo, que sempre foi uma leitora inteligente e nunca julgou meus textos pelos títulos. Vc tem certeza que leu o texto inteiro? Pois em nenhum momento eu defendi o uso de pele de animais. Vou te pedir por favor que o releia.

      • Paula Regina

        Cara Renata, olá =0)
        tanto e li entendi que comecei a escrever com “Estou triste, decepcionada, mesmo!, com o post ” sobre casaco de peles e não citei, em linha alguma Renata que voce concordava com tal atitude.
        Eu é que peço-lhe, humildemente, que releia meu comentário acima.
        Eu fiquei revoltada, triste, decepcionada só em haver um post sobre uso de pele animal. Entendi, perfeitamente, que voce NAO aprovava, mas o que eu questionei foi haver um post sobre um tema tao cruel. Eu questionei é, te conhecendo, adorando voce e o Blog nota 1000, ler algo dessa monta: um post sobre casaco de peles.
        Espero que, relendo, ambas cheguem ao consenso definitivo.
        Beijo grande e não vou deixar, absolutamente, de frequentar teu/ Blog.
        Paula.

      • Renata Poskus

        Eu acho inadmissível que ainda se discuta o racismo, o estupro, a violência doméstica, a homofobia, mas infelizmente tenho que discutir esses assuntos. Se todas, como eu e você, achassem um absurdo usar casaco de peles, animais ainda não seriam mortos para esse fim. Não falar sobre algo, não vai fazer que isso se extinga, infelizmente. Minhas leitoras não tem todas um perfil único, mesmo educação, mesmos valores e consciência moral equivalente.

        Renata

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s