Sou muito gorda. Como me amar?

Por Renata Poskus Vaz

Todos os dias recebo mensagens de leitoras dizendo que são muito gordas, que se odeiam por isso e me pedindo dicas de como começar a se amar.

Ah, como eu queria que existisse um segredo desses! Que pudéssemos, de uma hora para a outra, mudar a forma de nos enxergarmos. Infelizmente, isso não existe. O resgate do amor próprio é um exercício que deve ser feito dia a dia, incansavelmente. Cada caso é um caso, uns demoram mais, outros menos, mas em todos, sem exceção, é possível voltar a se amar.

No meu caso, cansei de tentar emagrecer. Cansei de me odiar por comer, por ter curvas, por aquela celulite aqui e gordurinha ali. Cansei de esperar emagrecer para ser feliz!

Mude seu guarda-roupa!

Acho que a minha primeira grande mudança foi usar roupas que nunca tive coragem de usar, porque achava inadequada para uma mulher plus size. Saias curtas, blusas com braço de fora, cores fortes, estampas, saltos altíssimos, tudo entrou no meu guarda-roupa novo. Não via mais proibições em nada, desafiava o que pregavam os consultores de moda nas páginas das revistas femininas. Foi esse o primeiro e grande salto em minha autoestima.

Faça amizade com outras gordinhas 

Não acho que tenhamos que nos isolar e criar uma gangue só de gordinhas contra o mundo magro do mal. Porém, quando criei o Blog Mulherão vi que não era a única mulher acima do peso com dificuldade de encontrar roupas para o meu tamanho, e também estava longe de ser a única que já passou por preconceito. Minha vida mudou. Eu deixei de me fazer de vítima, vi que era 1 em 1 milhão e que, por conta disso, eu não era diferente. Via mulheres bem mais gordas do que eu super sexy, felizes, bem amadas e eu poderia ser também. Ainda conservo minhas amigas magrinhas, mas me divirto com as gordinhas que também escolhi para fazerem parte da minha vida.

Pare de se vitimizar

Ficar se lamentando, dizendo o quanto a vida é cruel com quem está acima do peso, não vai mudar a sua condição. Apenas prolongará seu sofrimento. O mundo não vai mudar por você. Então, enxugue as lágrimas e vá à luta. Tem muitos caras que não curtem mulheres gordas, mas existe uma infinidade de homens que só querem mulheres cheinhas. Tem empresa que não contrata pessoas gordas para trabalhar? Sim, mas há milhares de empresas idôneas preocupadas com o seu currículo e não com a sua circunferência. Tem vendedora de loja que vai te tratar com desprezo porque você é gorda? Sim, então vá em uma loja especializada ou nos grandes magazines que vendem plus size e onde não há vendedoras te perseguindo com aquele olhar de reprovação. Viva! Você é um mulherão e não uma coitadinha.

Cuide-se e admire-se

Cuidar-se não quer dizer investir em uma dieta da proteína e ficar malhando os glúteos durante 3 horas seguidas na academia. Cuide de você, do seu cabelo, da sua pele, estabeleça um ritual de beleza… Cuide-se para você e não para o boymagia ou para as amigas. Vista-se sempre bem. Não estou falando de roupas caras ou da moda, mas uma roupa em que você se sinta confortável e bonita. Olhe no espelho, admire-se. É impossível que você não tenha algum ponto forte, um destaque, algo lindo que só você tenha e mais ninguém: o sorriso, o decote, o cabelo, a voz, as mãos…

Não ligue para o que os outros falam de você

Não permita que falem mal de você. Ignore, vire as costas e evite pessoas que sempre querem te colocar para baixo. Elas enxergam em você uma potencialidade que você mesma ignora. Querem que você fique para baixo, porque tem medo da concorrência. Um marido que te chama de gorda e diz que ninguém vai te querer, justamente pensa o contrário. Ele sabe que se o deixar, mesmo gorda, você terá quem quiser. E como um idiota, fraco, ele insiste nisso. Não dê ouvidos para uma pessoa pobre de espírito assim.

Com o tempo, você vai se enxergar de outra forma. Verá que é única, especial. Ouça sua alma, seu coração e siga em frente. Você é muito mais do que números na balança. Não se esqueça disso. ❤

10 Comentários

Arquivado em Uncategorized

10 Respostas para “Sou muito gorda. Como me amar?

  1. Você é uma linda!
    Contei para minha terapeuta que estava recebndo mensagens suas e ela me aplaudiu.
    Que bom que ainda existem pessoas assim, que se preocupam em partilhar o que tem e sabem de bom.
    Beijo no coração!

  2. seja feliz com tudo o que você tem! inclusive os quilos a mais…

  3. LylaCrys

    Eu entendo que se amar, é estar em um relacionamento consigo, e que não basta apenas dizer que se aceita, mas assim como um relacionamento, você tem que si incentivar a amar-se, afinal é uma constante construção. Afinal, como seres humanos, nem todo dia nosso cabelo tá lindo, nossa pele está maravilhosa, nossa auto estima tá alta; mas podemos melhorar sempre, buscar o que mais gostamos em si.

    E concordo que existem muitas pessoas fúteis e inúteis nesse mundo, mas também existe muitas pessoas maravilhosas que independente do peso precisam se amar mais.

  4. Nossa Rê depois que me descobri a varios anos,é tão bom,vc se ve diferentee,n se vitimiza mais,me redescubro a cada disa e tao bom!!!
    E diariamente,fale coisas positivas p si mesmo tdos os dias,nda tira seu valor pois se ame se goste nao de ouvidos a coisas bobas!!! Sejsa firme no começo vc pode ate querer recuar,pode crer persista vai ser so progresso!!!! ❤

  5. LEDSONIA MARQUES

    É muito bom ter alguém assim para dar uma injeção de animo em nosso ego as gordinhas agradece, mais nem sempre a gente consegue se amar, temos momentos de amor de admiração aos olhos a boca, o sorriso, mais e muito triste ser gordinha, pois poderia nos dar uma oportunidade para ser uma modelo plus size e poder ter uma pessoa de dando conselhos de moda e lhe ajudar a colocar seus gosto em pratica te ensinar a ser mais elegante e bonita, te mostrar que um vestido fica bem em você.

  6. Eu passei por uma grande mudança de pensamento recentemente e, como você falou, não é fácil encontrar essa consciência dentro de si. Foi um processo longo, demorado e difícil. Eu chorei muito, entrei na dor de não me aceitar, de não querer que eu fosse daquele jeito, até o dia em que descobri que isso nunca foi um problema para mim, mas para os outros. Cresci ouvindo asneiras, em casa e fora dela, e como uma criança indefesa eu acreditei. Acreditei que não poderia ter um homem, que não poderia ter uma carreira de sucesso, que não poderia usar essa ou aquela roupas por ser “a gorda”. E descobri que eu sou um monte de coisas e que gorda é só uma parte, pequena, do que eu sou. Hoje isso é o meu charme e eu #shoro de pena das mulheres que me atacam, direta ou indiretamente, por assumir e gostar de quem eu sou. Descobri que o mundo é sim cruel, não era porque eu estava errada. Isso é tão libertador. É a verdadeira felicidade.

  7. EDNA SANTANA

    OLÁ RENATA, ADOREI ESSE SACODE A POEIRA, MIM LEVANTOU,ESTAVA QUASE DIZENDO: NÃO VOU MALHAR HOJE, MAS VOCÊ ESCREVEU O QUE PRECISAVA OUVIR NESTA SEGUNDA FEIRA. ADORO VOCÊ E QUE DEUS TE ABENÇOEI BJINHOS.
    VOCÊ É MESMO UM MULHERÃO.

  8. sarah

    Renata, algo interessante me aconteceu e me ajudou muito. Eu também ficava sempre amaldiçoando o fato de ser gorda. Culpando todo mundo e sendo infeliz. Fui convidada para num encontro de mulheres falar sobre cura interior. Quase recusei pois não me sentia totalmente curada. Muitas coisas já tinham sido resolvidas na minha vida, mas isto ainda me machucava. Mas quando comecei a estudar sobre o assunto, encarei de frente este problema, e à medida que eu falava para as mulheres, algo foi brotando novo dentro de mim e a cura começou a brotar em mim. tirei as minhas máscaras que faltavam ser retiradas. Que leveza sinto agora apesar de ainda ser bem pesadinha….rsrsrsrsrsrsrs

  9. Dirleiza Mascarenhas

    Bom dia mulheres poderosas. Sou uma Plus Size que demorou a acreditar no amor próprio, na beleza interior e em se aceitar com grandes medidas. Trabalho na área de Segurança Pública a sinto o preconceito até nos olhares, mas isso não me tira mais o sono. Depois de muitas lágrimas e desprezo próprio, compreendi que, o amor próprio e se valorizar é um excelente começo. Apesar da farda que não nos beneficia, tenho sempre uma bela maquiagem no rosto para potencializar minha beleza, sempre cheirosa, e o melhor de tudo, um belo sorriso no rosto e sempre tratando as pessoas como se fossem da família pois educação e humildade são fundamentais. Com isso passei a não ser mais referência de piadas e sim referência de mim mesma. Aceitação própria, mudar o guarda-roupa e um sorriso no rosto já é um excelente começo. Simplesmente como eu, permitam-se e acreditem na capacidade de serem felizes independente do seu manequim. Bjs a todas!

  10. Eu acho bacana o que você diz, só não gosto muito da ideia de ignorar as pessoas que te atingem. Acho que, por vezes, temos que responder ao que elas dizem e fazer com que se sintam constrangidas por terem dito, pois sem isso elas continuarão achando que não tem problema. Mesmo porque, embora a gente esteja discutindo a “gordura” aqui, em diversos contextos as pessoas isolam certas características do outro para poder julgá-lo, seja porque ele é feio, judeu, jovem, e assim por diante. Não quero dizer que a gordura seja supervalorizada, mas que é preciso sempre estar com e contra as pessoas, porque mesmo quando ninguém mais exigir que o outro seja gordo, continuarão desprezando o outro por algum detalhe tão idiota quanto esse.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s