Nova modelo da Calvin Klein é plus size ou não?

Por Simone Fiúza

Polêmica, polêmica!! Me senti o Nelson Rubens agora! hahaha

Desde ontem vejo posts e mais posts no face, insta sobre a nova campanha da marca com a modelo Myla Dalbesio, 27 anos que usa manequim 40.

 

12-myla-dalbesio-1.w529.h793.2x

E uma confusão imensa em torno disso, alguns, como eu também, acreditando que ela seria a modelo para uma linha plus size. Mas na verdade ela foi escolhida para estrelar a campanha da linha “comum” de roupas íntimas da grife ““Perfeclty Fit”.

Infelizmente nos EUA as modelos acima do manequim 40 são consideradas plus size (eu acho um absurdo!), ou seja a Myla já é considerada plus size e trabalha como tal lá na gringa.

“É meio confuso, porque eu sou uma garota maior”, disse Myla à revista Elle. “Eu não sou a maior garota no mercado, mas definitivamente sou maior que todas as meninas (da Calvin Klein) com quem já trabalhei. Isso é realmente intimidante”, completou.

A modelo, que descreve seu corpo como “mediano”, aparece na campanha, intitulada Perfectly Fit, vestindo lingerie preta e ao lado de garotas bem magras, como Jourdan Dunn, Ji Hye Park, Amanda Wellsh e Lara Stone.

DSC07495

“Eu não sou magra o suficiente para estar com as meninas magras, e eu não sou grande o suficiente para estar com as meninas grandes. Não tenho conseguido encontrar o meu lugar”, comentou Myla. “Por isso,(estrelar a campanha) foi uma sensação maravilhosa”.

Segundo Myla, participar da campanha fez crescer a esperança de que o padrão de magreza está perdendo a força na indústria da moda. “Não é que (a Calvin Klein) lançou a campanha e foi tipo ‘uau, olhe só, tem uma garota plus size na nossa campanha”, disse.

“Eles me lançaram na campanha como todas as outras, não há distinção. Não é em uma seção separada para as meninas plus size”, completou.

Em comunicado, a Calvin Klein afirmou que a linha de roupas íntimas pretende atender aos diferentes tipos de mulheres. “A linha Perfectly Fit foi criada para celebrar e atender às necessidades de diferentes mulheres”, disse. “E essas imagens servem para comunicar que a nossa nova linha é mais abrangente e disponível para várias silhuetas, em uma ampla gama de tamanhos”, finalizou.

Depois desse comunicado da marca não sei não, mas acho que foi uma forma de inserir uma modelo um tiquinho maior e dizer que “mulherões” como nós podemos usar a linha, uma linha plus size velada.

Mas pra mim a becha é lindaaaa, mas não é plus nem aqui, nem na china!!

O que vocês acham??

Fonte: Terra Moda e Elle

DSC07495 myla22

 

154089-500w Jacob DeKat_fashionproduction_14

 

article-2398057-1B61A2E0000005DC-44_634x344

10 Comentários

Arquivado em Uncategorized

10 Respostas para “Nova modelo da Calvin Klein é plus size ou não?

  1. Mari Oliveira

    Eu não sou magra o suficiente para estar com as meninas magras, e eu não sou grande o suficiente para estar com as meninas grandes.

    Vamos refletir: é justo fazer separações do tipo, modelos magras, modelos plus size? Acho que nesse universo feminino mais uma vez houve a exclusão de um padrão. Antes as gordas ( sem ofender ninguém)eram excluídas até se encontrarem num grupo denominado Plus Size, ai ficaram modelos “comuns”( leia se padrão quase inatingível de beleza) e modelos Plus size. Como se nas passarelas do dia a dia ( nas ruas mesmo, shoppings e etc)desfilassem somente mulheres esqueléticas ou super gordas??? E as mulheres normais( que aliás, nem sei o que é ser normal!?) ? Onde se encaixam??? Eu sei que aqui o blog é para os Mulherões, mas exclusão não é legal, lembrem-se que um dia fomos vítimas da exclusão de um padrão!

  2. Sthefania

    Entendi seu ponto de vista Mari mas nós gordas, sempre fomos excluídas e esculachadas em tudo, principalmente no quesito beleza e representatividade seja na TV na moda etc. Quando encontramos o grupo plus size citado por você, tivemos a chance de nos sentirmos “gente”. Ouviram nossa voz, as Empresas finalmente entenderam que mulher gorda também compra, também consome, também é feminina. Não, não é justo fazermos separações de nada nesta vida, penso eu. Mas o mundão aí fora separa, e sem pena alguma. Portanto, acho correto sim os padrões serem diferenciados e, dentro deles, as modelos representando seu biotipo. É assim que as pessoas entendem, é assim que o mundo gira felizmente ou infelizmente. Por que é tão complicado colocar modelo verdadeiramente gorda e grande estampando uma grande marca? As mulheres magras e as ditas normais, dificilmente sofrem as mesmas exclusões que nós sofremos portanto, o impacto visual de uma modelo verdadeiramente grande é sim necessário para que assim, cada vez mais nas passarelas do dia a dia, todas nós, gordas, magras e “normais”, possamos ter liberdade de entrarmos em qualquer loja de roupas e sairmos satisfeitas com os produtos.
    Bjocas.

  3. Bruno

    Essa matéria só trás á realidade todo um medo que eu carrego em mim : a diminuição do manequim. Foi como a Mayara Russi disse no programa além do peso (O padrão para modelos plus size está tão magro que nem ela consegue mais trabalhar como antes). ISSO SIM ME REPRESENTA!!
    A gordofobia dentro do mundo plus size também existe, mas eu já disse e vou repetir, entrei nesse mundo pra ser feliz e encontrar pessoas como eu. Por causa desse “padrão” do mundo plus size, eu sofri chacota por parte de colegas: em uma conversa mencionei que para ser modelo plus vc tem que vestir do 44 ao 48(claro que tem maiores – porem esse é o padrão), riram da minha cara, uma menina levantou ás gargalhadas e disse ” olha gente!! eu uso 44, sou magra…vou investir na carreira” , Gente essa frase foi de um tom de desdem tão grande…ela ainda teve a cara de pau de olhar pra mim de mandar eu emagrecer pra entrar no “padrão” de gorda, isso me chateia muito.

  4. Clara

    Gente, eu achei a moça linda e realmente me identifiquei. Eu também estou nesse mesmo limbo corporal. Explico, sou ex obesa, e há anos mantenho um peso mediano, Entretanto, mesmo nas fases mais magras, em que visto calças entre 38 e 40, ainda sou considerada gorda pelos meus pares. Só que as gordas também não me aceitam como gorda, embora eu me sinta gorda também. É complicado… No meu meio social, você só é considerada magra se vestir 36, M é roupa de gorda. Então eu fico meio que de fora dos dois lados.

    • Mari Oliveira

      Nossa é como tenho me sentido! Emagreci 40 kg e estou usando 40/42 e não gosto das separações. Esse espaço aqui- Blog Mulherão- foi e é onde eu me encontro! E gostei também da sua colocação de ex obesa, porque tbm me considero”gorda”( não consigo me identificar magra). Não quero ser excluida!😜

  5. Jay

    Ela é muito linda, verdade, só que plus size ela não é MESMO! Levei um susto quando eu vi as imagens da matéria. Sério, olhando para essa foto em que ela está com uma lingerie florida, se ninguém me avisasse, eu JAMAIS diria que ela não é uma modelo “comum”.

    Aliás, acho que ela só veste 40 porque é muito alta. Dei uma olhada no Google e ela tem 1,80! Mesmo se ela fosse muito mais magra, talvez não conseguisse usar 36, porque tudo ficaria curto, pequeno mesmo. Tenho uma amiga alta e magra que passa por esse problema, ela compra calças de um manequim maior e manda apertar na cintura, e blusinhas básicas sempre ficam curtas demais para ela. Eu mesma visto 36. Tenho 1,60 e 50kg. Sou magra, mas tenho barriguinha saliente, tenho mais busto do que eu gostaria. O que eu percebi é que o corpo dela talvez se aproxime do meu, proporcionalmente (considerando que eu sou muito mais baixa que ela). Mesmo assim, a “barriguinha” e as coxas dela parecem ser menor que a minha… Então, se eu, que visto 36, consegui me identificar com essa modelo, como é que ela pode ser considerada plus size, gente?

    Se a proposta da marca foi colocar uma modelo que mostre um padrão de corpo real, possível, ao invés daquelas modelos extremamente magras que a gente costuma ver, aí tudo bem. Nisso, a campanha é bacana. Agora, se o objetivo era mostrar uma garota grande, ‘plus size’… Podiam ter escolhido alguém com o corpo da Natalie Laughlin ou da Mia Tyler!

    Ah, só para acrescentar. Quando eu olhei as fotos da Myla no Google, tem algumas em que ela aparece com o corpo maior. Não sei se ela emagreceu antes de fazer essa campanha, ou se a CK que usou photoshop demais nela!

  6. Luciana Correia

    Tô aqui, só imaginando, a classificação que dariam então para o meu corpo… rs
    Ela é linda, as fotos ficaram lindas… Mas a foto “a la Cláudia Ohana” é o “Ó do Borogodó”, hein??? 😀

  7. Fernanda Pereira

    Nunca que ela é Plus size, a diferença é que ela tem corpo com conteúdo, ao contrario das modelos habituais magrelas.

  8. karlinha

    Acho que o termo Plus size virou banal,perdeu o seu real significado.A modelo acima é linda acho que o corpo dela super bonito,quem mim dera ser uma Plus size assim,rsss!

  9. Obrigada por esclarecer, eu andava meio confusa com essa história. Ela é linda mesmo, magra e tem é que ser feliz. Essa coisa de perseguição do mundo Plus Size também anda chato, né?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s