Arquivo da tag: admiração

Declaração de amor

por Keka Demétrio

Amo seu jeito de sorrir, a forma como mexe nos cabelos e quando me olha de verdade desnudando tudo o que existe dentro de mim. Eu sei que você às vezes tem medo de me conhecer a fundo, mas sinto que aos poucos isso vai se dissipando e nossa relação fica cada dia mais forte e profunda.

Sabe, eu já me irritei com você algumas vezes, algumas não, várias vezes. É que esse seu jeito de querer abraçar o mundo fazia com que me deixasse de lado, e assim eu me via perdida, porque a sensação era de abandono, como se todo mundo fosse mais importante do que eu. Então, me resignava a ficar calada no meu canto, percebendo crescer dentro de mim sentimentos que me afastavam da minha própria vida.

É, você por diversas vezes fez meu coração doer tanto que eu chegava a colocar a mão no peito, num movimento involuntário, como se esse gesto fosse acalmá-lo. Lembro-me que nesses momentos  levantava os olhos aos céus e pedia ajuda, porque quando nos sentimos assim, o colo de Deus é o melhor refúgio. Até isso eu agradeço a você, porque diante da sua descrença em mim, a fé de que nunca estou sozinha e de que o alto nunca me desampara está sendo fortalecida cada dia mais.

Olha, eu não te culpo totalmente porque se deixava levar pela opinião dos outros, eu sei que não é fácil ir contra o que a maioria pensa usando um discurso que levaria as pessoas a zombar de você.  Mas ao agir assim, você que se imaginava dentro de um grupo, se afastava da única pessoa que realmente esteve ao seu lado te ajudando a escrever sua história.

Mas eu nunca desisti de você. Sempre tive a certeza de que a qualquer momento seus olhos iriam perceber em mim muito mais do que fartas curvas. Eu só precisava esperar que o tempo te mostrasse que além de mim, nada e nem ninguém, iria te completar como eu.

Hoje me sinto feliz. Tenho em mim mais uma certeza, a de que você aprendeu a me amar, não exatamente como sou, mas como estou, porque nesse mundo em que vivemos, estar já é uma condição bem favorável para trabalharmos nossos defeitos. Por isso não me arrependo de nada que fiz por você, e todas as vezes em que te vi chorar por outras pessoas eu só pensava que um dia você voltaria a olhar para mim e ao meu lado descobriria novamente o caminho para voltar a sorrir.

Você agora me olha com ternura, admiração e afeto, e tornou-se minha melhor parte, aquela que faz com que eu me sinta viva, e por isso merecedora que eu te ame cada vez mais. E dizer o quanto me amo é agradecer a vida por eu existir.

57 Comentários

Arquivado em comportamento, Para Refletir, Preconceito, Relacionamento

Eu admiro, tu admiras, ele admira

Por Keka Demétrio

Quando perguntamos o que é importante em um relacionamento as pessoas geralmente dizem que é o amor, o respeito, a cumplicidade. Pois para mim não há amor, carinho ou cumplicidade que resista sem admiração. É preciso que haja admiração para que o amor perpetue, o respeito esteja presente e a cumplicidade seja entendida apenas pelo olhar.

Não estou falando de admiração pela altura, peso, cor dos olhos ou comprimento dos cabelos, mas sim de atitudes e posturas no decorrer da vida. Podemos admirar muitas pessoas, mas acredito que inicialmente temos que admirar a nós mesmos em primeiríssima instância.

Um dos grandes problemas que temos em relação a nós é que esperamos a admiração dos outros para começarmos a enxergar em nós mesmos as qualidades que temos. Principalmente algumas de nós, mulherões, que crescemos ouvindo críticas e mais criticas por causa da voluptuosidade de nossos corpos. Essas malditas críticas acabam por enterrar a nossa autoestima e com ela a possível admiração que poderíamos desenvolver por nós mesmos.

Passamos a viver em função da admiração que os outros possam ter por nós, e isso passa a ser o mais importante. Quantas vezes não deixamos de fazer coisas que nos agradam por medo de não sermos admirados? Junto com esse medo que nos assombra vem a frustração, a depressão, e a infelicidade se instala.

Podemos nos admirar por sermos ótimas mães, filhas, companheiras, profissionais, amigas, e tantas outras coisas, mas toda essa admiração nós anulamos ao acreditarmos que não merecemos elogios porque não possuímos o corpo de capa de revista. Quantas e quantas vezes ao recebermos um elogio a gente logo vê como uma crítica, já que achamos que só estão elogiando a nossa inteligência porque acreditamos não seremos dignas de um elogio pelo nosso corpo?  Porque alguém só merece ser admirado pelas suas formas? Porque isso tem que ser o primeiro quesito para se admirar alguém? Que droga de pensamento é esse que eu nutro em relação a minha própria pessoa? Então é assim que admiro alguém, pelas formas do seu corpo e não pelo conjunto da obra?

Posso não ser boa em tudo, é quem o é, e acho muito bom que seja assim, algumas incompetências são fundamentais para que possamos crescer e evoluir. Também posso ter um monte de eu te amo, em braile, pelo corpo, mas e daí, isso não pode determinar se sou ou não uma pessoa gostosa. Esqueça a conotação sexual do “gostosa” e entenda de vez que  para você ser uma delicia é preciso muito mais do que ser admirada pelo corpo que possui. Deixe de lado por instantes as dobras da sua barriga, ela não pode ser o centro do seu mundo. Existem mil coisas em você que devem causar admiração, mas que estão tão escondidas que nem com lupa iria conseguir ver. Seja receptiva com a vida, com as oportunidades que surgem, aja de tal maneira que as pessoas queiram ficar em sua presença.  Ninguém vai admirar de verdade o seu sorriso se você não estiver admirando tudo o que há por detrás dele.

Faça-se notada pela admiração que nutre por si mesma, afinal, você tem autoridade para modificar e comandar a sua própria vida.

100 Comentários

Arquivado em comportamento, Para Refletir, Preconceito, Relacionamento