Arquivo da tag: Beleza

Cicatricure creme para rugas funciona?

cicatricure rugas funciona

Por Renata Poskus Vaz

Oi, mulherada! Já passa da meia noite, mas eu assumi o compromisso de vir aqui todo dia falar do nosso Desafio do amor próprio e cá estou.

Bom, hoje eu não comi nenhuma coisa xexelenta. Fui bem disciplinada e estou orgulhosa de mim mesma. Cumpri meu ritual de beleza e estou aqui para falar do Cicatricure Creme para rugas e linhas de expressão, que é um dos produtos que adotei para esses 30 dias.

É a segunda vez que uso o Cicatricure para rugas. Na primeira vez, o escolhi porque já havia testado a versão para cicatrizes e adorado. Após um mês de uso, as linhas de expressão e ruguinhas realmente ficam bem mais suaves. Mas como sou uma gorda preguiçosa, não continuei a usar.

Vantagens:

* O Cicatricure creme vem em uma embalagem parecida com a de uma pasta de dente. Você aperta e dosa a medida exata que quer usar, sem ter contato com o restante do produto. Quando eu usava cremes de potinhos, não tinha paciência para usar a pazinha e acaba colocando o dedão diretamente no pote, que a gente está cansada de saber que pode alterar e contaminar o produto.

* Ele deixa a pele com uma textura aveludada e não oleosa.

* Tem uma fragrância agradável.

* Realmente hidrata a pele e ajuda a suavizar as rugas e linhas de expressão.

Desvantagem:

* Não tem proteção solar.

O custo desse produto é em média de R$55

Logo mais eu conto mais algum segredinho de beleza. Beijos!

8 Comentários

Arquivado em Beleza, Uncategorized

Testei e amei – Nivea Hidratante Para o Banho

Por Simone Fiúza

Hoje eu vim pra contar pra vocês sobre um produto que adquiri esse mês e estou amando.

Não é jabá gente!! Eu comprei, testei e amei!

foto

O famoso BB, bom e barato, o Nivea In’ Shower, um hidratante para o banho. Gostei porque não é um óleo e sim um creminho com textura aveludada.

Em uma das minhas visitas em farmácias (amoooo passar horas por lá lendo as embalagens, fazendo comprinhas) quando vi essa belezinha não resisti, pensei na comodidade. Sempre fui bem preguiçosa para usar hidratante corporal, afinal não tenho paciência de ficar horas espalhando hidratante nesse “corpinho”.

Já estou chegando nos 30 e um dia a pele vai reclamar da falta de hidratação. O Nivea In’Shower Tem em duas versões com óleo de amêndoas para peles secas (comprei esse) e com minerais marinhos para peles normais , vale lembrar que o hidratante in-shower faz 40% do serviço de um hidratante normal, mas pra mim melhor 40% do que nada!

nivea

Gente estou usando todos os dias, o cheiro é delicioso, deixa a pele macia, não é oleoso, tem a textura de um hidratante normal, paguei R$ 12,00. É facinho de usar, aplique depois do banho, enxágue e pronto! Já comprei mais 2 pra garantir o estoque.

Chega de preguiça minha gente pra hidratar o corpinho!

Bjokas e se amem!

3 Comentários

Arquivado em Uncategorized

7 dias de Renata Poskus e Simone Fiuza no Spa Jardim da Serra

renata e fiuza

Por Renata Poskus Vaz

Como vocês sabem eu sou uma gordinha geração saúde. Virei rata de Spa. Tá, vai, não chega a tanto, fui apenas duas vezes para Spas,  mas amei a experiência e pretendo repetir muitas e muitas vezes.

Neste domingo, vou para o Spa Jardim da Serra, que fica na cidade de São Pedro, interior de São Paulo e que me foi recomendado por Priscila Amaroli, uma queria leitora aqui do Blog Mulherão.

Passarei 7 dias lá. Com certeza serão 7 dias incríveis. Minha companheira de Spa, Hannah Perez, infelizmente desta vez não pode me acompanhar. Mas foi por um ótimo motivo, claro, já que ela tem uma figuração na Globo na semana que vem.

Então, minha parceira nesta terceira experiência em Spa e a primeira no Jardim da Serra será  a minha amiga e modelo plus size Simone Fiuza.

Fiquem ligados pois contaremos nossa experiência aqui no Blog Mulherão, diariamente.

Sigam também nosso Instagram: @simonefiuza e @renataposkus para receber notícias fresquinhas.

4 Comentários

Arquivado em Saúde

Cabelo novo – Quem gosta de tons fantasia?

por Litha Bacchi

Quem me conhece há mais tempo sabe que eu amo trocar a cor do meu cabelo, estava sempre mudando. Em 2012 eu parei, pois meu cabelo estava muito danificado e precisava de um tempo. Aí me estabeleci no ruivo, e apesar de mudar o tom, continuei ruiva até o começo desse ano. Então, de repente, eu can-sei. Tava enjoadíssima e decidi ficar loira.

Entrei o ano assim:

Estava morrendo de medo do descolorante, e com razão. Tirar cobre do cabelo não é fácil. Tanto que a minha primeira tentativa não deu certo, e acabou ficando assim:

Ainda meio ruivo. Depois de umas 3 semanas, encarei o decolorante de novo e fiquei assim:

O loiro encheu o saco fácil, porque sem maquiagem eu ficava muito branquela, ao ponto da minha mãe ficar me perguntando se eu estava anêmica! E após tentar fazer a minha raiz e não dar muito certo, eu comprei uma tinta turquesa e resolvi mudar radicalmente. O bom de estar loira por baixo é que eu só joguei o turquesa por cima, sem descolorir. E o resultado inicial foi esse:

Apesar de achar esse tom lindo de morrer, eu queria algo mais pastel. O legal é que essa tinta está desbotando pra um tom lindo, e eu estou curtindo o cabelo mesmo com a raiz.

IMG_4385_

A tinta que eu usei foi o Turquoise da Directions. Acredito que seja fácil de conseguir no Mercado Livre e certamente tem no Ebay e na Amazon. Aqui no Reino Unido é uma tinta bem barata, em torno de 5 libras.

No Brasil há pelo menos duas marcas nacionais que oferecem tons turquesa/azul claro/azul esverdeado, Exotic e Candy Colors.

As pessoas sempre me perguntam se isso não estraga o cabelo. A descoloração estraga sim! Vou ficar bem longe de descolorante por um tempo, pois a parte de baixo do meu cabelo quebrou um bocado. A tinta colorida em si, não, pois é puro pigmento e não faz reação química. O problema é que o cabelo tem que estar claro pra tinta pegar. Se você nasceu loira, vários tons podem pegar sem você precisar descolorir =)

E vocês, curtem tons fantasia? Que cores vocês já testaram?

6 Comentários

Arquivado em Uncategorized

Como deixar seu cabelo preto mais bonito, hidratado e macio

cabelo preto blog mulherão

Por Giovanna Sbrissia

Hoje vou dar dicas de como cuidar dos cabelos escuros e pretos, apesar de eu ter uma mechinha loira na franja (quem me conhece sabe, rs), o meu cabelo é naturalmente preto. Mas preto MESMO, ao ponto de que todo mundo questiona se eu realmente não uso tintura… e diferente do que muitos pensam, é um cabelo que exige tantos cuidados como um loiro platinado!

Para os cabelos pretos ficarem bonitos e saudáveis, eles  precisam ser muito bem lavados sempre que for necessário. Desencane disso de que não se pode lavar muito o cabelo, é mito!  Se você não tem química no cabelo e sente-se a vontade para estar  lavando-o diariamente, FAÇA!

cabelo preto blog mulherao 2

Para hidratar os cabelos pretos algumas dicas são importantes: alterne cremes de hidratação profunda com os de reconstrução  e não use a touca térmica, porque ela estimula as glândulas sebáceas e deixa o cabelo mais oleoso.

O cabelo escuro quando não é bem cuidado fica com aspecto queimado e avermelhado,  e tendo uma rotina de cuidados você evitará que isso aconteça, caso seu cabelo esteja muito danificado, procure substituir o condicionador por uma máscara de hidratação por um tempo.

 RECEITINHA DA VOVÓ, PARA TER UM CABELO PRETO SUPER HIDRATADO E BRILHOSO:

 Hidratação de maizena / Touca de gesso!

 Ingredientes:

– 1 xícara de água

– 1 colher de sopa bem cheia de amido de milho

– 2 colheres do creme de hidratação de sua preferência

 Opcional: Uma tampinha de Bepantol ou uma ampola de tratamento de sua preferência. Esses aditivos irão potencializar o resultado da hidratação.

 Modo de Preparo:

 Misture a colher de amido de milho com a água fria,  coloque em uma panelinha e leve ao fogo.  O processo é muito rápido e em menos de 5 minutos está pronto, então mexa sem parar até o creme engrossar. Tire do fogo. Com o creme ainda quente,  acrescente o seu creme de hidratação e o que mais preferir.

Modo de uso:

Com a mistura ainda morna, comece a aplicar no cabelo,  mecha a mecha. Mantenha uma distância de pelo menos 2 cm da raiz.  Siga a aplicação como se fosse uma hidratação Normal. Deixe agir por 30 minutos, lave com shampoo e condicionador normal e finalize com o secador.

Atenção: Caso tenha o cabelo curto à médio, faça apenas 1/2 receita.

6 Comentários

Arquivado em Cabelo

Magras que engordam como forma de auto-sabotagem

renata 1

Por Renata Poskus Vaz

Outro dia, uma leitora me disse que em sua terapia descobriu que engordou como uma forma de se punir por ser muito bonita. Ela afirmou com todas as letras que a forma que encontrou para diminuir o assédio sexual que sofria na adolescência foi engordar.  Parece algo absurdo e até um tanto quanto prepotente, mas será que isso não é realmente possível? Engordar como uma forma de se auto-sabotar?

Hoje sabemos que podemos ser bonitas, sensuais e bem-resolvidas mesmo gordas. Mas como era o conceito que fazíamos do sobrepeso antes, na adolescência?

Não foi a primeira vez que escutei ou li esse tipo de comentário. Uma querida amiga, por exemplo, dona de lindos olhos azuis, inteligentíssima, sentia-se cobrada por seus pais. Ela era, aos olhos deles (mesmo que disfarçassem e não assumissem isso publicamente) melhor em diversos aspectos que a irmã. E quanto mais bonita ela ficava, mais cobranças acerca da sua beleza ela recebia. Ao engordar essas cobranças pararam. Ela deixou de ser considerada “acima da média”, virou a “inteligente da família”, enquanto a irmã era a “mais bonita”, aos olhos dos que as cercavam.

Nasci um bebê com peso normal e sempre fui muito ativa. Fazia volei, natação, ballet… Brincava de corre-corre, pique-esconde… Nas férias vivia no mar e andava todos os dias quilômetros e mais quilômetros de faixa de areia. Era uma criança magra.

Aos 12 anos, de uma hora para a outra, enormes seios surgiram no meu corpinho esguio. Surgiram também a cinturinha fina e o quadril largo. Porém, continuava magra. Aos 14 anos pesava 52 Kg e já tinha 1,72m.

Com esse corpo novo surgiram novas cobranças: “sente de perna fechada, mocinha não pode ser assim”. “Não estufe essa barriga!”… Para completar, tenho uma tia poucos anos mais velha do que eu. Ela é mais uma espécie de irmã mais velha do que tia, a Laiza, que sempre foi muito magra e linda. Óbvio que me comparavam com ela. E isso, para uma criança, dói.

Na escola, ouvia piadas e histórias de que eu tinha não sei quantos namorados, mas a verdade é que eu demorei pacas para dar meu primeiro beijo na boca, era tímida e encalhada e mesmo assim diziam que eu “transava com sei lá quem”. Isso para mim era humilhante. Eu tinha o sonho de casar virgem, pura e mais um monte de lenga-lengas românticos e me sentia desrespeitada. Acontece que eu era uma menina com corpo de mulher e isso talvez tenha dado margens à imaginação daqueles garotos idiotas e das meninas invejosas.

Na rua, ouvia cantadas de homens mais velhos, com idade para serem meus avós. Foi aí que aprimorei minha capacidade de ser grosseira e respondia sempre com agressividade a esses tarados.

Ser magra e bonita, realmente era um inconveniente! Além do mais, porque eu era, modéstia à parte, muito inteligente. E, por incrível que pareça, até mesmo por parte dos professores havia a ideia de que alunas bonitas são burras. Foram diversas as vezes em que tive que comprovar que minhas redações eram realmente minhas e que eu merecia as notas altas que recebia.

Com o tempo, deixei de me dedicar na escola. Tirar notas médias e baixas e engordar era uma boa forma de não ser notada, de ser como todas as outras garotas.

Hoje encaro meu corpo de outra forma e sei que esse engorda/emagrece/engorda também foram responsáveis pela Renata que hoje sou. Entretanto, o vício da auto-sabotagem, não só a do corpo, também refletiu em outros aspectos de minha vida. E é disso que eu preciso cuidar, hoje.

21 Comentários

Arquivado em comportamento

A saga do ruivo perfeito: Como cheguei no tom do ruivo ‘natural’

Por Isabella Trad

Olá tudo bem?
Quem pinta o cabelo de ruivo com certeza já foi parada no meio da rua/shopping ou no banheiro da balada com a seguinte pergunta:
Qual é a tinta que você passou pra chegar nesse tom?

Nesses quase 3 anos de ruivisse, no meu caso, foram váárias!
Eu enfrentei uma luta, uma verdadeira saga pra chegar no tom que tenho hoje. Os tons acobreados são viciantes e a cada dia que você pinta dá vontade de testar cada tinta nova que chega!
No começo eu era bem louca e pintava cada mês um tom, hoje nem lembro mais os tons que usei.
Vou tentar simplificar pra vocês, vamos lá?

Meu cabelo natural é um Loiro escuro acinzentado e quando passei a primeira tinta ele estava virgem. Fui a um salão, mas infelizmente a cabeleireira não entendeu a cor que eu queria e passou um tom bem mais escuro do que eu esperava.

Ficou na altura de um 5.4 (castanho claro acobreado) com oxigenada de 20– Na foto ficou bem mais claro, mas se vc prestar atenção nas pontas o cabelo esta escuro.

Ruivo perfeito 1

Já vi várias meninas passando pelo mesmo que passei.
Isso dificultou muito pra que depois eu conseguisse clarear o tom.  A cabeleireira poderia ter me dado dicas, feito mechas ou qualquer outra coisa, eu deixei claro pra ela que o tom que eu queria não era escuro. Tinta não clareia tinta, se ela tivesse passado um tom mais claro como eu pedi teria sido bem mais fácil conseguir o tom que eu tenho hoje (Fiquei brava só de lembrar gente hahaha).

Então, antes de irem a qualquer cabeleireiro certifique-se de que ele tem noção do tom que você deseja.  A base do ‘ruivo natural’ que eu queria era loira(na altura do 8 -9) E a nuance era acobreada( numero  4). Ou seja, pedi pra que ela passasse um 8.4 (Loiro claro acobreado) no meu cabelo e ela passou um castanho(numero 5) com a nuance acobreada, 3 tons mais escuro do que eu queria.
No mesmo mês, passei loiro 9.0(Sem nuance) por cima pra clarear, desses de farmácia(Fiquei com medo de usar o Dekap Collor)  Não funcionou muito, a raiz clareou mas o meu cabelo continuou o mesmo praticamente.

Comecei a usar a 7.7 da Igora com oxigenada de 40, sou louca sim, mas precisava dar um jeito de clarear meu cabelo até encontrar coragem e um profissional que descolorisse e me desse segurança do que ia fazer. (A igora tem numerações diferente, então ao invés da nuance acobreada ser 4 é 7. Então tomem cuidado, não se deixem confundir.)

Ficou assim:

Ruivo perfeito 2

E eu gostava muito dela desbotada:

Ruivo perfeito 3

Depois de vários testes, decidi passar a 8.34 da Elisa Affair com oxigenada de 40, é claro! (louca)
Senti que clareou pelo menos meio tom do meu cabelo. Eu adorei a cor, mas desbotada achei que ficava muito dourada e perdia facilmente o cobre.
A única foto que tenho da 8.34 é essa, tinha pintado no dia:

Ruivo perfeito 4

O certo é usar um tonalizante pra segurar a cor enquanto não pintava, mas eu tenho muito cabelo e alem de tudo é comprido, gasto no mínimo 3 caixas de tinta ou tonalizante. Então para não gastar muito, ou era a tinta ou tonalizante. Voltei pra Igora que desbotada ainda ficava bonita e aguentei mais um ano.

Foi um belo dia, no desespero de 2 meses sem pintar o cabelo e em uma cidade que eu não achava a minha tinta eu resolvi mudar, corte e coloração.
Passei a Koleston 7744(Vermelho super intenso) com ox40. Na caixa ela aparentava puxar um pouco pro laranja, mas é que ela era tão vermelha que eu me enganei.

Ruivo perfeito 5

 Quando pintou ficou bem bonito, não vou negar.

Ruivo perfeito 6

Fiquei um dois meses com essa cor de cabelo, sem retocar. Tava sentindo muita falta do meu acobreado até que encontrei uma cabeleireira maravilhosa que me entendia e conseguiu me passar a segurança e me ajudar a finalmente clarear e chegar no meu tom dos sonhos.
Ela descoloriu as pontas do meu cabelo e depois a raiz(que ficou bem clara porque a base do meu cabelo é acinzentada). Pelo o que eu me lembro, o cabelo descolorido ficou na altura de um 9.0.
A minha salvadora fez a mistura da 8.3(Loiro claro dourado) com a 8.4(Loiro claro acobreado) da alfaparf  colocando um pouco mais da 8.4 pra ficar ‘’mais laranjinha’’  e aplicou no meu cabelo com oxigenada de 20.

Ficou assim:

Ruivo perfeito 7Ruivo perfeito 8

FICOU PERFEITO! Eu me olhei no espelho durante 3 dias, admirando a obra prima da cabeleireira!
Mas, me mudei pra longe e não consegui ir sempre nela e como não sou seguramente profissional para descolorir minha raiz e fazer a misturinha sagrada feita por ela, mudei a tinta.

Faz um ano que pinto com a 8fa(Loiro claro acobreado alaranjado) da Itelly.
Passo com oxigenada de 40 na raiz e 20 nas pontas, pra tentar manter o tom claro.
Logo quando pinto o cabelo com ela fica bem gritante, mas a cor segura e depois desbotada fica cada dia mais natural.

Ruivo perfeito 9Desbotado:

Ruivo perfeito 10

Depois de todo esse processo é inevitável hidratar sempre o cabelo.

(Fotos: Isabella Trad)

25 Comentários

Arquivado em Uncategorized