Arquivo da tag: bullying nunca mais

Como reagir quando seu médico te discrimina por ser gorda

Por Vitor Mattoso

Veja o e-mail que recebemos de uma de nossas leitoras questionando a forma como os mpedicos tratam pacientes obesas:

“Escrevo porque gostaria de ver a opinião de vocês sobre uma coisa que tem me incomodado bastante nos últimos tempos: a falta de respeito com que profissionais de saúde tratam a mulher gordinha. Vi esta notícia aqui e me identifiquei:

Comigo não chegou a tanto, mas noto uma evidente má-vontade dos médicos quando vou consultá-los. Pra ser sincera, tenho até evitado ir ao médico, porque tudo que me acontece ultimamente, para eles, é culpa da gordura. Não nego que a obesidade traz problemas de saúde nem acredito que o médico não pense na nossa saúde. Mas o que venho notando é que, para eles, o fato de estar gordo dá a eles o direito de humilhar o paciente e fazer diagnósticos apressados, muitas vezes sem nem ouvir o que temos a dizer. 
Digo por mim mesma. Tenho SOP (síndrome do ovário policístico) desde que comecei a menstruar. Todos os sintomas estão lá: menstruação abundante e dolorida, pelos em excesso pelo corpo, etc. Nunca consegui encontrar um médico que me desse um tratamento eficaz e fui, para minha infelicidade, tentar de novo, desta vez com uma médica. Depois de me examinar, ela veio me dizer que a SOP é causada pela obesidade (!!!) e que eu precisava de ajuda. Olhem, desde os 12 anos eu menstruo. Desde essa idade sofro com os sintomas. E eu era magra. Estou com 33 anos agora, será que não conheço meu corpo? De nada adiantou eu dizer a ela há quanto tempo tenho o problema. A médica disse estar ‘convencida’ de que minha obesidade está envolvida nisso e que, se eu estivesse magra,os sintomas seriam muito menores. Bom, ao que parece ela conhece mais da minha vida do que eu mesma. Lembro-me de, mesmo quando estava 30kg mais magra sofrer com a menstruação, a ponto de não conseguir levantar da cama. Ah, e lembro também de sempre ir à depiladora para remover os pelos do meu rosto. Quem sabe a cirgurgia que fiz, há 13 anos, para tirar um cisto de ovário do tamanho de uma laranja? E eu pesava pouco mais de sessenta quilos! (Tenho 1,59). No entanto, ela nem parecia ouvir o meu relato.
A médica pediu vários exames. Quase perguntei para quê ela estava fazendo isso, já que estava convencida do meu diagnóstico. Por que fazer exames, então? Não me entendam mal. Sei que devo cuidar da saúde, sei que a obesidade pode me trazer problemas. O que não me conformo é ser maltratada por um médico pelo fato de estar gorda, ou ter que ouvir insinuações, ou ser tachada de mentirosa, que foi o que essa médica praticamente fez. Ela ignorou meu histórico e pôs a culpa de tudo na minha obesidade. Saí de lá arrasada. Penso em fazer os exames, mas procurar outro médico para vê-los. Mas confesso que estou com medo, porque parece que está escrito na minha testa: ‘SOU GORDA, DOUTOR. ME HUMILHE!” É como se a magreza fosse pré-requisito para ser aceita, amada, bem-tratada por quem quer que seja. Me senti uma criminosa. E senti raiva. Porque posso mesmo estar precisando de ajuda. Mas não preciso ser humilhada para conseguir essa ajuda. Se a médica que consultei quis me chocar e me fazer acordar para o que quer que esteja na cabeça dela, o efeito foi o contrário. Não tenho a menor vontade de voltar a vê-la. 
Ao ver a notícia lamentável que citei no começo, percebi que não é só comigo. Deveríamos fazer alguma coisa para combater isso. Tenho certeza de que o médico que receitou um cadeado para essa moça nem vai ser punido. Pelo que soube, raramente o CRM condena um médico. Enquanto isso, continuaremos sendo alvo de bullying por parte de quem deveria cuidar de nós sem nos julgar. O tal juramento de Hipócrates, pelo jeito, foi parar no lixo. “

Resposta:

Querida Leitora,

Primeiramente, toda a equipe do Blog Mulherão agradece pela mensagem enviada, pois isso mostra a confiança depositada em nosso trabalho. Meu nome é Vitor Mattoso, e sou o mais novo recruta desta tropa de elite, que trabalha firme para mostrar que ser feliz independe de qualquer situação! Além de Advogado, sou Coordenador do Projeto BULLYING Nunca Mais , o qual irão conhecer melhor durante os próximos meses.
Sobre a notícia apresentada, não tenha dúvidas que todos nós também achamos um verdadeiro absurdo, e tenha certeza que uma das minhas razões de estar aqui é mudar esta realidade! Vamos, agora, cuidar especialmente de você, ok?! Não deixe de ir ao médico. Em primeiro lugar, por ser importante manter um programa de avaliação continuada; em segundo, por ter a certeza que você irá encontrar um profissional que é do seu agrado!
Eu mesmo já passei por uma situação semelhante, só que com problemas respiratórios! Até encontrar um médico de confiança, foram mais de 8 anos! Veja pelo lado positivo: você conhece muito bem o seu corpo e como ele reage em determinados períodos, concorda?! É só uma questão, agora, de acertar o profissional e ver como as coisas irão bem! Faça esses exames sim, leva até ela sim, e, caso não goste das respostas, procure outro médico sim! Sim, sim, sim, simples assim!
Em todas as profissões irão existir os bons profissionais e os “nada profissionais”, afinal, ser um PROFISSIONAL não é só ter um certificado bonitinho na parede. É amar, respirar e viver o que escolheu como forma de ajudar na construção de um mundo melhor!

Agora, vem a parte mais importante da resposta:

Você está PROIBIDA de pensar coisas negativas, ouviu?!?! Isso não irá ajudar em absolutamente nada!! Portanto, mocinha (“mocinha” sim, afinal, você tem apenas 33 aninhos), trate de levantar esta cabeça e pensar que você é mais do que tudo isso, e que pode conseguir tudo o que deseja! É só uma questão de ter a mente aberta e a atitude correta!
Sobre o seu pedido, tenho boas notícias: já estamos fazendo alguma coisa – ou melhor, MUITA coisa – para combater isso! Veja só a bela parceria que se formou entre o Blog Mulherão e o Projeto BULLYING Nunca Mais?!
E acredite: isso é apenas o começo! 2013 que nos aguarde!!

Fico à sua disposição, assim como de todas as leitoras (e leitores) do Blog Mulherão, naquilo que me julgarem útil e estiver ao meu alcance.

Vamos em frente!

Vitor Mattoso
www.vitormattoso.com.br

25 Comentários

Arquivado em Bullying Nunca Mais, Preconceito

“Bullying Nunca Mais” no Dia de Modelo do Rio de Janeiro

Por Renata Poskus Vaz

O advogadado, consultor e palestrante Dr. Vitor Mattoso, tem realizado um trabalho muito bacana com pessoas vítimas de bullying. Ele oferece assistência jurídica para aqueles que foram vítima de preconceito. As modelos Carla Manso e Tati Gaião posaram para a campanha “Bullying Nunca Mais”, encabeçada por Vitor. E no Dia de Modelo Plus Size que acontecerá no dia 10 de novembro, no Rio de Janeiro, também vamos fotografar para a campanha do Dr. Vitor, para que mais pessoas  sejam sensibilizadas e deixem de sofrer passivamente ou cometer preconceito de qualquer natureza.

As fotos tiradas para acampanha “Bullying Nunca Mais” são extras. Ou seja, você paga seu book, faz todas as suas fotos e ainda ganha fotos extras com a camiseta da campanha. Faça sua inscrição! blogmulheraorj@hotmail.com

7 Comentários

Arquivado em Campanhas