Arquivo da tag: calça

Como montar um guarda-roupa plus size básico e sem gastar muito

Por Renata Poskus Vaz

Olá, mulherões! Roupa plus size ainda custa muito caro. Posso enumerar uma série de fatores que contribuem com esse preço salgadinho: existem poucas modelistas especializadas em moda GG no Brasil, gasta-se mais tecido e se tem mais sobras que não podem ser aproveitadas em outras peças, demora-se mais tempo para manusear, dobrar e cortar uma peça plus size etc. Quando a peça que você encontra é muito baratinha, pode ter certeza que tem alguma coisa errada aí, como por exemplo um tecid0 de segunda linha que não serve para o corpo da gordinha, ou com durabilidade bem inferior.

Enquanto esse processo não se moderniza e o preço não baixa, vou te ensinar a montar um guarda-roupa básico, para usar em diversas ocasiões.

Compre peças básicas de ótima qualidade

A primeira dica para quem não tem muitas roupas é sempre começar comprando peças básicas. Não adianta ter uma super calça moderninha com estampa de animal print se a sua calça preta básica que você pode usar todo dia está com o fundilho rasgado. Sempre digo: invista em peças básicas mais caras, com tecido de mais qualidade, pois você usará e lavará mais vezes. Economizar em peças básicas, em cores neutras, que você pode usar pela vida inteira, é burrice! Deixe para economizar em peças que tendem a sair de moda rápido, ou que são muito marcantes, como as estampadas.

Não economize nos calçados também

Outro erro é querer economizar no calçado. Lembre-se que seus sapatos sustentam mais de 90, 100 Kg todos os dias. É muito peso e impacto em um calçado tão delicado e pequenino. Junte um dinheirinho e quando for comprar um calçado, compre um de excelente qualidade. Eu faço assim. O solado do meu tênis estragou. Não tinha dinheiro para comprar uma boa marca, então fiquei dois meses usando o tênis estragadinho até poder comprar um novo, com amortecedor, para aliviar o impacto dos meus 84 Kg. Preferi 2 meses usando um tênis ruim que seria substituído em breve, do que 2 anos com um novo tênis meia-boca. No quesito sapato, além do tênis, você precisa ter 1 sapato baixo preto, 1 sapato baixo nude (vale sapatilhas!), 1 sapato de salto preto e outro nude. Isso mesmo! Com 4 pares de sapato, 1 tênis e 1 chinelo bonitinho, você consegue montar diversos looks.

Como escolher as peças

Agora que você já sabe que para montar seu guarda-roupa você deve escolher peças básicas de boa qualidade, só falta saber o que comprar. Minha dica é que pense em peças que você possa usar em diversas ocasiões e coordená-las entre si.

Não fique com medo por parecer careta,  por  só usar roupas brancas e pretas. Isso na verdade se chama: “estilo clássico” e nunca sai de moda.

Você pode diversificar seu look com echarpes, lenços, bolsas etc.

Adicione aí na sua lista de compras:

Calça preta

calças plus sizeA calça mais fácil de combinar com outros looks e que veste melhor a maioria dos tipos de corpos é a calça reta (foto 1 – R$89,90). Mas se você preferir, pode usar a pantalona (foto 2  – R$119,90 ) ou a skinny (foto 3 – R$139,90). Todas são da Palank.

Calça jeans

calça jeans plus sizeSe você ainda não tem um bom jeans, opte por um em lavagem escura, que é mais elegante. Algumas empresas permitem que você use jeans no trabalho e essa lavagem é a que menos chama atenção. Você pode repetir o jeans na semana, porque ele não é tão marcante quanto uma lavagem clara e/ou com aplicações. É mais fácil de combinar também. Outra dica é preferir modelos com uma quantidade mínima de elastano, que não marca as imperfeições do seu corpo. (foto 1 – R$ 109,90/ foto 2  e 3 – preço não informado) Todas da Kauê Plus Size.

Vestido preto

vestido preto plus size

Vestido preto sem dúvida é uma das peças que não pode faltar em seu guarda-roupa. Ele pode ser usado em uma balada, para trabalhar, para passear no shopping e até em um casamento. Você só precisa coordenar os acessórios certos para dar um “up” no visual. Uma vez, apresentei no programa Hoje em Dia da Rede Record várias formas de mudar seu vestidinho preto com pequenos truques e acessórios. Clique aqui e veja o vídeo. É muito bom! (foto 7 -R$ 80  / Foto 8 – R$ 110/ Foto 9 – R$120/ Todos da VK Moda Plus Size)

*Camisete

blusinhas plus sizeÉ sempre bom ter em seu guarda-roupa blusinhas básicas como regatas, segunda-pele, camisetes e camisetas “sequinhas”, que você possa coordenar com suas calças, saias e blazers e até mesmo usar sob vestidos. Essas peças costumam ser baratinhas e fáceis de coordenar. Eu tenho várias no meu armário, de todas as cores. (Foto 10 – Regata preta com renda – R$ 29,90/ Foto 11 – Blusa de manga comprida R$ 39,99/ Foto 12 – Regata Branca – R$ 49,99 // Todas da Posthaus).

* Blazer

blazer plus sizeBlazer, casaquetos, casaquinhos… Pelo menos 1 você precisa ter no seu armário. Escolha um modelo sóbrio, elegante, que combine tanto com calça social, quanto com sua calça jeans. Hoje existem modelos de tecido plano,  forrados, e outras opções, mais maleáveis e confortáveis, como os de moletom, mas sempre com uma cara mais comportada. Nada de desleixo! Os modelos acima são da Best Size. (Foto 13 – blazer azul marinho R$ 104,80/ Foto 14 – R$240/ Foto 15 – R$104,80).

Camisa Social

camisas plus sizeCamisa no armário nunca é demais. O ideal é que você tenha sempre uma versão básica, branca, que combina com tudo. Ela é social, mas você pode compor looks casuais  com  ela. Não acho que fazer um investimento logo de cara em uma camisa preta valha a pena. Normalmente, o tom da camisa preta sempre fica diferente do da calça. E com as lavagens, essa diferença se acentua,  uma das duas peças sempre parecerá  desbotada. Eu prefiro investir na branca e em alguma colorida,  ou com detalhes atemporais, que tenham renda e plissado, por exemplo. (Foto 16 – R$99,99/ Foto 17 – R$169,99/ Foto 18 – R$169,99) Os modelos acima são da Loja Mulherão.

Saia

saias plus sizeSaia é super feminina. O comprimento ideal é na altura ou no máximo dois dedinhos acima do joelho, para que você possa usar em reuniões, entrevistas de emprego e em situações mais formais. Na hora de periguetar, você pode dobrá-la na cintura, que tal? (Foto 19 – saia godê R$176/ Foto 20 – saia lápis R$ 130/ Foto 21 – saia evasê R$ 182 // Todas da Flaminga)

****

Gostaram? Por mais que nossa ideia seja gastar pouco,  é impossível pensar em preço baixo e durabilidade. Conforme eu já disse lá em cima, você deve escolher se quer uma peça que dure mais ou uma barata que durará apenas uma coleção. No final, por um guarda-roupa básico como o que sugeri acima, você vai gastar em média R$1000,00 (mil reais).  Compre uma peça por mês, assim não dói tanto no bolso. Vá por mim. 😉

 

5 Comentários

Arquivado em Moda e estilo, Uncategorized

Legging para gordinhas: como usar (e como NÃO usar)

Legging efeito molhado

Por Cíntia Rojo

Um dos itens mais controversos da moda, na minha humilde opinião, é a calça legging. Sei que ela é objeto de amor para 9 em cada 10 mulherões mas confesso: tenho trauma dessa roupa e não me entendam mal, eu explico…

Eu sou gordinha desde a adolescência e vocês pensam que naquela época era esse festival de lojas lus size oferecendo tendências de moda para todos os gostos e bolsos? Na-na-ni-na! A calça legging, então, saiu do seu ambiente original – a academia – e invadiu as ruas da cidade. O problema é que as combinações da calça legging eram – e de certa forma, ainda são! – basicamente camisas e camisetões largos, sem corte, sem cintura e em tecidos ruins. Tradução: a legging era combinada com verdadeiros sacos de batata.

Vocês devem estar se perguntando “mas ela nunca vestiu uma legging?”. Claro que vesti, meninas, mas de um jeito muito específico: com tênis e camiseta, para academia ou outra atividade que exigisse caminhada (fazer compras, por exemplo).

Só que eu estou disposta a mudar minha opinião e, por isso – e também porque uma leitora pediu,  fui pesquisar e aprender como brincar com a legging nas nossas produções.

Há algumas regras e alguns conselhos de amiga. As regras são recomendações dos stylists e os conselhos de amiga são meus, porque eu sou gorda e sei o que pode dar errado e comprometer a nossa silhueta.

Legging estampada

As regras são:

  1. Cubra o bumbum. Regra essencial, inclusive para quem é magra. Essa regrinha é para que o visual não fique vulgar ou mesmo feio.
  2. Equilibre o look com uma peça mais larguinha. Para equilibrar o visual, escolha uma peça mais larguinha para a parte de cima. Pode ser uma bata, camisa, blazer, casaco, cardigã… o que você quiser!
  3. Equilibre as estampas. Se quiser usar uma calça estampada, use a mesma regrinha do equilíbrio e opte por uma peça lisa para cobrir a parte de cima. Há um conselho de amiga para a brincadeira com estampas… continue lendo!

Os conselhos de amiga gorda são:

1.       Compre a calça no seu tamanho. Parece óbvio mas não é. Lembre-se que a legging estica e só porque um número menor entrou, não quer dizer que você deva comprá-lo. Ao comprar um número menor, o tecido vai esticar além do que deveria e sua calça pode ficar transparente. #NãoQueremos

2.       Escolha um bom tecido. Há diferentes tecidos com elastano que dão uma cara muito bonita à peça. Um dia desses vi uma legging que imitava calças de montaria; o tecido ao invés de liso, era canelado e a calça era muito bonita. Há tecidos encerados ou leggings com aspecto “molhado” que também tornam a peça mais bonita.

3.       Evite a legging branca. A menos que você não se incomode de todas as celulites ficarem evidentes. Eu, particularmente, não me sinto bem com celulite aparecendo por baixo da roupa mas não é uma regra; é conselho de amiga. Se você gosta de calça branca, o jeans é perfeito pois combina com tudo e é uma peça super chique! Opte então por uma jegging (legging jeans) que é linda! Na foto, a modelo Cléo Fernandes usa uma legging montaria que eu já falei que gosto. Mas o jeans branco, definitivamente, é look celebridade! #Adoro

Legging Montaria Branca

4.       Entenda o formato do seu corpo. Eu, por exemplo, tenho quadris largos (e gosto deles assim). Se esse não é o seu caso, evite as leggings pois, por serem muito justas, elas salientam as curvas. Dê preferência, então, para calças de corte reto ou flare, que equilibram a proporção da parte de baixo do corpo.

5.       Mix de estampas e cores. A gente pode (e deve) brincar com estampas e cores. Misturar estampas é um truque de styling que torna o visual mais interessante e divertido. Contudo, o visual pode ser perigoso; por isso, olhe-se bem no espelho e veja se as estampas estão harmoniosas. Se não conseguir um jeito de misturar padronagens de estampas diferentes, faça como a Nadia Aboulhosn, que ao invés do preto básico optou por uma regata peplum vinho (foto) para compor o look com a legging estampada. Informações da temporada: as estampas em alta são floridas, folhagens e étnicas. Brinque à vontade!

Legging nadia-aboulhosn1

Assim que eu arrumar uma legging, vou montar um look pra vocês dizerem se gostam ou não. Superar esse trauma virou questão de honra! 😉

24 Comentários

Arquivado em Moda e estilo