Arquivo da tag: câncer de mama

Odeio os meus seios

Por Keka Demétrio

Havia um monte de coisas que eu detestava em meu corpo, e meus seios era um dos principais. Desde sempre nunca gostei deles, que sempre foram grandes e incomodavam bastante, desde estética como fisicamente. Na verdade o incomodo era muito mais estético do que físico. Essa tortura psicologia que eu me submetia por possuir uma comissão de frente tão exposta fazia com que minha auto estima ficasse bem menos do que zero.

Depois de dois filhos e emagrecer e engordar vários quilos, é óbvio que eles iriam sofrer as conseqüências, e hoje em minhas palestras sempre digo que o único anti depressivo que ainda aceito em minha vida são meus sutiãs que colocam meus seios no lugar que eles merecem estar.ahahahah

Quando passei a me aceitar e a me olhar com os meus próprios olhos, a me perceber com um infinito amor por mim mesma, passei a enxergar uma obra de Deus e não mais um ser que precisava se moldar para que os outros achem bonito. Eu me acho bonita, um monte de gente me acha bonita, e o melhor, as pessoas que realmente me importa além de também me acharem bonita, me vêem como deve ser: um ser em constante evolução, que erra, tropeça, mas que procura deixar rastros de amor por onde passa. E é com essa beleza que vale a pena ser percebida, porque diferente da física, ela com o tempo só tende a crescer e melhorar.

Jamais pensei, porque isso realmente sempre me incomodou muito, que um dia fosse expor publicamente meus traumas em relação aos meus seios que hoje tanto amo e que tanto prazer e alegria me proporcionam. Mas depois de duas semanas onde a exaustão me impossibilitou de escrever para vocês, e para mim mesma (sim, sempre estou puxando minha orelha ao escrever meus textos. rsrs) senti uma vontade enorme de falar sobre isto. Talvez por estar em uma fase de novos valores e atitudes, quis escancarar minha intimidade como forma de ajudar amigas leitoras, que eu tenho certeza passam pelo problema, e também uma forma de servir de voz para inúmeras mulheres mastectomizadas e que, acredito eu, gostariam de dizer a todas as mulheres que se envergonham pelos seios que possuem para que sintam-se à vontade com seus corpos, pois ele é o seu templo, a casa dos seus sentimentos, das suas emoções e percepções. Para não se matarem com pensamentos destrutivos em relação ao que são e estão, pois o mais importante de tudo é sentirem-se vivas, mas principalmente vivas para si mesmas.

E eu emendo dizendo: Queridas, nossos seios podem não ser moldados, desenhados a pincel, mas é a maior marca de nossa feminilidade. Independente do formato, cor ou tamanho, eles são a demonstração da força feminina, é através deles que nossos filhos saciam sua fome, e através deles damos e recebemos prazer. Por isso não fique constrangida se seus seios não são tão bonitos quanto gostaria, sinta-se verdadeiramente feliz por possuí-los. Homens que só amam a anatomia do seu corpo não serão capazes de perceber a silhueta do seu coração, e estes não merecem ter ao lado mulheres realmente belas.

Cuide dos seus seios. Faça o auto exame, use cremes, proteja-os com sutiãs apropriados. Invista em decotes e faça deles um aliado para se sentir bonita, sexy e poderosa. Nunca mostre demais, nem de menos, seja sutil e ao mesmo tempo provocante. A grande maioria de nós conhece alguma mulher que teve que retirar um seio por causa do câncer de mama, e nós sabemos o quanto isso é difícil, triste, deprimente, e doloroso, portanto, não se deixe ficar presa a convenções, a padrões estéticos, se tiver que se prender que seja na força que possui para retomar seu próprio caminho e fazer a sua vida realmente memorável. Você é mulher, escolhida de DEUS para dar continuidade à sua imagem e semelhança, e só por isso é a mais bela das criaturas.

PS: de acordo com o jornal Folha de São Paulo do dia 25 último, 52.680 é a previsão do número de casos de câncer de mama para 2012.

26 Comentários

Arquivado em comportamento, Para Refletir, Relacionamento, Saúde