Arquivo da tag: dignidade

Busque o que é digno de você!

Por Edu Soares

Pode parecer redundante, mas faz sentido: vejo pessoas com grande potencial que perderam um futuro que tinha tudo para ser primoroso justamente devido àquilo que elas tinham de melhor: o potencial. Essa gente parece brindar a vida com champanhe de talento numa taça de soberba. Com o tempo, acontece o óbvio: a bebida acaba e resta apenas o excesso de confiança e como todos sabem esta geralmente leva qualquer pessoa ao fracasso iminente.

Também não é raro encontrar gente com potencial enorme que sucumbe diante das criticas feitas por invejosos portadores de pessimismo desmedido. Em ao comparação ao exemplo do primeiro parágrafo, o segundo caso pode ser até pior, pois a pessoa sabe do seu potencial, tem na humildade o alicerce para o sucesso mas (talvez por imaturidade) as quedas surgem a cada critica não construtiva, não conclusiva e não condizente com a verdade. Ou você acha que a inveja tem coerência/conclusão/incentivo?

Se você faz parte do “potencial soberbo”, pode parar a leitura a partir de agora. Não perco tempo com pessoas que se consideram aquilo que nunca foram (e provavelmente nunca serão). Agora, pra você que lê estas linhas e faz parte do “potencial influenciável”, cito um trecho filosófico do filme Rocky Balboa. Pouco antes da grande luta, o ex-ex-ex-ex campeão discursou assim para seu incrédulo (e mala-sem-alça) filho:

“ Vou te dizer algo que você já sabe: o mundo não é um arco íris. É um lugar ruim e duro. Não importa o quão forte seja, vai colocá-lo de joelhos e vai deixá-lo lá. Ninguém vai bater mais forte que a vida. Mas não importa como bate e sim o quanto aguenta apanhar e continuar tocando. O quanto pode suportar e seguir em frente. É assim que se ganha! Se você tem valor, busque o que é digno de você. É preciso estar disposto a apanhar e não levar dedo na cara, dizendo que não é o que deseja por causa de ninguém. Covardes fazem isso e você não é assim! É melhor que isso!”

Todo santo dia a vida lhe oferece um leque infindável de promissoras opções. Sabendo disso, simplesmente acredite em você mesmo, caso contrario você nunca terá uma vida.

11 Comentários

Arquivado em comportamento, Para Refletir

Ética, mais do que beleza, é fundamental para ser uma modelo Plus Size de sucesso

Venda seu trabalho sem denegrir o trabalho alheio

Por Renata Poskus Vaz

laura wells

O mundo da moda plus size é bem diferente do fashion em que existem milhares de lojas para um público feminino que utiliza numeração de roupa pequena. Com tanta loja de roupas pequeninas, o que não falta é modelo bonita, magra e extremamente qualificada para catálogos e desfiles.

Já as grifes plus size, embora estejam em crescimento, ainda são em absoluta minoria. E o trabalho de modelos que usam numeração GG ainda é muito recente no Brasil.

O que quero dizer com isso? Em um mercado pequeno, em que todos os donos de confecção acabam se conhecendo e, conseqüentemente, conhecendo as modelos disponíveis no mercado, qualquer atitude que beire à falta de ética toma proporções gigantescas e pode arruinar a carreira de qualquer modelo iniciante.

Falo isso, pois sou uma formadora de opinião do ramo GG. Então, não é raro donos de confecções me ligarem e perguntarem se conheço o trabalho de determinada modelo, ou para elogiarem e criticarem algumas atitudes. Sim, digo atitude, porque beleza incontestável, grande parte de nós temos. Mas de nada adianta ser bela e não ter caráter.

Gosto de divulgar bons trabalhos feitos por modelos plus size. Acho que é uma forma de promover as marcas que investem nesta modelagem e também as profissionais.

Entretanto, o que deveria servir de estímulo para algumas modelos iniciantes e imaturas é, na verdade, objeto de inveja. Algumas meninas escreveram e-mails para uma tal confecção se oferecendo para trabalhar em seu próximo catálogo. Acho justo, já que não temos uma agência GG com atuação aprofundada no Brasil. Então, às vezes, se oferecer é a melhor atitude a se tomar.

Porém, se oferecer para um trabalho futuro denegrindo a qualidade da modelo da campanha atual é sujo, antiético e beira a canalhice. As grifes não querem apenas trabalhar com modelos lindas. Querem trabalhar com pessoas honestas, descentes e que no dia-a-dia representem a sua marca com orgulho e decência.

Enfim, na próxima vez em que forem oferecer seus serviços às confecções, saibam que atitudes como essa que tomaram na semana passada é vista com maus olhos pelas grifes. Só vocês se queimam.

Cresçam, virem mulheres de verdade e só assim serão reconhecidas como profissionais de destaque.

Está dado o meu recado.

A modelo da foto é Laura Wells

A foto foi extraído do site http://curvesmart.blogspot.com/

11 Comentários

Arquivado em Modelo GG, Uncategorized