Arquivo da tag: Marcia Morais

Tendências de moda verão 2015 para gordinhas

Por Renata Poskus Vaz

As meninas do Blog Dasplus, Silvia Neves e Rafa Coelho, fizeram um ensaio especial, tendo como cenário Belo Horizonte, a capital mineira, e usando roupas da Marcia Morais, da nova coleção verão 2015. 

gordinhas listras 1

Listras: Eu adoro listras! ❤ ❤ ❤ E esses dois looks mostram bem que listras na horizontal estão super liberadas para as gordinhas. A dica é investir em modelos como esses, com listras diferentes, algumas mais grossas e outras mais finais, com espaçamento maior e menor entre elas, que diminui aquela sensação de parecer mais gordinha, que as listras horizontais padronizadas proporcionam. No look 1, vestido por Silvia, ainda há o recurso da silhueta escura, que ressalta a cinturinha. Eu amei! No look 2, vestido por Rafa, o decote em V valoriza o colo e a faixa preta marca bem a cintura. Gostaram?

gordinhas flores

Flores: Sabe que eu havia enjoado de roupas floridas? Mas o que percebi é que não enjoei das flores, mas daquelas estampas manjadas, com florzinhas pequenininhas, padrozinadas, muito certinhas. Esses looks acima são sugestões para sair da roupinha florida comum. Há um mix de flores, de diversas cores e também cores diferentes no fundo, do branco e azul, divididos por 3 faixas que lembram o desenho de rendas. Na foto 3, a sugestão de misturar 1 peça florida com 1 peça colorida. Fica um look alegre e ousado. Nada de basiquinho! Na foto 4, blusa e saia, ambas floridas. Eu curti!

gordinhas folhagem

Folhagem: as estampas de folhagem, que já reinaram há alguns verões, continuam em alta. Essa, em azul, foge da previsível estampa de folhagem verde, que a gente tanto usou. Na foto 5, o vestido com decote em V, com um detalhe torcidinho abaixo do busto, que valoriza a cintura e dá aquela disfarçadinha no estômago alto. Já o look 6, é uma boa opção para quem quer um look despojado.

gordinhas vestido longo

Recortes: Ahhh, como eu amo vestidos longos! ❤ ❤ ❤  E essas bonitezas podem ser usados por mulheres baixinhas também, sabia? O vestido 7, também na estampa de folhagem com fundo escuro na barriga. E a perna em cores vibrantes. Esses recortes desviam a atenção da barriguinha para as pernas. Já o vestido 8, tricolor, com recorte na diagonal, alonga a silhueta. Qual o seu predileto?

A Marcia Morais fabrica do 42 ao 56 e revende para lojas de todo o Brasil. Para saber a loja revendedora mais próxima da sua casa, entre em contato pela Fan Page da marca. Clique aqui. 

2 Comentários

Arquivado em Moda e estilo

Lançamento coleção de alto verão 2014 da grife mineira Marcia Morais

Por Renata Poskus Vaz

Há algum tempo fizemos uma matéria aqui no Blog Mulherão sobre a magreza desrespeitosa das grifes plus size mineiras. Entre as marcas citadas, a única que nos escreveu mostrando seu compromisso em inserir modelos mais curvilíneas em seu catálogo foi a Márcia Morais.

“Li seu post sobre as grifes mineiras de moda plus size e achei a crítica muito relevante. Realmente nos precisamos estar mais atentos à coerência das campanhas, mas gostaria de ressaltar que nossa marca está muito preocupada com isso (…) para o Alto Verão iremos buscar alguém que de fato represente nossa cliente e o produto que queremos oferecer ao mercado. (…) Marcia sempre buscou transmitir através das roupas e das campanhas a beleza da mulher real , trabalhando com pessoas de todas as idades e de todos os tamanhos. Sei que ainda precisamos evoluir muito, mas achei importante mostrar que esse sempre foi um valor importante na nossa empresa.”, Alice, diretora de Marketing da Marcia Morais.

Ela prometeu e cumpriu. Na campanha de alto verão 2014, Marcia Morais contratou uma modelo comercial e também a modelo plus size Gabi Schio, manequim 46/48 para a campanha. O tema é balnearium, muita roupa chique, linda, clara, azul, com a cara do verão!

Obrigada, Marcia Morais, por nos ouvir. 🙂

marcia morais 2

Marcia Morais 3

marcia morais 1

Marcia Morais 4

6 Comentários

Arquivado em Moda e estilo

A magreza desrespeitosa das grifes mineiras plus size

Por Renata Poskus Vaz

Antigamente, a moda mineira era conhecida como a melhor moda do País. Estou falando da moda de uma maneira geral, não especificamente a plus size. Gente de todo o Brasil saía de suas cidades para fazer compras para suas lojas em Minas Gerais, sobretudo na região de Belo Horizonte. São Paulo sempre foi conhecida como o destino das roupas baratas e diversificadas, mas Minas gerais era sinônimo de qualidade. A mesma blusinha de malha que você pagava no máximo R$50 no Bom Retiro, custava R$100 em Minas Gerais. Mas a de São Paulo durava 1 ano, enquanto a de Minas no mínimo 5. Outro destaque era o acabamento, sempre bem feito, além de muitas aplicações. Mineira não gosta de coisa básica, desta forma, mesmo a roupa mais simpleszinha tinha um ar de roupa chique. 

Neste mercado mineiro, surgiram dezenas de confecções plus size. A maioria trabalha com grade que começa no manequim 42 e vai até o 52, 54. Todas com modelagens generosas. A grife pega um manequim 44, mas coloca uma etiqueta 42. Então, a gordinha entra na loja, veste a roupa com manequim menor e vê que cabe nela, fica feliz e leva logo para casa. Estratégia de marketing que dá certo. Desta forma, com produtos baratos, modelagens amplas e muita qualidade, há décadas existem dezenas de confecções plus size em Minas Gerais. Sim, há décadas. Você sabia?

Grifes Mineiras omitem que fabricam roupa plus size

Ok, você vai me dizer que não sabia disso, que desconhecia que existem tantas grifes plus size mineiras e há tanto tempo. E eu compreendo. Afinal, nos catálogos dessas grifes, eles usam modelos muito magras. E quando eu digo magra, é magra mesmo. É normal que uma modelo plus size tenha pouco busto, ou que tenha perna fina, ou um quadril mais estreito, ou um braço bem esguio, ou pouca barriga, mas ela não é uma modelo plus size se reunir todas essas características! E, quando vejo isso, confesso, me sinto, como consumidora, desrespeitada.

Estive, há uns dois anos em Belo Horizonte, conversando com a gerente de marketing da Marcia Morais, que se mostrou receptiva em conhecer mais profundamente o mercado plus size. Gentilmente, ela marcou uma reunião para que eu conversasse com um grupo de proprietárias de grifes plus size mineiras. E sabe quantas delas foram na reunião? Só a gerente da Marcia Morais. Isso mesmo! Apenas ela. Também já mandei diversos e-mails para essas marcas, nenhum respondido.

Não sei o porquê dessas marcas esconderem que fabricam para mulheres com medidas generosas. Acredito que se deva ao preconceito de pensar que as consumidoras querem se enxergar em um corpo magro. Mal sabem eles que a maioria de nós não quer mais viver de sonhos.

Em 2 anos, o progresso que vi na Marcia Morais foi a encorporação à logomarca da expressão: “plus size”, de forma tímida, bem pequenininha. Porém, a modelo da Marcia Morais, ainda precisa de muitos potes de Nutella para ser plus size. Veja só:

Marcia Morais plus size

O lookbook/catálogo que mais me chocou entre todas as grifes plus size mineiras foi o da Desireè. Não tem nem como a marca dizer que essa modelo da foto usa o menor manequim que ela diz vender, o 42. Não dá! Dói ver essa modelo da foto. Poderiam ter fotografado em um manequim gordinho de plástico. Eu não sei como os lojistas não se recusam a comprar essas roupas. Como saber o real caimento da roupa em uma mulher plus size sem ver como ela fica em uma mulher com curvas?

Desiree plus size

E não pára por aí. Juntando o peso as duas modelos da marca Ligia Nogueira, deve totalizar 90 Kg, o que eu peso. Tristeza de vida! A marca também fabrica do 42 ao 52.

Ligia Nogueira 2

Esta, abaixo, é uma campanha da Ligia Nogueira, mais antiga, que também choca pela magreza que nada combina com grife plus size:

Ligia Nogueira plus size

Outra marca plus size de Minas Gerais, Belle Carole, fabrica do 42 ao 54. Ela já havia usado modelos mais curvilíneas em seu catálogo, como a  Top Silvia Neves, mas parece ter regredido e contratado a modelo abaixo, igualmente linda, mas muito magrinha:

belle carole 2

E para completar a Diles.

Diles plus size

Como está a moda mineira hoje 

Hoje em dia, as confecções de outras regiões trabalham com representantes em todo o Brasil. Isso é, o cliente, lojista, pode receber representantes das marcas em sua loja. Ou então, ele pode comprar no atacado pela internet. Desta forma, aquelas excursões de lojistas para Belo Horizonte, que deixavam as confecções plus size de lá com sorriso de orelha a orelha, já não são tão constantes e rentáveis. Diversas confecções de Santa Catarina, Paraná e São Paulo passaram a produzir moda com mais qualidade e melhor acabamento, desta forma, a moda mineira continua excelente, mas deixou de ser líder absoluta do mercado.

Como consumidora, eu diria para as marcas mineiras:

“Nós, mulheres plus size, não esperamos que vocês coloquem uma modelo manequim 60 em seus catálogos. Mas também não vemos com bons olhos modelos manequim 38. Não rejeitamos marcas que usam marcas plus size em seus catálogos. Muito pelo contrário, nos enxergamos e as recomendamos para as boutiques em que fazemos compras”.

*****

Amanhã vou mostrar umas marcas mineiras que nos amam do jeitinho que a gente é.

27 Comentários

Arquivado em Moda e estilo

Desfile da grife Marcia Moraes reúne modelos GG em Minas Gerais

Por Renata Poskus Vaz

Colaboração: Erika Nemi

da esq. para dir. Silvia Neves, Kercia Silveira, Erika Nemi, Katiuscia Barros e Paty de Cássia

Se você está acostumada a fazer compras em lojas GG multimarcas, certamente deve ter em seu guarda-roupa um modelito da Márcia Morais. A grife mineira é conhecida pelo bom gosto e requinte de suas peças, que valorizam a silhueta de qualquer mulher. Em São Paulo, por exemplo, a loja Paluni revende algumas de suas peças.

Dia 9 de março, em Belo Horizonte, aconteceu o coquetel de lançamento da coleção outono inverno da grife Márcia Morais. O desfile contou com a participação das modelos plus size: Erika Nemi, Silvia Neves, Katiuscia Barros, Patrícia de Cássia e Kercia Silveira.

Além das belas representantes GG, o desfile contou com a participação da Miss Minas Gerias 2005 – Tatiane Alves.

O vermelho impera na coleção outono-inverno de Márcia Morais

55 Comentários

Arquivado em Moda e estilo, Modelo GG