Arquivo da tag: miss brasil plus size

O que uma Miss Plus Size tem que ter?

Por Renata Poskus Vaz

Depois do último Miss Brasil Plus Size, algumas garotas me perguntaram as qualidades que uma plus size precisa ter para ser coroada Miss.

Quando fui chamada pela primeira vez por Alberto Conde para ser jurada de um de seus concursos, tive a preocupação de pesquisar bem sobre os predicados que uma miss precisa ter. Eu queria ser justa. Aprendi muitas coisas, estudando e observando e vou dividi-las com vocês

Beleza

Por incrível que pareça, beleza não define concurso de Miss. Beleza do corpo e do rosto são dois entre diversos quesitos avaliados pelos jurados. Entretanto, existe sim um padrão esperado. Eu só vi até hoje uma vencedora de concurso de miss plus size aqui no Brasil com o cabelo curto, a Miss Rio Grande do Sul Ariane Plangg.

ariane plangg miss plus sizeMiss Rio Grande do Sul Ariane Plangg

O encantamento dos jurados se dá com mulheres de cabelos longos e volumosos, corpo formato ampulheta, com busto farto, cintura fina e quadril largo. Os organizadores não pedem que escolham uma miss com essas qualidades. Mas está bem claro a tendência a simpatizar com mulheres que se lembrem com as Misses de concursos tradicionais. As 3 vencedoras do concurso Miss  Brasil Plus Size são assim Babi Monteiro, Aline Zattar e Isabelle Campestrini.

A verdade é que Concurso de Miss Plus Size não tem espaço para pessoas exóticas, tatuadas, baixinhas, com barriga grande (como a maioria das gordinhas), nem com muita celulite… Elas dificilmente ganhariam esses concursos.

Isso não deve causar revolta. Cada concurso tem um padrão. O que pode se fazer é criar outros concursos que contemplem outras belezas.

aline zattar miss plus sizeAline Zattar Miss Brasil Plus Size 2013

Cor da Pele

Infelizmente, da mesma forma que não temos quase representantes negras no concurso nacional das Misses magrinhas o mesmo parece acontecer na versão plus size. Não há quase candidatas negras o que já diminui bem a probabilidade de alguma ganhar a coroa. E a pergunta que fica é, será que mesmo que tivéssemos muitas candidatas negras, lindas e preparadas, alguma ganharia? Torço para que esse dia chegue rápido.

Elegância

Pronto. Aí está um quesito que pode sim definir um concurso de miss: a elegância. Desfilar bem, se posicionar adequadamente, posicionar mãos de forma delicada, acenar e virar a cabeça como uma princesa… Parece fácil, mas não é.

Uma mulher elegante tem uma presença tão impactante que é capaz de suprir até mesmo a própria falta de beleza. Ela “vende” a ideia de que é poderosa e todos acreditam.

babi monteiro miss plus sizeBabi Monteiro Miss Brasil Plus Size 2012

Modelo x Miss

Gisele Bündchen nunca ganhou um concurso de miss e é a modelo mais poderosa do mundo. Desencanem dessa ideia de que para ser modelo você tem que ganhar um título de miss. É claro que o título ajudou as primeiras modelos a se projetarem mas, agora, em época de 365 concursos de beleza de gordinhas, o que conta mais é o empenho no gerenciamento de sua carreira do que a coroa em si.

Outra coisa importante a salientar é que muitas modelos com experiência se comportam como se estivessem na passarela do Fashion Weekend Plus Size no concurso de Miss, esquecem daquela delicadeza, do andar calmo e elegante que só uma Miss tem.

isabelle campestrini miss brasilIsabelle Campestrini

Saber falar

Não adianta, miss tem que saber falar direito. É melhor falar pouco do que ser prolixa e dar umas derrapadas doídas na língua portuguesa. Miss tem que ser (ou pelo menos parecer) inteligente. O problema é que quem não é inteligente, mas pensa que é, não percebe a diferença enorme de si mesma para aquelas que falam corretamente.

Roupas adequadas

Desfile de miss exige grande investimento. A candidata tem que estar preparada para investir em belos e caros vestidos, maiô e roupas casuais. Tem que usar um belo par de sapatos e acessórios de dar inveja. A roupa não está em julgamento, mas ela complementa o visual e ressalta as qualidades da miss.

Manequim

Concurso de Miss Plus Size não é concurso de peso, em que a mais gordinha ganha. Aliás, a maioria das candidatas não usa mais do que manequim 50.

Espero que tenham gostado das dicas!

4 Comentários

Arquivado em Concurso, Curiosidades

Fui à final do Miss Brasil Plus Size: babados, baphos e confusão

Por Renata Poskus Vaz

Mulherões, é mentira! A final do Miss Brasil Plus Size 2014, em Olímpia/SP, não teve tantos babados, baphos e confusões assim… Usei o título sensacionalista só para chamar atenção! rsrsrs. Veja algumas curiosidades sobre o evento e sobre minha participação:

Local

Olímpia é uma cidade do interior de São Paulo. Para ter uma ideia, minha amiga Keka Demétrio que mora em Ituiutaba/MG demorou 4 horas para chegar lá e eu que moro na capital paulista demorei mais de 8 horas. Quando fui na Rodoviária comprar minha passagem, havia no letreiro uma lista de cidades atendidas pela Danúbio Azul. Pensei: “que diacho de Danúbio Azul é essa que nunca ouvi falar e atende mais de 10 cidades?”. Peguei o ônibus e descobri que, na verdade, ela tem uma única linha que passa em todas essas cidades. Ou seja, fiz um tour por todo o interior, demorou para caramba!

Na minha chegada: Simone Fiuza, apresentadora, Babi Monteiro, Miss Brasil Plus Size 2012,  Aline Zattar,  Miss Brasil Plus Size 2013, eu com um look lindo que a Adelante me deu e minha amiga Keka Demétrio

Porém, chegando lá, o trauma pós viagem passa. Ficamos hospedadas no Hotel Tuti Resort, é um hotel bacana, grande, com uma piscina aquecida simpática  e que fica ao lado de um Parque Aquático. Não é um Hotel para descansar, porque vai muita criança. Mas eu super curti ficar lá alguns dias.

Foi na área da recepção que aconteceu a final do Miss Brasil Plus Size, com entrada livre para todos os hóspedes.

O local foi escolhido pelo organizador do Miss Brasil Plus Size porque eles são de Olímpia e, lá, conseguiriam proporcionar mais dias de confraternização e treinamento para as participantes, melhorando o desempenho de todas no concurso.

As concorrentes

Havia 29 concorrentes, sendo 1 representante de cada estado, do Distrito Federal e também uma representante eleita em votação pela internet. Como cheguei um dia antes do concurso, pude conviver um pouquinho com algumas delas. Também dei uma palestra, junto com a Keka e a Simone Fiuza (que estava lá como apresentadora do evento) explicando as diferenças entre uma modelo plus size e uma miss, como funciona o mercado de trabalho para modelos etc.

Percebi que algumas garotas realmente estavam lá por diversão. Estavam felizes simplesmente em participar. Queriam confraternizar, fazer novas amigas. Mas é claro que, pelo menos lá no fundo,  todas tinham esperança de ganhar. Ninguém gasta com vestido, tratamentos de beleza, passagem de avião, hospedagem etc, sem ter essa esperança.

O nível da maioria das candidatas era muito alto. Elas foram treinadas dias antes pela organização do evento. No entanto, algumas garotas deixavam transparecer um nível de preparação inferior. Algumas estavam lá porque nos estados que representavam não houve uma competição presencial. Nesses casos, até mesmo em concursos de magrinhas (não é nada ilegal), qualquer pessoa pode se candidatar à coroa daquele estado. Então, na final,  não tinham nenhuma experiência de palco, mas se esforçaram, se dedicaram e isso é o que importa!

Algumas delas riam da situação, aproveitavam cada momento. No final do concurso, com a coroação da Miss Brasil Plus Size 2014 Isabelle Campestrini, que representava o Paranácumprimentei cada candidata.

Miss Brasil Goiás

A que mais me encantou neste momento pós-coroação foi a Fernanda Souza, Miss Goiás. Ela estava muito, muito nervosa na passarela, mas não poupou seu belo sorriso em nenhum momento. Nos bastidores, com lágrimas nos olhos e muito feliz, ela me disse: “Renata, participar desse concurso foi uma superação pessoal. Estou muito feliz. Eu emagreci 16 Kg para estar aqui”. Ela estava lá com toda a família, que vibrava mesmo sem Fernanda ter vencido o concurso (bem diferente do que costuma ser o comportamento de algumas famílias de misses por aí). Enquanto o pai babava, a mãe disse abraçando a filha: “Estamos muito felizes. Ela é e sempre será minha Miss”. Não chorei para não borrar meu make bapho! rsrsrs

Ranielle,  Miss Espírito Santo, em seu look casual

Outra gata que me impressionou positivamente, desta vez na passarela, foi a Ranielli Vila Real, Miss Espírito Santo. Um mulherão bem pequenininho, mas que cresceu uns 20 cm na passarela. Ela “brincava” com sua roupa, desfilou com elegância. Não ficou entre as 10 primeiras colocadas, mas entrou para a história. rsrs Pena não ter feito um vídeo para mostrar como ela desfilava bonitinha, com um “q” danado de Miss.

A Miss Brasil Plus Size 2014 com um modelo do estilista Edson Eddel  e  eu com meu modelito Marri Gattô por Renata Poskus

Infelizmente, não há só boas impressões. Uma das Misses, emburrada, me disse que estava indignada por ter perdido. Tomou satisfações de uma jurada por não ter votado nela (sendo que os candidatos não escolhiam sua preferida, davam notas para todas). Disse, para mim, que era superior à Miss que ganhou. Assim mesmo, na lata, sem a menor vergonha de parecer prepotente ou arrogante. Por motivos óbvios não citarei o nome da fulana. Mas como minha língua não cabe na boca, ao ouvir essa declaração deixei claro: “Não, você não foi melhor que a vencedora. Aliás, você estava bem nervosa e insegura e não desfilou bem. A vitória dela foi justa e, hoje, você não merecia ganhar”.

Isso sempre vai ocorrer, não é mesmo? Eu continuo sem entender o porquê de pessoas entrarem em um concurso se depois vão questionar a idoneidade dos jurados ou dos organizadores. Quem não sabe perder tem que ficar em casa e pronto!

Com relação à campeã Isabelle Campestrini, na minha opinião, ela é linda, mas havia outros mulherões igualmente lindos no concurso. No entanto, uma Miss não pode ter uma beleza física maravilhosa e não falar corretamente. Não adianta desfilar bem e não ser simpática. Ou seja, dentre todas as candidatas a Isabelle reunia bom desempenho em diversos quesitos e, com isso, desbancou algumas candidatas que pareciam ter a preferência. Ela mostrou ter opinião, eloquência, um corpo bem cuidado, e soube desfilar com a elegância de uma Miss.

A segunda colocada, que ganhou a faixa de primeira princesa foi a Ingrid Kriigen, Miss São Paulo. Já a segunda princesa é a cearense Luana Paula Rocha. As duas muito lindas, Ingrid contava com uma torcida imensa (a família e os hóspedes de São Paulo que a adotaram). Isso conta muito, ela estava segura com tanta gente torcendo por ela. Já sobre a terceira colocada, a Luana, arrisco a dizer que ela só não ficou a frente das duas porque ficou muito nervosa. Mas ela é tão bela, tão bela, que até nos constrange, sabia? rsrsrs

Enfim…

Percebo que o evento está crescendo, cada vez está mais organizado. O organizador do evento, Alberto Conde, sabe das mudanças que são necessárias para que o concurso evolua cada vez mais. A grande maioria das participantes saiu feliz, realizada e isso é o que importa. Gostei de estar lá e espero poder fazer parte desse grande time mais vezes.

18 Comentários

Arquivado em Concurso, Eventos, Modelo GG

Miss Brasil Plus Size faz suspense e lança coleção no FWPS

Por Isabella Trad

Imagem

Já deram os parabéns para a Aline Zattar? Dia 23 de Fevereiro além da  top fazer 29 aninhos, lançará na passarela do Fashion Weekend Plus Size sua primeira coleção!

Fala se não é uma comemoração digna de  taças de champanhe e uma boa festa?

Aline é uma das modelos mais requisitadas da atualidade, alem de ser Miss Brasil Plus Size! Pra encher o peito de orgulho né? Ela fez uma parceria com a estilista Lila Colzani, fundadora das marcas Colcci e Stereo. Todas as peças revelam a força interior feminina e de sobra tem um toque de sensualidade. A coleção vem pra destacar todas as curvas e acabar com a história de que mulheres acima do peso não podem usar isso ou aquilo. A coleção está repleta de transparências, texturas e brilhos. Tudo pra arrasar!

Quase toda coleção é marcada por peças e recortes, mistura de tecidos e cores. Sendo uma coleção de inverno as cores são mais neutras, o preto elegante reinará nas peças. A coleção também traz animal print em diversos estilos, cores e texturas. Algodão, cetim, neoprene, couro sintético tudo isso pode ser conferido no lançamento.

As peças estão sendo mantidas em segredo. Sete chaves, só pra nos deixar com aquele friozinho na barriga. Os looks são totalmente inspirados em Aline, uma mulher segura de si e exuberante.

Eu to morrendo de curiosidade e vocês?!

alinezattar.com.br

 

Imagem

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

A história de superação da Miss Plus Size Rio de Janeiro

Por Renata Poskus Vaz

Amanda Santana, 29 anos, manequim 48, já foi uma menina triste, vítima de bullying na infância e adolescência. Achava que o emagrecimento seria a única forma de lhe trazer a tão sonhada felicidade. Mas só depois de muito tempo ela foi perceber que a maior mudança deveria ocorrer dentro dela e não em sua silhueta. Hoje, Amanda possui dois títulos de Miss Rio de Janeiro e é um exemplo de superação para muitas meninas que esperam, um dia, resgatar a autoestima.

Confira o relato de Amanda:

“Meninas, hoje quero contar um pouco mais sobre a minha história. Faço parte de uma família onde herdei a genética da obesidade.

Minha luta com a balança começou aos 7 anos de idade. Meus pais sempre tiveram atenção com minha saúde. Fui apresentada às dietas nesse período, mesmo sem entender o porquê de ter que que emagrecer. Como toda criança, não queria saber de dietas, gostava mesmo era das guloseimas. Os anos foram passando e eu continuei engordando, chegando na adolescência, fui sofrendo as consequências de ser gordinha. Sofria bullying e sempre faltava nos dias em que tinha aula de educação física  para evitar sofrer com as brincadeiras de mau gosto.

amanda 1

Neste período de transição entre a infância e adolescência fui motivo de chacota por onde eu passava, no colégio, nas ruas, nos transportes públicos, nas lojas de roupas e até mesmo entre amigos, piadinhas de gordo não faltavam. Nisso, fui me escondendo, evitava sair de casa, já não queria ir à escola,  fui me tornando uma adolescente complexada, triste e muito insegura.

Entre meus 15 e 16 anos já era obesa mórbida e não quis uma festa de 15 anos como toda menina sonha. Eu não me via com bons olhos, me achava feia, não tinha o corpinho das minhas amigas, e vamos falar sério naquela época não era fácil encontrar uma roupa básica, imagina um vestido de festa usando manequim 54.

page

Aos 17 anos decidi dar um basta! Meus pais já tinham tentado de tudo, nutricionista, endocrinologista, psicólogo, vigilante do peso, fórmulas, shakes e dieta da sopa, tudo que se pode imaginar de dieta. Um certo dia tive um choque de realidade, percebi que a decisão de emagrecer só dependia de mim. Minha mãe sofria junto comigo. Foi então que, chorando, com uma calça manequim 54 na mão, olhei para o espelho e chamei minha mãe e falei que seria a última vez que usaria aquela calça . Minha mãe me abraçou e, em prantos, disse que estaria ao meu lado em qualquer decisão.

page 2

Minha mudança de vida foi bem radical, peguei pesado na dieta, comecei a fazer exercício físico, fui vendo o resultado e me animava cada vez mais, cada mês meu manequim diminuía,  e no período de 1 ano e meio fui do manequim 54 ao 40. Foi então que me deparei com outro dilema: a perda de muito peso em pouco tempo me deixou flácida e com excesso de pele, necessitando de cirurgia plástica reparadora.

Mesmo com a nova silhueta,  eu me via ainda gorda. Tinha uma imagem distorcida de mim mesma, me achando feia. Ainda era escrava da dieta, mas num descuido engordava alguns quilinhos. Nessa fase eu já trabalhava, não tinha tempo de fazer exercícios físico, estava “magra” e não estava feliz e continuava a pensar gordo, pois adoro comer. Percebi que ser magra não era a solução para os meus problemas. Eu não era feliz comigo mesma, independente de como estivesse, magra ou gorda, o problema estava dentro de mim.

Os anos foram se passando e eu desencanei da balança. Na fase adulta aceitei que meu biotipo não era o de uma mulher magra e me conformei com meus quilinhos a mais. Neste período comecei a me interessar pelo mundo plus size. Foram 3 anos acompanhando a evolução do mercado plus, via roupas modernas, modelos e artistas se assumindo como gordinhas, fiquei tão empolgada que sempre comentava com as amigas do trabalho e em casa com minha família.  Fui incentivada por eles a fazer um book profissional. Mesmo me achando fora dos padrões de beleza, resolvi arriscar.

Amanda 8

Para minha surpresa recebi um convite para fazer um mega trabalho para a Glamur Fashion, renomada grife do Rio de Janeiro, e aceitei na hora. Quando surgem as oportunidades não podemos desperdiçá-las, e neste trabalho dei início a minha caminhada de superações. Nunca tinha usado blusa sem manga e, meninas, a coleção era primavera/verão! A experiência foi tão boa que pensei “é isso que quero pra minha vida” e percebi que através desse trabalho havia deixado para trás todos os meus complexos.

amanda 7

Orientada por uma amiga, fiz a inscrição para o o concurso Miss Plus size Carioca, organizado por Eduardo Arauju.  Pensei que seria uma experiência muito legal e uma oportunidade para conhecer mulheres gordinhas como eu, que tiveram as mesmas dificuldades que as minhas. Achei que me faria bem e me surpreendi ao ser agraciada com o título.

amanda 6

E olha só que Deus tem feito na minha vida! Meus sonhos não pararam por aí. Recebi o segundo título agora, o Miss Rio de Janeiro 2013 da organização de Renata Issas, e disputarei a final nacional em breve. Chego a não acreditar.

Sinto-me honrada em ser representante de um segmento onde eu realmente faço parte. Digo a vocês que depois dessas experiências hoje me vejo de outra forma. Amo minhas curvas, aceito minhas gordurinhas localizadas, celulites e estrias, não sofro mais, sei que elas fazem parte de mim, meu corpo não mudou, eu que mudei, porque TODA mudança tem que ser de dentro para forahoje consigo enxergar a tal beleza que todos sempre viam em mim. Sou muito mais feliz.

Com meu relato não estou incentivando a obesidade muito menos o sedentarismo, tenho preocupação com minha saúde, cuida da minha alimentação e faço exercícios. Quando olho no espelho vejo uma mulher segura e que sabe o que quer. Tudo que passei na maior parte da vida rejeitando, hoje me trás alegrias.”

16 Comentários

Arquivado em Curiosidades, Modelo GG, Uncategorized

Miss São Paulo Plus Size acontece no dia 22 de março com apoio do Blog Mulherão

miss são paulo

Nós, do Blog Mulherão, vamos apoiar o desfile Miss São Paulo Plus Size promovido pela Impacto Produções. Estaremos lá atentos, para que o concurso seja transparente e de fato eleja a mulher plus size mais bonita de nosso Estado.

A vencedora disputará a final nacional em Brasília com todas as despesas pagas. Fiz uma solicitação especial, para que os realizadores estendessem a inscrições para as paulistas. O custo por participante é de R$580 e pode ser pago em até 12 vezes no cartão de crédito. Para se inscrever contate: misssaopaulo@globo.com ou preencha a ficha no site:http://missbrasilplussize.com.br/?page_id=25

O Miss São Paulo Plus Size acontece dia 22 de março no Espaço União Cultural, na capital. Nos vemos lá!

2 Comentários

Arquivado em Concurso

Últimos dias para inscrição no Miss Brasil Plus Size

Por Renata Poskus Vaz

Mulherões, as inscrições para o Miss Brasil Plus Size organizado pela Impacto Produções vão apenas até o dia 31 de janeiro, quinta-feira. Para saber mais sobre o concurso, clique aqui.

Barbra Monteiro 1

Barbra Monteiro, que passará a faixa de Miss Brasil  

3 Comentários

Arquivado em Concurso, Modelo GG

Prazo para inscrição no Miss Brasil Plus Size da Impacto Produções encerra nesta terça-feira

Por Renata Poskus Vaz

Se você deseja participar do concurso Miss Brasil Plus Size produzido pela Impacto Produções tem até terça-feira para fazer sua inscrição. Para saber mais, clique aqui.

 

3 Comentários

Arquivado em Concurso

Avon lança coleção plus size

A Avon acaba de lançar a sua coleção de lingerie plus size. Para comprar basta consultar a revendedora Avon mais próxima. Lembrando que a compra é feita por catálogo, mas a sua revendedora pode te orientar quanto ao tamanho ideal. E por falar em revendedora, vocês sabiam que Cleo Fernandes, a Miss  Brasil Plus Size, já foi revendedora Avon? Pois é! E ela ficou linda na capa do encarte “moda e casa” da marca. A Avon não poderia ter feito escolha melhor.

Ah, mais um segredinho para vocês. Acho que nunca contei aqui, mas antes de trabalhar como consultora de moda, eu trabalhei em agências de comunicação. Em uma delas, fui redatora e roteirista de videos da Avon. Antes de vender os produtos, as revendedoras passavam por treinamentos por meio de vídeos. E alguns desses videos foram escritos por mim. Mas isso faz muuuuito tempo!

Veja mais modelos de lingerie plus size da Avon:

21 Comentários

Arquivado em Lingerie

Miss Brasil Plus Size, Cléo Fernandes, visita Renata Celidônio durante gravação de novela global

Fonte: TV Globo

A atriz Renata Celidonio, a Marieta de Aquele Beijo, convidou a Miss Brasil Plus Size, a goiana Cléo Fernandes, de 24 anos, para assistir à gravação da novela na Central Globo de Produção. As duas se conheceram e ficaram amigas durante o concurso, realizado em janeiro deste ano. Renata foi a madrinha da competição que elegeu a mais bela brasileira acima do peso considerado padrão. No evento, a atriz desfilou e se emocionou junto com as candidatas.

Em Aquele Beijo, a personagem Marieta se torna uma modelo Plus Size e estrela uma campanha de lingerie para gordinhas. Ela também se torma madrinha da associação HAMFA (Homens Que Amam Mulheres Fartas). Muitas das características da personagem surgiram com a ajuda da miss Cléo Fernandes. “Renata foi nossa madrinha e me pediu algumas dicas para compor a nova fase da sua personagem na novela e, a partir daí, nos tornamos grandes amigas”, conta Cléo.

Renata torce para que a modelo consiga consiga consolidar sua carreira neste mercado em amplo crescimento no país. “Eu e Cléo nos tornamos amigas em pouquíssimo tempo. Ela arrasa como modelo plus size e já fazia sucesso antes do concurso de Miss. Não duvido nada que em breve esteja despontando como uma das principais referências internacionais no mercado da moda plus“, elogia a atriz.

 

21 Comentários

Arquivado em Artistas, TV

Nova campanha da Duloren com belezas e biotipos diferentes

Por Renata Poskus Vaz

A Duloren sempre vem com novidades em suas campanhas que deixam as suas consumidoras GG repletas de orgulho. Desta vez, as modelos plus size Tainá Fuzaro e Cleo Fernandes, acompanhadas de uma modelo oriental mignon, arrasaram sob o slaogan: “seja como for, você sabe do que uma Duloren é capaz”. Amei!

6 Comentários

Arquivado em Lingerie, Modelo GG