Arquivo da tag: namorados

“Não namoro gordo”

Imagem

Imagem

Fotos: Daniel Burattini

Por Cintia Rojo 

Eu sei que isso poderá se voltar contra mim mas vou logo avisando: a frase do título não é minha mas de uma menina gorda que conheci num evento de moda. Estávamos no backstage de um desfile e tricotávamos deliciosamente sobre amor… AHHH O AMOR!

Alguns anos atrás ela afirmava categoricamente que jamais namoraria um gordo. Quando algum gordinho queria se sentar ao lado dela, para puxar conversa, ela fechava a cara e fazia piadinhas de mau gosto para desencorajar qualquer tentativa do moço. Mas o amor…. AHHHH O AMOR! Esse é um danado que nos pega de um jeito e não nos deixa em paz até achar um lugarzinho pra ficar de vez. E foi o que aconteceu com a menina. Um gordinho dobrou o coração da fofete, conquistou-a, e eles estão noivos há quase três anos. Planejam casar e passeiam, lindos, de mãos dadas, pra quem quiser ver.

Nós somos vítimas de todo tipo de preconceito porque somos mulheres, porque somos gordas, porque temos celulite, porque isso, porque aquilo. Aprendemos na pele o quão difícil é amar e se sentir amada quando somos vistas de maneira superficial. Somos incríveis, sabemos disso, mas não temos a chance de revelar o quão incríveis somos.

Quase consigo entender se ouvir essa frase de uma pessoa magra. Normalmente nos assustamos quando nos apaixonamos por alguém tão diferente de nós – o cara é mais novo? Mais pobre? Mais baixo? Mas quando nós, gordas, decretamos que não namoraremos homens gordos, estamos assumindo a mesma postura daqueles que nos olham de maneira superficial e preconceituosa. É velado, não declarado, mas estamos sendo preconceituosas. Se queremos que as pessoas nos enxerguem além do nosso peso, devemos agir assim com os outros. Que homem vai se revelar incrível se for tratado como “Seu Barriga”?

Felizmente o amor não dá a mínima para os nossos decretos. No amor não existe essa de escolher.  Não é como comprar uma casa, um carro, uma lata de atum em conserva.Você pesquisa critérios e racionalmente toma sua decisão. Mas com amor não tem disso não, porque ele gosta de jogar com a nossa racionalidade. Mesmo que você tenha feito suas escolhas, ele tem vontade própria e se você disser que não namora gordo, prepare-se! Um gordinho pode pintar no seu pedaço e conquistar seu coração.  

13 Comentários

Arquivado em Relacionamento

Feliz Dia dos Namorados, com ou sem namorado!

Por Renata Poskus Vaz

Eu gosto de cafuné, de dormir de conchinha, de andar de mãos dadas sentindo-me amada e protegida. Gosto de amar, gosto de ser amada. Todo mundo gosta, não é mesmo? Hoje sou uma mulher comprometida, mas já fui solteira e curti muito aquela fase, igualmente feliz. Sabia que faltava alguém especial em minha vida, mas que seria apenas uma questão de tempo encontrá-lo.

Acredito que a data de hoje sirva para que os amantes, amados, reforcem seus laços (e gastem muitos dinheirinhos com presentes). É uma desculpinha gostosa (e que o comércio adora!) para comemorar intensamente a união. Para as solteiras, passar o Dia dos Namorados sozinha não pode, em hipótese alguma, ser motivo de vergonha. Lembrem-se que o fato de ter um marido, um namorado, só é troféu para as fracassadas. Ter um companheiro é uma benção e não uma propriedade ou atestado de feminilidade. Mulherão de verdade sabe muito bem que é preferível andar só do que mal acompanhada. Para ter um homenzinho, melhor não ter nenhum, concordam?

Então, enquanto o homenzarrão não aparece, divirta-se com as amigas! Assista um filminho na TV, passeie, vá ao cinema, ao teatro…

Para marcar o dia de hoje, quero dividir a foto de alguns casais que compareceram no último Dia de Modelo de São Paulo:

Dani com seu maridão

Marlei e o esposo

Maria Gisele e o namorado

Andreza Juliana e o namorado

***********

Fotos realizadas no Dia de Modelo do Blog Mulherão/ Fotógrafa: Katia Ricomini/ Make: Jovi Sierascky e Valéria Porto/ Cabelo: David Kapper/ Roupas: Milanina Plus Size/ Acessórios: Kell Girardi.

4 Comentários

Arquivado em Relacionamento

A gordinha da foto do Facebook

Por Renata Poskus Vaz

Uma foto fofa circulou pelo Facebook nessa última semana e foi compartilhada por quase 35 mil pessoas em poucos dias. Nela, uma garota gordinha é abraçada e beijada por seu namorado magrinho apaixonado. A menina é linda, sensual e transparece ser muito feliz. Abaixo da foto há um texto de autoria desconhecida. Estou postando essa foto aqui, não sei quem é a menina e seu namorado. Posso até estar cometendo um crime agora, divulgando uma foto íntima cujos personagens não gostariam que fosse compartilhada, ou pode até se tratar de uma foto encenada… Mas vai me dizer que não é linda demais?

“O que é? Você a achou feia? Olhe bem nesta foto, olhe bem o rosto desta menina… Você está vendo este sorriso? Consegue imaginar o quanto ela deve sofrer por não se encaixar nos padrões “perfeitos” que a sociedade ignorante aceita? Mas você consegue, também, imaginar o quanto ela é feliz por saber que alguém a ama, do jeito que ela é? Olhe bem para este sorriso. Olhe bem para esta foto. Este momento. Agora pense um pouco… Você vive no seu mundinho, tentando, de certo modo, criar a perfeição. Tentando ser aceitável, tentando se adequar ao que os outros julgam correto, e muitas vezes é infeliz. Então, por favor, pare de julgar tanto as outras pessoas. Pare pra pensar que, mesmo com todas as características – que na sua mente são defeitos – dela, ela pode, sim, ser muito mais feliz que você. Existem pessoas que a amam. Deus a ama. E assim como você, aos olhos Dele, é a pessoa mais bonita deste mundo, ela também é. Respeite-a. Aceite-a. Afinal, nunca se sabe como você é visto por nossa estupida sociedade.”

67 Comentários

Arquivado em comportamento, Preconceito, Relacionamento

Eduardo e Mônica

Por Renata Poskus Vaz

Olá, garotas! Ontem, aqui em São Paulo, caiu um temporal daqueles. Fiquei sem internet e, por conta disso, não consegui entrar e postar para vocês esse video muito fofo que a Vivo produziu contando a história de Eduardo e Mônica, casal de mentirinha criado pelo Legião Urbana, mas que se tornou bem próximo de todos nós. Achei a coisa mais linda desse mundinho. Vejam só:

8 Comentários

Arquivado em O que rola por aí, Rádio Mulherão

Museu do Amor entre gordos

Por Ana Paula Menezes

Você está apaixonado? Acredita no amor? Acha que pessoas gordinhas têm tanta capacidade de amar e ter relações estáveis como qualquer outra pessoa? Então visite o Museu do Amor porque você vai gostar de ver várias histórias de amor entre pessoas acima do peso. No site as pessoas podem, além de mandar fotos, contar suas histórias de amor. É o caso de Marisa e Brandon: eles se conheceram em 97 ela era magra e ele já gordinho, mas nessa época eles não mantiveram muito contato. Só cinco anos depois é que eles começaram a conviver de fato e então começaram a namorar. Em março de 2008, eles se casaram. Marisa ganhou 50 quilos durante o relacionamento e Brandon continua achando a agora esposa lindíssima. Agora, se você é um(a) solteiro(a) convicto(a) que não acredita que a sua metade da laranja possa estar por ai, dê uma olhada no site assim mesmo. Quem sabe tantas histórias de amor bem sucedidas não acabam te convencendo?

18 Comentários

Arquivado em comportamento, Relacionamento