Arquivo da tag: psicóloga

Bariátrica não é cirurgia de remoção de unha encravada

Por Renata Poskus Vaz

Hoje escrevo não como jornalista ou blogueira, mas como amiga preocupada com a quantidade de pessoas queridas que operaram ou estão na fila de espera para reduzir o estômago sem aparentarem real necessidade.

Aqui nunca critiquei quem optasse emagrecer ou engordar. Faço com frequência textos sobre cirurgia bariátrica, emagrecimento com remédios e reeducação alimentar. Eu mesma tenho noticiado meu desejo em reduzir um pouco o meu peso para recuperar minha saúde que estava debilitada.

Então porque essa minha preocupação com quem reduz o estômago?

Eu acreditava que Bariátrica fosse indicada para obesos mórbidos, como no caso de Roberta Terra, cuja história foi relatada aqui no Blog Mulherão (leia). Pessoas com IMC acima de 40, com muitos problemas de saúde associados e que esgotaram (e fracassaram!!!) todas as chances de um emagrecimento saudável.

De repente, dezenas de amigas minhas mulherões, Com corpo curvilíneo, bem longe da obesidade mórbida, que nunca tiveram problemas de saúde sérios, se renderam à cirurgia bariátrica. Muitas delas nunca tiraram a bunda do sofá para se exercitar. Nunca andaram a pé, nunca nem se quer tentaram reverter essa situação.

Fazer bariátrica virou a mesma coisa que remover unha encravada. Dói um pouquinho, mas você vai lá, fala com o médico, ele topa te operar e seu problema acaba.

Quando as indago, como amiga, sobre a real necessidade de uma cirurgia de redução de estômago, elas me respondem que têm histórico de diabetes e pressão alta na família (elas mesmo não têm) e que fizeram consultas com psicólogos, gastros etc… Tudo isso em 2, 3 meses. Isso não existe! Antigamente o processo que levava um obeso da análise de um corpo clínico até a decisão de realmente operar levava anos. Isso não pode ser decidido em meses.

O problema, minhas amigas, vai além da operação. Toda operação (mesmo a da unha encravada) tem riscos de morte. Mas bem pior do que isso é que somos gordas por algum motivo que vai bem além da nossa simples compreensão. Na maioria das vezes esse motivo se chama COMPULSÃO ALIMENTAR e OCIOSIDADE, que tem origem emocional. Ao operar o estômago, não se opera também a cabeça. Passada a felicidade inicial do corpo magro e se mantendo ou recuperando os mesmos velhos hábitos, o corpo volta a engordar.

Conheço dezenas de ex-gordos que operaram o estômago e voltaram a engordar.

Não existe milagre. E o que vejo é que a cirurgia bariátrica, mais do que uma intervenção cirúrgica para preservar e recuperar a saúde de pessoas terrivelmente doentes, está virando uma cirurgia estética.

Fica aqui meu desabafo, amigas. Antes de entrarem na faca para ficarem bonitas na foto de ano novo, tentem levantar, praticar exercícios e mudar a alimentação. Procurem um psicólogo para ajudá-las a mudar suas relações com seus corpos, consigo mesmas, com a vida e com a comida. Não procure o psicólogo apenas para te dar um atestado indicando sua cirurgia.

Update: Leiam essa interessantíssima matéria do Diário de Pernambuco:

“Empresária morre após cirurgia de redução de estômago”

20 Comentários

Arquivado em Mulherão Saúde, Saúde

Desafio Mulherão: profissionais da saúde

Por Renata Poskus Vaz

Hoje em dia, muitos mulherões querem ser modelo plus size. Pensando nisso, a leitora Raissa Kahn, blogueira do Recém Juntada, sugeriu uma brincadeira bacana aqui no Blog Mulherão para valorizar aquelas mulherões que usam manequins maiores, que são lindas e que se realizam em suas profissões.

Nesta semana, o desafio é com as profissionais da saúde.  Psicólogas, médicas, enfermeiras, auxiliares, dentistas, terapeutas ocupacionais, fisoteraupetas, nutricionistas, acompanhantes de idosos… Mande sua foto com um look caprichado de trabalho. Diga seu nome, um pouco da sua história. Vamos adorar conhecê-la e poder mostrar como você se veste bem! blogmulherao@hotmail.com

 

4 Comentários

Arquivado em Desafio Mulherão