Arquivo da tag: regime

A Paquita gorda

Por Renata Poskus Vaz

Muitas mulheres da minha geração (sou uma balzaca plus size delicinha de 32 anos), sonharam em ser paquita da Xuxa. Eu não, porque com minha mega ambição só conseguia desejar ser apresentadora igual a Xuxa, não uma entre muitas paquitas. kkk

Mesmo assim, como não me encantar com aquelas meninas lindas, sorridentes, charmosas que tanto sucesso fizeram na década de 90? A minha paquita predileta era a Ana Paula, conhecida como Pituxita. Era uma menina linda, delicada.

paquita gorda 5

Ana Paula deixou de ser paquita por desejo de Marlene Matos, diretora da Xuxa, que mesmo com o sucesso das meninas preferiu demiti-las e criar uma nova formação. Pituxita trabalhou alguns anos na produção da Xuxa, namorou o jogador Romário, se separou e logo em seguida se afastou do meio artístico para casar, ter filho e se dedicar  à vida doméstica.



paquita gorda 3

Recentemente, ela apareceu em um desfile plus size como modelo plus size. Em meio às entrevistas em que dizia que se dedicaria à essa nova oportunidade, Ana Paula, a Pituxita, também dizia não gostar do seu corpo. Com todas as letras,  ela se disse infeliz com a silhueta plus size (e olha que ela virou uma gordinha muito gostosa!).

paquita gorda 2

Não cabe na mesma frase: sou modelo plus size e não me amo. Uma modelo plus size deve se amar, deve se gostar e se cuidar muito. Estar gorda não é motivo para não se gostar e não se cuidar. E o que eu vi na Ana Paula, naqueles poucos minutos de gravação, é uma mulher bonita, mas que não se enxerga assim e que está extremamente triste e com nada de autoestima. Alguém que poderia, mas que de fato não é um exemplo de mulher plus size bem resolvida.

paquita gorda 1

Confesso que se estivesse na condição de uma proprietária de uma confecção, jamais associaria a imagem do meu produto à uma pessoa que publicamente diz não se gostar por estar gorda. Nós queremos nos reconhecer na modelo, ser como ela é. E quem quer ser parecido com alguém que está infeliz e não se gosta?

Atualmente, Ana Paula passa por uma transformação no programa da Eliana. E o que eu acho disso? Que ela deve realmente buscar a felicidade. E se ela acha que a felicidade tem forma e esta forma é um corpo magro, que ela lute por isso. Todo mundo merece ser feliz e estar feliz com o que vê no espelho, todos os dias.

20 Comentários

Arquivado em Artistas

7 dias de Renata Poskus e Simone Fiuza no Spa Jardim da Serra

renata e fiuza

Por Renata Poskus Vaz

Como vocês sabem eu sou uma gordinha geração saúde. Virei rata de Spa. Tá, vai, não chega a tanto, fui apenas duas vezes para Spas,  mas amei a experiência e pretendo repetir muitas e muitas vezes.

Neste domingo, vou para o Spa Jardim da Serra, que fica na cidade de São Pedro, interior de São Paulo e que me foi recomendado por Priscila Amaroli, uma queria leitora aqui do Blog Mulherão.

Passarei 7 dias lá. Com certeza serão 7 dias incríveis. Minha companheira de Spa, Hannah Perez, infelizmente desta vez não pode me acompanhar. Mas foi por um ótimo motivo, claro, já que ela tem uma figuração na Globo na semana que vem.

Então, minha parceira nesta terceira experiência em Spa e a primeira no Jardim da Serra será  a minha amiga e modelo plus size Simone Fiuza.

Fiquem ligados pois contaremos nossa experiência aqui no Blog Mulherão, diariamente.

Sigam também nosso Instagram: @simonefiuza e @renataposkus para receber notícias fresquinhas.

4 Comentários

Arquivado em Saúde

Quer participar de um reality show de emagrecimento?

Por Renata Poskus Vaz

Olá, mulherões!

Antes de mais nada, aqui é sim um Blog que valoriza a autoestima, independente do manequim. Mas não fazemos militância da banha. Eu e minhas companheiras acreditamos que nós e nossas leitoras somos livres para emsgrecer e engordar sem que ninguém nos encha o saco por causa disso.

E como sabemos que há entre nossas leitoras algumas que desejam emagrecer, vamos divulgar um super e aguardado casting promovido pela Endemol para o reality show Além do Peso. 

No reality show, que é exibido no Programa da Tarde da Rede Record, participantes passam por avaliações físicas, médicas, psicológicas e com nutricionistas visando reduzir o peso. Eles também concorrem a um carro no fim do reality show. Quem perde mais peso em porcentagem, ganha.

Na terceira temporada da atração, a competição acontecerá em duplas.

Então, se você tem em sua família um parente gordinho, inscreva-se. O programa selecionará: tios e sobrinhos, mãe e filho, pai e filho, irmãs, irmãos, primos etc…

Envie um e-mail com nome, data de nascimento,  endereço, telefone e fotos para:

alemdopeso@endemolbrasil.com.br

Boa sorte!

6 Comentários

Arquivado em Mulherão Saúde, TV

Comer algodão emagrece?

algodão emagrece

Por Cíntia Rojo

Não, minha gente, não se trata de algodão doce. É algodão-algodão mesmo (!) daqueles que nós usamos para molhar na acetona e tirar o esmalte velho. Parece piada mas não é! O Terra noticiou aqui essa nova “estratégia” para quem está em busca de um corpo “perfeito”.

Algumas pessoas (loucas!) adotaram a prática de ingerir algodão embebido em suco para promover a saciedade e, consequentemente, emagrecer. Como todos os outros métodos malucos de emagrecimento, esse também traz muitos perigos à saúde. A matéria cita asfixia, desnutrição e obstrução intestinal. Mas ficaram de fora os estragos causados pela quantidade de produtos químicos que as bolinhas de algodão têm em sua composição.

A pergunta que fica é: que corpo pode ser “perfeito”, com um monte de algodão dentro da barriga? Colocar em risco a nossa saúde para atingir qualquer padrão estético é muita falta de amor com o nosso corpo! Que tal a gente se inspirar em histórias como a da Renata, na sua temporada no Saison Spa, ou da Hannah Perez, que fez reeducação alimentar?

Eu mesma emagreci 10 kilos com acompanhamento nutricional, aprendendo a fazer as minhas escolhas alimentares e adotando um estilo de vida mais ativo. Adotei também o hábito de me pesar, todos os dias pela manhã. Antes eu tinha pavor da balança mas descobri que ao me pesar diariamente eu consigo monitorar meu peso e planejar, ao longo do dia, como serão minhas refeições. Ontem, por exemplo, eu estava umas gramas mais gordinha porque andei exagerando nas refeições em família. Sabendo disso, estabeleci que hoje meu prato ia ter alimentos mais saudáveis e com baixo valor calórico. Como sempre almoço no mesmo restaurante, já conheço o buffet de saladas e isso tornou meu planejamento mais fácil. Amanhã ou depois, já devo ver o resultado na balança. Essa estratégia, mesmo que não promova emagrecimento rápido, promove outro benefício que é o da manutenção do peso. Quem luta (ou lutou) a vida inteira com a balança sabe o desafio que é manter o peso e, por isso, não engordar também tem um gostinho de vitória. Nessa época de fim de ano, com uma oferta enorme de panetones, bolos natalinos, receitas especiais e festinhas e mais festinhas, nem se fale!

O que vocês acham dessas loucuras? Quando percebem (ou têm certeza) que exageraram, que medidas vocês tomam para recuar os ponteiros da balança?

13 Comentários

Arquivado em Saúde

Qual adoçante é melhor: aspartame ou sucralose?

adoçante

Por Renata Poskus Vaz

Meninas, agora, toda segunda-feira, no nosso tão conhecido dia internacional da dieta, vou trazer aqui no Blog Mulherão dicas da Saison Spa para nossa saúde, alimentação e qualidade de vida.

Para começar, uma coisa que sempre me intrigou na hora de fazer reeducação alimentar: o que é melhor, aspartame ou sucralose?

Nas prateleiras dos supermercados eles, normalmente, ocupam espaços nobres. Antes restritos às dietas de diabéticos, os adoçantes vem conquistando cada vez mais consumidores, desde que passaram a fazer parte também do dia a dia de quem quer emagrecer. O uso dele em substituição do açúcar pode até contribuir para o resultado no corpo, mas o que nem todo mundo sabe é que alguns deles podem trazer mais malefícios do que benefícios ao organismo. É isso mesmo: antes de escolher o adoçante é importante entender o que todas aquelas letrinhas menores que identificam a substância utilizada para adoçar querem dizer. Na dúvida, a nutricionista da Saison Spa, Thaysa Diniz, ensina: opte pela sucralose!
Quem procura por um adoçante vai encontrar no mercado pelo menos nove alternativas, mas as mais comuns são a sucralose e o aspartame. A substância, sempre indicada no rótulo principal do produto, passa despercebida por muitos consumidores, mas, de acordo com Thaysa Diniz, deveria receber mais atenção. Isso porque pesquisas já comprovaram que o acúmulo de substâncias que compõem o aspartame podem ter efeitos sérios no organismo, contribuindo inclusive para a ocorrência de danos cerebrais.
A nutricionista explica que o aspartame deriva de uma combinação de dois aminoácidos – o ácido aspártico e a fenilalanina – e é cerca de 200 vezes mais doce que o açúcar. Quando digerido, ele se quebra em três componentes – ácido aspártico, fenilalanina e metanol – e extamente esta quebra que gera problemas. Especialistas dizem que o metanol pode causar danos ao organismo, bem como a fenilalanina isolada. Para a maioria das pessoas, a fenilalanina é processada por meio de enzimas, mas pessoas portadoras de fenilcetonúria não conseguem produzir enzimas suficientes para quebrar a substância, o que pode ter consequências graves.
A sucralose, alerta Thaysa Diniz, é melhor porque não é absorvida, devido a sua estrutura molecular. “Ela não é metabolizada pelo organismo, por conta das moléculas de cloro em sua composição. Por isso ela não tem calorias e nem restrições”, explica a nutricionista. A substância adoça 600 vezes mais do que o açúcar, mas entra e sai do corpo da mesma maneira, sem sofrer alterações. As moléculas de cloro também são responsáveis pela resistência da sucralose a altas temperaturas, o que permite inclusive seu uso culinário, mesmo em pratos assados e cozidos, o que não é possível fazer com o aspartame e tantos outros adoçantes artificiais.
Gostaram das dicas? Aproveitem e vejam o vídeo com o meu depoimento e da Hannah lá na Saison Spa:
*este texto é um publipost

5 Comentários

Arquivado em Saúde

Resumo do meu primeiro e segundo dia no SPA

Por Renata Poskus Vaz

Ai, ai… Estou com uma preguiça que não me pertence! Mas é claro que eu não poderia deixar de vir aqui dividir com vocês como foram os dois primeiros dias de Saison Spa.

Peguei o ônibus de São Paulo com destino à cidade do Rio de Janeiro às 6h. Ao chegar no centro, Hannah me buscou de carro e seguimos para Itaipava, região serrana do Rio de Janeiro. Nos perdemos. Acabamos chegando no Spa às 15 horas, 1 hora após o planejado.

renata e hannah

Em nosso quarto havia uma bandeja enorme de frutas, como presente de saudação. Não comemos nada. Foco é isso! Colocamos nosso biquíni para checar nosso peso e medidas na enfermagem. Cheguei ao SPA com 91,3 Kg. No dia 12 eu estava pesando 94.5Kg. Decidi que começaria a reeducar minha alimentação em casa e em pouco mais de uma semana, emagreci 3 Kg e perdi cerca de 3 cm de cintura.

Após a pesagem, lanchamos. Colocamos nossa roupa de ginástica e fizemos 40 minutos de esteira e logo após alongamento. Tomamos um banho de piscina, jantamos e fomos dormir.

spa 1

Segundo dia

A segunda-feira começou bem especial, sem preguiça! Fizemos diversas atividades físicas durante o dia: 50 minutos de esteira + 20 minutos de transport (um aparelho que simula caminhada/corrida), hidrojump (ginástica na água com aquela caminha elástica), hidrorunning (corrida na água). Essa última atividade não consegui fazer como manda o figurino. Minha perna doía muito. Então, enquanto Hannah malhava, eu apenas caminhava, contra a correnteza da água, durante 45 minutos. No final do dia, abdominais (que eu só consegui fazer 60!!!) e alongamento.

foto 12

malhando de manhã

foto 7

malhando à tarde

O bacana aqui no Saison é que a gente come muito! De 3 em 3 horas são servidos lanches e refeições. Todos muito saborosos. Para entenderem o quanto e o que a gente come, vou colocar o cardápio aqui:

Café da manhã:

1 pãozinho pequeno integral (com o tamanho de mais ou menos 1/2 pão francês)

uma colher de requeijão

1 fatia de mamão

1 fatia de manga

1 copo de suco de maracujá

1 xícara de café com leite

Lanche

Suco de ameixa com mamão

Almoço

foto 2

foto 6

foto 5

Salada de pepino, alface, tomate à vontade (pode repetir quantas vezes quiser)

Filé mignon com cebola e palmito assado

Torta de maça de sobremesa (maravilhosa! nem parece diet/light)

Suco de maracujá

Lanche da tarde

Café com leite

chá mate

1 fatia de pão de polvilho (tinha gosto de pão de queijo com açúcar – não gostei e a Hannah adorou!)

Jantar

Salada de alface, tomate e cenoura à vontade

Abobrinha cozida

Canja de frango desfiado

1/2 pão sírio integral

1 maçã cozida com canela

Ceia

1 copo de café com leite

Extras: Ainda, durante o dia, é permitido tomar 2 sucos diuréticos, 5 gelatinas, chás diversos… Enfim, a gente come muito o dia todo, não passa fome! Total de 850 calorias diárias. Se for se inspirar na dieta acima, saiba que tudo é preparado sem óleo, sem sal e sem açúcar e em porções pequenas.

Bola fora do dia

Como fiquei muito tempo no sol, estou toda queimada. Fiquei mais ou menos assim:

sol

Enfim, meninas… Estou adorando. A Hannah é uma carrasca, fica exigindo e me estimulando a não desistir dos exercícios. Tem sido muito bom poder contar com a companhia e ajuda dela. Também fico feliz com a manifestações de vocês no Facebook, me incentivando. Leio cada recadinho!

Para conhecer o Saison Spa, clique aqui.

Para acompanhar o Facebook do Blog Mulherão, clique aqui.

8 Comentários

Arquivado em Beleza, Saúde

Lembranças de um corpo magro

corpo magro

Por Renata Poskus Vaz

É muito difícil para uma mulher que nasceu magra e recebia na adolescência elogios por seu corpo enxuto, se acostumar com um corpo gordo e com todo o preconceito e dificuldades que cercam pessoas acima do peso. A mulher magra cresce associando magreza à beleza. Sente o gosto de ser desejada, amada e admirada. Na cabeça dela, todo esse prestígio e facilidades se devem unicamente ao seu corpo magro. Quanto mais magra, para ela, mais fácil para ser estilosa, para namorar, para ter amigos, para ser convidada para festas, para ter sucesso profissional… Sem magreza, para ela, não há beleza. Não há felicidade. Não há sucesso.

 Engordar, na cabeça dessa mulher, mais do que um aumento de peso, representa o fim de sua autoestima, de toda aquela satisfação que sentia por ser “bonita”. Engordar significa perder, fracassar.  O primeiro preconceito a ser enfrentado pela ex-magra é o que ela sente por si mesma. Lutar contra a própria vaidade é muito mais difícil do que lidar com o novo corpo de medidas generosas. Convencer-se de que é possível ser feliz acima do peso, ser linda, admirada, amada, ter sucesso profissional é a segunda e mais difícil etapa da fase pós-magreza. A primeira, claro, é a negação inicial acompanhada das tentativas desesperadas de emagrecimento com dietas malucas que colocam a própria saúde em risco.

Levam-se anos para que a ex-magra finalmente desista de tentar emagrecer e reconquistar o corpo magro do passado e, só então, descubra suas verdadeiras potencialidades: seu charme, sua inteligência, atrativos que vão muito além da forma física. Engordar, embora represente um descontrole físico, metabólico e até psíquico, não deixa de ser uma forma dessa mulher equilibrar a própria vaidade e se conhecer de verdade.

Mesmo sabendo que conscientemente ninguém queira e nem precise engordar para descobrir seu verdadeiro “eu” é inegável que as ex-magras aprendem com o novo corpo e os desafios de se estar acima do peso, novas formas de se destacarem.

Nesse aspecto, as “gordas de nascença”, aquelas que desde pequeninas já eram robustas e cresceram engordando, são excelentes exemplos. Óbvio que não podemos generalizar, que existem magras sem autoestima e gordas que sempre foram gordas e que nunca se amaram. Porém, a grande maioria, talvez até por não ter vivido uma existência magra, encara a vida de forma mais bem-humorada, conscientes da beleza singular de seus corpos, felizes, bem-resolvidas.

Falo com experiência de causa. Sou uma ex-magra que fazia muito sucesso com os rapazes e amigos com minha antiga silhueta magra. Porém, só descobri minhas reais potencialidades e verdadeira felicidade com o sobrepeso e tendo como exemplo minhas amigas mais gordinhas. 

Ser feliz e realizada sem o corpo magro do passado é perfeitamente possível.

15 Comentários

Arquivado em comportamento