Arquivo da tag: Renata Vaz

Você perdeu nosso desfile no Programa da Eliana? Veja aqui:

Por Renata Poskus Vaz

Santo Youtube! O video com o desfile de moda para gordinhas no Programa da Eliana de 15 de maio, domingo, já está no ar. Se você perdeu, essa é a chance de conferir 8 dicas de looks que valorizam as formas das mulheres acima do peso.

 

 

 

10 Comentários

Arquivado em Moda e estilo, Moda Inverno, Modelo GG, TV

Desfile de gordinhas no programa da Eliana

Por Renata Poskus Vaz

Olá, garotas! Como estão passando o fim de semana? Como o prometido, vim mostrar os bastidores da nossa gravação para o programa da Eliana, que vai ao ar neste domingo, no SBT.  O Lúcio do site Papo de Gordo participou do programa contando um pouco sobre seu trabalho e sobre como é o dia a dia de um gordinho. Ele também falou um pouquinho da Passeata da Comilança que, na próxima edição, com certeza vamos participar (mesmo que a gente faça a linha phynaaa e não coma todas aquelas coisas calóricas e gostosas que eles comeram..rsrsrs).

Nós, do Blog Mulherão, organizamos um desfile de gordinhas com “antes e depois”. A idéia era mostrar alguns truques que ajudam a valorizar o corpo da mulher gordinha. Mas o mais bacana é que usamos garotas com diferentes tipos de corpos para mostrar que a moda é democrática e que não há proibições na hora de se vestir. Todavia, podemos ressaltar nossas qualidades. O desfile foi apoiado pela loja Magnólia, que cedeu os looks para as modelos. A produção ficou por minha conta, com colaboração de Rose Santos e da Lia Nogueira.

Vamos às opções corretas de looks que passamos no programa?

Mayara Russi – camisa em animal print

Antes: O primeiro look da Mayara foi uma blusinha curta de malha em animal print, sem manga, bem cavada, o que deixava seu braço exposto e aparentando ser maior. A blusa muito curta também contribuía para que o look não transmitisse muita elegância. Look correto: Seguimos a tendência em animal print, mas optamos por uma camisa mais estruturada, em tecido plano. O comprimento atual deixou a Mayara mais elegante e a manga suavizou os braços.

Jovianny Sierascky – vestido no tamanho correto

Antes: A Jovy estava com um vestido muito bonito, mas em um tamanho muito maior. É um erro muito comum nas gordinhas usar um vestido maior achando que vai suavizar as gordurinhas, quando na verdade ele apenas “tira” todo o contorno do seu corpo. Para completar, uma bota curta, que dava a sensação de “cortar” a perna da modelo. Look Correto: Um vestidinho básico, ajustado ao corpo, com um cintinho marcando a cintura. A meia escura com o sapato preto deu a sensação de que a modelo estava com as pernas mais alongadas.

Pamella Domingues – calça no comprimento adequado

Antes: A Pamella usava uma calça branca, curta (pescador/ corsário) e uma blusa preta. O look não estava feio, mas mostramos que pequenas modificações poderiam deixá-la ainda mais bonita. Look correto: Como a Pamella é baixinha, a calça curta a deixava mais baixa. os dois tons muito constratantes também contribuíam para isso. Depois, colocamos uma calça no comprimento correto compondo com uma parka mais curta, deixando a Pamella mais alongada. O salto alto também contribuiu para isso. Ela ficou bem mais elegante.

Carolina Incutto – roupa que valoriza corpos em formato pêra

Antes: A Carol tem o corpo em formato pêra, quando a parte superior é bem menor do que a largura do quadril. Antes ela estava com um conjunto monocromático nude, em sarja. O casaco mais curto deixava o quadril ainda maior. Além disso, a calça estava muito justa e o casaco também. Look correto: Sugerimos um casaco dourado um pouquinho mais comprido, na linha do quadril. Para compor, uma calça escura, em cinza chumbo. O corpo dela ficou mais harmônico.

Amanda Souza – blusa que favorece quem tem seios fartos

Antes: A Amanda estava com um tomara-que-caia que achatava seus seios e não valoriza essa região que, ao meu ver, é um dos pontos fortes dessa morena linda. Look correto: Uma blusa com decote em V e um sutiã com bojo poderoso, valorizando a sua comissão de frente. As listras na diagonal também ressaltaram a cinturinha. Ela ficou com um corpão!

Carla Manso – outra forma de usar a famosa legging

Antes: A Carla Manso estava lindinha com uma legging e uma blusa básica, vermelha. Look Correto: Embora o primeiro look estivesse ótimo para usar no dia a dia, quisemos mostrar uma variação da legging para usar em ocasiões especiais. Na foto, Carla está com um macacão-legging. Ele é ótimo porque mostra bem os contornos do corpo. Compomos com um cinto largo e um sobretudo. Ah, e o salto alto!

Nathalia Contier – jeans que valoriza o corpo

Antes: A Nathy estava com um jeans de cós baixo, que dava a impressão de que a cintura dela era mais larga do que o quadril. Este tipo de jeans deforma o corpo e, além disso é bem desconfortável. Look Correto: Ela entrou com um jeans de cintura alta, com dois botões, que prende a barriguinha eque também é mais confortável. A blusinha justa no mesmo tom do casaquinho, deixou a composição uma graça.

Bruna Klein – saia com blusa apropriadas para quem tem corpo formato triângulo invertido

Antes: A Bruna tem o corpo formato triângulo invertido, quando a largura das costas/busto é maior do que a largura do quadril. Antes ela estava com uma saia muito justa e uma blusa manga morcego, que evidenciava ainda mais essa diferença. Look Correto: Com uma saia envelope e uma blusa mais justa, conseguimos conferir mais volume ao quadril deixando o corpo mais proporcional. Além disso, a camisa xadreza por dentro da saia, deixou o look bem jovial, condizente com o estilo da Bruna.

Renata Poskus Vaz – macacão marrom

Ah, eu usei um macacão marrom da Magnólia e compus com acessórios dourados da mesma loja. Ficou bem elegante, né? Mas eu confesso que relutei usar essa peça, pois acreditava que macacões de malha fossem apenas para malhação e não para ocasiões especiais. Depois de porvar, gostei do resultado.

Dicas de certo ou errado para gordinhas

Gente, minha dica é que vocês usem o que realmente gostem. Embora eu tenha sugerido algumas modificações nos looks, não significa que vocês tenham que se privar de usar alguma roupa que gostem muito porque não é indicada para seu tipo de roupa. Essas dicas é para quem deseja repaginar o visual e não para quem está satisfeito com seu próprio guarda-roupa e estilo. Além do mais, nada adianta vocês usarem as roupas da moda, ou as roupas indicadas por mim ou qualquer consultor de moda, se não estiverem se sentindo bem ou se não respeitarem seu próprio estilo.

Gostou das roupas do desfile da Eliana. Quer comprar algum desses looks?

Se você gostou de algum desses looks, pode comprar na Magnólia. Ligue antes se preferir:

Telefones: 11 3221-2581

Email: magnolia@magnoliaplusize.com.br

Av. São João, 725  República- SP

Acesse o site da Magnólia, clicando aqui.

72 Comentários

Arquivado em Moda e estilo, Moda Inverno, Modelo GG, TV

Um dia marcante

Po Eduardo Soares

Tinha me programado para cuidar das tarefas pessoais na manhã daquele sábado. Assim, teria tempo de sobra para curtir o tão esperado Dia de Modelo. As coisas não funcionaram como planejadas (pudera, cheguei em casa às dez da matina), sendo assim tive que correr contra o tempo. Em certo momento cheguei a pensar: vou chegar ao local na hora do amém!

Coloquei um perfume simpático (?), escolhi uma camisa azul, me olhei no espelho, todo arrumadinho e disse “mermão, como você está…feio! Ah, bonito não sou, então de acordo com o conceito de avaliação da Feiúralogia, estou apresentável”. Sebo nas canelas, ainda tinha que ir no shopping para comprar algo. E a hora passando. Melhor, voando. E o tempo fechando. Pensei que fosse cair um dilúvio daqueles. O perfume já tinha ficado pra trás, a camisa azul estava amarrotada e o estilo arrumadinho cedeu vez ao largadão. Cara-de-pau que se preze jamais desiste da luta e lá fui eu para o Studio 188.

Cheguei ao local, ninguém conhecido. Olhei, me olharam, uns curiosos, outros com cara de “te conheço de algum lugar”. Fui entrando pelo estúdio sem pedir licença. Vejo moças num camarim, todas lindas e agitadas. A porta entreaberta mostrou de longe uma loira quase do meu tamanho, sorridente e falante que só ela, portadora de um charme irretocável. Aquele mulherão me reconheceu de longe e acenou com um sorriso enorme. Alguns segundos depois, recebia um demorado beijo dela. Era meu primeiro contato com Renata Vaz.

Logo em seguida, fui apresentado para o “Severino Quebra Galho” do local, mais conhecido como Orion. Figura bem humorada, faz piada de tudo. Até do cansaço estampado em seu rosto.  Uma rápida conversa sobre o lado burocrático do Dia de Modelos e voltei para o local das fotos. Para minha alegria, encontro uma menina sentada, quase deitada na cadeira. Me apresentei a ela, chamando-a carinhosamente de “vizinha”. De fato, moramos relativamente perto um do outro mas nunca nos esbarramos por aqui. Essa doce figura atende pelo nome de Dani Lima. Ela foi minha “guia turística” do local, mostrando os bastidores dos ensaios, contando toda a programação que acontece e também relatou algumas histórias do passado envolvendo o evento.

Em certo momento, quase presenciei cenas de fotos (pra lá de) sensuais, mais isso não vem ao caso. Até porque fiquei no “quase” mesmo…

Optei por não atrapalhar quem estava ali a trabalho e por isso fiquei do lado de fora conversando com maridos, namorados e pais das meninas. Vale a pena registrar que todos estavam irritados pela demora, mas NENHUM deles disse algo do tipo: que bobeira, não sei pra quê isso!  Pelo contrário, bati papo com quatro homens que demonstravam alegria, principalmente pela estima em alta de suas respectivas acompanhantes.

Não sei como elas chegaram, mas TODAS foram embora devidamente produzidas, como se fossem desfilar depois dali. Sorrisos, empolgação, felicidade, satisfação, orgulho. Cada uma ostentava um misto de sentimentos positivos nos rostos. Dane-se o cansaço provocado pela viagem longa, pelas centenas de poses ou pelas sucessivas trocas de roupas. Naqueles instantes, elas eram Rainhas de Principados Imaginários, proprietárias inquestionáveis de terrenos valiosíssimos: o (re)descobrimento da auto-estima.

Ninguém ali era modelo profissional. Mas agiam como se fossem verdadeiras veteranas das passarelas. A transformação, não só estética, mas (e principalmente) psicológica originou em cada menina doses generosas de ânimo sem precedentes.  E esse ânimo, o redescobrimento, o sentimento de alegria, plenitude e felicidade, JAMAIS devem ser perdidos. Vocês são lindas, as fotos servem apenas para comprovar isso. Essa beleza vem do desejo inabalável de felicidade existente dentro de cada uma de vocês. Gera-se então o sentido dourado da vitalidade.

Na minha cabeça, o Dia de Modelo é um evento com intuito de resgatar essa mina de ouro, às vezes não (ou mal) lapidada, guardada dentro de cada uma. E que os dias “comuns” sirvam de garimpo para a conquista de mais brilho e poder. Lembrem-se: vocês são proprietárias inquestionáveis e vitalícias dessa mina cujo valor é eterno, pessoal e intransferível.

75 Comentários

Arquivado em Beleza, comportamento, Para Refletir, Relacionamento