Eu continuo indo de Marisa

Por Renata Poskus Vaz

Na última semana foi ao ar uma propaganda das Lojas Marisa, em que uma mulher magra aparecia agradecendo à todas as saladas, leguminosas e frutas que comeu durante o ano e que fizeram suas refeições menos alegres, mas que, segundo ela, farão o seu verão mais feliz.

Comigo a repercussão dessa propaganda não foi muito diferente do que, possivelmente, aconteceu com outras blogueiras plus size e formadoras de opinião.  Recebi dezenas de e-mails e mensagens em minhas redes sociais repletas de indignação. A grande maioria de minhas leitoras que se pronunciou sobre esse comercial das Lojas Marisa se declarou muito ofendida.

Demorei para escrever esse texto porque eu não me senti ofendida com a campanha e considerava que minha opinião, naquele momento em que os ânimos estavam tão exaltados, poderia não ser compreendida. Sendo assim, eu precisava deixar o tempo passar e entender melhor o que havia magoado tão profundamente as minhas leitoras.

Quando assisti essa propaganda pela primeira vez eu estava vendo novela com meu pai. A música clássica me chamou atenção. Eu, que falava sem parar durante o intervalo da novela, fiquei quieta e prestei atenção na televisão. Foi quando começou o monólogo da modelo, agradecendo às saladas, leguminosas e frutas que a deixaram magra para o verão. Quando vi aquilo, não me senti ofendida e nem discriminada. Olhei para meu pai e disse:

 “- Que babaca! Ela comendo mal o ano inteiro para ficar feliz no verão. Eu como coisas gostosas o ano todo, não me torturo como ela e fico feliz o ano inteiro”

 Acho que eu estava tão bem naquele dia, me sentindo tão feliz e bonita, que mesmo sendo gorda enxerguei a propaganda da Lojas Marisa diferente do que outras mulheres plus size enxergaram. Naquele momento vi claramente que a Marisa não falava comigo. Falava com uma mulher repleta de neuras, que faz dietas malucas para se manter magra o ano inteiro, assumindo, inclusive, que suas refeições eram menos alegres. Óbvio que ninguém precisa se empanturrar de carboidratos como eu, mas se condenar à tomar sopas ralas é inaceitável! Acho que mesmo que fosse magra, não ia curtir que tirassem sarro das minhas dietas malucas desta forma. Mas teve muita mulher que curtiu, que se identificou e viu seu sacrifício pelo corpo perfeito reconhecido por uma grande marca (digo isso com base nos depoimentos que li no Facebook “Vou de Marisa”).

Embora não tenha gostado da propaganda e tenha achado o monólogo da personagem digna de pena, não me senti ofendida. Ela não falava comigo, ponto. E não creio que lojas de departamento tenham que se comunicar com todos os seus clientes ao mesmo tempo. Às vezes fazem campanhas dirigidas para crianças, outras para adolescentes, outras para homens e outras para mulheres que comem apenas chuchu o ano todo. Um dia, tenho fé, lojas como Marisa, Riachuelo, C&A e Renner farão campanhas só com gordinhas e não quero ler magrinhas reclamando que isso é uma apologia à obesidade. Há espaço para todas.

Isso me fez lembrar das campanhas do desodorante masculino AXE. Vira e mexe colocam em suas propagandas de homens esquisitos, sem muita beleza e pouco charme, atraindo mulheres lindíssimas após passar o desodorante AXE. E eu nunca vi nenhum homem consumidor dessa marca de desodorantes se queixando dos seus representantes no comercial.

 Antes que alguém venha com mimimi, fui modelo da Marisa por duas campanhas seguidas (Dia dos Namorados e Dia das Mães) e me orgulho muito disso, mas nada me impede que eu venha aqui e fale o que quer que seja da marca ou de suas propagandas.  Além disso, sou cliente das lojas do Shopping Metrópole em São Bernardo do Campo e na da Lapa, em São Paulo. Muitas de minhas leitoras já me viram por lá. Sendo assim, não vou boicotar uma loja, deixar de comprar seus produtos ou encabeçar uma campanha como a “Não Vou de Marisa”  porque ela errou em uma propaganda. De todas essas lojas de departamento, ela foi a primeira a investir em moda plus size. Muito antes de C&A, por exemplo, contratar Preta Gil, Marisa já vendia para as gordas.  E hoje, lá, existem roupas moderninhas e joviais por um preço camarada. Além de ser o único lugar que eu tenho o prazer de conseguir comprar roupas junto com a minha irmã Barbara, que usa manequim 36.

Na minha opinião, ela merece uma segunda chance. E é por isso que eu continuarei indo de Marisa.

33 Comentários

Arquivado em Moda e estilo

33 Respostas para “Eu continuo indo de Marisa

  1. A marisa foi infeliz no comercial, mas tambem não me senti ofendida com isso. Tem muita gente por ai que acha isso valido, se farta o ano inteiro e chega em setembro quer morrer de tanto comer salada e na academia pra ficar magra desfilando na praia.
    Não podemos ser radicais e achar que só porque a marca não colocou uma gorda na propaganda dela, é porque ela tem preconceito, é ridiculo pensar assim.
    Temos que repensar melhor esse conceito de ‘aceitação Plus Size’, tem muita gente sendo radical demais e isso ja esta ficando chata de ver e ler.

    Beeeeijos Re, saudades gata.

  2. Mariana Rizk

    Adorei o seu posicionamento e concordo plenamente com td que vc falou. As pessoas andam muito ofendidas, cheias de mimi…fala serio. As lojas Marisa é uma das poucas lojas de departamento que realmente enxerga o público plus size de todas as idades. É ridículo falar em boicote, essa propaganda provavelmente foi feita por algum homem casada com uma magra neurótica kkkkkkkkkkkk (brincadeira gente). Parabéns por sua colocação tão sincera e consciente. Bjs. Adoro seu blog!!!

  3. LILIANE

    A primeira vez que vi achei que era propaganda da rede Hortifruti….só depois que o tico e o teco entenderam que era da Marisa!!! Eu como salada o ano todo também pq eu adoro comida natureba!!! Fez efeito não…deve ser o carbo extra!!!rsss Nao gosto da roupa da Marisa!!! Acho feia e mal feita.

  4. Olá, estou vendo que serei a primeira a comentar, rsrs.
    A minha opinião sobre o comercial é a mesma que a sua: não me ofendeu, eu estava bem e não foi para todos os públicos. Aliás eu só vi 1x e agora a vejo de novo aqui.
    Acontece é que está tudo louco. Mundos se enfrentando e se ofendendo. Enquanto a moda não for totalmente para todos, haverá essas discordâncias. Sonho um dia ver 1 plus size desfilando num fashion week de SP ou do RJ, se Deus quiser isso estará bem próximo.
    As pessoas tem que passar a amar-se como são. Quando estamos com a autoestima em dia, qualquer ofensa vira borboletas no estômago, pois não ligamos para a tal.
    Uso agora o seu espaço, e peço licença, para falar: meninas, vocês são lindas como são. Pensem que os alfaces que a modelo do comercial comeu durante 1 ano, as refeições não alegres que ela fala são o nosso jejum da moda. Passamos anos usando roupas da “vovó”, como muitas falam, e hoje usamos roupas da moda, lindas, chiquérrimas e baratas, que encontramos na C&A, Leader e cia.

    Um bjão meninas. Um bjão blog Mulherão!

  5. silvani vicente da hora

    Eu concordo com tudo q disse.
    Hoje fui numa botique na minha cidade, compra um cinto com placa de metal…ai vi algumas roupas G e pouquíssimas peças GG .
    Falei com a dona da loja, querida invista em peças para olha size pq ta moda. Ela me disse vc e massa,e perguntou se eu vi a propaganda da MARISA. Eu disse vi sim, bobagem aquela moça, coitada só e feliz no verão. Kkkkkkkkk e agora dou de cara com essa matéria, para q a autora esta na loja.
    Detalhe achei o cinto, um luxo.

  6. Ehh Renata vc sempre imparcial e coerente. Parabéns! Merece o sucesso que faz. Também acho que o ser humano precisa parar com essa magrofobia, homofobia, gordofobia e outras fobias….pelo amor! Vamos ser felizes!

  7. Aninha Brum

    Esse parágrafo que escreveu diz td que eu penso – “Ela não falava comigo, ponto. E não creio que lojas de departamento tenham que se comunicar com todos os seus clientes ao mesmo tempo. Às vezes fazem campanhas dirigidas para crianças, outras para adolescentes, outras para homens e outras para mulheres que comem apenas chuchu o ano todo. Um dia, tenho fé, lojas como Marisa, Riachuelo, C&A e Renner farão campanhas só com gordinhas e não quero ler magrinhas reclamando que isso é uma apologia à obesidade. Há espaço para todas.”
    Se nós Pluz Size quisermos ser tratadas como iguais, não podemos nos fazer de “coitadas” e doer com tudo e qualquer coisa.

  8. Não gostei da propaganda pois atinge uma grande massa e pode influenciar sim muita gente com cabeça e autoestima mais fraca, principalmente adolescentes. Mesmo não me sentindo ofendida ou não tomando aquilo para mim, achei desnecessária. Quanto a Marisa ser a primeira a investir em moda plus size eu discordo, sempre fui 46 e sempre achei essa numeração na C&A e Riachuelo bem antes do boom plus size, na Marisa só tinha roupa de velho agora que tá fazendo coisas mais moderninhas, mas mesmo assim ainda não gosto….

  9. Respeito seu ponto de vista, porém discordo! O problema não é se equivocar na propaganda, afinal de contas errar é humano; o que me deixou bem insatisfeita foi o comunicado oficial postado por eles no facebook. Aquilo sim eu achei um tremendo desrespeito, pois toda e qualquer loja sobrevivi de vendas, de encantar e agradar seus clientes e mesmo com milhares de clientes Marisa expressando seu descontentamento na fan page deles a resposta foi: SE VC NÃO TEM BOM HUMOR, PROBLEMA SEU! Eu era uma consumidora praticamente compulsiva da loja, era praticamente impossível passar um mês em que eu não gastasse pelo menos R$ 100,00 na loja. Agora vou de Renner, de C&A, de Pimenta Nativa, de Quintess de qualquer outra marca, menos de Marisa.

    • renatavaz11

      A nota a que se refere Ellem Cristina e que foi publicada pela Marisa em sua Fan Page é a seguinte:

      “Em relação ao filme “Homenagem” da nova coleção de alto verão, a Marisa esclarece que o intuito foi mostrar, de forma bem-humorada, um tema tão recorrente entre algumas mulheres nesta época do ano, que é o desejo de estar bem com o seu corpo para encarar o verão. Não à toa, este é o período de maior procura por alimentação saudável e academias de ginástica. Uma verdadeira “luta” a que
      se propõem tantas mulheres para atingir esse objetivo e que, de um modo geral, passa pela adoção de uma dieta mais rica em alimentos menos nocivos à saúde, porém não tão empolgantes para boa parcela da população. E aí a graça do filme.

      A companhia, que está há mais de 60 anos no mercado e é hoje associada à mulher brasileira de todos os credos, raças e medidas, desenvolvendo sempre coleções democráticas, acessíveis e trazendo as últimas tendências da moda, lembra que o bom humor e a irreverência sempre foram marcas das campanhas da empresa.

      A Marisa reforça que a peça publicitária não teve em nenhum momento o objetivo de impor este ou aquele estereótipo, tampouco de encorajar a adoção de dietas radicais. Mesmo porque a companhia acredita que sua longevidade se deve a excelente relação que construiu com seus clientes, parceiros e colaboradores.

      Marisa Lojas S.A”

    • renatavaz11

      Vai de Loja Mulherão também, Ellem! rsrsrs Beijos!

    • KEKE

      Ellem, mandou bem! Concordo com você!

  10. angela maraia do nascimento

    VOU DE MARISA TBM!DEPOIS DESSA COMPANHIA POLEMICA FUI NA LOJA AQUI DA MINHA CIDADE E VI MODELOS LINDO E ATUAIS COM AS CORES E TENDENCIA PRA ESSE VERÃO PARA NÓS PLUS SIZE AMEI,NEM ME SENTI OFENDIDA.

  11. Macele

    também sempre fui de marisa!!!A leader está bem aquem.. parece que parou de investir na atualidade.. Marisa está dando um banho! Adorei a matériaaaaaa

  12. Para a Marisa

    Não consegui esperar até o verão para ser feliz.
    A felicidade me visitou muitos dias do ano em
    cada reencontro, cada Aniversário, Happy Hour e
    festas que fiz questão de não perder.
    Foram momentos únicos que vivi intensamente e que
    não voltarão mais.
    Mas aí chegou o verão e vi que não estava pronta
    para arrasar. Mas espera aí, eu esperei o verão
    para ser feliz e não arrasar, sabe o motivo:
    Porque a felicidade sim é um arraso!!!

    Para a Renata

    Concordo com seu posicionamento, para mim não passou
    de uma estratégia infeliz para ganhar visibilidade
    (e ganhou, só que negativa). Mas por mais que não
    concorde com a propaganda, acho que não é necessário
    ser radical ao ponto de fazer um boicote.
    Estamos em um momento em que o Plus Size está ganhando cada
    vez mais visibilidade e temos que ignorar estas provocações
    e seguirmos em frente com o propósito de levantar a bandeira
    da Diversidade da Beleza.
    Digo que esta propaganda não me incomodou ao ponto de me
    indignar, só me mostrou que ainda existem pessoas que sofrem
    para atingir uma meta que não foram elas quem estipularam.
    Mudar hábitos para conquistar Qualidade de vida eu concordo,
    se torturar para alcançar uma meta fútil e passageira não.

  13. Renata

    Admiro sua coragem. E sua auto-estima…Parabens.
    Eu fiz a gastroplastia faz 1 mes, então, acho que no momento não estou credenciada a dar opinião sobre o assunto em questão. A opinião das comedoras de chuchu foi mais forte do que eu…

    Mas não me canso de te admirar por realmente estar em paz consigo mesma e dessa forma ser tão “feliz o ano todo”!!!
    Pq vc não apenas tenta ser, vc É de verdade.

    NOTA 1000.

    bjssssss

  14. Suzane

    Confesso que quando vi a propaganda, achei um absurdo,achei que a Marisa estivesse apoiando esse tipo de comportamento que não é legal! Mas vendo pelo seu ponto de vista, Re, tenho que concordar, a propaganda fala com um tipo bem específico de mulher, e não podemos negar, existem muitas mulheres assim! Vejo o exemplo na minha academia, lotada no verão e as moscas nas outras estações.

  15. Paula Regina

    Renata,concordo com sua posição e eu acredito que levar tudo na ponta-de-faca não faz jus à pessoas que estão conformadas com seu peso e felizes, de bem com vida. Fica, para minha leitura profissional, parecendo a eterna fantasia persecutória.
    Afinal, quem aqui vai negar que 99,99% de todas as propagandas suas personagens são magérrimas, felizes, bem sucedidas, sem dívida alguma,lindas e loiras?
    Então eu não compraria de palito de fósforo até meu carro!

    Contudo, devo admitir que a propaganda, em meu entendimento, já foi realizada para acender a chama de debates pelo desenho que ela compôs.
    O mais engraçado, se assim eu colocar, é que não reparei na propaganda pelo olhar plus-size…

    Eu vi ali algo muito infeliz para o sexo feminino, que foi apontado como somente “viver” para uma determinada estação do ano, onde todo e qualquer sacrifício valeria a pena para desfilar meu corpo e nada mais – intelecto, diploma, profissional, saúde, carreira etc, o que são esses frente ao verão e a possibilidade de desfilar de biquíni sem “fazer feio na praia”?

    Ou seja, à mulher fica:
    a pecha de consumista;
    infantiloide;
    de se alimentar não corretamente (e daí? é para o verão, ora bolas!);
    de se mutilar;
    se boicotar;
    de só olhar seu shape, seu envólucro,;
    de que o verão é moldado no que voce pode exibir e não no que voce pode curtir,;
    de que qualquer sacrifício tem valia e permissão por 8 meses somente para ter sucesso em nos 4 seguintes.

  16. Hoje em dia ainda existe realmente a mulher que só é feliz magra, esquelética e que se entrega ao famoso “projeto verão” para se sentir bem ou como diz a modelo no comercial ” ter um verão feliz”…

    Eu acredito que foi uma “escorregada da Marisa” mas, de não gostar de um comercial, que (minha opinião pessoal) foi visivelmente feito para o público tamanho padrão que é o maior ainda no Brasil, à deixar de ir na Marisa que, como você mesma disse, vende peças lindas para as mais gordinhas (eu por exemplo tenho tantas roupas de lá que todo mundo me pergunta de onde é…) está muito longe de ser justo.

    Respeito as demais opiniões mas eu também Continuo indo de Marisa Re!

  17. Renata minha amiga aqui entre nós duas amei tudo oque vc falou e assino em Baixo, acabei não assistindo a propaganda mas sinceramente percebo que não perdi nada kkkkk….. Eu continuarei indo a Marisa não é por conta de uma propaganda que vou parar de frequentar uma loja onde sempre compro coisas maravilhosas como minhas peças intimas e algumas roupas, na marisa consegui comprar um sainha jeans que a anos eu não conseguia comprar para mim e por ai vai. Marisa minha linda continuarei sendo sua cliente sempre seja em Manaus-am ou em .São Paulo em qualquer dos estados onde eu estiver vou continuar sendo sua cliente

  18. Não me senti nadinha ofendida com a propaganda… Existe publico alvo, e eles querem agora é vender “biquininho”… Acho que as mulheres Plus precisam se amar mais e não criar tanta polemica com esse tipo de comercial…
    Existem mulheres que se matam o ano todo para no verão desfilar com fio dental na praia, e para elas isso é felicidade sublime… E para outras existem coisas mais importantes para se fazer o ano todo do que contar quantas celulites se tem…

  19. Beatriz Fraga

    Não me senti ofendida com a propaganda, até achei interessante. Se eu faço dieta atualmente e não como tudo que quero é por causa da minha pressão que está alta por causa de stress. Só por isso. Agora deixo a minha revolta com a Marisa pq a da minha cidade (Cachoeiro de Itapemirim – ES) não tem nada para gordo! As raríssimas peças de tamanho maior que tem nem são plus size e não são bonitas. Ai sim Eu Não Vou de Marisa!

  20. Olá Rê,
    Assistindo ao comercial, realmente fiquei muito p*. da vida, mas depois lendo ao seu comentário, pude refletir e ver que se a mulher se matou o ano inteiro para ficar magra no final das contas, foi um problema dela, não é mesmo? E a Marisa realmente foi a primeira loja que começou com as vendas para o público Plus Size, seguido da Riachuelo, Renner e agora recentemente, a C&A.

  21. Também concordamos com você!
    Boa semana e sinceros parabéns pelo blog!
    Beijinhos.
    Até 🙂

  22. Fernanda Soares Barbosa

    Bom eu sinceramente amei o comercial, mesmo sendo gorda. Acho que cada um no seu estilo tem mulheres que pra se sentirem bem tem que estar magra e para isso fazem sacrifícios e são mtu disciplinadas, e eu admiro mtu essas mulheres, pois correm atrás dos seus objetivos os que nós sabemos que não é fácil viver de sopinha rala e arroz integral. Acho justo uma campanha publicitária homenagea-las. Também adoro a Marisa, pois sempre tem peças bacanas para nos tam 46/48 com os melhores preços justos, coisa que realmente é difícil de achar, aqui em São Paulo até que existem mtas opções de roupas Pluz, porém muuuuuuito caras.

    Eu vou de Marisa, e espero o dia em que ela nos homenageie tamb!!!

  23. Isabelle

    Ai que besteira! Se sentir ofendida só pq o desejo da mulher é ser magrela( e ela se sente bem assim), s/ celulite(melhor, pouca celulite já que é impossível não ter)
    Eu como salada, fruta o ano inteiro pq eu quero comer BEM, ter uma alimentação saudável, ajudar o meu sistema imunológico,manter meu coração, minhas artérias funcionando muito bem. Sou magrela, sou natureba e sou um mulherão pq sou batalhadora, sou brasileira, pq eu gosto de mim e me aceito como eu sou! Comendo chocolate, tortas, pastel, empadão… (não tds os dias) e muita fruta, legume(td dia) e indo a praia com os meus ossinhos!
    Já pensou se toda magrela acreditasse que todo blog que fala de moda plus size, de modelo plus size está sendo preconceituoso com ela!
    Gente o preconceito deixa o mundo pequeno, dividido. Cada coleção tem seu público alvo. Deixa de besteira!

  24. Marília

    Eu também não me senti ofendida com o comercial!
    Não manifestei minha opinião pq todos estavam sendo contra, mas a verdade é que a Marisa ainda é a única loja que encontro roupas bacanas pra mim, e nem sempre são na linha especial. Lojas do mesmo estilo, como Renner e Riachuelo, nunca tem nada que me sirva,os tamanhos G e GG estão cada vez menores e acho que se tiver que reclamar de alguma coisa seria disso.
    Vou continuar comprando na Marisa sim! Inclusive no dia que vi essa polemica do comercial tinha ido lá e comprado duas saias, coladinhas, com cara de piriguete, o melhor tamanho G!
    O importante é ser feliz o ano todo! Independente do que se coma ou de do que se vista.

  25. 010810

    Boa Tarde !!!!!

    Olha nao me sinto ofendida tbm não ,amu demais as lojas marisa compro la a muitos anos ,e la encontro tudo q presiso sempre ….

    Paty Queiroz

  26. Barbara

    Não me senti pessoalmente ofendida nem deixarei de comprar roupas lá, mas achei os valores que essa propaganda passa péssimos. Fala de uma mulher que faz o que for pra se encaixar em um padrão estético; fica bem claro que ela queria se sentir segura pra desfilar magra na frente dos homens (que provavelmente estariam comendo sua boa batata frita com cervejinha e caipirinha, sem abrir mão de nada). Ela não fez aquele regime todo pra se sentir bem consigo, pela sua saúde, para participar de esportes de verão… foi pra pegar homem mesmo. Problema dela se só assim ela consegue, mas que é uma mensagem podrinha, é sim. Ela vai pegar o tipo de homem que, quando ela engordar 2 quilos, já começará a olhar pras suas amigas. Vou na Marisa ou onde eu quiser comprar roupas pra sair com meu amor, que me admira magra, gorda, forte, fraca, arrumada na balada e descabelada de manhã! Isso é o que importa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s